sexta-feira, 11 de setembro de 2015

"Quo vadis Benfica"?!.....


Jesus até corta a relva

«Fiquei a saber na 4.ª feira que é Jorge Jesus quem telefona directamente para os hotéis a fim de marcar os estágios do Sporting e que, de seguida, informa da ementa que quer ver ser servida aos jogadores. O familiar que me contou esta história não deixou de se sentir intrigado quando me ouviu responder que aquilo só podia ser um completo disparate. "Mas não foi isso que o Jesus te disse em ‘off’ antes da entrevista?", atalhou. Quando lhe perguntei onde fora buscar tamanha estupidez, explicou que tinha sido um amigo, jornalista da Sport TV, a relatar-lhe o que ouvira da boca de um comentador televisivo (o nome não interessa) ligado ao Benfica, com a garantia de que essa conversa ocorrera entre "Jesus e os jornalistas do Record, que o entrevistaram". Fiquei esclarecido. Pensara, na noite de 2.ª feira, que Pedro Guerra, no "Prolongamento" da TVI24, no calor da discussão com Eduardo Barroso tinha improvisado uma mentira para tentar sair por cima. Que a mentira, e consequente difamação, lhe saiu da boca, lá isso saiu. Mas sobre essa matéria, a seu tempo, irá explicar-se em tribunal.

O significado da história de 4.ª feira é outro: se dois comentadores ligados ao Benfica, de diferentes canais televisivos, andam a espalhar de forma pública e privada histórias que nada têm a ver com a realidade dos factos, em relação à entrevista que fiz a Jesus, ou se trata de uma enorme coincidência, ou alguém lhes deu uma cartilha a ler. Como neste caso não acredito em coincidências… Na sessão fotográfica realizada para acompanhar a entrevista, Jesus fez questão de posar em cima da máquina de cortar relva. Já estou à espera que alguém diga: "No Sporting, Jesus até corta a relva!"

A tese de que foi Jesus quem fugiu do Benfica para se ligar ao Sporting, passada pela entourage benfiquista durante todo o mês de Junho, já está mais que desmentida. Hoje, penso ser claro para todos que foi o Benfica a prescindir dos serviços do ex-treinador. Tinha todo o direito e legitimidade para o fazer. Ponto. A estratégia agora, pelos vistos, é outra. Tentar abrir brechas no relacionamento entre Jesus e Bruno de Carvalho. Talvez a melhor estratégia fosse a de apoiar de forma inequívoca Rui Vitória. Em privado e em público. Mas esta é apenas a minha opinião…»
(José Ribeiro, Contas Feitas, in Record)



Ao que isto chegou!... Já vale tudo para aquilo que José Ribeiro classifica de "entourage benfiquista" e que eu, mais prático, realista e sem nada dever a ninguém, designo por "central de propaganda goebbelsiana do arcanjo gabriel"!...

De tanta azia e com a moleirinha e o sistema nervoso central todo desengonçado, já nem pensam naquilo que andam a fazer e estarão a colocar uma instituição centenária de rastos e a confundir-se com a lama!...

"Quo vadis Benfica"?!...

Leoninamente,
Até à próxima

4 comentários:

  1. A propaganda difundida por Goebells, a verdade, é que continua a entrar em muitas cabecinhas do país futebolístico. A maioria deste público futebolístico não faz ideia de que existe uma central de propaganda vermelha. Por isso, a campanha de intoxicação vermelha vai continuar.

    ResponderEliminar
  2. Boa oportunidade para o retratamento público e magnânimo deste senhor (que tantas vezes nos atacou desmesuradamente...)

    Que tal uma primeira página tipo "MENTIRAS VERMELHAS"... ou ... "MENTIROSOS"

    Fico à espera...

    "Ao que isto chegou!.." Talvez aprendam alguma coisita... ou não...!...

    Fico à espera... mas sentado...!!!

    SL

    ResponderEliminar
  3. Realmente é incrível, ao que os benfas chegaram, a continuar assim vão todos parar ao Júlio de Matos, pois tanta maldade deve-lhes provocar um forte distúrbio mental.....

    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE