sábado, 31 de maio de 2014

Os deuses e Paulo Bento, à espera das nossas orações !!!...



Paulo Bento será um dos melhores treinadores portugueses a conseguir a quadratura do círculo, a explicar o inexplicável, a justificar o injustificável e a sair sempre com ar de vencedor, nas sucessivas vitórias pírricas a que a sua teimosia, casmurrice e submissão a interesses estranhos, têm conduzido a selecção em que todos nos desejaríamos rever. Hoje, o disco riscado a que há muito nos habituou, voltou a tocar:

1 - Deu a titularidade de início a Eduardo, um dos guarda-redes com pior prestação na I Liga ao longo da época, que só ele saberá porque incluiu nos 23 e na segunda parte, deu um rebuçado de tostão a Beto. A partir de agora, se Rui Patrício não for vítima de qualquer infortúnio, o recreio acabou para ambos!

2 - Deixou no banco ou disfarçou com meia dúzia de minutos de jogo, todos os jogadores que incluiu nos "seus" 23, presos por arames, ou sem tarimba, ou ainda pela necessidade estratégica apontada antes, a saber, Rui Patrício, Cristiano Ronaldo, Pepe, Fábio Coentrão, João Moutinho, Raul Meireles, Ruben Amorim, Rafa e Vieirinha e colocou em campo todos os outros! Literalmente! Em um único jogo de preparação, deixou tudo mais claro e límpido que a àgua: o recreio acabou para todos aqueles que vão ao Brasil porque sim!

3 - Se os alemães tivessem dúvidas sobre o dispositivo táctico com que serão confrontados no primeiro jogo, Paulo Bento hoje tê-los-à elucidado de forma "inteligente e decisiva": 4x4x2 e ponto final! Claro que hão-de agradecer-lhe...

Centrando-nos agora no jogo deste fim de tarde no Jamor,  a equipa portuguesa não foi capaz, particularmente no primeiro tempo, em que testou o tal 4x4x2 com que vamos enfrentar a "Mannschaft", de dinamitar a boa organização defensiva dos helénicos (muito compactos e pouco preocupados em apostar na rapidez do contra-ataque) e falhou rotundamente na criatividade e dinâmica no ataque. Na segunda parte, a qualidade foi caindo até um plano que envergonharia qualquer equipa que ocupasse o lugar no ranking mundial que Portugal ocupa, especialmente depois da entrada  de Ruben Amorim, quando a equipa regressou ao 4x3x3 tradicional.

Em termos individuais, a dupla William/Veloso ainda estará a milhas do entendimento necessário para estancar a avalanche alemã. Precisará de muito mais trabalho, que será fundamental, em virtude dos sobejamente conhecidos actuais problemas físicos de Meireles, cuja solução ninguém se atreverá a antecipar. Nani foi o melhor em campo e oxalá não venha a ser a pedra fundamental nesta selecção, face ao caso difícil que envolverá Cristiano Ronaldo. João Pereira seguiu-o de perto e terá sido também um dos melhores,  Bruno Alves esteve seguro, Ricardo Costa passou por entre os pingos da chuva, Vieirinha no pouco tempo que esteve em jogo teve alguns, poucos, bons apontamentos, Éder revelou pouca entrega ao jogo, Postiga e Hugo Almeida pouco ou nada produziram,  Varela fez um jogo pobre, André Almeida não esteve bem e denotou não ter categoria para nestas andanças e Ruben Amorim e Rafa, entraram mudos e saíram calados.

Os deuses e Paulo Bento, estão à espera das nossas orações!...

Leoninamente,
Até à próxima

Marcos Rojo, o bem dele, será o nosso !...



"Aumenta la concorrenza per Marcos Rojo, difensore della nazionale argentina che quest'anno s'è confermato con la maglia dello Sporting Lisbona. Accostato a Manchester United, Napoli, Liverpool, Psg e Barcellona, per l'ex Estudiantes - si legge su Fichajes - c'è anche l'interesse del Real Madrid che è sceso in campo per assicurarsi il classe '90.".
(in TUTTOmercatoWEB, 21.23)


E aos tubarões já conhecidos, juntou-se hoje o Real Madrid! É preciso nervos de aço, perante o assédio a que o Sporting Clube de Portugal está a ser submetido! Uma pena que em Alvalade apenas restem 25% do seu passe e os restantes 75% pertençam ao Doyen Sports/Malta! Mas é a vida e pouco haverá a fazer, para além de esperar pela sua valorização no Mundial do Brasil, de modo a tornar compensatória a parte que nos cabe.

Claro que aos tubarões não interessará a espera. Mas o fundo que detém grande parte dos direitos de Rojo, também há-de querer valorizar a sua parte e será com esse argumento que Bruno de Carvalho certamente jogará...

De qualquer modo, há que colocar as barbas de molho e desejar boa sorte a Marcos Rojo, no Brasil. O bem dele, será o nosso !...

Leoninamente,
Até à próxima

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Interessante olhar as águas que hão-de passar sob as pontes !...



"Claro (que o Benfica é candidato a revalidar o título), mesmo que não tivesse sido campeão, o Benfica era um dos favoritos. Conquistou o título e tem de o defender, é o favorito número um. Nos últimos cinco anos os rivais perceberam que, para competir com o Benfica, é preciso ter uma grande equipa. Caso contrário, não têm hipóteses."

Se, por hipótese absurda, o mundo tivesse ficado imoblizado no dia em que Jorge Jesus conduziu, com pinças e sobressaltos, no Jamor,  a sua equipa na conquista do último dos três títulos na época que há pouco terminou, e só voltasse a rodar nos primeiros dias de Agosto próximo, não seria muito difícil de reconhecer alguma assertividade nas suas palavras.

Contudo, o mundo não parou e muita água já correu e há-de correr sob as pontes, até ao começo da próxima época. E como sempre, JJ voltou a evidenciar, na entrevista que concedeu ao canal televisivo do seu actual clube, a incorrigível superficialidade que tantos dissabores já lhe causou. Por essas e por outras, o técnico benfa já arrepelou os cabelos e teve de ajoelhar nos relvados. Uma pena que continue a misturar no mesmo saco, as suas reconhecidas e específicas competência e capacidade técnico/táctica, com uma cultura "naif", em que outras vertentes se aproximam perigosamente da mediocridade.

Se a Natureza tivesse privilegiado JJ, com aquele mínimo de bom senso que sempre lhe há-de faltar, para ser um treinador de top mundial, ele certamente reflectiria sobre o novo quadro que a próxima época inevitavelmente lhe trará:

1 - A equipa que tudo aponta para que volte a liderar, sofrerá inevitáveis sangrias, por força de uma realidade conjuntural que ele não domina e a sua capacidade competitiva será significativa e inexoravelmente menor.

2 - Com qualquer dos dois rivais mais próximos, é previsível que aconteça precisamente o contrário, assim como com uma boa parte das equipas que, não lutando real e substantivamente pelos títulos, qualquer analista se recusará a admitir que voltem a repetir os fracassos da época que há pouco terminou.

3 - Embora seja de admitir que uma boa parte dos resultados que JJ preconiza para a sua equipa, voltem a ser influenciados por razões exteriores às quatro linhas dos rectângulos de jogo e que o conforto desse xaile o possa ter motivado para a jactância evidenciada, a ninguém se afigura como provável a manutenção do "colinho" que o terá salvo de perdas irreparáveis na primeira metade do campeonato. Também neste último ano o mundo rodou, e as condições alteraram-se substancialmente: aumentaram os holofotes e o escrutínio será feito segundo contornos e repercussões diferentes! È previsível que assistamos a um apreciável défice de coragem, por parte dos agentes que na última época promoveram a limpeza do caminho para o... pois, 27 + 3 = 33, título!...

Nesta condição, os treinadores de todas equipas, repito todas, que concorrerão para o passeio que Jorge Jesus acaba de preconizar, certamente que, perante as suas néscias e extemporâneas palavras, exibiram um grato, significativo e prevenido sorriso. Será interessante olhar as águas que hão-de passar sob as pontes!...

Leoninamente,
Até à próxima

quinta-feira, 29 de maio de 2014

As melhoras para todos, em especial para... Paulo Bento !...



"De acordo com o boletim clínico divulgado esta quinta-feira pela Federação Portuguesa de Futebol, Raúl Meireles, Cristiano Ronaldo, Hugo Almeida, Rúben Amorim e João Moutinho estão a braços com alguns problemas de saúde.

Raúl Meireles tem uma mialgia da região posterior da coxa direita e Cristiano Ronaldo padece do mesmo problema, mas na perna esquerda. Ambos fizeram hoje trabalho de reabilitação específica no hotel.

João Moutinho, tem também uma mialgia da região posterior da coxa direita, razão pela qual hoje realizou treino condicionado, individualizado, de inserção desportiva, no campo.

Hugo Almeida padece de um distúrbio gastro-intestinal e Rúben Amorim tem uma tendinopatia no adutor direito, tendo realizado o mesmo treino aplicado a Moutinho.".
(in Noticiasaominuto)


Como adepto decepcionado da selecção nacional, só posso desejar as melhoras para os padecimentos de todos, em especial, para o responsável por esta convocatória... PAULO BENTO !...

Leoninamente,
Até à próxima

Quem ao mais alto sobe...



Cada um sabe de si, e os deuses sabem de todos! Os tablóides da nossa praça nunca explicaram as razões - pudera, não são, nem pretendem ser, bruxos!... -, que levaram o Sporting a deixar cair a contratação do lateral-esquerdo hispano-suiço, Loris Benito, depois do "scouting" leonino ter detectado o jogador e decorrerem negociações entre as partes interessadas. A resposta encontrei-a há pouco por aqui: 3 milhões de euros! É a vida!...

Ainda não havia digerido a investida suiça do "scouting" dos benfas - com as calças do meu pai eu pareço um homem!.. -, já me estava a aparecer outra grande novidade: Pedro Tiba a caminho do Braga! Pois! Compreendido! Não há nada como ir para um "grande"!...

De um tal Rafael, que não é Martins, antes Silveira, há quem diga por aí, que estará a um passo de substituir Oscar Cardozo! "Yo no creo en las brujas, pero que las hay, las hay" !...

Finalmente, mais um que já não virá para Alvalade! Danilo Dias também foi para um "grande"... do Azerbaijão!...

Leoninamente,
Até à próxima

Marko Petkovic a caminho de Alvalade ?!...



Tendo em conta as considerações hoje tecidas no jornal A Bola, que surgem destacadas na contra-capa da sua edição em papel e, no seguimento de uma linha editorial para que já por aqui chamei a atenção, creio fazer todo o sentido a minha convicção de que o Sporting Clube de Portugal já terá chegado a entendimento com representante do lateral-direito sérvio Marko Petkovic, que ontem terá estado em Lisboa, para negociar com a estrutura leonina.

Ao que se sabe, depois do acordo total entre o Sporting e o Estrela Vermelha, sobre a compensação a pagar pelo clube de Alvalade, que deverá rondar os 850 mil euros, as dificuldades passaram pelo valor salarial anual pretendido pelo jogador, cerca de 400 mil euros, se situar no dobro daquilo que o Sporting estaria disposto a pagar.

A vinda do empresário do jogador a Lisboa, revelará o interesse de ambas as partes e não será descabido pensar numa aproximação de verbas, porventura através da fixação de objectivos a cumprir pelo atleta, ao longo do contrato a estabelecer com o Clube que, ao que se sabe, apontaria para cinco épocas.

Marko Petkovic, 21 anos, 1,87, 78 kgs, ainda esta semana se sagrou campeão ao serviço do Estrela Vermelha, tendo realizado 19 jogos no campeonato e apontado um golo. A confirmar-se esta contratação, o internacional sub-21 pela Sérvia, irá competir com Cédric Soares por um lugar no onze, o que fechará a posição de lateral-direito do plantel às ordens de Marco Silva, que naturalmente, já no desempenho efectivo das suas funções na Academia, terá dado o seu aval à vinda do sérvio para Alvalade.

Esta insistência do Sporting na contratação de um lateral-direito vindo do exterior, será indicador seguro de que o Clube não estará de todo a pensar em Ricardo Esgaio para esse lugar. porventura baseado na realidade do futebol actual, em que cada vez mais é exigida aos laterais uma compleição física e em particular uma altura, que a jovem promessa da nossa Academia não exibe. Terão sido eventualmente os 15 cm que os separam, a revelarem-se decisivos. A Ricardo Esgaio, pelo seu valor, qualidade e talento, estarão reservadas tarefas mais atacantes. 

Estaremos a poucas horas da apresentação de Marko Petkovic em Alvalade?!...

Leoninamente,
Até á próxima

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Rir será sempre o melhor remédio !!!...




FARTEI-ME DE RIR COM VIEIRA !...

"Quando ontem ouvi as declarações de Luís Filipe Vieira, fartei-me de rir. Só tenho de agradecer o bom momento que me proporcionou, de boa disposição. Quando me fazem passar um bom serão, bem disposto, não há razão para desentendimentos. Quem me faz rir, tem sempre aqui um amigo. Claro que não houve nenhum telefonema. Estávamos os dois a ironizar!" [...]

Todo o mundo resolveu ajudar o Sporting. Temos uma boa gestão porque o mundo resolveu ajudar. Eu sou uma pessoa decorativa..." 

ONTEM FARTEI-ME DE RIR !...

"Fui questionado sobre o presidente do Benfica, que teria falado num telefonema, onde me teria dito que já tinha os pontos suficientes para não descer de divisão. E, no mesmo telefonema, ele estava a contar que apesar dos milhões gastos, o melhor reforço eram as nomeações. Quer um, quer o outro, ironizaram. Mas não é ironia quando o Luís Filipe Vieira disse publicamente que, mais importante do que contratações, era ter as pessoas certas nos órgãos de poder do futebol. Adoro pessoas que me façam rir e ontem fartei-me de rir. Estávamos a ironizar os dois, mas acho mais importante o presidente do Benfica dizer que é importante ter pessoas nos lugares certos. [...]

(Não confirmando a candidatura do vice-presidente do Sporting Vítor Ferreira à presidência da Liga de Clubes) Terá de perguntar ao próprio Vítor Ferreira. Ao Sporting agrada, mas sabem que o Sporting luta há um ano por um futebol diferente, moderno, transparente e claro. O Sporting apoiará a pessoa que abraçar a causa de um desporto digno."

Quem não gostou das palavras proferidas por Bruno de Carvalho, recolhidas pelos jornalistas, à margem da apresentação da equipa de andebol adaptado, do Sporting Clube de Portugal?! Presumo que apenas aqueles seis milhões que todos conhecemos!...

Quais comunicados, qual quê!!!... Além de serem uma pura perda de tempo, nada se compara a uma tirada sarcástica, a um dichote repleto de arrasadora ironia, quando está em jogo a desmontagem da trapaça, da vigarice e de uma hipócrita aproximação, esperteza saloia rumo à manutenção do conveniente "satatus quo"!

A meu ver, esteve bem o Presidente do Sporting Clube de Portugal. Este será o único caminho para lidar com a trapaça dissimulada pela bacôca presunção dos maiores do mundo!...

Porque rir, será sempre o melhor remédio !!!...

Leoninamente,
Até à próxima

terça-feira, 27 de maio de 2014

Por mim, dou-lhe pouco tempo no cargo !...



A Revolução das Apostas

"O projecto-lei das apostas desportivas está prestes a ser levado a Conselho de Ministros, talvez já depois de amanhã, por imposição da troika e, espera-se, para satisfação do desejo esfaimado dos agentes desportivos

Desde a tentativa das corridas de cavalos de Ponte de Lima, há uns 25 anos, que as apostas lutam contra o monopólio da Santa Casa, que tem estrangulado uma importante fonte de receita, ao proibir a publicidade aos sites online, impedindo que estes devolvessem ao desporto e aos media uma parte dos milhões que lucram com a utilização dos nomes de clubes, atletas e competições. 

Mesmo que a carga fiscal leve alguns dos sites a desistirem de operar em Portugal, diminuindo o interesse de muitos apostadores, a regulação deste mercado e a desejável abertura a outros operadores nacionais aliviariam a crise financeira do desporto. Será desta?".

Leio e releio o texto que o "manhoso" director do jornal Record escreveu e a cada leitura reforço a minha convicção de que a criatura não estaria na posse de todas as suas faculdades mentais, no momento em que escrevinhou semelhante despautério! Algum excesso explicará a inconsequência que o texto revela e quase me atreveria a imaginar uma tremenda bebedeira, ou qualquer situação ainda pior, quiçá de origem psicotrópica.

Começa o homenzinho por nos dar a boa nova de que estará para breve a aprovação pelo Governo, do projecto-lei das apostas desportivas, mas complementa-a com a estapafúrdia conclusão de que essa medida virá ao encontro do "desejo esfaimado dos agentes desportivos". O pobre escriba está doente, muito doente! Só pode!...

Então a regulação de um sector, em que os inúmeros agentes - clandestinos! - de apostas desportivas que por aí pululam, parasitariamente, "sem rei nem roque" e à custa do esforço e dedicação dos clubes, por culpa da ineficácia, incompetência, desinteresse ou interesse de sucessivos governos, vem colocar um ponto de ordem e justiça, na bagunça a que assistimos, ou vem satisfazer "o desejo esfaimado dos agentes desportivos"?! Coitado do homenzinho!...

Dada a primeira martelada no cravo, bebido mais um "scotch" ou tomado novo comprimido, o desgraçado do escriba ataca desta vez a ferradura: o monopólio que a Santa Casa há longo tempo exerce sobre as "pobres" das apostas, que tem estrangulado "importante fonte de receita" e impedido que fosse devolvida "ao desporto e aos media uma parte dos milhões que lucram com a utilização dos nomes de clubes, atletas e competições.". 

Nesta segunda investida - salvo seja! - da criatura, os agentes desportivos, de esfaimados passam a espoliados, e para compôr o ramalhete, junta-lhes os media, como se grande parte destes, entre eles o jornal que dirige e outros comparsas da mesma actividade, já não beneficiassem também e de borla, "com a utilização dos nomes dos clubes, atletas e competições"! Surreal e demonstrativo dos graves padecimentos que estarão a afectar o "manhoso"!...

O remate vem na linha da irracionalidade e inconsequência anteriores: "a regulação deste mercado... aliviaria a crise financeira do desporto. Será desta?".

Quer-me parecer que o homenzinho não terá perdoado a Bruno de Carvalho e ao Sporting, a coragem e o arrojo de terem sido a única voz que se elevou ultimamente no pântano, contra a anarquia e desregulação reinantes neste deliberada ou incompetentemente esquecido sector de actividade. E o seu ódio ao Sporting e o amor ao álcool ou aos psicotrópicos, fizeram o resto! É impossível que a sua entidade patronal lhe copie o estado! Por mim, com este último tijolo no edifício da sua incompetência, dou-lhe muito pouco tempo no cargo!...

Leoninamente,
Até á próxima

Muita saúde, força, serenidade e perseverança aos donos da vinha leonina!...



Como era de prever, a convocatória de Paulo Bento gerou uma curiosa reacção nos adeptos de futebol, cujos parâmetros mais evidentes serão a desmotivação, o desinteresse e o gume afiado da crítica em qualquer situação menos positiva que aconteça ao seleccionado nesta fase de preparação. As sequelas do periclitante estado físico de muitos dos "afilhados" do seleccionador, começam a vir à tona e a prova dos nove virá eventualmente frente à Grécia, com as bancadas do Jamor pouco mais que vazias.

Normalmente a preparação da selecção costuma abafar a habitual efervescência de todos os finais de época. Tal não acontece agora, em que os 38 milhões de prejuízo da SAD dos andrades, disfarçam a lesão de Ruben Amorim e o centro das atenções dos adeptos não está em Óbidos, para se focalizar no "sai não sai" de Jorge Jesus, na revolta de Bebé que parece preferir o Sporting mesmo a ganhar menos, que ser levado ao colo pelo seu empresário até ao monóculo do Bom Jesus, ou a novela monegasca de Leonardo Jardim, com Jorge Mendes a pagar eventualmente ao Sporting os 3 milhões que deveriam ser pagos por Dmitry Rybolovlev e o ex-técnico leonino a encontrar muitas dificulodades em arranjar casa no principado.

Apenas um fio condutor comum se nota entre as duas vertentes do quotidiano do futebol português: a omnipresença cada dia mais avassaladora, do "novo dono" do futebol português, o ainda há pouco tempo improvável sucessor de Pinto da Costa! Jorge Mendes, qual "viúva negra" foi construindo, paciente e metodicamente, uma teia aparentemente ainda mais poderosa que o "velho rei das Antas", que, ironia das ironias, hoje ajoelha perante o novo suserano.

Ironicamente, a única vinha onde o pelotão de "vindimadeiras" do sr. Mendes, parece estar a ser confrontado com inesperadas dificuldades, será a de Alvalade. E esse facto estará a provocar ao vinicultor monopolista, um grau de irritabilidade de tal ordem que, dificilmente, deixará de se reflectir nos resultados da safra leonina. 

Essa possibilidade porém, parece não preocupar muito os donos da vinha! Quanto mais progredir a maturação das uvas, mais garantias haverá sobre a qualidade do vinho que, consequentemente, mais facilmente será colocado no mercado.

Quanto à preparação atempada e cuidada da vinha, no sentido de acautelar a próxima  colheita, os indicadores apontam para que nada estará a ser descurado. Ao boicote generalizado do mercado interno, na aquisição de herbicidas, fertilizantes e maquinaria, vai sendo conseguida a resposta adequada no mercado externo, cada vez mais globalizado e impossível de controlar.

Às manobras de bastidores tendentes a exponenciar o control histórico do sector, vão sendo contrapostas respostas estratégicas que enfurecem, confundem e desarmam os seus promotores. Não há seara que resista a uns bons punhados de jóio espalhados por cima da semeadura!...

Está muito complicado e confuso o pântano! E nem o sangue novo e endinheirado lhe parece valer, tal o impacto das violentas pedradas de que tem sido alvo! Aqui do meu canto, vou assistindo com profundo gozo! Tinha de acontecer um dia!...

Muita saúde, força, serenidade e perseverança, aos donos da vinha leonina!...

Leoninamente,
Até á próxima

Sporting atento ao prodígio iraniano Ali Hazami





A generalidade da imprensa noticiou ontem o eventual interesse do Sporting no jovem prodígio iraniano Ali Hazami, de 18 anos e com um fenomenal pé esquerdo, eleito o terceiro melhor jogador no último Mundial sub-17.

De acordo com o empresário Tadeu Martins, a Sporting SAD ter-se-à comprometido a enviar uma proposta formal, aguardada com expectativa pela jovem promessa iraniana, cujo maior desejo será jogar na Europa.

Vale o que vale esta notícia, mas não poderão ser negados os atributos técnicos revelados no vídeo acima, pelo jovem internacional iraniano.

Leoninamente,
Até à próxima

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Foi só uma rapidinha !!!...



 Porque será que o maior do mundo e arredores, tao depressa ouve juras de amor, como se sujeita a continuadas facadinhas no matrimónio?! Será que afinal não é assim tão bom na cama?!...

Não há nada como a modéstia e o realismo de um relacionamento aberto !!!...

Leoninamente,
Até à próxima

domingo, 25 de maio de 2014

Nunca tremas sem ver tremer !...



Ainda que com os dois pés atrás, tenho sido compulsivamente obrigado a habituar-me às notícias publicadas em A Bola, sobre o vai e vem do mercado, no que ao Sporting Clube de Portugal diz respeito, com a leve, às vezes forte, suspeita de que não haverá fumo sem fósforos. Tenho mais que fazer do que procurar razões para o que venho constatando. O facto porém é que quando o fumo me chega daquelas bandas, é como se trouxesse a marca do código postal: meio caminho andado!

Depois de um ténue nevoeiro há uns dias atrás, sobre a disposição do Sporting de negociar Diego Capel, há pouco menos de duas horas, irrompeu uma fumarada mais densa, que dá conta do desejo de Leonardo Jardim o pretender no seu futuro clube, que segundo clamam todos os deuses, será mesmo o Mónaco. Passarão deste modo a ser três a seguir o seu mister rumo ao principado: Marcos Rojo, William Carvalho e Diego Capel, se é que a coisa ficará por aqui, e Rui Patrício também não fará parte do lote.

Que a A.S. Mónaco F.C. terá a sua "casa-forte" com as prateleiras recheadas de livros de cheques, todo o mundo o sabe há muito. O que parece escassear na propriedade monegasca de Dmitry Rybolovlev, será a aquilo que Luís Duque celebrizou no Sporting, as vassouras. De facto com um plantel onde militarão supostamente mais de 30 jogadores - 5/6 guarda-redes, 9 defesas, 9 médios e 7/8 avançados -, em que 1/3 já ultrapassou a casa dos 30, com alguns a aproximarem-se perigosamente dos 40, esse utensílio de limpeza, necessário e obrigatório, é bem possível que venha a fazer parte da bagagem de Jardim, que eventualmente já partirá de Alvalade com o projecto da missão.

Ninguém ficará portanto surpreendido se a vassoura de Jardim funcionar nos casos de Flávio Roma (39), Sebastien Chabbert (36), Ricardo Carvalho (36) e Eric Abidal (34) pelo menos, por uma questão de já patentearem os respectivos pneus perigosamente carecas, e outros ainda, porventura, com falta de ar.

Já coloquei as minhas barbas de molho! Homem prevenido sempre valeu por dois. O Sporting poderá muito bem vir a bater todos os records de receitas de transferências. Essa será a face agradável da moeda. O reverso é que certamente poderá provocar alguma queda de cabelo a Marco Silva e perigosas arritmias no coração dos adeptos leoninos. O que nos vale é que o nosso jovem treinador, parece ter frequentado com êxito, cursos de formação intensiva nessa matéria, nos dois defesos passados. 

De modo que aos adeptos sportinguistas, eu recomendaria que não tremessem, antes de ver Marco Silva tremer! E desconfio que o primeiro a não tremer e, ao contrário, esfregará as mãos, será... Bruno de Carvalho !,,,

Leoninamente,
Até à próxima

sábado, 24 de maio de 2014

Querer ser campeão, é natural no Sporting !!!...



"... Com o Marco Silva, pelo que se viu, joga-se melhor. Mas tenho medo disso. Em Portugal, não se ganha na nota artística. Ganha-se na defesa a jogar forte e feio. Ganha-se não deixando jogar o adversário e caindo em cima dele. Ganha-se numas bolas paradas (aliás, são esses os principais lances de ataque do Benfica). Ganha-se com os árbitros. Jogar é para meninos. Espero que o Marcos Silva perceba isso. Se jogarmos alguma coisa, tanto melhor.".
(Rui Monteiro, A insustentável leveza de Liedson)

"... Jardim e Marco Silva parecem-me semelhantes. São profissionais calmos, rejeitam polémicas, muito racionais, discursos coerentes e voltados para o jogo. São próximos dos jogadores e bons na arte da motivação. Ambos privilegiam defesas muito consistentes e um meio-campo musculado,  mais "obreiro" que artista. Leonardo faz assentar a criatividade mais pelas alas, Marco Silva prefere um pivot como condutor de ideias. E não vejo mais diferenças evidentes.".
(Javardeiro, Leão de Plástico)

"... Depois da conquista do segundo escalão, tudo o resto é ainda muito recente e está na cabeça do seguidor do futebol. O quinto lugar da época passada, a brilhante estreia do clube nas competições europeias, o quarto lugar desta época são cartões de visita aliciantes e que Bruno de Carvalho não quis deixar fugir.

Mais do que isso, humildade, conhecimento, bom trato, compreensão, sensibilidade, influência positiva, cordialidade na opinião que nunca fica por dar. São estas algumas das muitas (boas) características que os entrevistados do zerozero.pt definiram sobre o novo treinador do Sporting, um exemplo de persistência, motivação, determinação e ambição. Com quase 37 anos, até se pode pensar que a juventude não lhe dará o calo necessário. Errado, segundo quem conviveu com ele. E, voltando a citar Vítor Manuel... «ele esteve lá, ele conhece o jogo, ele sente o cheiro do balneário...".

À medida que os dias vão passando sobre o momento em que o Sporting Clube de Portugal apresentou Marco Silva, como o seu novo treinador para a época que já se vislumbra no horizonte, dentro e fora do universo leonino surgem em cada dia novas contribuições, acerca das naturais diferenças entre duas personalidades, simultâneamente, tão próximas e tão diferentes.

Evidentemente que, sem apagar, tanto o valor intrínseco, quanto a obra e  a marca que o anterior treinador deixou em Alvalade, mais importante será neste momento, adivinhar e perspectivar, a contribuição que Marco Silva poderá oferecer ao"projecto leonino", singularmente afirmado, vincado e sublinhado pela ambição do seu Presidente e com a qual nenhum adepto sportinguista deixará de se identificar. E neste ponto particular, manda a justiça que seja reconhecida a Marco Silva, uma surpreendente e completa identificação, sem que alguma vez e no mais insignificante pormenor, tenha sido por ele referida alguma condicionante ou impedimento: "Querer ser campeão, é natural no Sporting" !...

Esta será a grande diferença entre a excelente época conseguida pelo Sporting de Leonardo Jardim e aquela que a ambição do Sporting de Marco Silva poderá vir a alcançar! Ou não, já que a beleza do futebol residirá exactamente na profunda subjectividade que o envolve e nos insondáveis factores, internos e externos que o rodeiam.

Por mim, junto-me a todos aqueles sportinguistas que acreditam!...

Leoninamente,
Até á próxima 

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Melhor ser Rainha por um dia, que duquesa toda a vida !...



Quando, já lá vão quase dois meses, deixei por aqui este alerta, talvez não estivesse tão louco como muitos amigos sportinguistas na ocasião terão julgado. O tempo acabou por me dar razão e hoje, fui confrontado com esta curiosa notícia! A fonte, será o que todos nós sabemos. Mas eu teimo em manter-me informado, mesmo que muitas vezes, para obter a informação que desejo, tenha que entrar furtivamente nas trincheiras do inimigo e me veja obrigado a valer-me do velho recurso de apertar as narinas, para por lá passar breves instantes.

Temo que de novo estejamos a um pequeno passo de nos vermos confrontados com um caso semelhante ao do famigerado "caso Rafa": o Sporting terá perdido a possibilidade de contratar um talentoso jogador e este, terá perdido um tempo precioso de uma carreira que se adivinhava auspiciosa! A velha história de Luísa de Gusmão, "melhor ser Rainha por um dia, do que duquesa toda a vida"!

Tanto no caso passado, quanto no presente, pelo menos aparentemente, ambos os jogadores, desejavam Alvalade. Mas os bastidores e a voz de interesses alheios aos atletas, acabam sempre por triunfar e fazer tábua rasa da vontade dos principais interessados. É difícil perceber a facilidade com que os futebolistas de hoje, vendem a sua dignidade e aceitam que alguém por eles decida o seu futuro.

De qualquer modo, mantenho palavra por palavra e linha a linha, as impressões que, na ocasião, aqui deixei transparecer. E, quer-me parecer, pelas conclusões que retiro desta recente aproximação do Sporting, que o novo técnico leonino, comungará do meu pensamento! Ou estarei enganado e a ser demasiado pretensioso?! Mais cedo que tarde o saberemos...

Leoninamente,
Até à próxima

Honra aos sportinguistas !...



"... O presidente entregou a Marco Silva, tal como fizera com Jardim, o cartão de sócio do Sporting. Neste lapso de tempo os leões fidelizaram 7.129 associados. O madeirense é o 100.950 e o novo técnico o 108.079."
(Fonte: jornal Record)

Bem que gostaria de ter visto esta pequena curiosidade, afixada no Jornal Sporting ou no site oficial do Clube, antes de a encontrar dispersa num qualquer tablóide da praça. Talvez o defeito seja meu, que deveria ter procurado de forma mais assertiva. Mas o facto é que nunca encontrei em casa, o que me foi dado a conhecer fora. Mas isso agora não interessa nada. O que me fez escrever estas linhas, não tem nada a ver com este prisma de observação.

Entre a entrada de Leonardo Jardim e a sua saída, mediaram 366 dias. E nesse tempo o Sporting Clube de Portugal assistiu à fidelização de 7.129 sportinguistas! É obra! Muito perto de 20 sportinguistas por dia se afirmaram presentes e quiseram contribuir com o seu amor e solidariedade para uma ainda há pouco impensável, PRIMAVERA LEONINA!...

A onda deveria ser mais alta, forte e intensa, dirão os menos avisados, esquecidos da profunda crise que o país atravessa. Aqui do meu canto, entendo esta adesão como um pequeno e notável milagre! No ano que se seguiu à maior hecatombe do futebol da nossa gloriosa História, sem celebrar na nossa Praça do Marquês de Pombal um único título de campeão há quase uma dúzia de anos e ao mesmo tempo que olhávamos para a profundidade do abismo que se apresentava, quase inexorável e irremediavelmente à nossa frente, é um espantoso milagre assistir à adesão de 20 sportinguistas em cada dia desta verdadeira revolução que tem vindo a restaurar os nossos orgulho e dignidade, tão vilipendiados nas últimas duas décadas.

Honra aos reconstrutores do grande edifício leonino e aos pedreiros que, tijolo a tijolo, estão a contribuir para o reerguer!...

Leoninamente,
Até à próxima

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Missão Pavilhão, já está !!!...




Já está! O meu dever de sportinguista está cumprido! Acabo de efectuar a minha contribuição para a MISSÃO PAVILHÃO, tendo já recebido o respectivo Certificado de Participação.

E partilhando com todos os sportinguistas a minha grande alegria, permitam-me lançar o apelo:

FAÇAM O QUE TÊM DE FAZER! VAMOS ERGUER O PAVILHÃO JOÃO ROCHA !!!...

Leoninamente,
Até à próxima


Balanço e projecção da época 2014/15



Agora que a convocatória dos 23 para o mundial é irreversível, que Marco Silva é o novo treinador do Sporting Clube de Portugal e que as férias foram decretadas na Academia, dei comigo a fazer um balanço dos actuais activos e das necessidades que as exigência da nova temporada determinarão. 

Guarda-redes

Rui Patrício e Marcelo Boeck

No caso de Rui Patrício, terminada a sua participação no Brasil 2014, sair de Alvalade, quer-me parecer que Boeck ocupará naturalmente o seu lugar e o Sporting terá de ir ao mercado em busca de um suplente com um mínimo de qualidade. Caso isso não se venha a verificar, a baliza do Sporting está entregue.

Linha defensiva

Cedric, Maurício, Rojo , Eric Dier, Paulo Oliveira, Jefferson

Parecem-me existir algumas carências neste sector, que eventualmente se agravarão se Marcos Rojo, o único que a meu ver terá mercado, acabar por sair. As laterais, julgo que necessitarão de concorrência, e na formação apenas Esgaio me parece à altura de lutar na direita, dependendo da opinião de Marco Silva, a sua fixação na defesa ou o seu avanço no terreno. O mercado terá de ser a solução para colmatar as necessidade, com um ou dois laterais e outro central, no caso de Rojo não ficar.

Miguel Lopes (emp. Lyon), Nuno Reis (emp. Cercle Brugge, Tobias Figueiredo (emp. Reus) e Ruben Semedo, por razões diferentes, não se me afiguram soluções para a próxima época. 

Linha do meio-campo 

William Carvalho, Adrien, André Martins, Shikabala, Vitor, João Mário e Slavchev

Quer-me parecer que, a não acontecer a saída de William Carvalho, este sector será fechado com a subida de Wallyson e eventualmente Esgaio ou Chaby, não sendo muito plausível que Rinaudo (emp. Catania), Zezinho (emp. Veria) e Diogo Salomão (emp. Coruña) possam constituir solução. Contudo, não me parece de descartar completamente a contratação de um médio ofensivo, assim o "porta-moedas" o permita ou as oportunidades surjam.

Ataque (alas)

Capel, Carrillo, Heldon, Wilson Eduardo, Viola e Carlos Mané

Vejo estes dois importantes sectores do ataque, com muita preocupação, tanto quantitativa, quanto qualitativamente, e a necessitar de atenção profunda por parte dos responsáveis leoninos.

Capel parece-me não mostrar rendimento compatível com o seu quase pronográfico custo salarial e penso que seria excelente opção a sua colocação no mercado.

Carrillo, Heldon, Wilson Eduardo e Viola (emp. Avelaneda), quatro casos de rendimento demasiado baixo para uma equipa com as responsabilidades e ambição do Sporting, terão porventura de passar pela peneira de Marco Silva, antes de olhar para o mercado.

Labyad (emp. Vitesse) deverá continuar na Holanda até ao final do empréstimo que terminará em 2015.

Ataque (centro)

Fredy Montero e Slimani

Parece-me evidente a necessidade de reforçar este sector com mais um elemento e não vejo nos activos do Sporting, nem talento nem rendimento suficientes para as aspirações do Clube.

Dramé poderá ser uma solução a ter em conta, mas de novo estaremos dependentes da opinião de Marco Silva.

Os caso de Diego Rubio (emp. Pandurii), Betinho (emp. V. Setúbal), Cissé (emp. Arouca) e Enoh (equipa B), não se me afiguram minimamente susceptíveis de poderem dar qualquer tipo de resposta para a próxima temporada, e mesmo a médio prazo as minhas reservas, manifestamente, continuarão a existir.

Mercado

A fazer fé, com reservas naturalmente, naquilo que tem sido veiculado pela CS, a estrutura leonina, depois das contratações de Paulo Oliveira e Slavchev, estará ainda atenta, no sentido da contratação de um defesa lateral direito (Petkovic?), um defesa lateral esquerdo, um médio ofensivo, um ala esquerdo (Rotariu?) e um avançado (Derley? Rafael Martins?).

Mas também, tendo em conta as sempre surprendentes decisões a que os responsáveis leoninos já nos habituaram, e considerando que, com toda a naturalidade, a opinião e sugestões de Marcos Silva deverão ser consideradas, muita água ainda correrá sob as pontes. Aguardemos...

Leoninamente,
Até à próxima

Estou desejoso que comecem as aulas !...




É incontornável. Neste momento, o centro das atenções do universo leonino chama-se Marco Silva! Sem que nenhum sportinguista deixe de ter bem presente, que a fonte que do meio das pedras da montanha, deu origem e alimenta o rio que fez brotar do restolho e deu viço à savana leonina, é Bruno de Carvalho, agora que as águas do seu mais forte afluente foram desviadas para França, a esperança vira-se para o homem que construiu a primeira grande mensagem da ambição leonina: "querer ser campeão no Sporting é natural"! Assim, em pezinhos de lã, sem alimentar tabus e com a facilidade e simplicidade com que respira futebol, Marco Silva disse ao que vem!

O novo lider do futebol de Alvalade é um treinador competente, com provas dadas, capaz de incendiar a esperança dos adeptos com um futebol agradável, de espremer a qualidade que lhe cai nas mãos e de reconstruir equipas. E, bem ao contrário de Leonardo Jardim, não partirá do zero. Quando entrar na sala de aulas, deparará com uma classe inteira, aprovada com distinção no seu primeiro ano de escolaridade. E será confrontado com cada aluno disciplinadamente sentado na sua carteira, em respeitoso silêncio e com os olhos fixos no mestre, prontos para receberem os compêndios das novas matérias e com as anteriores bem presentes na memória.

A linguagem do novo mestre é mais fluida, menos hermética, mais próxima, mais camarada, cai mais no goto, gera mais simpatia e empatia. Se calhar, mais motivação e ambição ainda, e ganhará concerteza a aula de apresentação e terá toda a turma com ele. Não é difícil de imaginar que assim seja, para mais quando o desejo é tão grande.

A turma ainda não estará completa. Eventualmente ainda sairão alunos, transferidos para outras escolas. E outros virão. Uns do mesmo agrupamento escolar, outros de longe. Mas aos que chegarem, não lhes restará alternativa que não seja... copiar o comportamento e alcançar o rendimento escolar, daqueles que já cá estão!

Estou desejoso que comecem as aulas !...

Leoninamente,
Até à próxima

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Tudo somado, o Sporting escolheu bem !...



É universalmente aceite que uma grande parte das maiores obras dos grandes génios, terá sido conseguida sob a influência de estimulantes de toda a ordem, nem sempre os mais recomendáveis. A velha história das musas inspiradoras, embora tenha resistido com bastante dificuldade durante o século passado, não resistiu à entrada do segundo milénio e à revolução tecnológica e acabou por fenecer. 

A obra magistral dos Beatles, muito dificilmente conseguirá desligar-se do LSD, assim como o saudoso Vinícius de Moraes terá tido bastante dificuldade em divorciar o seu talento, da inseparável garrafa de Shivas Regal. Pablo Picasso terá produzido as suas maiores pinturas, depois de consumado o seu insaciável desejo sexual e os exemplos sucedem-se.

Não sei o estimulante de que hoje se terá servido o medíocre jornalista de MaisFutebol, Luís Sobral, para produzir a peça que a seguir vos deixo. Mas que terá alcançado as raias da excelência que nunca nele imaginei, tenho que confessar. Ora analisem e depois digam-me se lhe estarei a fazer algum favor que, aliás, ele nem mereceria:

"Como se forma opinião sobre um treinador? 

Partir destes dez pontos é um caminho:

1. Resultados
2. O que diz e como se comporta no espaço público
3. A coerência das suas opções e ideias
4. O futebol que as suas equipas jogam
5. O crescimento dos jogadores que treina
6. O que dizem as pessoas que trabalharam com ele
7. O tempo
8. Os desafios que enfrentou
9. A resistência à pressão
10. A reacção às adversidades

Se olharmos para estes pontos, é difícil não dar boa nota a Marco Silva em quase todos. Apesar de ser treinador há apenas três anos e ter dirigido só um clube, muitos dos sinais que conhecemos são bons. Eis alguns.

1. Treinou o melhor Estoril de sempre, que levou da II Liga à Liga Europa.

2. O discurso é correcto, fácil de entender e a forma de comunicar segura e directa. As análises depois dos jogos são honestas. O comportamento no banco é educado. A relação com jogadores, árbitros e adversários é equilibrada. Na única excepção, depois de um Estoril-FC Porto, Marco Silva pediu desculpa pelo excesso. Viu, não gostou e foi capaz de o reconhecer. Ficou-lhe bem. Tem boa imprensa, o que lhe garantirá tempo de estado de graça.

3. O Estoril teve sempre uma ideia de jogo e aplicou-a em todos os campos. Todos, mesmo. Empatou na Luz, venceu no Dragão e em Alvalade. Foi brilhante fora de casa. Tudo dito.

4. O Estoril dava gosto ver jogar. Marco Silva respeita o jogo. As suas equipas não se desequilibram a atacar, mas gostam de o fazer. Não se encolhem. É um treinador que acredita no trabalho longo, nas ideias partilhadas com o grupo, inimigo da improvisação e das fezadas. Neste ponto, como em outros, é alguém muito próximo do que também pratica Leonardo Jardim.

5. Um dos pontos muito fortes. Basta ver a quantidade de jogadores que o Estoril fez crescer e vendeu nas últimas duas épocas.

6. Os jogadores respeitam-no e admiram-no.

7. Esta é a maior incógnita. Estamos perante um treinador muito jovem, com o nível UEFA tirado apenas na época passada. Evidentemente, a experiência que possui é curta. Apenas duas épocas na Liga, uma nas competições europeias. Vai estrear-se na Liga dos Campeões.

8. O maior desafio aconteceu em 2013/14. Foi perdendo jogadores e acumulando jogos, nacionais e europeus. Conseguiu sempre manter a organização da equipa, por vezes criando soluções inesperadas, mas que em regra funcionaram.

9. Este é outro ponto por testar. Quando treinadores e jogadores mudam de equipas pequenas para desafios maiores, a pergunta é sempre a mesma: aguentará a pressão? A pressão define-se pela atenção permanente dos outros a todos os detalhes do trabalho do treinador. As opções, o discurso, o comportamento, as escolhas, tudo. Mais milhares de adeptos nas bancadas e a obrigação de ganhar sempre.

10. Até agora, Marco Silva reagiu sempre muito bem às adversidades. O Estoril nunca se afundou. Quando perdeu, até em casa, soube sempre reagir de imediato e conseguir logo um resultado.

Tudo somado, acho que o Sporting escolheu bem.

A opção tem riscos, sim. Mas estou convencido de que Marco Silva possui o que é preciso para ser um treinador de topo. Mais à frente veremos que plantel terá à sua disposição. E como será o de Benfica e FC Porto.".

Não desdenharia, ter escrito este excelente texto. Mas mantenho a minha opinião anterior sobre Luís Sobral: é um jornalista medíocre. Porque a nobre missão jornalística não se afere apenas pelos textos e pelo conhecimento específico que possa revelar...

Leoninamente,
Até à próxima

A matemática do Benfica 27 + 3 = 33 !...



LIGA ZON SAGRES

Ano                                 Campeão                               Vice-campeão 
2014                                  Benfica                                     Sporting     
2013                                  Porto                                        Benfica      
2012                                  Porto                                        Benfica       
2011                                  Porto                                        Benfica 
2010                                  Benfica                                     Braga         
2009                                  Porto                                        Sporting
2008                                  Porto                                        Sporting     
2007                                  Porto                                        Sporting
2006                                  Porto                                        Sporting     
2005                                  Benfica                                     Porto         
2004                                  Porto                                        Benfica       
2003                                  Porto                                        Benfica
2002                                  Sporting                                   Boavista       
2001                                  Boavista                                   Porto
2000                                  Sporting                                   Porto          
1999                                  Porto                                        Boavista
1998                                  Porto                                        Benfica       
1997                                  Porto                                        Sporting
1996                                  Porto                                        Benfica       
1995                                  Porto                                        Sporting


Já lá vão 20 longos anos, que o jornal Record publicava na sua Revista, que acompanhava, salvo erro a edição dos domingos, esta gloriosa capa, que sem autorização do "dono", roubei ao grande sportinguista que é Juvenal Carvalho, que hoje mesmo a publicou na sua página do Facebook.

Nela se dava conta do campeão desse ano, assim como do vencedor da Taça de Portugal, precisando, sem a mais pequena margem para dúvidas, tratar-se do 27º título conquistado pelo Benfica.

De então para cá, o Benfica conquistou por 3 vezes o título de campeão nacional, pelo que resulta indubitavel, linear e HONESTAMENTE:
27 + 3 = 33
Palavras para quê?! São artistas portugueses e adeptos do maior clube do mundo!...

Leoninamente,
Até à próxima

PUBLICIDADE