quinta-feira, 22 de maio de 2014

Balanço e projecção da época 2014/15



Agora que a convocatória dos 23 para o mundial é irreversível, que Marco Silva é o novo treinador do Sporting Clube de Portugal e que as férias foram decretadas na Academia, dei comigo a fazer um balanço dos actuais activos e das necessidades que as exigência da nova temporada determinarão. 

Guarda-redes

Rui Patrício e Marcelo Boeck

No caso de Rui Patrício, terminada a sua participação no Brasil 2014, sair de Alvalade, quer-me parecer que Boeck ocupará naturalmente o seu lugar e o Sporting terá de ir ao mercado em busca de um suplente com um mínimo de qualidade. Caso isso não se venha a verificar, a baliza do Sporting está entregue.

Linha defensiva

Cedric, Maurício, Rojo , Eric Dier, Paulo Oliveira, Jefferson

Parecem-me existir algumas carências neste sector, que eventualmente se agravarão se Marcos Rojo, o único que a meu ver terá mercado, acabar por sair. As laterais, julgo que necessitarão de concorrência, e na formação apenas Esgaio me parece à altura de lutar na direita, dependendo da opinião de Marco Silva, a sua fixação na defesa ou o seu avanço no terreno. O mercado terá de ser a solução para colmatar as necessidade, com um ou dois laterais e outro central, no caso de Rojo não ficar.

Miguel Lopes (emp. Lyon), Nuno Reis (emp. Cercle Brugge, Tobias Figueiredo (emp. Reus) e Ruben Semedo, por razões diferentes, não se me afiguram soluções para a próxima época. 

Linha do meio-campo 

William Carvalho, Adrien, André Martins, Shikabala, Vitor, João Mário e Slavchev

Quer-me parecer que, a não acontecer a saída de William Carvalho, este sector será fechado com a subida de Wallyson e eventualmente Esgaio ou Chaby, não sendo muito plausível que Rinaudo (emp. Catania), Zezinho (emp. Veria) e Diogo Salomão (emp. Coruña) possam constituir solução. Contudo, não me parece de descartar completamente a contratação de um médio ofensivo, assim o "porta-moedas" o permita ou as oportunidades surjam.

Ataque (alas)

Capel, Carrillo, Heldon, Wilson Eduardo, Viola e Carlos Mané

Vejo estes dois importantes sectores do ataque, com muita preocupação, tanto quantitativa, quanto qualitativamente, e a necessitar de atenção profunda por parte dos responsáveis leoninos.

Capel parece-me não mostrar rendimento compatível com o seu quase pronográfico custo salarial e penso que seria excelente opção a sua colocação no mercado.

Carrillo, Heldon, Wilson Eduardo e Viola (emp. Avelaneda), quatro casos de rendimento demasiado baixo para uma equipa com as responsabilidades e ambição do Sporting, terão porventura de passar pela peneira de Marco Silva, antes de olhar para o mercado.

Labyad (emp. Vitesse) deverá continuar na Holanda até ao final do empréstimo que terminará em 2015.

Ataque (centro)

Fredy Montero e Slimani

Parece-me evidente a necessidade de reforçar este sector com mais um elemento e não vejo nos activos do Sporting, nem talento nem rendimento suficientes para as aspirações do Clube.

Dramé poderá ser uma solução a ter em conta, mas de novo estaremos dependentes da opinião de Marco Silva.

Os caso de Diego Rubio (emp. Pandurii), Betinho (emp. V. Setúbal), Cissé (emp. Arouca) e Enoh (equipa B), não se me afiguram minimamente susceptíveis de poderem dar qualquer tipo de resposta para a próxima temporada, e mesmo a médio prazo as minhas reservas, manifestamente, continuarão a existir.

Mercado

A fazer fé, com reservas naturalmente, naquilo que tem sido veiculado pela CS, a estrutura leonina, depois das contratações de Paulo Oliveira e Slavchev, estará ainda atenta, no sentido da contratação de um defesa lateral direito (Petkovic?), um defesa lateral esquerdo, um médio ofensivo, um ala esquerdo (Rotariu?) e um avançado (Derley? Rafael Martins?).

Mas também, tendo em conta as sempre surprendentes decisões a que os responsáveis leoninos já nos habituaram, e considerando que, com toda a naturalidade, a opinião e sugestões de Marcos Silva deverão ser consideradas, muita água ainda correrá sob as pontes. Aguardemos...

Leoninamente,
Até à próxima

6 comentários:

  1. Caro Álamo, concordo no geral com a sua análise, discordo apenas em dois pontos:

    - Acho que Héldon tem tudo para ser uma mais valia para o Sporting. Surpreendeu-me a grande forma física que demonstrou quando chegou (muito veloz, em especial se compararmos com outros extremos do plantel), mas as suas exibições foram prejudicadas pela sua tardia inclusão no plantel. Confio que fazendo a pré-época, criando maior entrosamento com os colegas, confirmará o potencial que mostrou no Marítimo. Diria mais: dos extremos disponíveis neste momento no plantel, Héldon é o melhor, juntamente com Carlos Mané.

    - Se o Zézinho fizer a pré-época com a mesma determinação que William Carvalho a fez no ano passado, arrisca-se a ganhar um lugar no plantel. Apesar de ter sido lançado às feras num periodo negro da história do Sporting, deixou excelentes indicadores: grande capacidade física, visão de jogo, bom no passe. Deposito grandes esperanças no Zézinho... bem trabalhado pelo treinador, pode tornar-se num grande jogador.

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Kawir, gosto de ambos, mas o rendimento de Heldon desde que chegou e o"desterro" de Zezinho em Itália, prejudicaram-nos muito. Sabe-se que ambos farão a pré-época com Marcos Silva, logo terão aquela que penso ser a sua derradeira oportunidade. Cá estaremos para acompanhar e que ambos tenham toda a sorte do mundo...

      SL

      Eliminar
  2. No centro da defesa não esquecer da boa alternativa Matias Perez que está na B. Dois suplentes para a defesa nas laterais. Precisamos dum bom dez e dum bom extremo, talvez Shikabala seja solução numa destas posições. Mais um ponta de lança.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou algo distante de ter um conhecimento das características e rendimento de Matias Perez. Mas se o caro o diz é porque algum valor esse jovem terá e nesse caso, a estrutura estará atenta e informará o Marco Silva...

      Eliminar
  3. Meu carissimo Álamo,

    Embora concorde com o geral desta apreciação sobre o "entra e sai" para a próxima temporada, creio que ainda estamos muito longe de ver o 'esboço final' do NOSSO plantel para a temporada 2014/15...

    É que para criar mais 'suspense' temos o Mundial no Brasil durante esta pré temporada.

    Como tal, na minha modesta opinião, entendo ser muito prematuro estarmos a traçar cenários no que ao plantel diz respeito... Além do mais, deposito toda a minha confiança no Esforço, Dedicação e Devoção dos NOSSOS Bruno de Carvalho, Inácio, Virgilio e Marco Silva para tomarem as decisões que nos colocarão no caminho da Glória.

    Por outro lado, aguardo tranquilamente por mudanças na direcção técnica da equipa B... Creio que o Abel não reune as caracteristicas para o que entendo ser uma peça fulcral da engrenagem do NOSSO Sporting Clube de Portugal!!! Não se viu fio de jogo nenhum na equipa B... Viu-se uma equipa de rasgos individuais, zero de futebol colectivo... Venha o próximo (Litos??? ou Oceano???)...

    SL

    ResponderEliminar
  4. Amigo YaZalde, a minha opinião em relação à primeira ideia do seu comentário, não será propriamente coincidente, se exceptuarmos os casos de Patrício, William, Rojo e Slimani. Penso que o Sporting não pode nem deve esperar por aquillo que o mercado venha a determinar em função do Mundial. Não tem dinheiro para isso. As necessidades estão perfeitamente detectadas e quanto mais depressa for possível satisfazê-las, menos dinheiro será gasto. Penso que será o que está a serfeito: jogar em antecipação, será um trunfo a não desprezar. Apenas nos quatro casos que citei seremos obrigados a intervir por reacção ao que o mercado determinar em relação a eles.

    Já quanto ao seu pensamento sobre a equipa B, subscrevo inteiramente o que disse.

    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE