quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Que o seu alerta ribombe com a força de um trovão em Alvalade!...


O BENFICA AINDA NÃO PERDEU NADA

«Jorge Jesus, quando está com os pés na terra, para lá de ser um excepcional treinador, tem a capacidade de ler o momento do futebol como poucos. E sobre o que se vive actualmente disse: «não vamos pela classificação, não nos vamos iludir porque o nosso rival continua a ser uma equipa forte e está tudo em aberto para as três equipas». Tão simples mas relevou o essencial.
E a realidade é que o Benfica ainda não perdeu nada. Tem uma qualidade de jogo sofrível, há vozes de protesto e uma crise de resultados que leva a uma evidente crise de confiança. Ainda falta muito campeonato e nunca gostei da estupidez de se reservar o Marquês com antecedência. Porém, que ninguém tente varrer para debaixo do tapete os problemas visíveis que afectam as águias e eles são múltiplos

Do lado do Sporting, que tantas vezes no passado recente passou pelo turbilhão da instabilidade e descrença, o que importa é continuar o apoio dos adeptos e o bom trabalho que Jesus tem vindo a realizar. O momento é de alegria e esperança, mas sem euforias, fanfarronices e megalomanias, porque se o Benfica ainda nada perdeu, os leões ainda não ganharam nada. Daí que o silêncio seja nesta altura o melhor aliado para a tranquilidade e para seguirmos calmamente o nosso caminho, que não haja desvarios nem temas secundários a emperrarem a engrenagem que se deseja de vitórias.

«A soberba nunca desce de onde sobe, mas cai sempre de onde subiu», dizia o escritor espanhol Francisco de Quevedo. Sim, a maldita soberba está na base deste mau momento do Benfica. A arrogância do tetra trouxe displicência na construção do plantel e a crença de que a estrutura podia aguentar tudo. Mas como uma vez disse Jorge Jesus, e já se esqueceram, «a estrutura são vitórias», quando elas não aparecem nenhuma é de aço e à prova de derrotas. E, além das lacunas evidentes no quadro de jogadores, subsiste um modelo de jogo que se tornou previsível e facilmente desmontável e que não tem alternativa até ver.

Luís Filipe Vieira e Rui Vitória são os rostos da angústia dos benfiquistas. O primeiro porque vendeu muito, mais de 100 milhões – e só abateu no passivo 17 milhões – mas não soube encontrar soluções fiáveis no mercado para o sector recuado e ainda mandou embora o único verdadeiro matador de vermelho, Mitroglou. O treinador, que não é milagreiro, está visivelmente mais nervoso e tem perdido o verniz que sempre norteou a sua conduta. Para lá das múltiplas lesões musculares – apesar do recrutamento de um médico que veio do Barcelona – a equipa está nervosa, parece abúlica e sem confiança e o plantel é evidentemente mais fraco. Como sabemos o futebol é fértil em ressurreições, o vórtice da passagem da felicidade para a depressão é supersónico e apenas existe uma couraça tranquilizadora: as vitórias. Sem elas só há a instabilidade das crises anunciadas.»
(Rui Calafate, Factor Rcional, in Record)


Rui Calafate com o saber, o equilíbrio, a racionalidade e a ponderação que aqueles que o conhecem poderão aferir, e para mais na sua zona de conforto que domina como poucos, não tem dúvidas: "o silêncio é o melhor aliado para a tranquilidade (do Sporting) e (quiçá única via) para seguirmos calmamente o nosso caminho, sem desvarios nem temas secundários a emperrarem a engrenagem que se deseja de vitórias"!...

Que o seu alerta ribombe com a força de um trovão em Alvalade!...

Leoninamente,
Até à próxima

Vamos ter 50.000 Leões a fazer de Alvalade um verdadeiro vulcão!...



O Sporting Clube de Portugal acaba de anunciar que o tão desejado confronto com o Barcelona, marcado para as 19:45 do próximo dia 27, terá lotação esgotada. Mesmo com bilhetes a 60 euros, os adeptos sportinguistas disseram 'presente' à perspectiva de ver actuar o seu grande amor perante Lionel Messi e companhia, num duelo referente à 2.ª jornada do Grupo D da Champions, que poderá levar o Sporting a cumprir mais uma vez o grandioso sonho do seu fundador: tão grande como os maiores da Europa!...

A confirmar-se a enchente, poderá vir a ser desafiada a melhor assistência de sempre do Estádio José Alvalade, registada na última época, quando os leões receberam o Real Madrid de Cristiano Ronaldo, a que assistiram então 50.046 espectadores.

Vamos ter 50.000 Leões a fazer de Alvalade um verdadeiro vulcão!...

Leoninamente,
Até à próxima

Um privilégio, um orgulho do tamanho do amor ao Sporting!...


A um pequeno passo de atingir tantos acessos como adeptos tem o Sporting!...

Um privilégio, um orgulho do tamanho do amor ao Sporting!...

Leoninamente,
Até à próxima

Olha quem nos vem falar de ornitologia!...


ABUTRES NO NINHO DA ÁGUIA

«Por mais dinheiro que custem ou ganhem as suas peças, as equipas de futebol não são constituídas por máquinas. Por isso, a estratégia como se absorvem os momentos de crise de forma, ou de confiança, pode ser mais ou menos eficaz no cumprimento da intenção de voltar às vitórias. O Benfica está com um futebol telegrafado, previsível, contrariável. 

A maneira como Rui Vitória está a lidar com esta fase má da sua equipa não se afigura a mais adequada. Esbraceja mais do que Sérgio Conceição e inventa mais do que Jesus (este, aliás, esta época, não tem inventado nada). O esbracejar, pressionando a equipa de arbitragem por dá cá aquela palha, seria o menos grave se não fosse sintoma de um mal mais profundo: a falta de opções para lugares-chave e o efeito em cadeia que tal carência tem gerado em más opções de jogo. 

Pobre guardião e defesa que tem no meio-campo um equívoco chamado Filipe Augusto, a trinco, e que, por arrasto ou não, vê Pizzi sem as soluções e velocidade de decisão que fizeram dele um destaque na época passada. E, assim, a bola chega mal aos flancos e pior à área contrária. 

Mas o jogo de ontem deixou boas indicações sobre várias peças ainda pouco rodadas, apesar de ter acabado num empate, e com Rui Vitória a ser pouco claro nos terrenos a pisar pelos substitutos, que entraram já após o empate do Braga. O caso gritante foi Pizzi, que chegou ao final do jogo sem que se percebesse se entrara como solução no flanco direito, função para que está sem velocidade, ou para o centro, onde chocava com o prometedor Krovinovic. Uma outra nota sobre um jogador em concreto: Gabriel Barbosa bateu às portas da Europa, a jogar no Santos como segundo avançado, com um nove fixo na frente (o veterano Ricardo Oliveira). É no centro, e com mobilidade, que este jogador poderá render alguma coisa.

Efeito, que se vai tornando causa, deste mau momento, é a agitação lançada por alguns abutres que frequentam o ninho da águia. Neste domínio, Rui Gomes da Silva escolheu o pior momento para atacar a estrutura de que saiu por Vieira não lhe querer reconhecer o estatuto de número-dois. Várias das farpas lançadas pelo ex-vice podem até reflectir realidades no âmago da vida do Benfica. Mas são realidades persistentes. Se a crítica pretende ser construtiva deve ser feita quando as coisas ainda estão bem. É quando a doença ainda não descambou para uma fase aguda que pode e deve ser atacada com êxito. O perfil de Rui Costa é o mesmo de sempre, a falta de contratações ao nível dos jogadores que saíram é um facto desde o primeiro dia de Setembro. Altura em que a sua voz soaria bem no silêncio geral. 

Agora, Rui Gomes da Silva teve uma entrada fora de tempo, que desestabilizou ainda mais a equipa. Isso os benfiquistas não costumam perdoar nem esquecer.»
(Octávio Ribeiro, De olhos na bola, in Record)


Sendo um dos mais prestigiados ornitólogos cá desta nossa pobre e singular freguesia...

Olha quem nos vem falar de ornitologia!...

Leoninamente,
Até à próxima

E todo o povo, crente ou não, é obrigado a ver a banda passar!...


Um dos padres ordenados com pompa e circunstância, na "capelinha das aparições escarlates", "Esteve(s)" ontem no estádio da Luz, para mal dos arsenalistas de Braga e do futebol português, a rezar mais uma missinha. E o escândalo naturalmente voltou a acontecer, como as imagens do vídeo acima demonstram à saciedade: nem um cartãozinho esteve nas mãos do "esteves", mesmo que João Carlos Teixeira e Paulinho quase tivessem sido estrangulados.

Nada que apoquente a esmagadora maioria dos jornalistas deste "quintal escarlate", a julgar pelas capas que os pasquins desportivos pela enésima vez voltaram a exibir hoje, prova mais do que provada de que o crime compensa e até se organizam procissões onde os "criminosos" desfilam sem pudor com asinhas de anjo:




E os Conselhos de Arbitragem e de Disciplina da FPF, bem acompanhados por insuspeitas entidades a quem competiria a admnistração da justiça, como a Procuradoria Geral da República e a Polícia Judiciária, contrafeitas ou por legítima devoção, também seguem na procissão, só que logo a seguir à banda:



E todo o povo, crente ou não, é obrigado a ver a banda passar!...

Leoninamente,
Até à próxima

Serão milhões a pensar o mesmo!...


A NÓDOA

«Benfica tem relacionamentos promíscuos com duas figuras centrais no caso Marco Ferreira. Factos

Um árbitro internacional (e profissional) desce de escalão depois de ter dirigido três derrotas do Benfica. O vice-presidente do Conselho de Arbitragem que, à data, administrava as classificações dos árbitros é, posteriormente, apoiado pelo Benfica na candidatura à AF Coimbra e envia facturas de dezenas de milhares de euros para a Luz. O observador que deu ao árbitro a nota que mais contribuiu para a descida (num jogo perdido pelo Benfica) tem relações altamente promíscuas, se não até ilegais, com o mesmo clube. É isto que está nos emails revelados pelo Porto (já descontando várias outras acusações), resumido com clareza, sem gorduras, nem subjectividades. Estes são os factos que constam dos documentos contestados pelo Benfica não como falsificações mas como pirataria informática ou violação de correspondência. O que há a esclarecer, com urgência, é isto: como é que um clube com a permanente altivez moral do Benfica pode, primeiro, manter trocas de favores com observadores e ex-responsáveis pelas classificações de árbitros; e, depois, sem nunca negar a autenticidade dos emails, furtar-se de mil maneiras a explicar esses relacionamentos obviamente comprometedores. Mas o Benfica responde aos benfiquistas e a Federação, a quem pertenceram os dois envolvidos, responde aos cidadãos. Se da Luz não vêm esclarecimentos, ao menos que a FPF obrigue os antigos colaboradores a justificarem as suas condutas, em tribunal se for preciso. É muito digno que, da Cidade do Futebol, venha finalmente tanta preocupação com a gritaria que emporcalha o jogo, mas há sempre dois responsáveis quando algo está sujo: quem sujou e quem não limpa.

Nota: escrevo isto sabendo que, nas últimas eleições, a lista de Fernando Gomes varreu muita desta gente, incluindo as duas figuras deste comentário, mas, aos olhos do público, a nódoa continua lá.»

Permanente altivez moral ou jactância?! Ou afinal, permanente sordidez moral e permanente, continuada e eterna impunidade?!...

O que pensar da "funesta paralisia" que parece afectar a PGR e a PJ sobre este tenebroso "caso dos emails"?!...

Serão milhões a pensar o mesmo!...

Leoninamente,
Até à próxima

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Para o Sporting e para os sportinguistas que o elegeram!...



Ó Presidente, pode borrifar-se para tudo o que lhe der na real gana! Mas há duas coisas para que não se pode, nem deve borrifar...

Para o Sporting e para os sportinguistas que o elegeram!...

Leoninamente,
Até à próxima

Quem acredita que será castigado?!...

 #filhadaputa #manuelmota GIF


Todos sabemos que o "pobre" do árbitro Jorge Sousa, viu-se "justamente" castigado com três (3) jogos de suspensão, "apenas" por dirigir "algumas palavras menos corteses" ao guarda-redes do Sporting, Stojkovic, e ter tido a desdita de terem sido captadas imagens e o respectivo som, dessa malfadada "falta de cortesia".

Pois em desdita muito semelhante parece ter incorrido o árbitro nomeado pelo CA de FPF para o "combate de wrestling" ontem à noite acontecido em Alvalade: o senhor Manuel dos Talhos, talvez recordado do acontecido ao seu colega, terá tido o cuidado de nunca dizer em voz alta, todas as "cortesias" que entendeu dirigir, obviamente, aos jogadores do Sporting, dando de barato que não seriam da sua simpatia, uma vez que no capítulo disciplinar, se algum jogador do Marítimo tivesse partido uma perna a alguém vestido com a gloriosa Stromp, decerto que - sem VAR - ele estaria, obviamente, de costas.

Mas muito errado terá estado o "magarefe"! É que mesmo chamando baixinho "filho da puta" a um qualquer jogador dos "verde e brancos", o certo é que as imagens, outra vez as "malditas imagens", foram captadas e já andam por aí em tudo o que é canto!...

Coloca-se agora a questão de saber se alguém do Conselho de Disciplina de FPF e da Comissão de Intrutores da LPFP, estará capacitado para... "ler nos lábios"! É que de leis e regulamentos, todos estarão obrigados a ser profundos conhecedores. Já o mesmo não lhes será exigido em termos  que lhes permitam "decifrar" o que terá murmurado o "talhante", dirigido a um qualquer leão!...

Nesta condição, quem acredita que será castigado?!...

Leoninamente,
Até à próxima

E agora, prova-o dentro do campo!...


«Quando o Piccini não estiver em condições, o Ristovski dá-nos segurança, que era o que andávamos à procura. Ainda não está completamente adaptado, mas dá toda a tranquilidade para quando precisarmos dele.»
(Jorge Jesus, no final do jogo da Taça da Liga)


Foi um regalo assistir aos primeiros 90 minutos de Stefan Ristovski em Alvalade! O lateral direito/esquerdo macedónio - 25 anos, 1,80/72 kgs, internacional por 34 vezes -  terá sido um dos jogadores que melhor aproveitou a oportunidade concedida por JJ, para mostrar que está a lutar seriamente com Piccini pela titularidade no onze do Sporting.

Só ele saberá as razões porque desde a primeira hora que soube do interesse do Sporting, quis muito e não poupou esforços para ser leão!...

E agora, prova-o dentro do campo!...

Leoninamente,
Até à próxima

Tranquilos, os adeptos sportinguistas confiam em ti, leão!...



Preparando afincadamente na Academia Sporting o próximo e importante salto que lhe poderá permitirá a sétima ultrapassagem dos 68 metros, que desta vez se lhe hão-de deparar no estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos, o leão está tranquilo, confiante e sem a habitual carga de esforço que lhe vinha sendo exigida duas vezes por semana. O descanso ter-lhe-à custado ontem, em Alvalade, dois preciosos pontos, mas... o que tem de ser tem muita força e mais ainda quando esses pontos se afiguram perfeitamente recuperáveis, o que não aconteceria se porventura ousasse falhar, por um milímetro que fosse, a chamada no estádio minhoto, já no próximo sábado.

Tranquilos, os adeptos sportinguistas confiam em ti, leão!...

Leoninamente,
Até à próxima

Mas quem mais se divertiu foi o "homem dos talhos"!...




Na Tribuna de Alvalade também estavam todos muito contentes e satisfeitos! Até o presidente do Marítimo aproveitou para "passar pelas brasas"... 

Foi um jogo muito entretido e divertido...

Mas quem mais se divertiu foi o "homem dos talhos"!...

Leoninamente,
Até à próxima

E também ficou muito contente com o empate!...

Imagem do jornal Record

E o adepto sportinguista que sou, também ficou com muito mais certezas!...

E também ficou muito contente com o empate!...

Leoninamente,
Até à próxima


"Tristeza não tem fim" e a estupidez "nim"!...


Hoje nem para reciclar o papel se aproveita! Com o vómito que o cheiro provoca nem os benfiquistas neles hão-de gastar dinheiro!...

"Tristeza não tem fim" e a estupidez "nim"!...

Leoninamente,
Até à próxima

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Acontecerá sim, mas em Janeiro!...



Jorge Jesus não defraudou as reais e naturais expectativas dos adeptos sportinguistas: deu descanso a todos os titulares e aproveitou para avaliar a forma como as "segundas linhas" seriam capazes de reagir em jogo a sério!...

O resultado foi uma exibição deveras negativa, com um resultado que complicou as contas do grupo de uma Taça de Liga que, sem que lhe adicionem outros condimentos, muito dificilmente conseguirá fazer acontecer em Alvalade e em quaisquer outros estádios do país, mais do que a decepcionante e muito escassa meia casa de hoje.

Jorge Jesus, e bem, evitou dizê-lo mas, tal como os adeptos sportinguistas que corajosamente estiveram presentes, deve ter saído de Alvalade decepcionado com a resposta que os escolhidos para este jogo deram ao seu desafio.

Como adepto, muito poucas coisas me cativaram neste encontro, para além da preocupação que em mim determinaram as paupérrimas prestações daqueles que, no impedimento dos habituais titulares, poderão ser chamados no futuro a batalhas mais importantes do que colaborar no treino do dia a dia desses mesmos titulares. Uma surpreendente e generalizada decepção, que não poderei deixar de explicar:

Salin - com pouco trabalho fez o que o jogo lhe pediu
Ristovski - o melhor leão em campo, rápido, lutador, bons pés,  rigoroso a defender e capaz de esticar o jogo 
Tobias Figueiredo - sem brilho, com pouco trabalho, fez o que o jogo lhe pediu
André Pinto - sem brilho, com pouco trabalho fez o que foi preciso mas evidenciando estranhas deficiências na saída de bola
Jonathan Silva: esforçado, não comprometeu
Petrovic: cumpriu, demasiado faltoso, o amarelo condicionou-o
Bruno César: passou ao lado do jogo, quase a queimar a nota negativa
Iuri Medeiros: nota negativa
Mattheus Pereira: nota negativa baixa
Alan Ruiz: nota negativa
Doumbia: perdulário, complicado e em alguns momentos egoísta, não era decisivamente a sua noite.
Acuña: complicativo e sem capacidade - física? - para dar a volta que o jogo pedia
Battaglia: entrou frio e saiu frio e sem capacidade para alterar a inoperância dos leões
Podence: sem um mínimo de ritmo de jogo

Ou eu estarei muito enganado, ou então "a revolução" que muitos  vinham prognosticando  para hoje...

Acontecerá sim, mas em Janeiro!...

Leoninamente,
Até á próxima

Ainda que tímido e envergonhado, de quando em vez há luar!...


UM GOLO, NÃO A VITÓRIA

«As contas do Benfica, já se esperava, foram boas, com um lucro recorde no futebol português. Algo anunciado, após uma temporada em que foram transferidos Gonçalo Guedes, Hélder Costa, Ederson e Lindelöf, entre outros - faltam ainda as vendas de Nélson Semedo e Mitroglou, que só entrarão no final do exercício actual.

Mas há sinais que devem deixar alerta os responsáveis do clube da Luz. Para começar, o facto de o resultado com direitos de atletas ser menos de metade do valor recebido por vendas. Entre gastos associados às vendas de jogadores, as tão famosas comissões (cerca de 16 por cento), e as amortizações e perdas de imparidade (valores ainda por pagar pelos futebolistas contratados) são mais de 60 milhões de euros.

O grande aumento dos custos com pessoal, onde se incluem os salários de jogadores, treinadores e estrutura, é algo que deve ser também olhado com cuidado. No Benfica, esta rubrica passou de 61,5 para 74,7 milhões de euros. Para se ter uma ideia, na época 2015/16, FC Porto chegou aos 75,8 milhões de euros e anunciou a intenção de reduzir este valor em 20 milhões.

A redução do passivo em pouco mais de 17 milhões de euros acaba, por isso, por ficar algo abaixo das expectativas criadas. É certo que a tendência, pelo desinvestimento na equipa principal neste defeso e pelas vendas já feitas, é manter a redução da dívida nos próximos exercícios. Os adeptos querem festejar golos, mas muito do futuro do Benfica joga-se nestes comunicados à CMVM. Este foi um golo, mas não garante a vitória.»

Gostava de ver a cara com que terá ficado o senhor subdirector "Farelo" depois de passar os olhos pela crónica de Sérgio Krithinas, que me merece os mais rasgados elogios, tendo em conta o ambiente que imagino naquela redacção, atulhada de "pides" por tudo quanto é canto!...

O que vai valendo é que de vez em quando a Lua desponta por entre as nuvens e...

Ainda que tímido e envergonhado, de quando em vez há luar!...

Leoninamente,
Até à próxima

Importante será uma boa exibição, com um bom resultado!...


Atrever-me-ia a arriscar na equipa que JJ terá na cabeça: Salin; Ristovski, Mathieu, André Pinto e Jonathan; Palhinha, Battaglia, Iuri e Mattheus; Alan Ruiz e Doumbia.

Acredito que Podence, Acuña e Bruno César e quem sabe até Petrovic, possam fazer uma perninha...

Importante será uma boa exibição, com um bom resultado!...

Leoninamente,
Até à próxima

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Falta-nos assistir ao tetricismo do... beijo da morte!...


BENFICA: CRISE OU CRISE DE SUCESSO?

«Colocando as coisas em perspectiva, há boas razões para estarmos optimistas em relação ao momento do Benfica. No passado recente, com Rui Vitória ao comando, já ultrapassámos situações bem mais exigentes e, numa prova longa, cinco pontos são facilmente recuperáveis. E se olharmos um pouco mais para trás, que dizer? O Benfica vivia uma situação catastrófica financeira e desportivamente. Nos últimos anos, o clube entrou numa dinâmica vitoriosa com poucos paralelos na história recente e esta alicerçou-se num modelo de negócio que abre boas perspectivas.

Vista assim, a minicrise que o clube atravessa é uma crise de sucesso. Mais, se pensarmos que basta o regresso ao onze de um par de jogadores (Fejsa e Jardel à cabeça) e a melhoria de forma de jogadores essenciais para a organização ofensiva (sobretudo Pizzi) para o futebol jogado melhorar substancialmente, é até possível dizer que se trata de um mau momento circunstancial e que é em Maio, uma vez mais, que se fazem as contas.

Os problemas surgem quando olhamos para o que o Benfica vem fazendo nos últimos quatro jogos como manifestações de problemas anunciados e que não foram resolvidos em tempo útil. Desde logo, o planeamento da temporada. Se há muito que as saídas de Ederson, Lindelöf e Nélson Semedo eram prováveis, continua a ser pouco claro por que razão não se procurou(?) alternativas que dessem garantias, mesmo que com perfil diferente. A opção é tanto mais estranha quanto os jogadores mais promissores da formação que podiam ser aposta jogam do meio-campo para a frente (a excepção é mesmo Rúben Dias). Se a escolha era desinvestir (o que podia ser racional), surpreende, contudo, que tenham saído tantos jogadores da defesa e não se tenha colmatado as perdas no reduto defensivo, enquanto se foram buscar dois atacantes (Seferovic e Gabriel) para o lugar de um (Mitroglou), sendo que o plantel não tinha particulares carências no ataque. 

Mas se os equívocos na preparação da época geram cepticismo, há sinais muito preocupantes que ficam dos últimos jogos. É perturbante que, por três vezes, a equipa se tenha visto em vantagem no marcador e que, a partir desse momento, em lugar de matar os jogos, tenha enveredado por uma circulação de bola em toada lenta e inofensiva que deixou o Benfica à mercê de reviravoltas. Foi assim com Portimonense, CSKA e Boavista. Esta opção parece ser um indício de uma falta de confiança que inquieta.

Pior mesmo só a estranha opção táctica de, quando a perder, colocar a equipa a jogar num sistema em que se acumulam atacantes, se parte o meio-campo e se baixam extremos, deixando a equipa sem critério ofensivo. Fica sempre a dúvida sobre o que será pior: saber se este sistema é treinado ou se, pelo contrário, é utilizado sem ser treinado e não passa de um regresso ao tradicional "tudo ao molho e fé em deus".»
(Pedro Adão e Silva, A Luz Intensa, in Record)

Já não bastava a gasolina atirada para a fogueira escarlate que, de modo assaz curioso mas evidentemente confrangedor, parece pretender assemelhar-se ao amor cantado por Camões, para ir ardendo sem se ver, por parte de Rui Gomes da Silva que, no seu modo muito "sui generis" não tem hesitado em usar de toda a sua boçalidade e ímpios desígnios para atingir tudo e todos os que  se lhe opuserem na gananciosa caminhada para alcançar na Luz o poder nunca conseguido, aparece agora, eivada de uma tão pouco consistente, quanto modesta e colada a cuspe auréola de "professor universitário", a figura ridícula de Pedro Adão e Silva, candidato à maior e mais divertida anedota desta desgraçada semana benfas, a atiçar, de forma hipócrita e cínica, as alterosas labaredas que a fogueira já vinha exibindo, com mais umas impiedosas braçadas de achas secas, grossas e besuntadas de gordura podre e nauseabunda.

Mas o mais curioso desta investida do "catedrático" e intenso adepto escarlate, será a sua camuflada bipolaridade, consubstanciada na sua crónica de hoje, por uma hipócrita "entrada de leão" nos dois primeiros parágrafos, com rigorosas preces de exaltação "cartilhística", para terminar com a "saída de cão" que os três derradeiros parágrafos tão exuberantemente afirmam, com a mais feroz e soez crítica a todos quantos na estrutura escarlate partilharão os mais veniais pecados e a quem, lá do lugar etéreo em que se coloca, não tem o minimo pudor de apontar o dedo. No léxico do "senhor professor universitário", a palavra coerência deve ter desaparecido em combate... 

Com amigos destes, a actual "numenklatura escarlate" não precisa de inimigos!...

Afinal, em cada dia e no meio dos mais singulares episódios que nos vão chegando, mais falaciosa e frágil se vem revelando a tão "afamada e propalada estrutura escarlate"! No meio de um mar de dúvidas que a todos afligirão, de como terá sido possível chegar a um inconcebível e inimaginável tetra...

Só nos falta assistir um dia destes ao tetricismo do... beijo da morte!...

Leoninamente,
Até à próxima

"Ça suffit. Inutile en dire plus"!...

Calma Gelson, importante é como acaba!...
Ultrapassado o Tondela, com razoável nota artística e à bomba, o Sporting regressa à competição já amanhã para defrontar o Marítimo, em Alvalade, para a Taça CTT. Será o antepenúltimo desafio dos leões antes da recepção ao colosso de Barcelona para a Champions (a 27) e do primeiro grande clássico da temporada, contra o Porto, agendado para 1 de Outubro (19h15), em Alvalade.

Antes, o Sporting ainda terá de ultrapassar o difícil e determinante obstáculo de Moreira de Cónegos. O objectivo será tão claro quanto natural, vencer em casa do Moreirense, mais não seja para manter ou ampliar a vantagem para os rivais. Daí que o duelo de amanhã com o Marítimo deva passar para segundo plano, motivando a gestão do grupo, sem no entanto comprometer uma abordagem séria à prova, perante uma equipa com exemplar comportamento no campeonato.

Decisivos serão os jogos que virão a seguir: Barcelona e Porto! Pelo que Alvalade nunca se poderá dar ao luxo de cultivar estados de espíritos afastados de um padrão único, eminentemente realista e afastado de euforias descabidas, que varra transversalmente todo o grande universo leonino.

Bem andou Bruno de Carvalho ao felicitar os jogadores horas depois do triunfo sobre o Tondela. A mensagem, transmitida para o exterior (via Facebook) e interior (pessoalmente junto dos jogadores), foi clara: parabéns pelo desempenho, mas cuidado que nada ainda está ganho!...

"Ça suffit. Inutile en dire plus"!...

Leoninamente,
Até à próxima

Mesmo uma porta aVARiada!...


A CHAVE PARA O PENTA

«Benfica, quem te viu e quem te vê. Onde estão aquelas equipas que, nos últimos quatro anos, dominaram o futebol português?! Que é feito daqueles jogadores que chegaram, com mais ou menos dificuldade, com mais ou menos categoria, aos quatro títulos consecutivos?! Onde está a estrutura que, de tão profissional e solidária, não abria fissuras e conseguia ultrapassar os problemas com soluções sempre na manga?! Benfica, quem te viu e quem te vê e quem te vê tem alguma dificuldade em reconhecer o que já viu.

Tem sido um problema, para já de média dimensão, mas é importante que Rui Vitória tome em consideração este dado concreto: o Benfica não funciona como equipa e as suas exibições têm deixado muito a desejar. É uma questão de tempo, reclama o treinador, mas todos sabemos que não é apenas isso; os problemas têm passado muito por apostas furadas, jogadores que tardam em estar em forma mas que jogam sempre, mas também pela falta de oportunidades a alguns, e muita falta de confiança de quase todos.

O que está a acontecer, no fundo, ao Benfica para actuar tão mal? Que joga a meio gás, joga; que vive pela metade, vive. Por todas estas razões, Filipe Vieira e a sua equipa de mão não podem dormir descansados, tornando-se urgente um esforço colectivo, sério e responsável, para dar uma volta à situação que está a deixar seis milhões com os nervos à flor da pele. Filipe Vieira, sempre tão hábil, precisa de encontrar a chave para o penta e já sob pena de comprometer um feito que falta na história do seu Benfica.»
(Jorge Barbosa, Caderno de Apontamentos, in Record)


Estarei quase tão preocupado como o Jorge Barbosa, que do outro lado da rua alguém tenha perdido a "chave do penta". Estou em crer que também ele, tal como "Luís Filipe Vieira e a sua equipa de mão", não tenha andado a dormir descansado nestes últimos tempos!...

Ó Jorge, não te preocupes, pá, há sempre um porta que se abre...

Mesmo uma porta aVARiada!...

Leoninamente,
Até à próxima

E depois não venham dizer que o intriguista sou eu!...


Considerando eu, embora não pretenda dissimular ou sequer camuflar o cínico sorriso que me emoldura a face, que: 

1 - Haverá um único mas subjectivíssimo propósito das figuras actualmente mais proeminentes em toda a estrutura do vizinho do outro lado da rua, sempre que repetem até à exaustão que "unidos vencerão".

2 - A imagem hoje publicada no jornal Record (LINK1) de Rui Costa a ser severamente fusilado pelo olhar de Rui Gomes da Silva, acompanhada de "duras críticas" por este publicadas no blog "Novo Geração Benfica", serão suficientemente significativas da "paz e união" que reina no "império dos DDTs" e valerá muito mais do que mil palavras. 

3 - Nesse longo texto publicado no referido blog, de que o mesmo jornal dá conta com nova e sugestiva imagem (LINK2) Rui Gomes da Silva é especialmente crítico em relação aos actuais vice-presidentes do clube da Luz, que acusa de um "silêncio ensurdecedor", chegando a afirmar "se não for para falar e defender o Benfica, quando o clube está a ser atacado como nunca foi, em toda a sua história, para que servem os vice-presidentes da direcção?."

4 - Ainda dissecando o "tão importante texto" publicado em "tão importante blog", Rui Gomes da Silva atira-se à política de contratações do nosso vizinho (LINK3), sem se coibir de, peremptoriamente, afirmar "que "haverá um momento em que milhões (de vendas) não mais rimará com campeões!."

5 - Finalmente e para rematar este clima de "verdadeira paz e verdadeira união" que emana dos "gloriosos domínios dos DDTs", Rui Gomes da Silva vai ao ponto de apontar o dedo a todos os que terão estado por detrás da decisão de afastar Nuno Gomes para colocar no seu lugar o sportinguista Pedro Mil Homens (LINK4), presumindo-se naturalmente que o seu singular diapasão, pretensamente em forma de crivo, abrangerá também pela certa, Domingos Soares de Oliveira, cujos afectos clubísticos ninguém desconhecerá.

Concluo, suportado pelo espírito leonino com que desde sempre por aqui defendi e continuo a defender teses que sejam capazes de recuperar uma hegemonia que já foi do Sporting, mas mantendo o mesmo cínico sorriso com que acima afirmei olhar para a "paz e união do vizinho", que:

i) - Não invejo a paz nem a união do nosso vizinho.

ii) - Não acredito que tal estado seja o fermento das tão proclamadas e antecipadas vitórias.

iii) - Estará definitivamente encontrado o primeiro e forte candidato à próxima corrida para o "cadeirão da Luz"!...

E depois não venham dizer que o intriguista sou eu!...

Leoninamente,
Até à próxima

Não guardar para as últimas será uma boa medida!...



Falta pouco mais de uma semana e é bem provável que um novo recorde de assistências seja batido no Estádio José Alvalade!...

E haverá desta vez aliciantes que serão de considerar seriamente: o Sporting apresentará muito provavelmente a melhor equipa que terá habitado Alvalade nos últimos muitos anos e o mesmo não poderá afirmar-se sobre o Barcelona!...

Estará em disputa a liderança destacada do grupo e, quem sabe, se uma pequena luzinha não surgirá ao fundo do túnel da esperança leonina?!...

Não guardar para as últimas será uma boa medida!...

Leoninamente,
Até à próxima

Absolutamente viciados e dependentes do narcótico escarlate!...


A CRISE EM DEBATE

«Não era preciso ver os programas da TV para identificar quem está na mira dos adeptos do Benfica neste momento de crise: Rui Vitória, alguns jogadores e Luís Filipe Vieira. Os motivos são fáceis de explicar. Vitória, porque a qualidade de jogo da equipa deixa muito a desejar; alguns jogadores, porque uns não estão em forma e outros não são a melhor alternativa aos que estão ausentes, ou até todos, pela ideia de convencimento de que as ‘camisolas do tetra’ chegam para ganhar os jogos; Vieira, porque a política de mercado não atendeu às necessidades da equipa.

O que surpreendeu foi a violência das críticas, que embora não fossem ao nível da crueldade dos cânticos do ‘joguem à bola, palhaços, joguem à bola’ dirigidos a uma equipa que conquistou ‘apenas’ quatro títulos de campeão – no futebol, tantas vezes como na vida, a memória é curta –, tiveram um tom extremamente severo. "Desorganização", "exibição indecorosa", "é melhor ir à secção de atletismo porque agora quem joga melhor é quem corre mais" foram apenas alguns dos ‘mimos’ dirigidos a quem deve enfiar o barrete.

O Benfica já passou por momentos delicados como este e conseguiu dar a volta, partindo para a conquista de títulos. Por isso, esta tempestade que se abate sobre a Luz pode ficar-se pelo copo de água… ou não.»

Há quem tente fazer omeletas com a crise! Outros tentam resolver a crise com omeletas de água! Andam completamente perdidos e à deriva os directores dos desportivos!...

Como se não existissem mais motivos para atrair a atenção dos leitores que a infecção umbilical do Benfica! Como se não tivéssemos assistido ontem na Pedreira a um grande derbi. Como se Portugal não tivesse conquistado ontem a medalha de prata no mundial de Ténis de Mesa...

Absolutamente viciados e dependentes do narcótico escarlate!...

Leoninamente,
Até à próxima

Completamente estupidificados!...


Mais um dia para os sportinguistas nem sequer olharem para as capas da pasquinada!...

E então até há um que, sem ovos, resolveu fazer omeleta da crise... Como se alguma crise lhe pagasse as contas!...

Completamente estupidificados!...

Leoninamente,
Até à próxima

Para já vamos ensaiando misseis!...


E diz o leão para com os seus botões: "Para as primeiras impressões parece que a estratégia está a resultar! Um já se apresenta muito bem 'pent(a)eado', quanto ao outro, será uma questão de tempo e de 'pente!...

E se não for de outra maneira, será à bomba!...

Para já vamos ensaiando misseis!...

Leoninamente,
Até à próxima

domingo, 17 de setembro de 2017

Candeia que vai à frente alumia duas vezes!...

Imagem retirada de "O Meu Sporting"

Nesta pré-época que assinala o regresso do voleibol do Sporting à modalidade, a equipa começa já a demonstrar a força e a determinação que terão estado na origem de tão aplaudido recomeço.

Com este espírito o Sporting participou e venceu o Torneio Comendador Calém/ Cidade Santo Tirso, derrotando na final por concludente 3-0, o Vitória de Guimarães.

O Sporting irá agora marcar presença num outro torneio, o das Vindimas, em Lamego, nos dias 23 e 24, onde também estarão Benfica, Sporting de Espinho e Fonte do Bastardo.

Candeia que vai à frente alumia duas vezes!...

Leoninamente,
Até à próxima

Dignificando o Sporting na alta roda do andebol europeu!...



Sporting entra a vencer na Liga dos Campeões de andebol

Em jogo realizado no Kocaeli Sehit Polis Recep, em Izmit, na Turquia,  o Sporting entrou neste domingo a vencer no grupo D da Liga dos Campeões de andebol, ao triunfar por 30-26 na visita aos turcos do Besiktas Mogaz HT, depois de ao intervalo já liderar o marcador com um golo de diferença (17-16).


Pelo Sporting alinharam e marcaram Aljosa Cudic (gr), Manuel Gaspar (gr), Pedro Valdez, Pedro Portela (8), Michal Kopco (4), Bosko Bjelanovic, Cláudio Pedroso, Carlos Ruesga (1), Frankis Marzo (1), Tiago Rocha (5), Francisco Tavares, Edmilson Araújo (2), Ivan Nikcevic (6), Janko Bozovic (1) e Felipe Borges (2).


O campeão português segue por isso no topo da tabela, com os mesmos pontos (2) dos ucranianos do Motor Zaporozhye e dos franceses do Montpellier.

Na segunda jornada, agendada para o próximo domingo, o Sporting recebe no Pavilhão João Rocha, o Motor Zaporozhye, que no sábado se impôs aos russos do Chekhovskie Medvedi, por 36-23.

Dignificando o Sporting na alta roda do andebol europeu!...

Leoninamente,
Até à próxima

Não batam com as portas!...


Rui Costa ameaça bater com a porta 

A reduzida influência nos assuntos relacionados com o futebol profissional está no centro da questão(LINK)


Estes tempos de delicadíssima e crescente inquietude lá para os domínios do nosso vizinho do outro lado da rua, fizeram-me estabelecer uma analogia curiosa e julgo que cheia de graça. No baú do saudoso Raul Solnado está a rábula do avô surdo como uma porta. Quando um terramoto provoca estragos e acorda o velho ancião, ele clama estremunhado... 

Não batam com as portas!...

Leoninamente,
Até à próxima

Oxalá os deuses da fortuna derramem sobre Adrien as suas bençãos!...


Leicester set to finally complete Adrien Silva transfer - almost 3 weeks after the summer window closed(LINK)

£22m midfielder has been in limbo during legal arguments with FIFA after paperwork arrived 14 SECONDS past deadline

«Leicester have won their fight to sign Adrien Silva.

The Foxes have been sweating on a ruling from world governing body FIFA on the £22million transfer of the midfielder — and it is set to be a positive one. 
According to sources close to the deal, the move has now been given the green light...» 

Referem notícias divulgadas pela imprensa inglesa ao fim da noite de ontem, que o Leicester estará na iminência de anunciar a contratação de Adrien Silva, quase três semanas após ter concluído com o Sporting a transferência do jogador.

Sabia-se que a FIFA havia rejeitado a inscrição do jogador pelos foxes, pelo facto de os documentos não terem dado entrada no sistema de transferências dentro da hora limite, mas os responsáveis do clube apelaram contra a decisão.

Segundo as últimas noticias, o Leicester terá já recebido «luz verde» e estará pronto para anunciar formalmente a contratação do ex-médio leonino.

A confirmar-se, uma excelente notícia para os sportinguistas, que vinham vivendo com preocupação o "drama" de Adrien Silva, que sempre permanecerá nos nossos corações como um exemplo de "grande capitão" que foi...

Oxalá os deuses da fortuna derramem sobre Adrien as suas bençãos!...

Leoninamente,
Até à próxima

IMBESTIGUE-SE E JÁ!!!...


Questão óbvia e pertinente: face à sucessiva acumulação de castigos impostos a Bruno de Carvalho pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, caberia nas prerrogativas que lhe sobram como Presidente do Sporting Clube de Portugal a faculdade de endereçar convites para Cristiano Ronaldo e Fernando Santos estarem presentes em Alvalade aquando da realização do encontro Sporting-Tondela?!...

O que estará na origem da aparente distracção de José Manuel Meirim?! O excesso de processos que terá em mãos ou a crise do Benfica?!...

IMBESTIGUE-SE E JÁ!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

E sem recorrer ao consumo de "chouriços"!...



E sem recorrer ao consumo de "chouriços"!...

Leoninamente,
Até à próxima

Mas será que a consciência de certa gente é muda?!...


LEÃO SIM E ÁGUIA NÃO

«O Sporting de Jorge Jesus conseguiu matar um borrego importantíssimo frente ao Tondela, quando vinha de um jogo de Liga dos Campeões e um dos seus rivais directos acabara de perder no Bessa. Este é um daqueles que valem ainda mais do que pontos. Os leões quebraram uma malapata, conseguiram vencer sem grandes convulsões após o esforço na Grécia e ainda superar a pressão de fazer tudo bem num jogo em que o desaire do campeão aumentava a pressão. Com Cristiano Ronaldo nas bancadas como adepto, a equipa de Jorge Jesus não conseguiu fazer uma exibição de luxo, mas ainda assim deixou na retina de todos dois golos com boa nota artística. Um triunfo muito importante e que coloca os leões à espera do Porto, mas já com 5 pontos de vantagem sobre o tetracampeão. Alvalade sorri.

No Bessa o Benfica acrescentou um capítulo a uma crise que se adivinhava, mas a queda frente aos boavisteiros tornou-a oficial. O empate frente ao Rio Ave, a complicada vitória com o Portimonense e a derrota perante o CSKA deixaram à vista sinais preocupantes. Rui Vitória preferiu ignorá-los num discurso demasiado optimista. O Bessa foi a chamada à Terra que os encarnados deveriam ter evitado. Varela é apontado como grande culpado da derrota. É fácil apostar na formação quando se ganha. Há que saber defendê-la quando se perde.»
(Bernardo Ribeiro, Saída de Campo, in Record)

Também me apetece dizer que é fácil um sportinguista vir a terreiro tecer loas quando o Sporting faz aquilo que lhe compete, ganha e lidera! Difícil é fazê-lo enquanto o Sporting, qual ilha no meio do pântano, é atacado por todos os lados!...

Mas será que a consciência de certa gente é muda?!...

Leoninamente,
Até à próxima

PUBLICIDADE