sábado, 21 de julho de 2018

Será Battaglia o próximo?!...



Tenho em muito boa conta a quase totalidade da informação avançada por um antigo director de comunicação do Sporting, actualmente comentador de futebol numa estação televisiva de referência. E por estes últimos dias foi com alguma satisfação e expectativa que o ouvi adiantar um segredo porventura bem guardado por Sousa Cintra de que, a seguir a Bas Dost, estaria praticamente fechado o processo de regresso a Alvalade de Rodrigo Battaglia, com um contrato alargado até 2023, mantendo-se tanto a cláusula de rescisão, quanto o seu vencimento mensal.

Não foram adiantados quaisquer pormenores sobre um eventual e natural prémio de assinatura, nem sobre a resolução definitiva do famigerado imbróglio de uma percentagem do seu passe ainda ser devido a um clube por onde terá passado anteriormente. Mas mesmo que Sousa Cintra ainda tenha que partir alguma pedra, esta possibilidade agrada-me ao ponto de considerar esta tentativa do nosso "homem sem sono", como um excelente negócio, para mais dizendo respeito a uma zona nevrálgica do terreno, naturalmente carente depois da saída de William Carvalho, mas que com o regresso de Battaglia, talvez nem fosse tão negra como alguns por aí a pintam. 

Será Battaglia o próximo?!...

Leoninamente,
Até à próxima

E ainda há por aí quem me chame lírico!!!...


Presidente da Sporting SAD confirma penhora das contas bancárias do Sporting

É uma vergonha. Eles não pagaram, mas a situação está a ser resolvida (LINK)


"Isso é uma vergonha e eu não gosto de falar mal do Sporting, essas notícias só fazem mal à imagem do clube. É verdade, eles [direcção de Bruno de Carvalho] não pagaram, mas a situação está a ser resolvida. Eu prometi resolver os problemas do Sporting e é isso que estou a fazer."

E ainda há por aí quem me chame lírico!!!...


Leoninamente,
Até à próxima

Já lá vai o mau tempo!...


OFICIAL: BAS DOST DE REGRESSO AO SPORTING
Holandês assina por três épocas

O Sporting Clube de Portugal apresentou há pouco Bas Dost. O ponta-de-lança holandês, de 29 anos, está de regresso a Alvalade com um novo contrato válido por três épocas, tendo mantido a cláusula de rescisão de 60 milhões de euros.

A nível salarial, também não se deverá registar uma alteração imediata relativamente ao contrato anterior, visto que o atacante tinha um vencimento progressivo e vai agora receber o ordenado a que teria direito precisamente no terceiro ano do anterior vínculo. Na época passada, refira-se, Dost auferia 2 milhões de euros anuais limpos.

Além desta verba, ficou ainda garantido que receberá o salário do mês de Junho.

O acordo esteve praticamente selado na passada terça-feira, mas uma oferta milionária acabou por complicar as negociações. Apesar de ter uma proposta mais aliciante, o jogador deu a entender que a sua preferência seria sempre o Sporting pois, excluindo o ataque registado em Alcochete, passou duas temporadas muito produtivas em Portugal, onde conseguiu tornar-se um ídolo para os adeptos.

Por forma a assegurar a continuidade do holandês, a Sporting SAD ter-se-à ainda comprometido a pagar um prémio de assinatura de forma a compensar a opção do jogador de regressar e prosseguir a sua carreira em Alvalade.

Para Bas Dost e para o Sporting, o futuro é já amanhã...

Já lá vai o mau tempo!...

Leoninamente,
Até à próxima

Vão contar histórias ao c@r@ç@$!...


Os sportinguistas lêem notícias deste calibre e quase "não acreditam" que esta gente ainda tenha a "distinta lata" de se pretender candidatar às eleições de 8 de Setembro!...

Vão contar histórias ao c@r@ç@$!...

Leoninamente,
Até à próxima

Capazes de sair da sua zona de conforto?!...


QUE BÓNUS É ESTE PARA ÁRBITROS DESPROMOVIDOS?


«Esta questão de não ser conhecida a classificação dos árbitros da época 2017/18 constitui um enorme rombo na credibilidade da FPF e do seu Conselho de Arbitragem.

O que se sabe, por ter sido revelado oficial e publicamente:
1 - Artur Soares Dias (AF Porto) foi o primeiro classificado (primeira categoria); 
2 - Foram despromovidos ao escalão secundário os árbitros Gonçalo Martins (Vila Real), Bruno Paixão (Setúbal), Bruno Esteves (Setúbal) e Luís Ferreira (Braga);
3 - Este últimos três árbitros aceitarem ficar, em exclusivo, com as funções de VAR (vídeo-árbitro), assim como Vasco Santos (Porto);
4 - Gonçalo Martins, descontente com o processo e a classificação, recorreu para o Conselho de Disciplina.
5 - Foram promovidos ao primeiro escalão André Narciso (Setúbal), Cláudio Pereira (Aveiro) e João Pinto (Lisboa). Os outros 17 para 2018/19 são: António Nobre (Leiria), Artur Soares Dias (Porto), Carlos Xistra (Castelo Branco), Fábio Veríssimo (Leiria), Hélder Malheiro (Lisboa), Hugo Miguel (Lisboa), João Capela (Lisboa), João Pinheiro (Braga), Jorge Sousa (Porto), Luís Godinho (Évora), Manuel Mota (Braga), Manuel Oliveira (Porto), Nuno Almeida (Algarve), Rui Costa (Porto), Rui Oliveira (Porto), Tiago Martins (Lisboa) e Vítor Ferreira (Braga).
Tudo o resto está metido debaixo de uma redoma. É informação classificada. É informação gerida dentro da corporação.

José Fontelas Gomes concedeu há uma semana uma entrevista na qual tentou explicar os motivos pelos quais a classificação não foi tornada pública. Disse:
"Os árbitros não queriam classificação pública. Queriam ter calma na sua semana e assinaram uma declaração em como não queriam que a classificação fosse pública. Evita alguma pressão, mas não deixa de haver descidas e promoções."

Um erro perigoso da FPF e do Conselho de Arbitragem.
Que os árbitros queiram protecção e serenidade ao longo da semana, estamos de acordo. Estamos de acordo, de resto, que os árbitros reúnam as melhores condições para desempenhar um trabalho que sabemos ser difícil e espinhoso.
As coisas, no entanto e felizmente, mudaram muito nos últimos tempos. Os árbitros deixaram de ser os 'coitadinhos' de antigamente, sendo certo que uns, no passado, se safaram mais do que outros. Agora, as condições de treino e as remunerações melhoraram imenso, pelo que os árbitros não podem continuar a pensar que são as eternas vítimas e, por isso, só se focam nos direitos; é preciso pensar também nos deveres. E o dever principal é que, numa actividade destas, estando as decisões em linha com milhões de euros, perdidos ou achados, se querem protecção, sejam eles os primeiros a exigir a máxima transparência em tudo o que tenha a ver com um sector permanentemente debaixo de múltiplas suspeições.

E se os árbitros, um por um, não querem saber disso, então deveria ser o Conselho de Arbitragem e, acima de tudo, a FPF a não permitir e muito menos a fomentar que as classificações não fossem tornadas públicas, fundamentalmente num momento em que, com o caso dos emails, o sector ficou debaixo de um superlativo nível de suspeição.

Não faz sentido que, depois de liderar o projecto VAR, supostamente em nome de uma maior transparência e da verdade desportiva, a FPF tenha dado um, dois, ou dez passos atrás. Afinal, quer transparência ou quer esmerar-se no seu jogo (instável) de equilíbrios, sustentada em cima de uma máquina de comunicação poderosíssima, quase sem igual em Portugal?…

Bem sabemos que a FPF, também por força da conquista do título de campeão europeu, vive a sua fase de majestática superioridade institucional, sem críticas ou indiferente às poucas que ainda lhe fazem, mas há limites para tudo, mesmo do alto de uma certa arrogância funcional. Quando se quer ficar a meio da ponte, a tentar gerir equilíbrios operacionais e injustiças, o resultado é, a prazo, quase sempre mau….

Faz algum sentido que, para árbitros despromovidos, lhes seja dado o 'bónus' da videoarbitragem? Que despromoção é esta?! Despromove-se e depois 'promove-se'? Para se tentar evitar polémicas ou para gerir silêncios?

O CA e a FPF ainda estão a tempo de reparar os efeitos de esconderem as classificações. O curso de aperfeiçoamento com vista a 2018/19 realiza-se na próxima semana em Tomar, talvez um bom momento para remediar um erro grave.

Queremos saber se o VAR (que absorve árbitros despromovidos!) consegue ser mais do que um palco-fantoche. Quem são as marionetas? Quem manipula o fio das marionetas? Será que estamos perante um sistema que quer dar a imagem de regeneração mas que afinal manobra tudo atrás do pano, sob a égide da UEFA e da FIFA, grandes distribuidores de benesses e mordomias? Qual é afinal o papel das federações?
Quem está por detrás de Fontelas Gomes?…


JARDIM DAS ESTRELAS
Aviso de Sérgio será ouvido?
****
Algumas figuras da semana:
C. RONALDO (*****) - Sempre a somar. Impressionante.
SÉRGIO CONCEIÇÃO (****) - Lançou o alerta em boa hora: o FC Porto precisa de se reforçar. 
SOUSA CINTRA (****) - Continua no limite a dar tudo para mitigar os danos da 'invasão da Academia'.
JOÃO BENEDITO (***) - Boa postura e alguns bons argumentos. A seguir.
JORGE JESUS (****) - Mostrou esta semana, mais uma vez, que sempre teve a 'basezinha' (como dizia o Eça) e que muito evoluiu como homem e treinador. Para surpresa de muitos…
MIGUEL POIARES MADURO (****) - Marca pontos na discussão sobre os modelos de governação no futebol.

O CACTO

Judas e Vieira 
num espectáculo 
degradante

O espectáculo degradante dado por Elsa Judas, ex-grande apoiante de Bruno de Carvalho, mostra bem a fragilidade das relações pessoais e institucionais e os interesses que lhe estão subjacentes. Uma senhora jurista que caiu de paraquedas no 'mundo de futebol', e que nem sequer pagava as quotas quando já se arvorava em grande defensora do presidente destituído, vem agora afirmar-se como grande vítima das 'aldrabices' de Bruno de Carvalho. Tudo por causa da promessa (incumprida) de 5 mil euros mensais e outras promessas promocionais. Na balbúrdia em que se transformou o Sporting, com juras transformadas em traições, até Carlos Vieira quer agora fazer passar a imagem do bonzinho - do homem que patrocinou até à última os desvarios de Bruno de Carvalho. Em contraste com gente que perdeu a oportunidade de marcar um tempo positivo no clube de Alvalade, uma Comissão de Gestão activa e trabalhadora, a tentar mitigar os efeitos de uma gestão incendiária e destrutiva de valor(es).»
(Rui Santos, Pressão Alta, in Record)


Atento, mordaz, justo e corajoso! Rui Santos, como sempre. Há quem não goste. O que seria do amarelo se todos gostassem do verde?! Porém, em verdade vos pergunto, quantos jornalistas em Portugal serão... 

Capazes de sair da sua zona de conforto?!...

Leoninamente,
Até à próxima

sexta-feira, 20 de julho de 2018

Os que saudamos com alegria e júbilo o vosso regresso!...


Determinação! Foi a imagem mais ajustada que encontrei de Bas Dost para exprimir o que para mim significará o regresso do nosso grande goleador.

Estará a fazer dois anos que este matulão holandês chegou a Portugal e a Alvalade. E foi amor à primeira vista. Pelo país, onde comprou casa para viver, quiçá por muitos e bons anos, com a companheira que escolheu, Annefleur de Leeuw, que por sua vez também se apaixonou pelo Sporting e, também como atleta de eleição, foi coleccionando triunfos na sua modalidade preferida, o ciclismo, pelo Clube que a ambos acolheu.

Mas no melhor pano cai a nódoa e alguns energúmenos, acicatados por um louco, gente reles hoje em estágio nos calabouços, para um campeonato que se deseja, sem apelo, tão longo quanto o crime que cometeram, camuflando a sua malvadez sob capuzes e botas cardadas, quase matavam o amor grande de Bas Dost e Annefleur, que se viram escorraçados e coagidos a partir, decididos a não mais voltar.

Em boa hora José Sousa Cintra regressou, mesmo que a prazo, ao Sporting. E viu deporem-lhe nas mãos um descomunal monte de cacos. E o antigo presidente, respirando o sportinguismo que todos lhe reconhecemos, não se atemorizou. Com coragem e sem desfalecimentos, deitou mãos à obra e, entre muitas outras tarefas hercúleas e ciclópicas, foi sensível ao apelo de José Peseiro e apostou, decidido e em força, no regresso do nosso matador holandês, custasse o que custasse. E...

Bas Dost ficou hoje fechado. O empresário do avançado holandês, advogados e Sousa Cintra, estiveram esta sexta-feira reunidos e acertaram os últimos detalhes. Bas Dost vai rubricar um novo contrato este sábado. O vínculo será estendido por mais três anos e pouco ou mesmo nada me interessarão as legítimas contrapartidas exigidas pelo jogador. Depois dos acontecimentos de 15 de Maio, Bas Dost deixou de ter preço! A dignidade nunca o terá!...

Obrigado Bas Dost e Annefleur pelo vosso regresso. O Sporting nunca será aquilo que fez apertar os vossos corações! O Sporting somos nós... 

Os que saudamos com alegria e júbilo o vosso regresso!... 

Leoninamente,
Até à próxima

Na "bardamerda" em que um homem se pode transformar!!!...

Marcelo conforta os "sem abrigo"!...

E esta, hem?! O homem finalmente poderá ter caído em si!...

Na "bardamerda" em que um homem se pode transformar!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Grande motivo de preocupação!...



Grande motivo de preocupação!...

Leoninamente,
Até à próxima

Lembrar a tempo quem se esqueceu do tempo!...


COMUNICADO DA JUVENTUDE LEONINA

«De acordo com os Estatutos da Associação Juventude Leonina, nomeadamente nos termos do artigo 35.º e seguintes, a Direcção vem informar o seguinte:

Das pessoas já publicamente referidas como participantes nos acontecimentos ocorridos em 15/05/2018 na Academia do Sporting em Alcochete, somente 14 são sócios da Associação Juventude Leonina.

Encontrando-se em curso a instrução do processo disciplinar, por deliberação, a Direcção decidiu aplicar a suspensão provisória e imediata de sócios aos 14 elementos já publicamente referidos, até que o respectivo processo criminal esteja concluído.»

O tempo tem duas caras: se bem aproveitado será um bom aliado, se não, será sempre o pior inimigo!...

Talvez Nuno Mendes Vieira tenha cometido o erro de perguntar ao tempo, quanto tempo o tempo tinha. E o tempo não teve tempo para...

Lembrar a tempo quem se esqueceu do tempo!...

Leoninamente,
Até à próxima

quinta-feira, 19 de julho de 2018

Por cada leão que cair, outro se levantará!...



SPORTING CONTRATA RAUL MARÍN AO REUS

Reforço leonino chega com ambição de conquistar um título europeu

O internacional espanhol iniciou a carreira no Réus na época 2001/02, representou de seguida o FC Barcelona, antes de regressar a casa, na época passada, na qual marcou 76 golos em 43 jogos.

Raul Marín, que está ao serviço da selecção espanhola no Europeu da Corunha e já soma seis golos em três jogos, considera-se um jogador "com muito carácter e ambição, que pensa em ganhar tudo, tanto individual como colectivamente".

Por cada leão que cair, outro se levantará!...

Leoninamente,
Até à próxima

Eterna saudade dos sportinguistas, que descanse em paz.


Morreu João Sobrinho, antigo jogador de hóquei em patins do Sporting

João Sobrinho foi por quatro vezes campeão nacional pelo Sporting, duas vezes campeão do mundo e três campeão da Europa, por Portugal. Tinha 67 anos.

Sobrinho iniciou a carreira na Juventude Salesiana e ingressou no Sporting em 1975, para ocupar a posição de médio durante seis temporadas. Conquistou 4 Campeonatos Nacionais, 2 Taças de Portugal, 1 Taça das Taças e a histórica Taça dos Campeões Europeus de 1977, fazendo parte daquela que ficou conhecida como a Equipa Maravilha: António Ramalhete, Júlio Rendeiro, João Sobrinho, António Livramento e Xana, que ficou gravada para sempre na memória colectiva desde os tempos da Rádio. Jogou 89 vezes pela Selecção Nacional ao serviço da qual marcou 81 golos, sagrando-se por três vezes Campeão da Europa e duas Campeão do Mundo.

Sócio de Mérito do Sporting, foi distinguido em 1992 com o Prémio Stromp na categoria Especial.

Eterna saudade dos sportinguistas, que descanse em paz.

Leoninamente,
Até à próxima

Chega agora para ajudar a conquistar o TETRA!...





O guarda-redes de futsal Thiago Mendes Rocha, conhecido por Guitta e que militou no Corintians nas últimas quatro épocas, depois de sete no Intelli, vai reforçar o Sporting na próxima temporada, anunciou hoje o clube campeão português de futsal na rede social Twitter, sem revelar a duração do vínculo.

Campeão do mundo pela selecção brasileira em 2012, campeão sul americano de clubes por uma vez, campeão brasileiro por três vezes e vencedor da Superliga brasileira por uma vez também, Guitta, de 31 anos, vai ter a sua primeira experiência fora do Brasil.

Guitta é o quarto reforço dos 'leões' para a nova temporada, juntando-se aos compatriotas Rocha, Alex e Léo.

Esteve no início da época passada com um pé em Alvalade, mas a transferência acabou por não se concretizar, o que viria a impedi-lo de se sagrar campeão também em Portugal.




Chega agora para ajudar a conquistar o TETRA!...

Leoninamente,
Até à próxima


Está lançada a oitava candidatura à presidência do Sporting!...



João Benedito, 39 anos, antigo guarda-redes e capitão da equipa de futsal do Sporting Clube de Portugal, revelou ao fim da manhã de hoje a sua intenção de se juntar a Frederico Varandas, Fernando Tavares Pereira, Pedro Madeira Rodrigues, Dias Ferreira, Bruno de Carvalho, Carlos Vieira e Zeferino Boal, na corrida à presidência do Sporting Clube de Portugal na eleições do próximo de 8 de Setembro.


«Projecto

Assim me apresento. Apresento aos sócios um projecto de futuro, inovador, baseado em cultura desportiva, focado no desempenho desportivo. Sou candidato ao Sporting Clube de Portugal.

Nova geração

O sucesso desportivo tem de ser o motor da estabilidade financeira do clube. O núcleo duro que me orgulho de liderar integra campeões com experiência, com provas dadas na alta competição internacional, tendo melhorado organizativa e financeiramente as respectivas organizações, de forma a levá-las a grandes triunfos, em Portugal e no Mundo. Trata-se de uma geração que se preparou para poder olhar olhos nos olhos todos os sportinguistas e para pode levar a cabo uma missão desta importância.

Os 'vices'

Tenho a meu lado três candidatos a vice-presidentes que já fazem parte da história do clube e que comigo querem construir uma nova história. São eles Carlos Pereira, Ricardo Andorinho e Pedro Miguel Moura. Sabemos ganhar, a nossa história enquanto atletas, de dedicação ao desporto e à alta competição dão-nos a confiança para construirmos um projecto vencedor e sustentável, da base ao topo.

União

Temos mais de 1000 jogos feitos ao serviço do Sporting, sabemos o que é sentirmo-nos fortes quando todos estão ao nosso lado e vulneráveis quando tal não acontecia. Não se une um clube com chavões, une-se com vitórias e com valores.

Apostas para manter

Lideraremos pelo exemplo, pela raça, pela alma e pelos valores do nosso clube. Se alguém tem dúvidas sobre a manutenção do que é acertado, connosco podem ter a certeza que o que está bem não será alterado. Vamos manter a aposta vencedora nas modalidades, a manutenção da SAD pelo clube, o crescimento da militância, a introdução da tecnologia no futebol e a luta pela verdade desportiva.

Controlo da SAD

Queremos um Sporting independente, com controlo maioritário da SAD e tudo faremos para recuperar o que for viável. Um Sporting que se lance no futuro, com ideias, projecto, sem sportiguistas mais notáveis que outros. Que volte a encher os sportinguistas de orgulho e muitas vitórias.

Orientações do programa

Esta cultura desportiva terá de ser transversal a atletas, formação, escalões seniores e dirigentes, focada na optimização do desempenho desportivo. Isto constrói-se com elevados níveis de exigência, com recurso a tecnologia de ponta, com profissionais especializados nas áreas de psiquiatria, psicologia, física e nutricional. Queremos para o Sporting uma cultura de vitórias em que os nossos treinadores têm apenas de estar focados nas vitórias. E vão ter condições para lá chegar.

CEO

Esta liderança é apoiada por uma equipa de campeões em outras áreas. Passará a existir no Sporting a figura de um CEO transversal, do clube à SAD, responsável pela gestão de todos os recursos não desportivos. 

Pavilhão

Queremos ter um pavilhão aberto mais dias, com mais equipas, mais jogos, mais escalões das várias modalidades em acção. Pode representar um investimento, mas servirá para afirmar ainda mais a relevância do nosso ecletismo.

Modelo para o futebol

Para o futebol apresentamos um modelo de organização diferente do actual, coordenado pela administração da SAD assente em 3 áreas: sénior profissional, formação e Sporting perfomance. Temos um director desportivo, um ex-atleta, também campeão no clube. Temos um responsável por toda a formação, fará a ligação entre a direcção técnica e as infraestruturas. Quem irá dirigir a SAD é o presidente do clube, escolhido pelos sócios. É com estas ideias que me apresento aos sócios do Sporting. Com sentido de dever, sinto que chegou a hora de retribuir tudo o que o Sporting me deu.»

Surpreendentes e agradáveis os resultados a que conduziu a minha garimpagem a esta candidatura, que terão alterado radicalmente a impressão deixada por quase todas as anteriores. Se a isto juntarmos o reconhecimento do perfil do grande e exemplar atleta e capitão que foi do glorioso Sporting Clube de Portugal, será fácil de estar de acordo com os declarados propósitos de João Benedito, de que a sua candidatura não será... "apenas mais uma"!...

Depois de hoje, vejo João Benedito como um dos candidatos mais sérios a uma vitória no dia 8 de Setembro, ultrapassando com a garra e mística que sempre o caracterizaram como atleta de eleição, outras românticas ou narcísicas propostas e colocando-se por direito próprio no pódium desta decisiva corrida... 

Está lançada a oitava candidatura à presidência do Sporting!...

Leoninamente,
Até à próxima

São dignos um do outro!...


DIOGO ORVALHO FALA EM "ENCENAÇÃO" NA ENTREGA DA CANDIDATURA DE BDC

O ex-presidente "sabe muito bem que a entrega das listas é articulada previamente com o presidente da MAG" (LINK)

Em declarações à SIC Notícias, Diogo Orvalho,membro da Mesa da AG do Sporting, considerou: 

«O que se passou em Alvalade foi uma encenação. Bruno de Carvalho sabe muito bem que a entrega das listas é articulada previamente com o presidente da MAG. Não é um conjunto de pessoas que se dirige a meio da tarde a Alvalade com um caixote de papéis na mão. Jaime Marta Soares não foi informado e as  suspensões de Bruno de Carvalho e Carlos Vieira, decididas pela Comissão de Fiscalização, estão dentro da lei. O Sporting rege-se por estatutos e por regulamentos. A suspensão preventiva não está prevista nos estatutos, mas está prevista no artigo 20 do regulamento disciplinar, aprovado na AG de 17 de Fevereiro e que entrou de imediato em vigor, de acordo com o artigo 28. Não foi rejeitada qualquer candidatura.»

Aqui do meu canto, que não devo nada a ninguém, nem me tremem as pernas com medo desses "duros", prefirirei chamar os bois pelos nomes e dizer que o que aconteceu ontem à tarde em Alvalade, foi uma "peixeirada encenada" ao estilo de Bruno de Carvalho e Pedro Proença!...

São dignos um do outro!...

Leoninamente,
Até à próxima

O próximo!!!...


Negócio fechado: Bas Dost volta ao Sporting

Está tudo fechado com o ponta de lança holandês, que deve chegar à capital nas próximas horas para firmar o contrato

Faltará apenas uma assinatura para que Bas Dost seja oficializado como o mais recente "reforço" do Sporting versão 2018/19. A administração da SAD, liderada por Sousa Cintra, já terá chegado a uma plataforma de entendimento com o ponta de lança e seus representantes, que são esperados em Lisboa nas próximas horas com o objectivo de fechar o que está acordado: o holandês, de 29 anos, deverá assinar um contrato válido até 2021 (antes da rescisão estava vinculado ao Sporting até 2020), mantendo a cláusula de rescisão em 60 milhões de euros.

O próximo!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

quarta-feira, 18 de julho de 2018

Está visto que aqui o asno devo ser eu!...



Ele acontece cada uma! A este meteu-se-lhe na cabeça que seria capaz de consertar  tamanho monte de cacos! Ou não será propriamente consertar?! Para a Judas seriam 5 mil por mês. E para este?! E quem terá de pagar?! Já terão sido cancelados os cartões todos?!... 


Está visto que aqui o asno devo ser eu!...

Leoninamente,
Até à próxima

Folclore!!!...


Folclore!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Está tudo dito!...


POIARES MADURO: «BRUNO DE CARVALHO TERÁ DE SOFRER AS CONSEQUÊNCIAS» (LINK)

Eis a entrevista concedida ao jornalista Ricardo Granada e hoje publicada ano jornal Record. Vale a pena ler: 

«Foi por sentido de missão que o professor universitário e ex-ministro, de 49 anos, se chegou à frente para "ajudar" o seu clube. Não será candidato, mas já viu os ‘bastidores’ quando presidiu ao Comité de Governação da FIFA.

RECORD
:
 Prestou apoio jurídico à Mesa da Assembleia Geral, de Jaime Marta Soares, no litígio com o Conselho Directivo, então liderada por Bruno de Carvalho. Porquê?

POIARES MADURO – Porque entendi que o que se estava a passar era extraordinariamente grave. Na medida em que se pudesse fazer uma contribuição positiva e ajudasse a restaurar a normalidade no clube, que o devia fazer. Quer pelas competências jurídicas que tenho, quer pela visibilidade pública em função de funções anteriores. Queria ajudar o meu clube.

R: Na altura não temeu que os sportinguistas achassem que estava a escolher um lado?

PM - O meu lado sempre foi o do Sporting. Não foi nem o lado da Mesa da Assembleia Geral nem do Conselho Directivo. Achei que a MAG era quem estava a defender os princípios fundamentais da organização democrática do clube.

R: Era evitável que este assunto chegasse à barra dos tribunais?

PM - Era evitável se a direcção se tivesse demitido; infelizmente, isso não ocorreu. A única forma de garantir o cumprimento dos estatutos e a lei foi recorrer aos tribunais. Teria preferido que assim não fosse, mas infelizmente foi a única alternativa que o dr. Bruno de Carvalho e restante CD deixaram.

R: Esteve na AG de destituição? Se sim, sentiu-se intimidado?

PM - Estive. Foi preocupante ver milhares de adeptos em filas, silenciosamente, enquanto outros utilizavam linguagem violenta que não permitia sequer que se defendesse um ponto de vista contrário. É importante ter sensibilidades diferentes, incluindo os que continuam a rever-se nas políticas da ex-direcção. Vi ofensas gravíssimas, sem provas, serem feitas aos membros da MAG.

R: O Sporting tem, agora, eleições marcadas em Setembro. Planeia avançar com uma candidatura?

PM - Não é concebível ser candidato nesta altura, por duas razões. Uma de natureza institucional, dado que defendo um modelo de governação diferente, que distinga claramente o presidente do clube e da SAD. A segunda é prática, por hoje exercer funções em Florença e, portanto, não ser viável alterar a minha vida profissional de um momento para o outro. Poderia, daqui a uns meses ou um ano, voltar a Portugal, mas o Sporting não se compadece com a hipótese de poder esperar. Espero bem que o Sporting venha a ter um presidente que nos dê imensas alegrias, que não me faça sequer ponderar no futuro, independentemente de poder ou não estar disponível.

R: Ou seja, no futuro pondera afastar-se da política e dedicar-se à área do futebol?

PM - Da experiência que tive no Comité de Governação da FIFA, reparei que a cultura dominante não me permitia implementar as reformas necessárias. Era uma preocupação que teria, se exercesse funções no Sporting, perceber até que ponto seria uma vantagem para o meu clube eu entender que o futebol precisa de reformas profundas quanto à sua integridade. O problema é que o futebol é dominado por uma espécie de cartel político, e isso é algo que só pode ser resolvido com supervisão externa. Não é um problema que se resolve substituindo apenas a liderança. Um indicador disso é a permanência de quem dirige. Havelange esteve 35 anos à frente da FIFA, Blatter já ia em 17. Em Portugal, os presidentes estão há imensos anos. Qualquer ditador fica envergonhado perante a longevidade no poder nestes dias. Algo que defendo no Sporting é uma limitação de mandatos, de só poderem ser renovados uma vez.

R: Algum dos actuais candidatos será o ‘seu’? Pode eventualmente colaborar num projecto?

PM - Quero conhecer melhor as equipas e saber as posições que os candidatos tomam quanto a aspectos que para mim são fundamentais. Até poderei apoiar a que várias candidaturas se unam, desde que assim contribuam para um Sporting mais forte.

R: Sabe de algum nome que esteja pronto para avançar?

PM - Tudo o que tenho ouvido é público. Há imensos candidatos, talvez até de mais. Mas as pessoas são livres de se candidatar.

R: É saudável ou prejudicial haver um número tão elevado de candidatos à presidência?

PM - Podem ser ambas. É sinal de vitalidade, porque diz que há muitos sportinguistas com entusiasmo. Mas ao mesmo tempo é uma fragmentação de competências. Também não temos assim tanta massa crítica para que nos possamos dar ao luxo de a dispersar por 10 ou 15 candidaturas. Seria importante juntar essas competências em pelo menos uma ou duas candidaturas fortes, que tivessem condições de prosseguir um projecto assente na mudança do modelo de governação.

R: Por estarem suspensos, Bruno de Carvalho e Carlos Vieira devem ser permitidos ir a votos?

PM - Qualquer democracia funciona de acordo com as regras, que definem quem está ou não em condições de poder ser candidato. Defendo o cumprimento escrupuloso dos estatutos. Estão sujeitos a processos, vamos ver qual é a decisão a aplicar.

R: Entende a suspensão preventiva aplicada pelo Conselho de Fiscalização?

PM - Sim. O que está em causa é grave. Tratou-se de violar as competências de órgãos eleitos pelos sócios e de tentar criar órgãos não previstos estatutariamente. Quanto à decisão que vai ocorrer, não me vou pronunciar. Devemos proteger ao máximo a independência dessa comissão. 

R: Nas eleições de 2013 e 2017, foi apoiante de Bruno de Carvalho?

PM – Não apoiei ninguém. Era um sócio silencioso, como muitos, simplesmente apaixonado pelo Sporting e sócio há muitos anos. Não pertenço nem a ‘croquetes’, nem a 'rissóis' nem a nenhum tipo de alimentação desportiva.

R: Olhando para trás, Bruno de Carvalho foi a melhor opção?

PM – Acredito que Bruno de Carvalho é um apaixonado pelo Sporting. E acredito que ele achou que o facto de ter um grande apoio dos sportinguistas justificava assumir um poder absoluto, com consequências que se revelaram desastrosas. Nenhum poder absoluto é bom. O que se passou demonstra-nos a importância de temos um modelo de governação que impeça quem quer que seja de assumir esse poder absoluto e tentar fazer o que ele fez, de violar normas estatutárias e princípios fundamentais do clube. É um comportamento típico de alguém que pode fazer tudo. O clube deve estar sempre na mão dos sócios.

R: Comentou, na televisão, a crise do Sporting e logo de seguida Bruno de Carvalho acusou-o de dizer uma "data de disparates". Esperava aquela reacção?

PM - Não. Que o que disse não foram disparates, veio a ser confirmado de seguida pelos tribunais. Eu quero participar no Sporting, mas não quero meter-me em lutas na lama, não é positivo para o clube. Ele próprio já veio reconhecer que o seu comportamento teve muitos aspectos inadequados. Acredito na capacidade de redenção de qualquer pessoa e também que os comportamentos têm consequências, e ele vai ter de as sofrer.

R: A seu ver, por que é que o anterior CD não se demitiu?

PM – Não vou especular. Apenas me parece óbvio que foi muito negativo para o clube não se terem demitido. Se o tivessem feito, provavelmente não tínhamos rescisões de nove jogadores, o que deixou o clube numa situação negocial difícil, e não estaríamos a preparar uma época desportiva quase à última hora.

R: As crises governamentais são comparáveis à crise do Sporting?

PM - Tudo o que cria instabilidade é negativo num processo de governação, aconteça ela num país, num clube ou numa empresa.

R: Como jurista, compreende os motivos evocados pelos atletas que rescindiram contrato?

PM – É preciso distinguir duas coisas. Aquilo que se passou na Academia é grave e podermos criticar o comportamento do então presidente em relação aos jogadores. Facto diferente é esse comportamento e o que se passou ser suficiente para rescindir. Tenho sérias dúvidas que venha a justificar-se a justa causa, à luz da jurisprudência da Câmara de Resolução de Conflitos da FIFA e do Tribunal Arbitral do Desporto.

R: Em parte devido a isso, esta época será muito mais difícil?

PM – Depois de tudo o que se passou, seria falso dizer que o Sporting não parte atrasado. A minha esperança é que esse obstáculo possa constituir um factor de motivação. Podemos chegar em 1º.

R: Peseiro, Nani, Beto. Temos assistido a vários regressos. É uma boa estratégia?

PM – É importante ter identidade. Para garantir isso, é preciso ter referências da história do clube.

R: Foi convidado para integrar a Comissão de Gestão?

PM – Nunca direi aquilo para que fui ou não convidado. As pessoas que foram escolhidas foram as melhores. O dr. Torres Pereira é uma pessoa com o equilíbrio e bom senso necessário para o exercício das funções. Faz boa dupla com Sousa Cintra, que tem a paixão pelo clube, a motivação e o conhecimento para ser a pessoa adequada nesta fase de transição. Não é fácil.

NOTAS SOLTAS:

mão pesada
"O Sporting devia ter um código de conduta imposto às claques que beneficiam de apoio. Fico feliz pela decisão corretíssima e óbvia da Comissão de Fiscalização em suspender as pessoas que invadiram a Academia"

saídas e uma incerteza
"Compreendo Rui Patrício, o que não significa que ele tenha razão jurídica. No caso de outros atletas é ainda mais claro. Com Podence ou Rafael Leão vejo como extraordinariamente improvável que lhes seja concedida a justa causa"

regresso e outros à porta
"Bruno Fernandes não se vai arrepender de ter voltado. Espero que Bas Dost e Battaglia façam o mesmo trajeto"

reformulação
"Devia estar estatutariamente previsto que o líder do clube fosse diferente do da SAD. Não permitiria uma concentração de poderes e iria aumentar o escrutínio do clube sobre a SAD"

decisão irredutível
"No Comité da FIFA, eu e os meus colegas determinámos que o sr. [Vitaly] Mutko, ‘vice’ da Rússia, não podia ser candidato ao conselho da FIFA. O presidente [Gianni] Infantino pediu-nos que mudássemos a decisão e não aceitámos. Depois saímos"

presidente ‘safo’
"De certeza que Infantino ia pagar um preço muito elevado se nós não tivéssemos saído"»

Penso ser um privilégio da imensa nação sportinguista sentir que no seu seio existem personalidades com a grandeza e a fulgurante inteligência de Miguel Poiares Maduro. Se a isso juntarmos um surpreendente jornalista como Ricardo Granada, teremos uma entrevista muito próxima da perfeição...

Está tudo dito!...

Leoninamente,
Até à próxima

Falem mal de mim, mas falem!...



Falem mal de mim, mas falem!...

Leoninamente,
Até à próxima

Dizem que a culpa será dos comprimidos para dormir!...



Dizem que a culpa será dos comprimidos para dormir!...

Leoninamente,
Até à próxima

terça-feira, 17 de julho de 2018

A fingir que não sabe disto!...


Há quem ainda hoje continue a assobiar para o ar e...

A fingir que não sabe disto!...

Leoninamente,
Até à próxima

Estavam mesmo a pedi-la!...

Bicicleta CR7


Estavam mesmo a pedi-la!...

Leoninamente,
Até à próxima

Terá de ser Peseiro a passar os "bilhetes de desembarque"!...

Com o pé que tinha mais à mão, um grande golo de Xico Geraldes


LEÃO RUGIU ENQUANTO O CÉREBRO MANDOU

‘Xico’ Geraldes fez jogar e ainda marcou golaço. Mexidas ao intervalo ajudaram... o adversário

Com o profissionalismo e a competência em cima do joelho, o Sporting encerrou o estágio na Suíça diante do Stade Lausanne, modesta equipa da 3ª Divisão helvética e, naturalmente, emoldurou a vitória com números expressivos (4-1).

O plano de José Peseiro seria defrontar um adversário de maior valia, mas nada terá saído bem à empresa a quem o Sporting entregou a organização do estágio, pois o duelo previsto com o Fenerbahçe foi cancelado e só ontem, um par de horas antes do jogo, terá sido encontrado um mal-amanhado adversário que, ainda assim, nem por isso terá sido pêra doce para os leões. Os primeiros 45 minutos até permitiram ficar com essa impressão, dado que foi aí que o resultado foi fixado, muito por ‘culpa’ do talento e da inspiração de Francisco Geraldes, mas o certo é que na 2ª parte os papéis inverteram-se. Consequência, em parte, de José Peseiro ter feito entrar praticamente um novo onze, que nem irmão parecia daquele que apresentou na primeira parte e os suíços agradeceram.

A julgar por aquilo que a CS tem vindo a reportar, Jorge Jesus parece ter voltado aos seus velhos tempos e andará a fazer uns certos "favores" ao seu antigo patrão, "encarrillando-lhe" alguns "monos". Melhor fora que tratasse de zelar dos interesses de quem mais recente e abundantemente lhe recheou os bolsos e levasse para junto dele os Castaignos, Doumbias,  Matheus Oliveiras, Gaulds,  Petrovics e Misics com que inundou o armazém de Alvalade. Assim e perante tal abundância de "marinheiros de água doce"...

Terá de ser Peseiro  a passar os "bilhetes de desembarque"!...

Leoninamente,
Até à próxima

segunda-feira, 16 de julho de 2018

Algo me diz que Bas Dost aponta para nós!...



Algo me diz que Bas Dost aponta para nós!...

Leoninamente,
Até à próxima

Mais valia terem feito um queijo... suiço!...


Parece que quando for hora de fazer o balanço deste estágio na Suiça, a primeira conclusão a retirar será a de que mais valia o Sporting ter ficado calma e descontraidamente na Academia a apurar a condição física e os processos de jogo de José Peseiro, em vez de ter andado a perder tempo a palmilhar quilómetros e a defrontar equipas da quarta ou quinta divisão europeia. E não nos faltariam por cá adversários incomparavelmente superiores, que teriam pela certa ajudado a que o colectivo há muito tivesse abandonado o "tempo das fraldas" em que ainda parece enredado.

O derradeiro encontro deste estágio, marcado para dentro de cerca de meia hora, oporá o colectivo leonino ao colosso europeu que dá pelo nome de Stade Lausanne, equipa do terceiro escalão helvético  que para mais se realizará à porta fechada, para desgosto e decepção de milhares e milhares de emigrantes, uma boa parte deles sportinguistas e sem se saber até ao momento se terá transmissão directa através da televisão.

Mais valia terem feito um queijo... suiço!...

Leoninamente,
Até à próxima

P.S. - O jogo irá ser transmitido pela Sport TV1.

A minha gratidão, homenagem e aplauso a Roberto Severo!...


Nem que seja por um mês

Roberto Severo, antigo central do Sporting, terá sido convidado pela Comissão de Gestão para coadjuvar Mário Jorge nas funções de director-geral da Academia Sporting. Na SIC Notícias e, embora não tivesse assumido as funções que vai desempenhar, o antigo capitão leonino deixou claro:

«A Comissão de Gestão está a fazer de tudo para que as coisas voltem ao normal e eu vou ajudar o Sporting. Quem gosta nunca abandona. Vou estar sempre lá, nem que seja por um mês. [...]

Nada na vida é eterno e tenho consciência que dia no 8 de Setembro haverá novas eleições, que espero decorram de forma normal para que o clube volte a entrar no caminho da estabilidade. Mesmo tendo passado esta fase de turbulência, o Sporting tem muitos sócios que são leais ao clube...»

A minha gratidão, homenagem e aplauso a Roberto Severo!...

Leoninamente,
Até à próxima

Volta Bas Dost. Alvalade é a tua casa!...


É uma fé muito grande! Um desejo enorme que varre a grande nação sportinguista de lés a lés! Uma confiança do tamanho do mundo no carácter e nos afectos que inundam o coração de um homem bom e talentoso que tivemos o privilégio de receber em Alvalade e que queremos que continue connosco!...

Volta Bas Dost. Alvalade é a tua casa!...

Leoninamente,
Até à próxima

Mesmo belenense, parece que é bruxo!...


EGOMANIAS E UMA ACÇÃO CONCERTADA

«... A cada dia, surge mais um candidato a presidente do Sporting, o que faz o demitido alimentar a esperança – será que... Alguns dos nomes anunciados são de rapaziada de dois por cento, outros não irão além dos 10, pelo que o novo líder poderá ser eleito com 20 e tal por cento dos votos, uma tragédia. Há pessoas que não aprendem com a desgraça e põem à frente do futuro do clube os seus egos ocos mas descomunais...»
(Alexandre Pais, Outra vez segunda-feira, in Record)

Mesmo belenense, parece que é bruxo!...

Leoninamente,
Até à próxima

domingo, 15 de julho de 2018

Aposto dobrado contra singelo!...



Senhor José Sousa Cintra, permita que lhe deixe por aqui, neste meu cantinho que o senhor se calhar nem conhece, mas com a esperança de que algum sportinguista lhe entregue a mensagem, um pequeno reparo: creio convictamente que não estará a utilizar a estratégia mais indicada para o "namoro" que estará a tentar entabular com Bas Dost!...

Então será que não se recordará dos nossos velhos tempos em que para "engatar" as filhas, começávamos por "namorar" as mães?! Então que tal "namorar" primeiro a Annefleur?! Com a sua simpatia, caro Presidente, se ousar falar com ela pessoalmente...

Aposto dobrado contra singelo!...

Leoninamente,
Até à próxima

Toda a sorte do mundo para Mário Jorge!...




MÁRIO JORGE É O NOVO DIRECTOR GERAL DA ACADEMIA SPORTING

Antigo jogador dos leões começa a trabalhar já esta semana

Mário Jorge, antigo internacional português e jogador do Sporting durante 18 anos, contando com os escalões de formação, é o novo director geral da Academia Sporting. O antigo jogador leonino esteve nos últimos dias reunido com Sousa Cintra e assinou contrato válido até ao final da época 2018/19, começando a trabalhar nas novas funções já no início da semana.

Estava desde o Verão de 2017 em Cabo Verde como director desportivo do GD Oásis, clube que ajudou a fundar e com o qual subiu à 1ª Divisão. Durante a semana finda recebeu uma chamada de Sousa Cintra para uma reunião em Lisboa, encontro no qual o actual responsável pela SAD do clube de Alvalade formalizou o convite para o cargo. Mário Jorge aceitou e nos últimos dias já esteve em Alcochete, onde Virgílio Lopes lhe passou as pastas.

Mário Jorge viajou ontem de novo até Cabo Verde para se despedir do GD Oásis e regressará esta 2ª feira a Lisboa para começar de imediato a trabalhar na Academia.

Toda a sorte do mundo para Mário Jorge!...

Leoninamente,
Até à próxima

PUBLICIDADE