quinta-feira, 30 de abril de 2015

Se fosse eu que mandasse...


Se eu mandasse...

"Falta um jogo para o Sporting ter a Taça de Portugal e um ponto para chegar à Liga dos Campeões. Foi Bruno de Carvalho que o disse e são apenas factos. O que dá notícia é o que continua a não dizer sobre o futuro de Marco Silva. Passa assim a ideia que a sua continuação como treinador no Sporting depende do jogo e do ponto que faltam. Manuel Fernandes explicou que gostava que o Sporting continuasse com Marco Silva e recordou que ele conseguiu 66 pontos em 30 jornadas, quase o que Leonardo Jardim tinha quando terminou o campeonato. Mas que se perdesse a Taça perderia o seu estado de graça. A última parte deixou-me desconcertado. Por culpa própria ou da direcção, não sei se alguma vez teve, pelo menos nos corredores de Alvalade, direito a tal estado. E não me parece que este tabu tenha grande graça.

É verdade que o Sporting não chegou a ser um sério candidato ao título. A Taça é sempre, sabemos bem, um fraco consolo. E ir à Europa é dever. Ainda assim, não encontro em Marco Silva nada pior do que encontrava em Leonardo Jardim. Trabalha bem com a prata da casa. É o treinador indicado para o Sporting. Detestaria que voltasse a velha dança de treinadores, a que Godinho Lopes nos habituou.  Com um plantel tão jovem, a estabilidade é quase tudo e Marco Silva garante-a. Mas é evidente que há um problema na partilha de poder entre a direcção e o treinador.

Um problema que foi explorado pela comunicação social, pelos adversários do Sporting e pela oposição interna a Bruno de Carvalho. Estou como João Mário: se fosse eu a mandar, Marco Silva ficava. Independentemente da final da Taça. O trabalho de um treinador não se mede por um jogo. Porque um jogo nada diz sobre o futuro do clube. Por isso, entendam-se sobre quem manda em quê, sem mais encenações e braços de ferro."
(Daniel Oliveira, Verde na Bola in Record)

E se fosse eu a mandar, leoninamente, Marco Silva também ficava. Porque também eu detestaria "que voltasse a velha dança de treinadores, a que Godinho Lopes nos habituou". E porque também penso que "com um plantel tão jovem, a estabilidade é quase tudo e Marco Silva garante-a".

Creio que Daniel Oliveira terá identificado com a sua habitual argúcia, o problema que separará Bruno de Carvalho de Marco Silva. Será porventura muito parecido com o que levou Leonardo Jardim a ir pregar para outra freguesia. Mas um e outro deveriam ter aprendido: "na primeira qualquer cai, na segunda cai quem quer"! E ambos, como pessoas inteligentes que são, deveriam ter a exacta noção de que nenhum deles terá a ganhar com "mais encenações e braços de ferro". 

Marco Silva arrisca-se a saltar do combóio que o poderá levar à terra dos sonhos. E o combóio só costuma parar uma vez à nossa porta. Deverá abandonar a postura de "che guevara da Academia" e, sem jamais colocar em causa a sua dignidade, submeter-se à disciplina e estratégia do comandante em chefe das tropas.

Bruno de Carvalho correrá o risco de ter de começar tudo de novo e ser obrigado a repetir ingloriamente e sem proveito, o caminho que já percorreu duas vezes. Deverá recusar liminarmente o mesmo tipo de postura e métodos que acabaram por deportar Napoleão.

Se fosse eu que mandasse, convidava-os a amarrotar os egos como folhas de papel e a colocá-los sob as patas do leão!...

Leoninamente,
Até á próxima

Quem vier atrás, que feche a porta!... (2)


O Sporting acaba de anunciar a renovação de contrato com Tobias Figueiredo, até 2021 - mais duas épocas em relação ao anterior -, mantendo a cláusula de rescisão de 45 milhões de euros.

O Clube anunciou também a renovação dos contratos de mais quatro futebolistas da equipa B: Mauro Riquicho (até 2021, com cláusula de 45 milhões), Fábio Martins (2020, 45 milhões), Rafael Barbosa (2020, 45 milhões) e Sambinha (2018, com mais duas de opção, com cláusula de 45 milhões).

"Doyen a quem doer", este é o nosso caminho e...

Quem vier atrás, que feche a porta!...

Leoninamente,
Até à próxima

Nunca se sabe...


"Quando um presidente tem tempo para estar em tantos eventos e não tem tempo para o essencial, que é preparação da próxima época ou é intelectualmente pouco sério ou a continuidade de Marco Silva não será uma realidade."

"No final da época é que se tomam as decisões e é isso que a administração do Sporting vai fazer."

"Temos tempo ainda para preparar a próxima temporada. Falta ainda muito tempo. Neste momento a nossa preocupação é irmos vendo como vai decorrer este final de época, temos jogos, temos objectivos, por isso vamos com tempo. Sempre preparámos as épocas e não é agora que íamos deixar de o fazer. O que me deixaria feliz? No mínimo o acesso à Liga dos Campeões e a Taça de Portugal. Estamos a um ponto de um e a um jogo do outro."

Confesso que já estive mais optimista sobre a continuidade de Marco Silva no Sporting! Hoje, peguei no cacharolete de afirmações que acima reproduzo e atirei-o para dentro da taça da batedeira "kenwood" da minha excelentísima esposa, em raro momento de distracção dela. Liguei, seleccionei a velocidade máxima e esperei três minutos: pronto, agora é só levar ao forno!...

Claro que será preciso entretanto barrar a forma com manteiga e colocar a sacramental folha de alumínio para não queimar o "bolo"! Ah, claro, também haverá que cuidar de colocar de lado a cereja para depois colocar no topo. E nisso Marco Silva tem sido cuidadoso. Mas...

Tens a sorte traçada Marco Silva: ou consegues um ponto nos quatro jogos até ao fim da Liga e depois "limpas" a Taça no Jamor, ou verás as portas Alvalade fecharem-se nas tuas costas...

Claro que depois de conhecer o resultado que a "batedeira" se encarregou de apresentar, me animou a convicção de que Marco Silva será homem para conseguir somar 78 pontos na Liga e equilibrar-se sem beijar a relva do Jamor, quando a sua gente o atirar ao ar uma boa dúzia de vezes. Mas nunca se sabe...

Leoninamente,
Até à próxima

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Quem vier atrás, que feche a porta!...



Sem ondas e sem alaridos, enquanto os tablóides se vão entretendo com transferências goradas para Alvalade, o Sporting vai tratando paulatinamente da sua vida. Sem ostentações e mantendo o realismo e o rigor que lhe garantem a sustentabilidade económica e financeira e o Futuro.

Gelson Martins, Luís Eloi, Ivanildo Fernandes e Jorge Silva - foram logo quatro de uma assentada! (link 1, link 2, link 3 e link 4) -, viram chegar hoje a sua hora de assinaram os seus primeiros contratos de longa duração com o seu Clube do coração e o Sporting emoldurou-os no já famoso painel com as imagens daqueles que os precederam rumo à Bola de Ouro da FIFA e os desejos de boa sorte do Presidente.

"Doyen a quem doer", este é o nosso caminho e...

Quem vier atrás, que feche a porta!...

Leoninamente,
Até à próxima

Costuma dizer-se que à terceira é de vez!...


"Atendendo ao investimento feito pelos dois primeiros classificados e ao investimento do Sporting, atendendo à situação financeira dos clubes, atendendo que o Sporting é, dos três, o que joga com mais jogadores da sua formação e portugueses e que pode ganhar a Taça de Portugal, e o FC Porto arrisca-se a não ganhar nada, estou satisfeito com o que o Sporting fez."
(Manuel Fernandes, in Record)

Assino por baixo as palavras de Manuel Fernandes. Claro que ficará sempre connosco a amargura de 5 empates em Alvalade, que nos garantiriam neste momento o comando da tabela classificativa com 2 pontos de avanço sobre o segundo classificado e 5 sobre o terceiro. 

Mas para um clube que há duas épocas alcançou a sua pior classificação de sempre, com um sétimo lugar e o consequente afastamento das provas europeias, ter a consciência de que o caminho se faz caminhando e que em dois anos se percorreu tanto caminho, só pode trazer satisfação aos seus adeptos.

Costuma dizer-se que à terceira é de vez!...

Leoninamente,
Até à próxima

Os diamantes em bruto apenas seduzem o lapidador!!!...



O adepto comum vive para apoiar a sua equipa e, normalmente, não tem tempo nem a vida lhe permite dar-se ao luxo de registar, dissecar e interpretar  os dados hoje publicados pelo jornal Record, que justificarão a actual preocupação de Marco Silva na gestão do esforço da equipa que lidera, nesta fase difícil do crepúsculo da época:

William Carvalho
Voltou ao onze em Moreira de Cónegos, depois de ter sido suplente nos dois jogos anteriores. Tem 39 encontros e é o jogador de campo com mais minutos (3.195)

Adrien
Já tinha sido resguardado no início de Março, na Choupana, e na 2.ª feira sentou-se de novo no banco, entrando aos 77’ (com coxa elástica na perna esquerda)

João Mário
Suplente (27’) contra o Moreirense. Excluindo a Taça da Liga (nem foi convocado por ser reservada às segundas linhas), Marco não abdicava dele na equipa titular desde 3 de Janeiro

Carrillo
Não saiu do banco em Moreira de Cónegos. Exceptuando a Taça da Liga, até agora só não tinha participado... num encontro com o Sp. Espinho, porque tinha chegado a Lisboa, vindo da selecção, horas antes!

Nani
Em 34 jogos, só foi substituído em 7: um por lesão, outro nos descontos e três após os 80 minutos. Foi assim na 30.ª ronda da Liga, sinal de que pode ser hora de pensar no Jamor

Slimani
Ressentiu-se de dores musculares na coxa esquerda, na véspera do Moreirense. Há duas jornadas que era suplente (Boavista e V. Setúbal).

Sem pretender fazer juízos de valor sobre a gestão do treinador do Sporting ao longo da época, dos meios humanos ao seu dispôr, o facto é que a situação actual do conjunto de Alvalade há muito que foi adivinhada pela grande maioria dos adeptos sportinguistas, que aqui e ali foram alertando para a flagrante e intensiva utilização de um "núcleo duro", que muitos apelidaram de "predilecto", sem o necessário equilíbrio que a "rotatividade", por outras bandas tão criticada, costuma permitir.

Estará a ser paga agora a factura de alguma inexperiência de Marco Silva nestas "altas cavalarias" onde se viu metido?! Ou tudo não será mais que o reflexo de um certo défice qualitativo que o plantel revela, para além do citado "núcleo duro"?! Ou as três coisas?! E não me terei enganado ao falar de três coisas, porque num clube como o Sporting, a braços com a prossecução de um gigantesco esforço financeiro na busca da necessária sustentabilidade e que paralelamente possui  uma das melhores escolas de formação do mundo, outra questão, porventura a mais importante, deverá ser colocada: ou a coragem, o saber e a visão de Marco Silva para potenciar o talento da Academia serão assim tão escassos, que justificam o seu comodismo ou, quiçá, a sua relutância ou mesmo aversão?!...

Porque para além da contingência e do circunstancialismo que o obrigaram, em último recurso, à utilização de Jonathan e Tobias Figueiredo e do necessariamente "obrigatório" e curto episódio da Taça da Liga, quantos jovens talentos mais ele teve a coragem de lançar na equipa principal, de modo a prevenir, tanto a citada "rotatividade", quanto a sua contribuição para a melhoria  qualitativa do plantel que lhe foi colocado nas mãos e, "pour cause", o acautelamento do futuro do Clube?!...

Os diamantes em bruto apenas seduzem o lapidador!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

terça-feira, 28 de abril de 2015

Será com esta massa que Marco Silva terá de cozinhar o pão!...


Ontem adormeci com o "filme" rodado em Moreira de Cónegos pelo realizador Marco Silva. E, sem acusar o técnico leonino de plágio, travei luta acesa com a minha almofada sobre o sistema táctico que terá ensaiado nesta deslocação ao Minho. E levantei-me pela manhã com a convicção de que terá entrado em fase de testes o produto laboratorial projectado para a final do Jamor e que poderá muito bem constituir uma curiosa rampa de lançamento, quiçá já a pensar na próxima época: o tão elogiado quanto criticado 4x1x3x2, creio que nascido há muitos anos lá pelas terras da senhora Merkel e que Jorge Jesus utilizou para se sagrar campeão logo que chegou ao Benfica, no Verão de 2009.

O ideal ultra-ofensivo que animará Marco Silva, parecendo exequível e materializável na defesa, onde Paulo Oliveira parece dar garantias de eficiência, Ewerton um excelente complemento em termos defensivos e com técnica suficiente para iniciar os ataques a partir de trás e os laterais, limados os aspectos defensivos, suficientemente rápidos e agressivos em termos ofensivos, sendo que William oferece como pivot todas as garantias de equilíbrio à frente da linha mais recuada, esbarrará com bastantes dificuldades no trio ofensivo do meio-campo.

Marco Silva ainda não terá encontrado para esse sector a fórmula mais adequada ao sucesso que Jorge Jesus conseguiu com Ramirez, Aimar e Di Maria. Pelo que nos foi dado apreciar em Moreira dos Cónegos, André Martins, pese embora a sua extraordinária capacidade de posicionamento, visão de jogo e técnica apurada, não é homem para constantes cavalgadas (a defender e a atacar) e esgota-se fisicamente ainda antes do intervalo. Carlos Mané ainda não revelará a segurança e o sentido colectivo que o sistema exige. E Nani, parece estar, absurdamente para a fase adiantada da sua carreira, numa onda de afirmação pessoal de que apenas o seu ego não se aperceberá.

Obviamente que Marco Silva ainda contará para a resolução deste complexo puzzle do meio campo, com peças importantes como Adrien, Carrillo e João Mário, mas a carga competitiva dos dois primeiros e o brusco apagamento deste último, parecem estar a comprometer os desígnios do treinador leonino. 

Na frente, penso que Montero, pelo que dele conhecemos e depois do que lhe vimos fazer contra o Moreirense, estará como peixe na água como pivot ofensivo, partindo de trás e aproveitado toda a sua técnica, inteligência, mobilidade e visão de jogo fabulosas, no apoio a... Slimani, obviamente. Tanaka fez o que pôde e fez bem, mas o modelo não se compadece das suas limitações. Será sempre uma solução de recurso, ao invés do argelino, que possui os atributos necessários e suficientes para ser a cereja no topo do bolo que Marco Silva desejará apresentar no Jamor.

Não misturando a próxima época nesta complexa equação, deixemo-la em "banho maria" para tempo mais oportuno e adequado e centremo-nos no Jamor, que o tempo urge, as saídas estão ainda no segredo dos deuses e das bolsas de quem tiver os meios e algumas das previsíveis soluções ainda nem sequer entraram em Alvalade. Será com esta massa  que Marco Silva terá de cozinhar o pão e, "en passant", rebentar já no próximo sábado os pneus dos autocarros de Manuel Machado!...

Leoninamente,
Até à próxima

segunda-feira, 27 de abril de 2015

P'ra melhor está bem, está bem, p'ra pior está bem assim!...


Marco Silva terá surpreendido hoje muita gente, com o sistema táctico que apresentou em  Moreira de Cónegos, um híbrido que caberá aos experts definir com mais propriedade - 4x2x3x1 ou 4x1x3x2? -, mas que teve como consequência a colocação de Montero e Tanaka na grande área adversária e o resultado foi a eficácia ter subido para um patamar a que já estávamos desabituados.

Claro que tanto pela exigência do novo processo, quanto pela forma de jogar do adversário e até pelo adiantado da época, cedo se evidenciou o esgotamento físico de algumas unidades leoninas, facto que terá obrigado Marco Silva ao necessário refrescamento, logo que sentiu a equipa desequilibrada em termos de meio campo, até aí submetido e intenso labor. E a equipa melhorou e sacudiu o ascendente que o seu opositor vinha evidenciando desde o início da segunda parte, o que se traduziu na dilatação da goleada.

Vitória natural e inteiramente justa, num campo tradicionalmente difícil, mas que traduz a abissal diferença de categoria entre os dois conjuntos e que demonstra à saciedade o "autêntico e inadmissível desastre" que foi o jogo de Alvalade na primeira volta.

Toda a equipa conseguiu uma prestação positiva, com destaque para Montero - dois golos e duas assistências! -, se exceptuarmos o comportamento sofrível de Nani e dos laterais e o estouro físico de André Martins, que já não constituirá surpresa. Uma pena, porque se o rendimento exibido na primeira parte não tivesse sofrido tão notória quebra na segunda, certamente que o seu treinador não se veria obrigado a substituí-lo. Um caso delicado de estudo e que bem poderá destruir-lhe a carreira no Sporting.

No próximo sábado teremos mais um jogo em Alvalade, com grau de dificuldade parecido. Será interessante de constatar, se o ensaio de eficácia hoje testado no Norte será sustentado, ou se assistiremos a novo relaxamento.

P'ra melhor está bem, está bem, p'ra pior está bem assim!...

Leoninamente,
Até á próxima

Guia lógico e simples para entrevistas e comentários de treinadores do Sporting!...


"Não devemos fazer tanta publicidade de uma reunião. Da minha boca nunca vão ouvir que tivemos uma reunião ontem ou anteontem. Trabalho todos os dias com uma paixão enorme. Continuar? Não é uma questão de garantir ou não que continuo. O que posso dizer é que trabalho com a maior paixão todos os dias e é assim que vou continuar a fazer."
(Marco Silva, in Record)


Tinha a imagem e as palavras de Marco Silva gravadas como rascunho para publicação, logo que fosse capaz de alinhavar com serena propriedade, o profundo desagrado que me causaram.

Fiz várias tentativas e nunca fui capaz de traduzir o meu sentimento sem o mesclar com alguma dose de cortante e porventura excessiva ironia. E fui recorrendo ao "delete", uma e outra vez e uma vez mais ainda, tanto pelo respeito que me merece a pessoa do treinador do meu Clube, quanto pela delicadeza do momento actual do Sporting, nesta derradeira e importante fase da temporada.

Mas hoje julgo ter encontrado uma maneira airosa para me desembaraçar da minha falta de criatividade e, ao mesmo tempo, deixar a mensagem clara que sempre desejei transmitir a Marco Silva e que entendo ele mererecerá.

Passei por um dos meus blogs favoritos da blogosfera leonina - posso nomeá-lo agora, porque já por aqui manifestei tal sentimento -, "A insustentável leveza de Liedson", e lá estava exactamente o "ovo de Colombo", mas que cá em casa ainda não tinha saído sequer do cu da galinha.

Não sei como reagirá A. Trindade, o autor que não conheço e que conseguiu colocar o "ovo em pé", mas eu vou arriscar, nem que tenha de aceitar o seu desafio para um duelo físico e venha a acabar com o meu velho corpo todo "moidinho de porrada". Mas o Marco Silva é que não pode ficar sem resposta. E além disso, anima-me a esperança que o seu companheiro de blog, Rui Monteiro, e que tenho na conta de boa pessoa e com alguma consideração por mim, possa interceder a meu favor e eu não apanhe o "arraial de porrada" que talvez merecidamente se impusesse. Mas vou mesmo roubar o que ele também confessa ter "rapinado" - ladrão que rouba a ladrão... -, e deixá-lo aqui à consideração de Marco Silva.

Marco Silva, sob minha solena palavra de honra de sportinguista, entendo que deveria ler com muita atenção o diagrama a seguir e passar a agir, SEMPRE, em conformidade. Para seu bem, para o bem do Sporting e para o bem de muita gente do universo leonino:



Leoninamente,
Até à próxima

domingo, 26 de abril de 2015

A MAIOR POTÊNCIA DESPORTIVA NACIONAL!...


O Sporting Clube de Portugal acabou de conquistar este domingo em Igualada, o 23º troféu europeu da sua história, somadas todas as modalidades com maior expressão do clube leonino.

Os comandados de Nuno Lopes bateram o Reus numa final dramática  e somaram a segunda Taça CERS do seu historial, depois da competição ganha em 1983/84. Antes, em 1976/77, o Sporting havia vencido a Taça dos Campeões Europeus de hóquei em patins naquele que é o troféu mais emblemático que os leões têm na sua vitrine. Nesta modalidade, os verde e brancos contam também com três troféus referentes à Taça das Taças (1980/81, 1984/85 e 1990/91).

No que ao desporto-rei diz respeito, o Sporting também venceu uma Taça das Taças que corresponde ao único troféu continental do seu palmarés, referente ao ano de 1963/64. Os leões conquistaram ainda uma Taça Challenge já no século 21, em andebol, e 15 troféus em atletismo: 14 Taças dos Campeões Europeus de Corta-Mato e uma Taça dos Campeões Europeus de Pista Coberta.

E mais palavras para quê?! Agora é hora de celebrar. Pela vitória de hoje e porque o Sporting Clube de Portugal é, por larga margem,

A MAIOR POTÊNCIA DESPORTIVA NACIONAL!...

Leoninamente,
Até à próxima

Shikabala não tem dinheiro para o bilhete de regresso!...




A fazer fé na notícia avançada pelo jornal Record e de acordo com relatos que terão chegado do Egipto, Shikabala após um longo período de reflexão, terá chegado à conclusão que a melhor volta que poderá dar à sua vida será fazer as malas e, do seu próprio bolso, pagar o bilhete de regresso à sua terra e ao Zamalek.

A julgar pela imagem publicada no citado jornal, as malas já estarão feitas. Faltará apenas o rapazola avançar com o "guito" necessário para pagar o bilhete para o Cairo, coisa que parece não se estar a revelar muito fácil, dado que a "agência de viagens" parece querer ressarcir-se dos prejuízos sofridos nos "cruzeiros anteriores" realizados pelo "faraó turista" e que nunca terá saldado.

O rapaz já terá conseguido em subscrição pública entre os seus fâs, juntar pouco mais de meio milhão de euros, mas o "calote" parece andar à volta de algo menos que um milhão, facto que estará a provocar ao peregrino a queda dos poucos cabelos que lhe restam.

Há quem pense que ao administrador da "agência de viagens" ficaria bem usar um pouco de piedade e fazer um pequeno desconto, que reverteria como crédito do pecado original.

Talvez os deuses se interponham e ajudem ambas as partes!...

Leoninamente,
Até à próxima

sábado, 25 de abril de 2015

O começo da concretização do sonho?!...


Da primeira eliminatória à melhor de três mãos, que à equipa feminina de basquetebol do Sporting Clube de Portugal coube disputar com a sua congénere da SIMECQ, integrada na "final four" de apuramento do acesso à Liga Nacional de Basquetebol Feminino, disputou-se hoje na Cruz Quebrada o primeiro jogo em que saiu vitoriosa a equipa leonina, como os parciais de 11-23, 28-38, 35-59 e 55-71.

Acabo de receber a comunicação de um grande sportinguista e amante da modalidade, presente na Cruz Quebrada, que me explicou sucintamente que  a fantástica diferença de produção das nossas leoas, está agora na nossa nova base, Inês Faustino, o "furacão" que sendo portuguesa e sportinguista de gema, nos chegou de Espanha, onde militava no Celta  de Vigo.

Sendo conhecidas as dificuldades experimentadas pelo Sporting na fase regular contra esta equipa da SIMECQ, que muito terão contribuído para não termos conseguido garantir o primeiro lugar, só assim se compreende a facilidade com que o Sporting, mesmo jogando em casa estranha, conseguiu superiorizar-se e desembaraçar-se de um adversário difícil, como espelha a evolução do marcador. 

Com mais tempo de treino e ganho o entrosamento necessário, começam a ser muito legítimas as esperanças dos adeptos sportinguista amantes do basquetebol, de ver o Sporting na Liga Nacional na próxima época.

O começo da concretização do sonho?!...

Leoninamente,
Até à próxima

Grande sportinguista! Grande Capitão! Obrigado Campeão!!!...


"O pior confirmou-se mas o dia seguinte é já de pensar na recuperação. Cirurgia feita, tendão cosido e venha de lá essa travessia.

Como estou? O que me passa pela cabeça? A resposta resume-se a isto: se para viver aquele ambiente fantástico e a consequente alegria de estar em campo soubesse que ia sofrer esta lesão... voltava a fazê-lo nem que fosse por 1 minuto! Dia inesquecível pelos melhores motivos - nem me consigo lamentar por estar aqui deitado.

Obrigado a todos pelas mensagens de apoio, pelo carinho... basicamente pelo que acontece há 20 anos.

Já disse ao médico: amanhã vou ao Meo Arena... ele não gostou muito! Mas só se me amarrarem. A nossa força é brutal."
(João Benedito, na sua página do Facebook)

Grande sportinguista! Grande Capitão!...
Obrigado Campeão!!!...

Leoninamente,
Até á próxima

Grandes leões! Boa sorte, rumo à vitória!...

Foto: Record

O Sporting está na final da Taça CERS! Após um jogo difícil, em que por duas vezes os leões estiveram na frente do marcador e por duas vezes os espanhóis do Igualada conseguiram... "igualar", a decisão final seguiu para prolongamento, onde impera a lei do "golo d'ouro": quem marcar é apurado! E pouco antes de esgotar o tempo da primeira parte do prolongamento...

1.04 - Livre directo para o Sporting! Tiago Losna sofre falta de Baliu, que recebe cartão azul...

1.04 - Goooooooooooooolo do Sporting (3-2)!... GOLO DE OURO! Ricardo Figueira é de ouro! Disparo forte e colocado do nosso grande capitão, a dar o apuramento ao SPORTING CLUBE DE PORTUGAL!!!....

Amanhã às 19.30 será a grande final, em que o Sporting defrontará a equipa catalã do Reus Deportiu, que hoje eliminou o Hóquei de Barcelos por 6-1.

Grandes leões!...
Boa sorte, rumo à vitória!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sporting em busca da afirmação do talento!...



É já amanhã, pelas 11.00 horas e com transmissão da SportingTV, que a equipa B do Sporting Clube de Portugal, recebe no Estádio Aurélio Pereira na Academia Sporting, o Clube Oriental de Lisboa no cumprimento da 41ª jornada da II Liga.

Presentemente ocupando o sexto lugar da tabela classificativa com 67 pontos e defrontando no seu estádio o décimo quarto classificado com 52 pontos, ao Sporting abrem-se excelentes perspectativas de galgar alguns lugares na classificação, face às derrotas sofridas esta tarde pelo Benfica (67 pts) em Freamunde (2-0) e pelo Feirense (69 pts), derrotado em casa pelo Beira-Mar (1-2).

Uma oportunidade magnífica que bem poderá premiar o excelente comportamento dos leões, desde que à 11ª jornada passaram a ser liderados por João de Deus, cujo trabalho parece estar a ser reconhecido e bem, pela estrutura leonina.

A não perder amanhã o desfilar do talento leonino, na busca de um bom resultado!...

Leoninamente,
Até à próxima

Para onde fugirão os ratos?!...


Com o fim dos fundos a vida começa a estar difícil!...

Dizem que na iminência do naufrágio, os ratos são sempre os primeiros a abandonar o navio! Mas em plena tempestade e no meio do oceano encapelado...

Para onde fugirão os ratos?!...

Leoninamente, 
Até à próxima

Gostaria de ter escrito isto!


"O Sporting esteve com brio e honra no Futsal. E jogámos e lutámos. Não reservámos o MEO Arena nem fizemos hinos de campeão antecipados. Sempre confiantes e orgulhosos dos nossos mas sem a arrogância de outros. Para o ano voltamos."
(Rui Calafate, na sua página do FB)

Gostaria de ter escrito isto! Mas um grande sportinguista antecipou-se e tirou-me as palavras da boca. Pelo que não me resta outra alternativa que não seja o meu convicto aplauso.

Leoninamente,
Até à próxima

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Toda a sorte do mundo para William! Bem a merece!...





Parece que desta vez é que William Carvalho se prepara para cumprir o seu destino e deixar em todos os adeptos sportinguistas a amarga saudade que tanto receávamos. A fazer fé nesta notícia avançada pelo Daily Express, que é acompanhada pelo sugestivo vídeo que apresento acima, o Arsenal terá convencido Bruno de Carvalho a deixar partir o nosso maior activo, numa operação que terá desarmado outros anunciados colossos europeus, por uma módica quantia que rondará os 30 milhões de euros.

Penso como óbvio, que o "negócio" não se resumirá aos números avançados pela imprensa inglesa, dado o assédio conhecido de outros clubes da mesma ou maior dimensão dos londrinos e à cláusula de rescisão de 45 milhões de euros. A seu tempo viremos a saber a verdadeira dimensão da transferência e se ao Sporting caberão apenas os 30 milhões.

Uma perda muito importante para o projecto leonino, mas as leis do mercado não se compadecem das esperanças dos adeptos que, obviamente, não serão apanhados de surpresa, tal o assédio a que William vinha sendo sujeito, com notícias diárias a cair nas redacções.

Será um privilégio para todo o formidável universo leonino, poder assistir aos últimos seis jogos da nossa mais sonante estrela, envergando a gloriosa camisola verde e branca.

Toda a sorte do mundo para William Carvalho, que bem a merece!...

Leoninamente,
Até à próxima

A vida está mesmo difícil...


"Apesar de Bruno de Carvalho e Marco Silva terem reunião marcada para a próxima semana com vista ao planeamento da próxima temporada, 2015/16 já foram tomadas algumas decisões, maioritariamente respeitantes à formação do plantel dos leões, assim como questões referentes à pré-época..."
(in jornal Record)

Quando o jornal Record chama para a primeira página uma mera reunião de trabalho entre Bruno de Carvalho e Marco Silva, apenas a dois dias de um clássico que, segundo o próprio jornal, ainda ontem dava como inusitado evento de tantos milhões, ficamos com a sensação de que em algum lado a montanha irá parir um rato.

E a contradição é reforçada pelo facto de, afinal, segundo o próprio jornal, apesar da reunião estar marcada, já terão sido  "tomadas algumas decisões, maioritariamente respeitantes à formação do plantel dos leões".

Fica evidente que entre "o cravo e a ferradura" o jornal não terá pejo em dar algumas marteladas nos dedos! A vida está mesmo difícil...

Leoninamente, 
Até à próxima

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Faremos tudo para ser campeões no próximo ano!...


Faremos tudo para ser campeões no próximo ano!...

Terá dito Bruno de Carvalho aos sportinguistas santomenses, aquando da sua visita a S. Tomé e Príncipe, essa jóia africana de rara beleza que tantas saudades me desperta, onde a língua portuguesa, Portugal e o Sporting são tratados, por razões que não se explicarão facilmente, como se trata tudo aquilo que se traz no coração.

Andou bem, muito bem Bruno de Carvalho ao decidir levar a toda aquela gente boa, uma mensagem de fraternidade leonina  e, ao que se diz, mais do que a promessa do arranque de mais uma Academia Sporting. Imagino uma lágrima ao canto do olho de Naide Gomes, embore lamente que não tenha feito parte da comitiva presidencial.

Mas mais do que a presença do Presidente do Sporting naquele paraíso sobre o Equador, importante terá sido a mensagem de esperança que levou aos sportinguistas santomenses, cuja idolatria pelo Sporting é, quase inexplicavelmente, transmitida de geração em geração: "faremos tudo para ser campeões no próximo ano!"

E a mensagem tomou asas e voou sobre o Atlântico até nós: "faremos tudo para ser campeõs no próximo ano"! E eu, aqui deste meu canto, confesso a minha crença nesse desígnio.

Bruno de Carvalho cresceu! Marco Silva cresceu! A equipa cresceu! Nós, os adeptos, crescemos! As claques parecem estar a crescer! Os erros cometidos foram suficientemente escrutinados e não haverá razões para qualquer reincidência! A realidade do futebol em Portugal alterou-se e apenas vejo o Sporting na vanguarda da percepção do novo paradigma que "doyen a quem doer" terá que ser seguido. Então...

Porque não haveremos de "ter tudo para sermos campeões na próxima época"?!...

Leoninamente,
Até à próxima

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Guardiola e a estratégia das calças rasgadas!...

Guardiola: apenas as calças rasgadas?!...

"Incontestavelmente o melhor futebol da Europa esteve em acção ontem. Aproveitem por isso, e não deprimam hoje, tal vai ser a diferença entre a qualidade dos jogos de um dia para o outro. 

O futebol é diversidade, é de várias ideias e concepções de jogo, dizem: 

- jogar contra o Bayern com linhas subidas e levar 6 é SUICÍDIO

- jogar com Bayern e levar 6 com linhas baixas é ESTRATÉGIA

A diferença entre a estratégia e o suicídio está na cabeça de quem acha que no futebol só existe estratégia na defesa. Muito por culpa dos novos filósofos do futebol, que acham que até podem ter 1% de posse de bola, desde que ganhem, está tudo bem. 

(Depois) É só ir para a conferência de imprensa, dizer que controlaram o jogo, que souberam gerir as próprias expectativas, que não permitiram oportunidades de golo, que criaram o suficiente para ganhar, que estrategicamente foi assim que prepararam o jogo e todos dizem que sim. 

Fala-se bem, com eloquência, e vai-se destruindo o futebol e jogadores verdadeiramente talentosos porque o treinador não acompanha nas ideias a qualidade dos jogadores. Não se diz que a jogar em casa o adversário criou mais do dobro das ocasiões e só não teve a sorte de as finalizar. Assim serão jogados os jogos de hoje, nada divertidos, interessa é ganhar. Enfim..."
(Roberto Baggio, in Lateral Esquerdo)

Roberto Baggio terá "paletes" de razão e eu penso que a culpa estará no excesso de inovação tecnológica dos aparelhos de televisão adquiridos por uma boa parte dos nossos técnicos de futebol, que contrastará de forma flagrante com a pobreza da tecnologia dos aparelhos que o adepto comum tem em casa. Porque o futebol que cada um desses modelos de televisores oferece, não consegue resistir ao mais modesto exercício comparativo.

Aos técnicos, a vanguarda tecnológica mostra-lhes aquilo que eles querem ver: que as suas equipas "controlaram o jogo, que souberam gerir as próprias expectativas, que não permitiram oportunidades de golo, que criaram o suficiente para ganhar, que estrategicamente foi assim que prepararam o jogo...". E os jornalistas ouvem atenta, silenciosa e respeitosamente a "banha da cobra" e no fim, atam o ramo e colocam o laço!

O espectador/adepto comum, ainda agarrado à verdade do "arcaísmo tecnológico", não resiste ao apelo do vómito decorrente da  mentira da tecnologia e dos técnicos que com ela sustentam os seus egos e o seu viver, mai-la subserviente incompetência jornalística e declara, de  guardanapo na boca, que. o jogo que acabou de ver, protagonizado pela equipa que o fez perder duas horas do tempo que bem poderia ser aproveitado para coisas bem mais interessantes ... foi uma boa merda!...

E "cá vamos, cantando e rindo, levados, levados sim", entre as "estratégias, suicídos e eloquências" dos treinadores,  a "caldeirinha da água benta" dos acólitos do jornalismo e o "levantar da cabeça com os pés bem assentes no chão" dos jogadores, abandonando estádios, cancelando assinaturas televisivas, sustentando este vício tremendo pelo futebol bem jogado, com os escassos minutos que os canais generalistas apresentam nos noticiários, dos feitos da gente de Guardiola e dos seus poucos seguidores!...

Leoninamente,
Até à próxima

terça-feira, 21 de abril de 2015

E agora corrijam a alça ou serão atropelados de novo!...

Leopard 2A6 - Uma arma terrível
Calha a todos! Com um balneário desta natureza, nem o Sporting resistiu, porque haveriam de resistir os "tripas"?!...

Mas ainda hoje se notam os arranhões verdes que os leões provocaram. Só que de nada adiantaram. Como hoje: nem São Jackson lhes valeu!...

Paciência e agora, corrijam a alça ou serão brevemente atropelados de novo!...

Leoninamente,
Até à próxima

Gestão cautelosa e caldos de galinha!...


"... No final do jogo, e depois de 90 minutos de grande intensidade, o internacional peruano, Carrillo, também não ficou 'bem tratado'. Quando Luís Ferreira apitou para o final do jogo, La Culebra ficou estendido no relvado, sendo 'socorrido' por... Bruno de Carvalho. Ao que tudo indica, o problema não acarreta grandes consequências para o futuro, mas, mais uma vez, Marco Silva terá mais uma questão para resolver até ao jogo de segunda-feira, diante do Moreirense. De resto, o plantel está, teoricamente, todo apto para a deslocação ao Minho."
(in jornal Record)


Será indesmentível o facto de Marco Silva se ver "obrigado" nesta recta final da época a gerir os níveis físicos da equipa. Tem vindo a revelar-se evidente e preocupante, que haverá vários jogadores do plantel leonino que vêm apresentando iniludíveis sinais de desgaste, facto que será reflexo, tanto da elevada carga competitiva a que a equipa tem sido sujeita esta época, quanto das exigências que comporta o modelo de jogo implantado e da reduzida rotatividade que se tem verificado.

E se quanto à carga competitiva pouco ou nada haverá a fazer em termos da programação da nova época, que se adivinha igual ou até mais exigente ainda, já quanto às outras duas vertentes citadas, nem Marco Silva, nem a estrutura do futebol leonino poderão desprezar a sua importância, se não quiserem ver repetidas na próxima temporada, as dificuldades com que agora são confrontados.

Os milhões da Champions e LE são obviamente importantíssimos, mas acarretam um grau superior de exigência e competência.

Leoninamente,
Até à próxima

Quando chegará ao fim o nosso sofrimento?!...


Um sportinguista, leitor assíduo de Leoninamente, afirmou-me com frontalidade e elegância, o seu cansaço pelos meus "constantes ataques a Marco Silva". E esse "cansaço" terá induzido em mim, que tenho como uma das minhas bandeiras o culto da justiça, a necessidade de uma séria auto-avaliação aos meus últimos textos sobre a qualidade do trabalho desenvolvido pelo treinador do Sporting.

Face a toda a carga de subjectividade e índole pessoal que pode enformar qualquer crítica, lembrei-me de fazer um insuspeito apanhado das impressões do próprio Marco Silva, sobre todos os jogos cujos resultados considerei menos positivos, disputados pelo Sporting desde o início da I Liga,  de modo a concluir depois, por comparação, da justiça das minhas apreciações.

Trabalho demorado e complexo de que aqui e agora vos dou conta. Com 29 jornadas cumpridas, o Sporting contabilizou 18 vitórias, 62% do total de jogos disputados e cerca de 38% de resultados menos satisfatórios, consubstanciados em 9 empates e 2 derrotas.

Não importando abordar, por redundantes, as considerações de Marco Silva sobre as vitórias, eis as suas impressões sobre os restantes 11 resultados conseguidos:

Académica 1-1 Sporting (J/01)
"... Num lance de grande infelicidade, a Académica conseguiu empatar. Não materializámos as nossas ocasiões na 1.ª parte. Em termos de concentração e atitude não há nada a apontar. Apenas precisamos de ser mais eficazes."

Benfica 1-1 Sporting (J/03)
"... Não entrámos bem no jogo, o Benfica entrou forte e até ao golo foi melhor. Depois do golo do Benfica mostrámos por que estamos aqui. [...] Chegámos à igualdade num erro do adversário, mas podíamos ter marcado noutras ocasiões. [...] Na segunda parte voltámos a não entrar bem, o Benfica foi melhor, mérito também do adversário, mas depois equilibrámos e tivemos boas ocasiões para chegar à vantagem."

Sporting 1-1 Belenenses (J/04)
"É óbvio que não fomos eficazes. Entrámos bem, começámos a comandar, podíamos ter-nos adiantado. Mesmo sofrendo o golo reagíamos bem, chegámos à igualdade. Tivemos mais uma chance claríssima e devíamos ter chegado ao intervalo a ganhar. Na segunda parte, com mais ansiedade, tivemos duas ocasiões flagrantes de golo, mas acabámos por não conseguir. 
Sporting 1-1 Porto (J/06)

"... Chegámos cedo ao golo e até ao intervalo tivemos excelentes oportunidades para chegar ao 2-0. O FC Porto teve uma boa reacção na segunda parte e numa transição em ataque rápido conseguiu chegar à igualdade. [...] Fomos a melhor equipa, mais na primeira parte. Acabámos por não sermos felizes mas não vai ser sempre assim..."


Guimarães 3-0 Sporting (J/09)
"... Sofremos a primeira derrota do campeonato, tem de servir de lição. Mas há jogos assim, em que o adversário não quer jogar e não deixa jogar, não deixa o adversário respirar. Sabíamos que era assim. Arriscavam tudo nas bolas paradas. Não podemos cometer este tipo de erros, mas agora temos de saber dar a volta."

Sporting 1-1 P. Ferreira (J/10)
"A nossa primeira parte não foi boa, não entrámos como queríamos. Estávamos avisados e tínhamos de chegar e assumir o jogo. Por isso, a nossa primeira meia hora tinha de ser diferente. [...] A verdade é que não estávamos a jogar o nosso futebol habitual e tivemos de alterar ao intervalo. Depois já estivemos bem e fizemos dois golos, o suficiente para ganhar. Fizemos dois golos que chegavam para a vitória. [...] Fizemos dois golos que não validaram..."

Sporting 1-1 Moreirense (J/13)
"Foi um jogo muito mau da nossa equipa. A primeira parte foi má, alguma displicência, falhámos muitos passes. Tivemos oportundiades para marcar, mas não marcámos. Pouca intensidade. Mais uma vez tivemos falta de concentração numa bola parada. Se não foi a pior exibição, ficou perto disso. [...] A responsabilidade é nossa, não é um recado. Digo aos jogadores, na cara, o que penso. Não podemos repetir uma primeira parte como aquela."

Sporting 1-1 Benfica (J/20)
"... Há frustração por parte dos jogadores, tiveram uma ambição tremenda, fizeram de tudo para chegar ao golo frente a um adversário que mostrou respeito por nós. Mais uma vez no último lance do jogo acabámos por consentir um empate. Já nos aconteceu num jogo da Champions, lances que nos têm custado bastante pontos."

Belenenses 1-1 Sporting (J/21)
"... O empate é sempre uma frustração. É uma quase derrota. Temos de assumir as responsabilidades, foi um jogo muito mau da nossa parte. Entrámos no jogo como se estivéssemos a ganhar dois ou três zero. [...] Título? É muito, muito complicado. Não podemos esconder essa realidade."

Porto 3-0 Sporting (J/23)
"É lógico que para nós perder por 3-0, mesmo sendo um clássico, é muito pesado. Não queremos isto, nao trabalhamos para isto, mas temos de começar a trabalhar já amanhã e preparar o próximo jogo. Temos de analisar aquilo que fizemos menos bem."

P. Ferreira 1-1 Sporting (J/27)
"É um resultado tremendamente injusto, que penaliza as flagrantes oportunidades que tivemos para o dilatar. Na primeira parte comandámos o jogo, não permitimos praticamente um único remate ao Paços. Fizemos o primeiro, poderíamos ter feito também num cabeceamento do Tobias e noutro lance do Nani. Na segunda parte também não permitimos praticamente oportunidades de golo ao Paços e depois voltamos a falhar golos. Não o fizemos e fomos claramente penalizados num lance que estava controlado, quando saíamos em transição ofensiva. Fomos penalizados pela nossa ineficácia."

Deveremos concluir portanto que, segundo as próprias palavras de Marco Silva:

1 - Apenas em 4 partidas disputadas, o resultado foi por si considerado injusto e fruto tanto das contingências do próprio futebol, quanto do incontrolável jogo entre sorte alheia e azar nosso.

2 - Os restantes 7 inêxitos, Marco Silva justifica 6 deles, frontalmente e sem tibiezas, como consequência de  erros e culpas próprias e apenas 1 a factores ligados à arbitragem.

Fica-se portanto com a certeza de que foi o próprio Marco Silva a considerar que a equipa por si liderada, ou terá "entrado mal no jogo", ou "foi um jogo muito mau", ou houve "alguma displicência", ou "se não foi a pior exibição da época ficou perto disso", ou "temos de analisar o que fizemos menos bem", ou "não fizemos golos e foi um jogo muito mau da nossa equipa"! E perante esta dura e triste realidade, confessada pelo próprio treinador do Sporting, nenhumas culpas lhe poderão ser imputadas?! Ou será que o homem é inimputável e pode prosseguir até ao fim da época a coleccionar "más entradas nos jogos", "alguma displicência", "pior exibição da época", "fazer menos bem", "fomos ineficazes" e por aí adiante, sem que aos adeptos assista o direito de lhe pedir contas?!

O caríssimo leão que se confessou cansado dos meus ataques a Marco Silva, poderá ter alguma razão para isso. Aceito. Mas certamente que me permitirá que lhe confesse também o meu cansaço, perante a incapacidade que Marco Silva tem revelado para aprender com os erros, compreendê-los e corrigi-los para que não voltem a repetir-se. Porque quase semana sim, semana sim, eles aí estão de novo a azucrinar-nos o juízo e a darem cabo dos nossos corações de leão.

Vou aguardar pelos 6 jogos até final da época. Mas confesso o meu temor de que o meu (nosso) sofrimento ainda não tenha chegado ao fim!...

Leoninamente,
Até à próxima

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Ou será que alguém, apesar de inábil, teve mesmo razão antes do tempo?!...



Um filme já visto

"... Este Sporting não tem quem o governe. Há uma anarquia no jogo e nas responsabilidades de cada um. [...]

Ontem (ao minuto 5), o Sporting tem um livre à entrada da área, no lado direito do ataque, ao jeito de Tanaka, que até estava em campo. Mais ao menos no mesmo sítio onde fomos felizes em Braga, graças a ele. O que é que acontece? Jefferson e Nani (que, em 10 tentativas cada, esta época, talvez uma delas tenha ido à baliza), contrariando a lógica e um trabalho que deveria ser feito em casa, decidem "bater" o livre. Toque para ali, toque para acolá, sai mais um livre de merda, que oferece a bola ao Boavista que, aos trambolhões (sempre com Jefferson longe da sua posição), lá chega à nossa área, dando o golo do empate e devolvendo o Boavista ao jogo que, desde os 15s, só desejava não ser goleado.

O Sporting de hoje é isto: um misto de equívocos, anarquia, displicência, falta de compromisso e com um decréscimo enorme de qualidade. É uma equipa que não aprende com erros e, assim, é normal que não evolua, piorando a cada jogo.
(Cantinho do Morais, Um filme já visto)

"O Sporting de hoje é isto: um misto de equívocos, anarquia, displicência, falta de compromisso e com um decréscimo enorme de qualidade. É uma equipa que não aprende com os erros e, assim, é normal que não evolua, piorando a cada jogo."!...

Por muito que nos custe, por muito que as críticas de muitos sportinguistas entre os quais me incluo, possam ser entendidas como nefasto ou contraproducente "haraquiri", ou "tiros nos pés" se preferirem, não há como negar tão descoroçoante evidência. Há meses e meses a fio que a evolução da equipa estagnou. Há meses e meses a fio que Marco Silva exibe no final de cada "filme já visto", aquele voraz, insaciável, incontornável e insubstituível "mata-borrão", que absorve todos os repetidos e eternos erros que, em semanas e semanas consecutivas de treino, se mostra incapaz de corrigir e eliminar em definitivo. Sem que lhe ouçamos uma única palavra sobre as responsabilidades que, notoriamente, serão suas, apenas e exclusivamente suas.

Hão-de chegar Moreira de Cónegos, Estoril e Vila do Conde,  com Nacional e Braga e intrometerem-se em Alvalade, com "reprises" mais ou menos conseguidas do filme a que todos estaremos fartos de assistir. E há-de chegar a "roleta do Jamor", onde a nação sportinguista colocará todas as fichas na cor verde que lhe ilumina a alma e o coração, sem a mínima garantia de sucesso, para além da certeza do inevitável "mata-borrão" sempre exibido por Marco Silva e que nos arriscaremos a ver surgir de novo ante os nossos olhos, se a danada da "roleta" resolver parar no vermelho arsenalista.

O fantástico universo leonino não merece semelhante desígnio. Magnânimo e realista, aceitou o último lugar do pódio como algo de natural, consequência do único caminho que "a selva" lhe concede. Coisa diferente será aceitar a "pobreza franciscana" que Marco Silva e a equipa que lidera lhe oferecem, em confronto com todos os outros, mais pobres e ainda mais limitados que o Sporting!...

Ou será que alguém, apesar de inábil, teve mesmo razão antes do tempo?!...

Leoninamente,
Até á próxima

PUBLICIDADE