terça-feira, 21 de abril de 2015

Gestão cautelosa e caldos de galinha!...


"... No final do jogo, e depois de 90 minutos de grande intensidade, o internacional peruano, Carrillo, também não ficou 'bem tratado'. Quando Luís Ferreira apitou para o final do jogo, La Culebra ficou estendido no relvado, sendo 'socorrido' por... Bruno de Carvalho. Ao que tudo indica, o problema não acarreta grandes consequências para o futuro, mas, mais uma vez, Marco Silva terá mais uma questão para resolver até ao jogo de segunda-feira, diante do Moreirense. De resto, o plantel está, teoricamente, todo apto para a deslocação ao Minho."
(in jornal Record)


Será indesmentível o facto de Marco Silva se ver "obrigado" nesta recta final da época a gerir os níveis físicos da equipa. Tem vindo a revelar-se evidente e preocupante, que haverá vários jogadores do plantel leonino que vêm apresentando iniludíveis sinais de desgaste, facto que será reflexo, tanto da elevada carga competitiva a que a equipa tem sido sujeita esta época, quanto das exigências que comporta o modelo de jogo implantado e da reduzida rotatividade que se tem verificado.

E se quanto à carga competitiva pouco ou nada haverá a fazer em termos da programação da nova época, que se adivinha igual ou até mais exigente ainda, já quanto às outras duas vertentes citadas, nem Marco Silva, nem a estrutura do futebol leonino poderão desprezar a sua importância, se não quiserem ver repetidas na próxima temporada, as dificuldades com que agora são confrontados.

Os milhões da Champions e LE são obviamente importantíssimos, mas acarretam um grau superior de exigência e competência.

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE