segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

Estão quase prontas as faixas!...


E as 'costureiras' da APAF continuam e cada jogo o seu trabalho... E as 'costureiras' da APAF


E as 'costureiras'  da APAF, imperturbáveis e impunes, continuam em cada jogo a fazer o seu trabalho...

Estão quase prontas as faixas!...

Leoninamente,
Até à próxima

domingo, 26 de janeiro de 2020

Se tivéssemos noção da nossa insignificância...



Se tivéssemos noção da nossa insignificância...

Leoninamente,
Até à próxima

Sempre à frente, sempre os primeiros!...

Juiz sofre

Acredita quem quiser, mas parece haver por aí algumas parcialidades melhores que muitas imparcialidades?!...

Sempre à frente, sempre os primeiros!...

Leoninamente,
Até à próxima

Será que o Zé do Bombo põe o lugar à disposição?!...



Pedro Proença propõe solução para resolver casos como os de Rúben Amorim e Jorge Silas
Presidente da Liga defende que "modelo formativo tem de ser repensado" (LINK)

E agora?!...

Será que o Zé do Bombo põe o lugar à disposição?!...

Leoninamente,
Até à próxima

sábado, 25 de janeiro de 2020

Volta João que estás perdoado!...



Volta João que estás perdoado!...

Leoninamente,
Até à próxima

Nem tu sabes o bem que nos fazes, Auriol!...


Auriol Dongmo, atleta do Sporting que nasceu nos Camarões e se naturalizou portuguesa em Outubro de 2019, bateu este sábado o recorde nacional de Portugal no lançamento do peso, com uma marca de 18,02 metros, nos distritais de Leiria de pista coberta, a decorrer em Pombal.

Nem tu sabes o bem que nos fazes, Auriol!...

Leoninamente,
Até à próxima

Não se lhe poderão pôr umas asinhas?!...


Após cinco meses de "vacaciones" em Alvalade, tempo suficiente para interiorizar que não tem talento, classe, vontade e espírito de sacrifício para fazer parte - nem com marteladas do treinador! - de uma equipa com a ambição que mora no coração dos adeptos, ficará a ideia de que apenas o gesto captado por um qualquer fotógrafo anónimo e acima publicado, terá aprendido entre nós: baixar humildemente a cabeça e acenar o adeus com o máximo de "fair play"...

Agora só teria um caminho, aquele que a incompetência que o trouxe acabou por reconhecer. Parece porém que nem essa salvaguarda terá sida reduzida a escrito no papel que selou o acordo com os franceses do PSG, que vetaram liminarmente o regresso de quem já conhecem de sobejo e deixaram Varandas e Viana 'com a criança nos braços' sem sequer fazerem ideia do que farão com ela, além de desembolsarem mais um milhão de euros em cima daquele que já lá vai...

Não se lhe poderão pôr umas asinhas?!... 

Leoninamente,
Até à próxima

sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

Pena que chegue com seis meses de atraso!...


Realizado hoje na Academia o primeiro treino, depois de ter sido apresentado ontem como reforço, Andraž Šporar já poderá ir a jogo na segunda-feira, em Alvalade, frente ao Marítimo, dado que o certificado internacional do avançado, já terá chegado. O Sporting enviou naturalmente toda a documentação necessária à FPF, tendo esta pedido antes do almoço o certificado internacional à Federação Eslovaca, último e único documento em falta, que o terá enviado apenas duas horas depois.

Com a inscrição concluída, será agora Jorge Silas a decidir sobre a estreia do novo ponta de lança leonino...

Pena que chegue com seis meses de atraso!...

Leoninamente,
Até à próxima

quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

"Honni soi qui mal y pense!!...


Já não dá mais

«Rogério Alves não está prisioneiro dos estatutos nem da direcção. Ele é o máximo representante dos sócios, enquanto presidente da MAG, e a ele cabe escutar e aferir dos sinais que brotam da família sportinguista. A imagem de Bruno Fernandes, em Braga, após mais uma derrota e só faltam três para o pior registo da história do emblema, sentado na relva a olhar o infinito e a pensar: «já não dá mais», retrata o actual estado do universo verde e branco.

É que ninguém acredita que Varandas possa dar mais. Há uma falência total de um programa, um enorme equívoco nas qualidades de um homem que pode ser bem intencionado mas já respira com ventilação artificial, porque não tem apetência para liderar e comunicar e isso é fatal para um presidente no século XXI. Além do mais, caminha quase sozinho na companhia de um autismo deslumbrado e arrogante para o abismo, enquanto uma série de sonsos da sua direcção e órgãos sociais já se atiram, na sombra, para os braços do próximo poder que lhes dê guarida. É deprimente, mas basta ler Shakespeare para reconhecer esta gente.

Parece hoje caricato recordar Varandas a dizer que esta época foi bem planeada, com profissionalismo e que «vamos estar na luta» a 19 pontos do Benfica e eliminados da Taça pelo Alverca. É risível relembrar Hugo Viana a afirmar: «temos uma equipa competitiva», ou o desaparecido Zenha a dizer com a segurança dos ignorantes que os nossos rivais estão mais fracos e nós mais fortes com os reforços adquiridos. Fernando nunca jogou, Jesé "Reggaeton" e Rosier são de canal Panda, Ilori, Eduardo, Borja e Doumbia são o poster gigante da incompetência, de quem exclamava: «futebol, fácil, fácil». Rogério Alves poderá pensar, «sim, horríveis contratações mas não podemos marcar eleições por cada época que corre mal», porém, o busílis da questão é muito mais grave.

Em campanha, Varandas reiterou que a situação não era grave e tinha soluções, Zenha afinou pelo mesmo diapasão e sublinhou então que não havia nenhum buraco financeiro. Logo, a substância das coisas não é apenas a gestão desportiva, mas a ausência de uma linha clara de rumo e uma liderança fraca e sem empatia que diariamente mutila a sua base de apoio que vê sem margem para dúvidas que o amadorismo matou a promessa de profissionalismo que era a música de embalar em Setembro de 2018.

Varandas é a face visível da desunião que semeia o vírus da descrença e indiferença. Num clube amansado que perde paixão diariamente, o presidente tornou-se um problema e não uma solução. O Sporting, como aqui disse há muito tempo, precisa de verdade e competência, de refundação das expectativas, e de um rosto que, com os pés no chão, traga esperança e empolgue com o seu carisma os sportinguistas. Não é um regresso ao passado, é um salto para o futuro. A alma leonina está a sangrar, já não dá mais. Rogério Alves, se faz favor, dê a palavra aos sócios.»
(Rui Calafate, Factor Racional, in Record, hoje às 20:57)

O recurso do F.C. Porto para o Tribunal Constitucional no caso da recusa pelo Tribunal da Relação do Porto em aceitar o pedido de escusa do magistrado que conduzia o processo dos emails para o analisar, por alegada e assumidamente ser adepto do Benfica, veio provar a quem ainda tivesse dúvidas que, como Rui Calafate acentua e bem na sua crónica de hoje, já "... ninguém acredita que Varandas possa dar mais. Há uma falência total de um programa, um enorme equívoco nas qualidades de um homem que pode ser bem intencionado mas já respira com ventilação artificial, porque não tem apetência para liderar e comunicar e isso é fatal para um presidente no século XXI..."

Frederico Varandas até pelo 'velho e decrépito' Jorge Nuno se deixou ultrapassar, quando ao Sporting assistirão tantas ou mais razões para jamais pensar sequer, junto ou separado, em não estar do mesmo lado da trincheira! O Presidente do Sporting parece ter reduzido o mundo que o rodeia aos quatro cantos do seu gabinete em Alvalade e, mais grave ainda, parece que nenhum dos seus pares o deseja acordar, saberão apenas eles porquê!...

Porém, drama dos dramas - no Sporting de hoje nascem como cogumelos! -, para Rogério Alves, cuja demora na recusa liminar do pedido da convocatória de uma assembleia geral destitutiva me causa particular perplexidade, tanto este apelo de Rui Calafate, quanto outros apelos oriundos dos mais diversos quadrantes do universo leonino, pese embora o facto de, como volta a lembrar e bem o autor de Factor Racional, "não estar prisioneiro dos estatutos nem da direcção", estarão, muito provavelmente, em rota de colisão com a sua agenda...

"Honni soi qui mal y pense!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Não acertam uma os pasquins!...


Sporting oficializa Šporar

Avançado assinou um contrato de cinco épocas com o clube leonino e ficou com uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros

Em comunicado enviado à CMVM o Sporting acabou de confirmar há momentos a contratação de Andraž Šporar, tendo enunciado todos os detalhes da operação: o avançado esloveno terá custado 6 milhões de euros e assinado um contrato válido por cinco temporadas com uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros.

Não acertam uma os pasquins!...

Leoninamente,
Até à próxima

PUBLICIDADE