quarta-feira, 16 de Abril de 2014

Uma noite de futebol em cheio !...



Uma noite de futebol em cheio, que quase me ia levando à loucura! O Barcelona perdeu, dizem-me que justamente, a Taça do Rei e o Messi foi uma nulidade, tendo sido suplantado por CR7, que nem no banco esteve. 

O 4º grande foi comprar um canudo, porque o do Bom Jesus avariou, dizem que de forma irrecuperável! Oxalá que sim, têm o que merecem! E a procissão ainda vai no adro!...

Também aconteceu, os corruptos terem ido à vida e eu celebro sempre as derrotas dessa gente, mesmo que sejam infligidas por um outro clube qualquer, como foi o caso. O JJ afinal até é sportinguista, carago!... 

Finalmente, o Pedro Proença pode bem limpar as mãos à parede, com a pobre da arbitragem que fez, e eu acho que os deuses estiveram bem ao tirar-lhe os louros do melhor do mundo. Qual melhor do mundo, qual carapuça! Se fosse o melhor do mundo não teria expulsado apenas os quatro pássaros que expulsou, nem mostrado apenas uma dúzia de cartões amarelos. O homem teve uma má noite, mas já me vieram dizer que, finalmente, fez as pazes com o "orelhas"

Só lamentei que o Duarte Gomes tenha tido aquela cena de ciúmes com o Pedro Proença! Também, não havia necessidade de alguém do Benfica lhe ter prometido que lhe seria dedicada a Taça de Portugal esta época. Mas O.K., tudo está bem quando acaba bem! Pode até acontecer que o Rui Patrício lhe ofereça mesmo o troféu que ele merece! Se é que já não ofereceu...

Ah, faltava-me acrescentar que já ninguém conseguirá retirar o Troféu Kalimero aos corruptos! Por mim, acho que foi conquistado com mérito!...

Leoninamente,
Até à próxima

A dignidade não se negoceia. Nem mesmo em troca do Sol!...



Desde que o Sporting Clube de Portugal, já passou bem mais de um ano, escolheu um "novo rumo", que vem prosseguindo de forma convicta, decidida, imperturbável e indiferente a todos os escolhos que sucessivamente lhe são colocados no caminho, que dificilmente nos lembraremos de um único e simples dia, em que não se tenha visto confrontado, nos mais diversos meios de comunicação, com alfinetadas de ordem vária, cujos objectivos apenas enganarão os tolos.

A autêntica e inusitada biblioteca itinerante de novelas e romances de cordel, desenvolvidos em torno de todos os "emplastros" herdados de um passado recente e de que o Clube se foi libertando sucessivamente e que terminou há poucos dias com a libertadora "carta de alforria" que significou a partida de Elias Trindade, somados a um chorrilho de invenções e especulações em torno de promessas da nossa Academia, que cedo mostraram a sua incapacidade para preservarem a limpeza do prato onde lhes foi facultada a sopa de muitos anos e, com perfídia mal disfarçada, rematados mais recentemente, com anunciados apetites de "tubarões europeus", de bocarras ávidas, bolsos recheados e olhos esbugalhados, perante as "verdes alfaces" que vao crescendo e multiplicando-se na Academia Sporting, já não constituirá o lugar comum de uma comunicação social sem adjectivação possível. Será, bem mais do que isso, um terrível e patológico caso de estudo.

Decretado o falhanço rotundo dessa virulenta "biblioteca itinerante", face à eficácia da "vacina leonina", de há uns tempos a esta parte, tem vindo a ser notória uma indisfarçada alteração, tanto na escolha do vírus, quanto do orgão vital em que pretenderão ver aquele alojar-se. Comprovadamente falhados todos os ataques ao cérebro, viram-se agora para o coração!...

E aí temos o ataque viral, qual explosão espermatozóide, rumo ao orgão pulsador do milagre leonino: Leonardo Jardim! Primeiro veio o assédio, porco e nojento como todo o assédio, e que naturalmente, esbarraram na seriedade da mulher de César, que além de o ser, tem o cuidado supremo de o parecer. Depois foram tentados os jogos preliminares, escondendo ardilosa e cuidadosamente os objectivos finais, mas sempre de arma em riste. Nada! A mulher de César, honrada e amante, nem o tornozelo mostra. Agora surge a chantagem. A mais pérfida, suja, nojenta e camuflada chantagem.

Esta gente ainda não deu conta de que a dignidade não se negoceia! Nem mesmo em troca do Sol!!!...

Leoninamente,
Até á próxima  

100 Anos...






Leoninamente,
Até à próxima

King and Lionheart




Leoninamente,
Até à próxima

terça-feira, 15 de Abril de 2014

16 de Abril de 2011 - 3 anos é muito tempo !...




3 Anos

Adaptação: Álamo

Corre vida
Na casa da gente
Foi tempo de uma flor sem tempo
De uma ambição
Dia a dia a marcha da vida
Foi um amor sem palavras
Chuvas de verão
Diz-me onde é que tu moras
Diz-me o que fazes depois do adeus
Um encontro
Um cantar de amigos
Aplausos ou desprezo para o cantor
A cantiga é quando um homem quiser
E eu já sei que deve ser cantiga de amor
Hoje canto com quadras à solta
Deito a semente na terra lavrada
Refrão
3 anos é muito tempo
Muitos dias, muitas horas a escrever
3 anos é muito tempo
Deste tempo que vos quero oferecer
Cá no Norte, nasceu a ideia
Deste meu canto de esperança e leoninidade 
E agora, que eu canto e sei porquê
Gostava de vos ver sempre com amizade
Refrão
3 Anos é muito tempo
Muitos dias, muitas horas a escrever
3 Anos é muito tempo
Deste tempo que vos quero oferecer



Leoninamente,
Até à próxima



Na Academia, lapidando diamantes!... (2)



"O Carrillo fez duas assistências. Para mim foi um dos homens do jogo. Esteve bem na organização da equipa, defensiva e ofensivamente. Foi dos elementos que mais desequilibrou. Por isso jogou noventa minutos.  Os adeptos gostam sempre de muitos avançados, mas naquela fase era importante dar estabilidade à equipa."


Paulatinamente, sem pressas e sem pressões descabidas e desajustadas, Leonardo Jardim prossegue a lapidação de um dos mais puros diamantes que encontrou na Academia, o peruano André Carrillo!

Deveria resultar óbvio para os adeptos sportinguistas nas bancadas de Alvalade, que estarão completamente à margem da sintonia que deveria existir entre a admiração, o carinho, a cautela cirúrgica, a mestria técnico-táctica e a perseverança da terapia psicológica com que Leonardo Jardim envolve o prodígio peruano, e o seu próprio comportamento, crítico e azedo de onde sobressaem, invariavelmente, assobios de reprovação, perante qualquer atitude deste diamante, a quem parece ainda não terem descoberto o fenomenal talento que transporta.

O jogo do último sábado contra o Gil Vicente, confirmou sem margem para dúvidas, o patamar de solidez de todas as acções desenvolvidas por esta jovem promessa, que apenas precisa que os adeptos copiem o seu treinador e a aplaudam e incentivem. Já não parte, de forma quase suicida, embora sempre genial, para cima da defesa contrária. Já começa a saber gerir a posse de bola, mantendo o equilíbrio posicional e deixando de comprometer a equipa. E será que vem conseguindo tudo isso, porque sente o apoio dos adeptos?! Não! Dolorosamente, não! André Carrillo estará a conseguir tudo isso, porque passou a acreditar cega e exclusivamente em Leonardo Jardim! Agora imaginem o que acontecerá, no dia em que das bancadas, "La Culebra" sentir o estímulo do aplauso, complementando o trabalho do seu "mister"!...

Pela reacção de Jardim, no final do jogo com os gilistas, só não entenderá quem não quiser, que André Carrillo já terá alcançado um agradável estágio de compreensão sobre os ensinamentos do seu técnico, caminhando para a estabilidade exibicional por este pretendida e que poderá levá-lo, finalmente, a potenciar todo o seu gigantesco talento. E na mão dos adeptos leoninos estará, porventura a aceleração ou a travagem do processo. Seria um doloroso "haraquiri", o cego e quase irracional pisar do travão!...

Leoninamente,
Até á próxima

Na Academia, lapidando diamantes !... (1)



"Marcos Rojo pode agradecer ao treinador do Sporting o facto de ser o defesa-central mais goleador do clube no século XXI - seis tiros certeiros numa época, tantos como os que tinha apontado... em toda a sua carreira. Foi desde a chegada de Leonardo Jardim a Alvalade que o internacional argentino começou a treinar de forma específica a finalização, algo que efectua, em média, duas vezes por semana, em sessões com a duração de 30 minutos cada, através de diferentes combinações com os colegas - entre triangulações e tabelas com extremos, médios ou pontas de lança.".
(Rui Miguel Gomes, in O Jogo)


E aos 63 minutos, no jogo Sporting - Gil Vicente, do pé esquerdo de Marcos Rojo e do meio da rua, a bola sai disparada a 102 km/h. Adriano estava batido, mas a bola bate com estrondo no travessão. Foi o momento do jogo, que levantou as bancadas do estádio José Alvalade, porque todos acreditaram que só podia ser golo! Os adeptos não esquecerão o desalento do jogador. Porque quando se trabalha afincadamente para o sucesso, os deuses não deveriam permitir tamanho desapontamento! 

Tem conquistado a admiração dos adeptos, que até já lhe perdoaram e esqueceram alguns excessos! Joga com a raça e o querer de um verdadeiro leão! Há felicidade e alegria no sorriso quase infantil com que olha para as arquibancadas, envergando a gloriosa camisola do Sporting. E como trabalha!...

Um diamante! Chegou à Academia sem que a lapidação estivesse por concluir. Agora que se sente confortável nas mãos do lapidador, tem evoluído em cada dia que passa! E como trabalha!...

O Sporting pretenderá adquirir uma parte significativa do seu passe, ainda pertencente aos famigerados fundos, antes da época terminar. Jardim aplaude, porque sabe a jóia que tem nas mãos. E todos os adeptos sportinguistas também aplaudirão no dia em que essa intenção se concretizar. Não vá o diabo tecê-las!...

Vai estar no Brasil, defendendo as cores da sua Argentina! Titular! Titularíssimo, como não poderia deixar de ser! Para oferecer aos seus compatriotas, alegria igual à que nos tem oferecido. Que tenha toda a sorte do mundo, desde que não seja contra Portugal!... 

Depois, espera-o de novo a gloriosa camisola às listas verde e brancas! E a Champions! E porque não, depois do esforço, da dedicação e da devoção, a glória que parece lhe estar destinada?!...

Tudo de bom para ti, Faustino Marcos Alberto Rojo!... 

Leoninamente,
Até à próxima

E aí temos o "colina" no Restelo!...



E do fundo do baú o Vitor Pereira escolheu este, para apitar no Restelo! Já nem sei que diga, apenas que imagino o cuidado com que ele deve ter lavado as mãos depois da escolha. Mas se tinha que ser um, este ao menos faz-nos lembrar um "pierluigi" qualquer. É de Braga, eu sei, mas este ano já não tem causa para defender. Na pedreira já não mora grande nenhum e dos três que restaram já todos terão o destino traçado. Ficam as sobras para os aflitos...

E aflitos, aflitos, andarão os dirigentes belenenses, não com os riscos da descida, que será coisa de somenos para eles, mas com a defesa da "verdade desportiva". Depois da vassalagem prestada com Miguel Rosa, agora armaram-se em "galos da índia", com o preço dos bilhetes. Há quem acredite que "cá se fazem, cá se pagam" e quem serei eu para contrariar os deuses, pese embora toda a simpatia que a colectividade azul sempre me mereceu?!

O "caderno de encargos" apresentado ao Cosme, não deverá ser muito complexo, pelo que se adivinha um jogo fácil de dirigir. A menos que o "colina de Braga" entenda complicar o que parece bem simples. E nesta altura do campeonato, quer-me parecer que não desejará ver três milhões  a chamarem-lhe "santo"! Nesta condição, será de esperar que "lave as mãos" como no "batatal Arouca" e se fique com a amostragem de uns amarelitos bem distribuídos: "noblesse oblige"!...

Leoninamente,
Até à próxima


Shikabala a caminho da estreia na equipa principal?!...




Shikabala, segundo avançou hoje o tablóide do Querido Manha, diz-se pronto para fazer a estreia na equipa principal do Sporting Clube de Portugal, contra o Nacional, a 4 do próximo mês de Maio.

Não sou capaz de entender a mensagem do nosso médio aos seus fâs das redes sociais, que não tenha como ponto de partida a promessa de Leonardo Jardim feita ao próprio, de premiar o esforço que o jogador egípcio tem vindo a desenvolver no sentido de se integrar o mais rapidamente possível no seu novo clube, na realidade do futebol português e na forma de jogar que o seu treinador dele pretenderá.

Shikabala afirma-se pela primeira vez pronto para fazer a sua estreia na "primeira equipa" e isso será a confirmação pelo próprio jogador, daquilo que Jardim sempre tem vindo a dizer desde a sua contratação no último dia do mercado de Inverno.

No último jogo em que alinhou pela equipa B, mesmo que não tenha marcado, Shikabala fez a sua primeira assistência para golo, que Ricardo Esgaio concretizou. Se efectivamente se vier a concretizar essa intenção de Jardim, será previsível que o médio ofensivo egípcio se venha a sentir perfeitamente integrado numa equipa que nessa altura já viajará para a Madeira com a tranquilidade que resultará do facto de duas semanas antes ter alcançado o objectivo prioritário da época. E nesse importante pressuposto residirá a intenção que o treinador lhe terá transmitido.

Nesta condição resultam a meu ver, dois motivos de justa satisfação para os adeptos sportinguistas. O primeiro será a profunda convicção de Jardim de que o Sporting conseguirá já no próximo sábado o apuramento matemático para a Champions. O segundo será assistir à estreia do talentoso jogador egípcio, no qual estão depositadas tantas esperanças.

Leoninamente,
Até á próxima