sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Os leões voltam a puxar pelos galões!...



Sporting bate Futsal Azeméis e mantém série perfeita
Terceira vitória consecutiva no campeonato

No Pavilhão João Rocha o Sporting recebeu e venceu de forma concludente, na noite desta sexta-feira, o Futsal Azeméis e continua de 'prego a fundo' no campeonato. Os comandados de Nuno Dias impuseram-se categoricamente por 5-1 na terceira ronda da prova, com Cavinato (2), Alex, Rocha e Leo a apontarem pelos leões e Vigário, ao minuto 30, a marcar o tento de honra da equipa nortenha.

Com este resultado, os leões lideram o campeonato com nove pontos em três rondas.

Os leões voltam a puxar pelos galões!...

Leoninamente,
Até à próxima

Os leões a puxarem pelos galões!...


Na estreia da sua participação na Elite Cup, prova de pré-época que reúne, na Arena de Portimão, as oito equipas melhor classificadas no campeonato nacional de Hóquei em Patins da temporada passada, o Sporting alcançou hoje folgada vitória por 7-2 sobre o OC Barcelos.

Amanhã, sábado, pelas 12:00, o Sporting defrontará, no seu segundo jogo na competição, a Juv. Viana, que derrotou por 3-2 a Oliveirense no seu primeiro encontro do certame.

Os leões a puxarem pelos galões!...

Leoninamente,
Até à próxima

Missão impossível!...


PSV 3 - Sporting 2: não há Pontes para sair de Keizer


«Foram notórias as mexidas de Leonel Pontes na estrutura da equipa, o que pelo menos fez com que a equipa iniciasse o jogo de forma mais personalizada do que vinha conseguindo. Mas tudo ruiu rapidamente com obtenção de um golo que começou por ser oferecido pelo péssimo comportamento de Coates na abordagem inicial ao lance e depois nos movimentos seguintes. Golo que foi complementado por um outro passados apenas seis minutos e empurrado pelo próprio Coates para o fundo das redes.

Nota comum aos dois golos sofridos: desorganização total na transição defensiva. Depois de ultrapassada a primeira zona de pressão, quase sempre mal feita, o Sporting abre-se em grandes avenidas sem limite de velocidade e quase sem oposição. Os avançados caem desta forma à frente dos defesas desamparados, com a agravante de serem muitas vezes só os centrais, o que exponencia a possibilidade do erro. A linha média são vários jogadores a correr quase sempre atrás da linha da bola. Bem, e para o terceiro golo não há adjectivos.

Apesar de começar com mais posse foi também notória a falta de comprimento e acutilância da equipa. Tudo muito bem até aos últimos trinta metros, depois disso não há movimentos nem ligações entre os diversos componentes do ataque. Não vimos explorar uma das fragilidades defensivas mais notórias do PSV, que é o espaço que deixa muitas vezes entre as linhas média e defensiva. Julguei ir ver Bolasie em cunha, a explorar a profundidade e Vietto nas costas, com Bruno Fernandes a aparecer a dar linhas de passe e temporização mas ficamo-nos por remates de longe e pouca penetração na área.

A missão de Leonel Pontes é difícil porque lhe vai faltar tempo. Mudar de sistema é a parte mais fácil e por isso aí está o 442. Mas mudar de modelo implica mudar os comportamentos na organização defensiva, na transição defensiva e ofensiva e na organização ofensiva. Requer tempo para que os jogadores percebam a mudança do que lhes é pedido e para a indispensável criação das rotinas. Além disso não tem tido sorte, tudo acontece. Desde as lesões simultâneas Vietto e Phyllipe, aos golos como o primeiro e segundo de ontem. Isto sem falar que não vai ter Bruno Fernandes para o jogo de segunda feira com o Famalicão.

A equipa continua a ter muitos dos defeitos de Keizer e poucas Pontes para um futuro melhor. Com a agravante que a confiança já conheceu melhores níveis e isso também não ajuda. Estes jogadores são capazes de muito mais e melhores mas andam frequentemente perdidos em campo.

Para finalizar, o homem da foto: tem que ser dada uma explicação aos adeptos para este... fenómeno.»
(José Duarte, Leão de Alvalade, in A Norte de Alvalade)

Enquanto alguém se julgar capaz de ludibriar os sportinguistas - e como por aqui jamais se deixará de chamar os "bois pelos nomes", Roberto Severo, Hugo Viana e muitos, muitos, muitos outros! -, camuflar a incompetência será sempre...

Missão impossível!...

Leoninamente,
Até à próxima

Nem que tenha de fazer 'sangue'!...


Com tanto erro não há táctica que resista

« +A introdução do 4x4x2 losango explica a derrota do Sporting?

Não, longe disso. A nova disposição permitiu blindar o jogo interior e criar novas dinâmicas, sobretudo no ataque. O problema, ontem como na era Marcel Keizer, esteve na organização defensiva e na persistência de erros individuais, nomeadamente de marcação, com ênfase na dupla de centrais. Assim não há táctica que resista.

+Miguel Luís justificou a aposta de Leonel Pontes?

Não. Não há dúvida de que era o jogador que encaixava melhor na (nova) ideia do meio-campo, a par de Doumbia, Wendel e Bruno. Na prática, o que aconteceu é que o médio esteve demasiado desligado do jogo, ou porque pisava terrenos próximos de Doumbia ou porque subia sem critério, em ambos os casos sem bola.

+Como resolver os problemas do corredor central do Sporting?

Este jogo com o PSV expôs mais uma vez graves deficiências nesta zona do terreno, que não são da exclusiva responsabilidade da dupla de centrais. Doumbia, como médio mais recuado, peca pela falta de agressividade e não tem sido capaz de fechar o espaço nas suas costas. Ainda não fez esquecer Gudelj.

+Pedro Mendes podia ter entrado mais cedo?

Sem dúvida, e nem era preciso o golo para chegar a essa conclusão. Se o problema estava na eficácia e Mendes era o único 9 no banco, Leonel Pontes podia e devia ter arriscado mais cedo.»
(Vitor Almeida Gonçalves, Interrogatório, in Record)

Leonel Pontes terá, necessária, imperiosa, urgente e obrigatoriamente, de pensar em tudo aquilo que Eindhoven colocou a nu no rendimento colectivo sua equipa. Muitos aspectos terão melhorado, haverá que reconhecê-lo, mas o poderoso e decisivo 'handicap' continua sem solução: o Sporting não sabe defender, continua um autêntico 'passador'! Leonel Pontes terá de ser INFLEXÍVEL! Passe por Battaglia, passe por onde tiver de passar, a defesa do Sporting terá de ser uma 'defesa de betão'...

Nem que tenha de fazer 'sangue'!...

Leoninamente,
Até à próxima

O Sporting apenas precisa de tempo!...


Um diamante por lapidar


«Juntar num mesmo encontro uma chicotada psicológica recente com a melhor equipa holandesa do momento é um sonho para quem gosta de futebol. O primeiro desperta a curiosidade pelas novidades tácticas e de alinhamento, a segunda promete golos... e de véspera! Van Bommel disse-o na antevisão do jogo: "Espero marcar muitos golos." Leonel Pontes disse que era uma partida 50/50. Ambos cumpriram a promessa.

Engana-se quem pensar o contrário, no devido tempo Leonel Pontes vai pôr este Sporting a jogar um futebol ofensivo e de qualidade. Ontem foi a primeira demonstração consistente da qualidade do treino e das suas ideias.

O Sporting entrou bem, a circular com critério, sem mastigar demasiado a posse, esticando o jogo à vez e variando o centro do jogo com fluidez fruto de um posicionamento sem bola equilibrado. Um punhado de novidades que deram identidade a um surpreendente, ou nem tanto, 4x4x2 diamante/losango [1]. Faz todo o sentido quando não se tem um número 9, e tenta-se compatibilizar Vietto e Bruno Fernandes com a intenção de manter este último o mais perto possível das zonas de finalização. Também retira bom partido de um lateral-ofensivo como é Acuña, e, no outro flanco, de um verdadeiro reforço Rosier, muito agressivo e efectivo a pressionar alto [2] e disciplinado a fechar por dentro, revelando um entendimento táctico acima da média, na capacidade em oferecer superioridade numérica ao seu meio campo sem colocar em risco a protecção dos seus terrenos.

Interessante a evolução de Doumbia com bola, mais célere e fiável na entrega, procurando menos a combinação curta e mais os colegas sem cobertura a meia distância. Não sendo um jogador de decisões criativas.

Bolasie dá largura na frente, combatividade na frente e saída à entrega de médio ou longo alcance pelo ar. Faz de Diaby com toda a vantagem de quem consegue controlar o esférico em condução.

E por fim Miguel Luís ‘o jogador invisível’. Parecem faltar-lhe aqueles 5% em quase todas as acções para ser um ‘box-to-box’ de classe mundial mas a verdade é que foi o seu jogo sem bola que tentou equilibrar a equipa nas subidas de Acuña, e deu largura à frente de ataque através de movimentos de penetração e de arrastamento [3] que libertavam espaço para Bruno Fernandes e Vietto.

O Sporting defrontou uma equipa com um ataque fortíssimo, com jovens jogadores de quem iremos ouvir falar durante muitos anos. Este Sporting em evolução vai estar melhor contra o Famalicão.
(Nuno Félix, international scouting, in Record)

Uma boa contribuição para a reflexão daqueles sportinguistas que teimam em não acreditar que não haverá material para fazer uma boa argamassa!...

O Sporting apenas precisa de tempo!...

Leoninamente,
Até à próxima

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Até onde poderá chegar esta 'aventura'?!...


Sub23: Leôes mantêm o pleno de vitórias e pontos

Sete jogos e sete vitórias para a equipa Sub23 do Sporting. Os leões, mesmo sem contarem com o seu melhor marcador - Pedro Mendes alinhou e marcou esta tarde pela equipa principal na Holanda -, levaram de vencida esta quinta-feira o Leixões, em Matosinhos, e estão na liderança confortável da Liga Revelação. A equipa orientada Emanuel Ferro arrancou bem na partida e chegou a uma vantagem de dois golos: aos 7 minutos uma jogada bem construída dos leões resultou no golo de Tiago Rodrigues ao segundo poste, para aos 15 aumentar a diferença através de Tomás Silva, que aproveitou da melhor maneira o espaço concedido. Já perto do fim, a equipa de Matosinhos conseguiu reduzir e até final por várias vezes terá ameaçado empatar, algo que as extraordinária confiança e fé inabalável dos leões, não consentiram.

Até onde poderá chegar esta 'aventura'?!...

Leoninamente,
Até à próxima

SUPERBOCK é a nossa cerveja!...


O Sporting não entrou na Liga Europa da forma que seria desejável, depois da derrota no terreno do PSV. Uma primeira parte de oportunidades repartidas, em que o PSV saiu em vantagem para os balneários, com Malen a abrir o marcador para os holandeses, que logo a seguir ampliaram a vantagem com a ajuda de Coates, a marcar na própria baliza. Bruno Fernandes viria a reduzir ainda antes do intervalo, através da conversão de uma grande penalidade.

Os holandeses voltaram a cavar a diferença pouco depois do reatamento. Porém, a pouco e pouco e à medida que o tempo de jogo se ia esgotando, o Sporting foi-se acercando da baliza dos holandeses e até dispôs de várias oportunidades, nomeadamente as protagonizadas por Bruno Fernandes. No entanto, seria o estreante Pedro Mendes, 72 segundos depois de entrar em campo, a reduzir a desvantagem. Os leões ainda pressionaram em busca do empate, mas voltaram a casa sem pontos no bornal.

Não desiludiram os leões, a meu ver e apesar de derrotados. Inúmeras facetas do seu jogo colectivo, sem que valha a pena enumerá-las ou sequer especificá-las, porque a outros caberá essa crítica tarefa, apontam para uma sensível e substancial melhoria. Começam a ser notórios tanto o abandono dos vícios herdados de Marcel Keizer, quanto a implementação de novas filosofias de jogo, muito particularmente em termos de coesão defensiva. Leonel Pontes parece estar no bom caminho e apenas merecerá que lhe dêem o tempo que qualquer técnico no seu lugar desejaria! Qualquer técnico, sublinho, mesmo que viesse do naipe dos melhores do mundo. Por favor, deixem 'jogar' Leonel Pontes!...

E entretanto, um alerta a quase quatro milhões de sportinguistas...



Cerveja Sagres?! NUNCA, JAMAIS, EM TEMPO ALGUM!... 

SUPERBOCK é a nossa cerveja!...

Leoninamente,
Até á próxima

Cada vez mais confiantes!...


Andebol: Sporting arrasa Avanca e segue 100% vitorioso
Leões triunfaram no Pavilhão João Rocha por 38-19

O Sporting alcançou esta quarta-feira uma copiosa vitória de 38-19 sobre o Avanca e manteve-se 100% vitorioso no campeonato nacional de andebol. Em encontro antecipado da 5ª jornada, os leões, que já venciam ao intervalo por escassos 16-12, embalaram na segunda parte para uma vitória tão expressiva quanto inequívoca.

Thierry Anti optou por uma pouco habitual rotação no plano individual, razão pela qual doze jogadores dos leões colocaram o seu nome na ficha de marcador, tendo Ivan Nikcevic sido o mais certeiro, com seis golos.

Os leões, refira-se, seguem agora no topo da classificação com 15 pontos, os mesmos que o FC Porto, que também superou o FC Gaia por 32-26. Na terceira posição segue o Benfica, com 10 pontos mas menos um jogo disputado.

Na próxima jornada, em jogo que será disputado em 28 de Setembro na Madeira, o Sporting defrontará a equipa local, Madeira SAD.

E aí vão os leões, invictos e...

Cada vez mais confiantes!...

Leoninamente,
Até à próxima

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Com papas e bolos se enganam os tolos?!...


«Temos de aproveitar o balanço de Pedro Mendes 

Pedro Mendes, ponta de lança de 20 anos que se tem destacado ao serviço da equipa de Sub23 do Sporting - na presente temporada já marcou sete golos em seis jogos! -, foi chamado por Leonel Pontes para a partida dos leões em Eindhoven. Na conferência de imprensa de lançamento do jogo, o técnico sportinguista revelou as razões desta convocatória, tendo afirmado:

«Uma das primeiras decisões tomadas foi a inscrição do Pedro Mendes na Liga Europa. No campeonato não foi possível porque a data já tinha expirado. Este não é o melhor contexto para ele, mas, tendo em conta as suas características, temos de aproveitar o balanço para lhe dar a oportunidade. É uma janela para ele e também para os outros, porque o Sporting, como instituição, tem sido pioneiro no lançamento de jovens jogadores para o mais alto nível.»

Haverá já algum tempo que os adeptos sportinguistas se vinham interrogando sobre o facto, no mínimo inexplicável, de Pedro Mendes não ter sido inscrito, tanto na nossa Liga, quanto na Liga Europa. Para bem da verdade e sem que porventura tivesse essa exacta intenção, Leonel Pontes acabou por nos permitir desvendar o tabu que se arrastava há tanto tempo e que o Sporting, por elegância ou outro motivo qualquer que aos adeptos pouco ou nada interessará, nunca chegou a aclarar: a não inscrição de Pedro Mendes terá sido uma mera e muito discutível opção de Marcel Keizer! A formação seria mesmo a 'menina dos olhos' de Keizer ou...

Com papas e bolos se enganam os tolos?!...

Leoninamente,
Até à próxima

A Justiça em Portugal está doente e não aprende!...


Ultras da Juventus chantageavam clube por bilhetes grátis. Agora foram detidos

Cerca de 40 adeptos, 10 dos quais líderes de algumas das claques mais violentas da Juventus, foram detidos esta segunda-feira, suspeitos de chantagear o clube com o objetivo de conseguir bilhetes grátis. Ameaçavam com violência e cânticos racistas durante os jogos do clube de Cristiano Ronaldo

«Foi preciso um ano de investigação por parte de uma unidade especial da polícia de Turim para fazer cair os líderes de vários grupos de ultras da Juventus, que alegadamente chantageavam o clube para obter bilhetes grátis, que eram de seguida vendidos no mercado negro.

A fórmula era, aparentemente simples: caso o clube não disponibilizasse bilhetes a estes grupos, os adeptos ameaçavam causar cenas de violência e entoar cânticos racistas durante os jogos da Juventus. Além de 10 líderes de claques, outras 27 pessoas foram detidas, depois da equipa de Cristiano Ronaldo apresentar queixa às autoridades.

De acordo com a agência Reuters, a operação decorreu esta segunda-feira e estendeu-se a 14 cidades do norte e centro de Itália. Os detidos deverão ser agora acusados de conspiração, crime organizado, lavagem de dinheiro e agressão.

Este caso surge poucos meses depois do Ministério Público italiano abrir uma investigação (que ainda decorre) à alegada entrada de membros da máfia calabresa nos grupos de ultras da Juventus.»

Depois de há já alguns anos todos termos assistido em Itália, ao desmantelamento de uma tão sofisticada quanto tenebrosa rede de influências, em que grandes clubes italianos estiveram implicados e que acabou por determinar a descida automática aos escalões inferiores do futebol italiano de alguns dos mais importantes, eis que de novo a justiça italiana parece estar apostada em dirigir o seu foco para os adeptos ultras transalpinos, no sentido de desmantelar uma outra tenebrosa mafia há muitos anos instalada, por lá tanto quanto por cá, com tão poderosos tentáculos que vão desde o exercício puro e duro da mais selvagem e gratuita violência, até aos mais escabrosos e demolidores efeitos para as sociedades em que estão inseridos, do narco-tráfico mais nefasto e abjecto.

Um exemplo para toda a justiça portuguesa, cujas mais diversas vertentes surgem publicamente e ante a estupefaccão de todos nós, contemplativas, subservientes e até, alegadamente, mancomunadas com os mais sórdidos e espúrios interesses daqueles que, à margem de todas as leis e das mais elementares normas civilizacionais, parecem ter-se apoderado de todas as mais altas instâncias que comandam e governam o futebol português. Já não nos bastava a podridão que grassa no futebol...

A Justiça em Portugal está doente e não aprende!...

Leoninamente,
Até à próxima

PUBLICIDADE