terça-feira, 28 de julho de 2015

Tiago Martins: um futuro radioso apadrinhado por Vitor Pereira!...


Faltam menos de duas semanas para o arranque da época e ainda que muita água venha a correr sob as pontes, no que diz respeito aos verdadeiros protagonistas do jogo, quanto a outros protagonistas, acidentais ou programados, vá-se lá saber, tudo está há muito definido e bem...


Paulo Baptista, Olegário Benquerença e Marco Ferreira farão tanta falta como os palhaços que sempre foram fariam num enterro, e quanto a Pedro Proença, creio que a sua despedida suscitará palmas a uns e assobios a outros, ficando guardado o bocado para quem logo mais à tarde o haverá de comer.

Mas o que aqui me trouxe foi a imagem que tive o cuidado de fixar a abrir este post: Tiago Martins! Um "caloiro" nestas lides da arbitragem, da A.F. de Lisboa, protagonista da muito provavelmente mais fantástica e meteórica ascensão arbitral de que haverá memória na arbitragem portuguesa.

Sobre este debutante, nascido com o rabo virado para a Lua, escrevia o jornal Record em 14-12-2014:

"Com uma verdadeira ascensão meteórica, o lisboeta Tiago Martins, que ainda no início da época subiu à 1.ª categoria, foi indicado pelo Conselho de Arbitragem da FPF para internacional em 2015. O preparador físico de 34 anos ocupará assim a vaga de Olegário Benquerença, que abandona por limite de idade, colocando um ponto final nas dúvidas que se colocavam.

O nome não deixa de causar alguma surpresa, uma vez que dirigiu apenas dois jogos da Liga nos primeiros quatro meses da competição (Nacional-Arouca e Belenenses-Arouca). Na altura em que foi escolhido, Tiago Martins não tinha ainda feito o seu primeiro jogo..."

Dois meses mais tarde, a 18-02-2015, escrevia o mesmo jornal, sobre uma malfadada arbitragem do novel juiz:

O árbitro Tiago Martins, de 34 anos, não vai esquecer tão cedo o Sp. Braga-Arouca. A partida não correu nada bem ao recém-internacional português, que foi mesmo creditado com a nota zero pelo nosso jornal. Algo inédito nos 189 jogos já disputados na corrente edição da 1.ª Liga (até agora o mínimo tinha sido um ponto).

Reflexo imediato dessa actuação infeliz, Tiago Martins deu um tombo de 13 lugares (do 6.º para o 19.º) no top dos árbitros, que continua a ser liderado pelo já retirado Pedro Proença.

Ora podem os "palhaços" retirar-se por limite de idade,  uns deixando poucas saudades, outros nem poucas nem nenhumas, mas de uma coisa poderemos estar certos: o circo não vai acabar, porque todos os dias serão encontrados e promovidos novos palhaços! E conhecendo-se a actual correlação de forças na actual estrutura decisória da arbitragem nacional, fácil será de compreender a cor da nova aposta: o novo "benjamim" dos internacionais portugueses representará uma influência decisiva no "colinho" que já vai sendo preparado para a nova época e augura-se-lhe um futuro radioso!...

Tiago Martins: um futuro radioso apadrinhado por Vitor Pereira!...

Leoninamente,
Até à próxima

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Em Portugal também é assim, pois não?!...



O central Marcos Rojo, do Manchester United, vai ser multado pelo Manchester United em 200 mil euros, quantia correspondente a duas semanas de salário, depois de não cumprir com a data em que deveria apresentar-se junto da equipa, nos Estados Unidos.

Em Portugal também é assim, pois não?!...

Qual a multa que o Sporting Clube de Portugal deveria aplicar a Shikabala?!...

Leoninamente, 
Até à próxima

NOT SPORTING LISBON !!!...

ATÉ O CLUBE ESTÁ A FAVOR DA MUDANÇA
Segunda-Feira, 27 julho de 2015 | 20:53



Pois deveria ser exactamente o Clube que, além de estar a favor da mudança, a exigisse de todas as formas e em todas as instâncias!...

Leoninamente, está com os promotores da iniciativa!...

Leoninamente, 
Até à próxima

Creio que o Nélinho não lhe perdoará tal desconsideração!...


"... Saíram jogadores importantes para equipas de topo da Europa. Estamos contentes com o que temos, mas tanto eu como o clube sabemos que precisamos de mais."
(Julen Lopetegui, in Record)

Mais uma inadmissível descortesia de Julen Lopetegui! Desta vez para com a Doyen Sports do Nélio Lucas, que nem uma pequena e simples referência lhe mereceram no discurso!...

Creio que o Nélinho não lhe perdoará tal desconsideração!...

Leoninamente,
Até à próxima

Vá lá que o "sorteio" foi chumbado!...



Enquanto uns não quiseram ficar "belfodil"(dos), outros parecem estar morrendo por sê-lo! Pois é, quando não se pode comprar pão, até a ração das galinhas mata a fome!...

A ideia do "custo zero" somada ao seu 1.92, talvez seja suficientemente atractiva para substituir, finalmente, o 1.94 do Cardozo. Se bem que, quanto a golos, as diferenças sejam mais substanciais: nas duas últimas épocas em Itália, marcou apenas um golo ao serviço do Inter e outro ao serviço do Parma.

A sério que nunca julguei ver os benfas a passar por tal indigência! A somar derrotas nas américas e com o Salgado em prisão domiciliária, parecem estar bem "belfodil"(dos)!...

Vá lá que o "sorteio" foi chumbado!...

Leoninamente,
Até á próxima

Toda a sorte do mundo para ti, Bryan Ruiz!...



Bem vindo à grande nação leonina, Bryan Ruiz! Toda a sorte do mundo para ti!...

Leoninamente,
Até à próxima

Doyen recorre da decisão do Tribunal de Bruxelas




A norma nº 1464 da FIFA proíbe que empresários e grupos de investimento possam deter qualquer percentagem nos passes económicos dos jogadores, tornando os clubes nos únicos detentores.

A Doyen Sports, o clube da segunda divisão belga Seraing United e as Federações de futebol, portuguesa e espanhola, estão na luta. Uma luta justa. Todo o restante mundo do futebol leva o passo trocado. Portugal e Espanha, sem contar com a vanguardista América Latina, serão o último refúgio da ética, das boas práticas e do progresso civilizacional...

A acompanhar com toda a atenção e interesse.

Leoninamente, 
Até á próxima

Táctica na ementa depois da festa e antes do regresso...

Sporting: Táctica na ementa depois da festa
ÚLTIMO DIA NA ÁFRICA DO SUL




"Os enviados especiais do Record à África do Sul, António Bernardino e Pedro Ferreira, revelam todos os detalhes sobre o último dia dos leões no país. Depois da conquista do torneio Cidade do Cabo, Jorge Jesus aproveitou o treino para insistir na parte táctica."

Vale a pena ver...

Leoninamente, 
Até à próxima

É imperioso, urgente e inadiável denunciar a "camorra"!...



"... Bruno de Carvalho tocou num ponto importante quando comentou o resultado da assembleia da FPF que rejeitou a proposta do sorteio dos árbitros. É difícil perceber como é que os delegados da Liga não se sentiram mobilizados para participarem na reunião e, assim, garantirem os 21 votos a que o organismo tem direito. Aliás, sete deles nem se dignaram a aparecer na AG! Independentemente da identidade desses delegados, terá sido a fraca convicção com que os clubes aprovaram o sorteio, em sede da Liga, que contribuiu para essa desmobilização. No mínimo, contudo, deveriam lá ter estado (todos) e votado de acordo com a orientação do grupo a que pertencem."
(António Magalhães, Entrada em Campo, in Record)

Não, ao contrário do que escreve António Magalhães, não será muito difícil de perceber "como é que os delegados da Liga não se sentiram mobilizados para participarem na reunião e, assim, garantirem os 21 votos a que o organismo tem direito.". O que aconteceu aos sete delegados da LPFP que, tal como Luís Duque, primaram pela ausência na AG da FPF, parece-me perfeitamente explicável.

Luís Duque terá estado presente fisicamente, mas nem por um segundo lá esteve como presidente e representante dos clubes profissionais de futebol. Esteve lá como representante daqueles que defendem a manutenção do "status quo" no futebol português: Benfica, Braga, Belenenses, Boavista e Tondela da I Liga e Mafra, Oriental, Farense, Aves e Famalicão da II Liga, assim como outros que as próximas horas nos revelarão. E os delegados ausentes, mais não fizeram que aplaudir de pé, bem distantes e no conforto do lar ou em reuniões de negócios mais lucrativos.

À "ausência" de Luís Duque e seus fiéis seguidores e correlegionários, chama-se incompetência, se quisermos ser elegantes e fugir à linguagem que Duque tem usado na inenarrável e nada edificante disputa verbal que mantém com o Presidente do Sporting Clube de Portugal, cuja reacção e incapacidade para se afastar da sargeta para que foi "convidado" eu lamento profundamente, como sportinguista e seu apoiante em facetas e acções, essas sim, de importância vital para o Clube.

E não terá ficado provada apenas a incompetência desses "oito ausentes". Também ficaram provadas, tanto a sua deslealdade  à maioria dos clubes que na AG da LPFP, haviam mostrado o cartão vermelho a Vitor Pereira, quanto a sua cega subserviência ao novo poder vermelho instalado na Liga e que amanhã se prepara para novo mandato, perante a estupidez e visão curta das "espingardas" que Luís Duque, deligentemente, vem contando e arrebanhando. E serão de tal modo evidentes essas incompetência e subserviência, que até já haverá por aí quem pretenda chamar burro a Pinto da Costa, muito em particular uma grande parte da cáfila de jornalistas que sem vergonha ou pudor, continua alegremente a envergar a camisola que todos os que me lêem estarão fartos de conhecer.

Compreendo a nada fácil posição de António Magalhães e a necessidade que terá de chamar difícil à "napolitana missão" de uma parte da "escumalha" que hoje vemos na Liga. Mas ainda tenho esperança de o ver um dia assumir a coragem de Bob Woodward e Carl Bernstein, que conduziu à resignação de Nixon, na denúncia da podridão que grassa no pântano do futebol português. Porque tenho a profunda convicção de que não lhe faltarão inúmeras "deep throats" - mesmo que W. Mark Felt seja americano e em Portugal não exista o FBI -, a despejarem-lhe diariamente as essências odoríficas do pântano.

Não bastará portanto a António Magalhães, escrever que "Bruno de Carvalho tocou num ponto importante quando comentou o resultado da assembleia da FPF que rejeitou a proposta do sorteio dos árbitros". A nobre missão que a sociedade portuguesa em geral e os adeptos do futebol em particular exigem ao director de um jornal com a tradição de Record, será bem mais importante:

É imperioso, urgente e inadiável denunciar a "camorra"!...

Leoninamente,
Até á próxima

domingo, 26 de julho de 2015

E no sábado, em Avalade, será que voltaremos a ouvir violinos?!...


O primeiro troféu! Com tremendo mérito! Hoje já foi bem melhor que há dois dias! Hoje já deu para adquirirmos a certeza de que a  prioridade deste Sporting de JJ, é a baliza contrária. Deu para ver um leão com fome de golos, quiçá até demasiado arrastado para uma perigosa vertigem ofensiva, cujo reverso foi capaz de proporcionar a Rui Patrício, mais uma honrosa menção de... "melhor em campo"!...

Mas a consistência defensiva, sublinhada até pelo técnico leonino, talvez tenha estado na origem da vitória. Mais do que o agradável ímpeto ofensivo. Mais do que a terrível pressão sofrida por uns ingleses atarantados, literalmente em toda a extensão do terreno. 

Começa a dar prazer ver esta equipa jogar futebol. E a procissão, naturalmente, ainda nem sequer saiu do adro. Mas que estes leões acreditam nas ideias do seu técnico, não oferecerá dívidas a ninguém. E nós, os adeptos sportinguistas, se calhar ainda acreditamos mais do que eles. Porque o futebol jogado com os olhos postos na baliza adversária, é uma outra história!...

Agora a longa e dura viagem de regresso. Mais 15 horas de suplício, mas... tem de ser e o que tem de ser tem muita força. Depois o regresso à Academia e ao trabalho, já com a nova estrela à espera da "leãozada" que aí vem, diz ela, a tal estrela Ruiz, para serem campeões! Será?!...

E no sábado, em Avalade, será que voltaremos a ouvir violinos?!...

Leoninamente,
Até à próxima 

PUBLICIDADE