terça-feira, 31 de março de 2015

A pedra no sapato nunca será cómoda!...


E que Sporting?

"... Acreditando no presidente do Sporting, o jovem técnico é para continuar. Mas não é tão simples. Para manter o apoio de todos, Marco terá de conquistar a Taça de Portugal. Depois, é preciso saber se o próprio quer continuar, depois de tantas agruras passadas esta época. Terá o treinador leonino vontade de arriscar mais um ano de vida em Alvalade?

Há também o plantel. Aqui as finanças ditarão leis. Bruno diz que o Sporting não precisa de vender a qualquer preço e não haverá adepto que não goste de o ouvir. Mas sabe-se como leões, águias e dragões perderam ao longo dos anos a capacidade para dizer não a boas propostas de mercado. E se jogadores como Rui Patrício, Adrien ou Capel são demasiado caros para as posses leoninas, outros há, como Nani, William Carvalho ou Carrillo, que poderão sair. O primeiro porque não há milagres, o segundo porque pode pagar toda a equipa durante uma temporada inteira e o terceiro porque a venda é o melhor remédio quando FC Porto e Benfica cobiçam valores alheios. Ainda há muito para jogar esta época, mas o defeso promete animação."
(Bernardo Ribeiro,  Lado B in Record)

Bernardo Ribeiro começa por uma iniludível verdade: "... para manter o apoio de todos, Marco terá de conquistar a Taça de Portugal."! Não valerá a pena tapar o Sol com uma peneira, se alguém argumentar que a continuidade de Marco Silva será pacífica caso não traga o caneco para Alvalade!...

Nas actuais circunstâncias, não estar presente no Jamor equivaleria a um terramoto maior que a perda da Taça por RSP, e não oferecer a 16ª às 15 irmâzinhas que vivem no Mundo Sporting, será o mesmo que ir a Roma e não ver o Papa! Para além de igualarmos os "tripas" e embolsarmos mais meio milhão!...

Agora que "o defeso promete animação" ai isso promete! E não foi preciso BR vir declarar-nos tamanha evidência, valendo-se da citação dos casos específicos de seis dos actuais leões! Haverá muitas mais "marias" na terra, não sendo despropositado meter no mesmo saco outra meia dúzia bem contada! Uns por isto e outros por aquilo, faltando quiçá, contabilizar as surpresas!...

Daí que não sejam fáceis de digerir as palavras do Presidente, quando refere falta de tempo ou oportunidade para reunir com Marco Silva. Por mais compreensão e benevolência que nos animem...

A pedra no sapato nunca será cómoda!...

Leoninamente,
Até à próxima

Vivendo sob o signo do azar!...




Um dos mais infelizes árbitros portugueses - dizem que os erros do homem apenas resultam da imperfeição humana e... do azar que o acompanha! -, acaba de ser nomeado para o jogo Paços de Ferreira vs Sporting Clube de Portugal!...

Este funcionário público nascido em Vila Nova de Famalicão há quase 40 anos, nunca chegou a internacional e isso deixa-me descansado, na medida em que não será por razões de promoção que não deixará de... tentar fazer uma boa arbitragem na Capital do Móvel.

O pior serão os 6 pontinhos que se interpôem entre o Sporting e o actual 2º classificado, margem que alguns certamente julgarão demasiado curta para que os 12 milhões do acesso directo à LC,  hoje anunciados pela UEFA, sejam colocados em risco. É muita grana para quem tanto investiu e cada vez menos sabe onde poderá recuperá-la. Logo, não será difícil de adivinhar o caminho mais fácil: a escolha de um árbitro infeliz, vivendo sob o signo do azar!...

Tendo em conta o desenho da jornada e as nomeações já conhecidas, ao Sporting Clube de Portugal apenas se coloca o desafio de manter a distância e esperar pelas próximas jornadas para ver o que os deuses decidem, com a certeza antecipada de que não será em Cosme Machado que estará a solução dos nossos problemas, muito bem pelo contrário. Até porque o azar não estará sempre atrás da porta do "nosso collina", que ainda por cima não se poderá queixar de ter de fazer uma grande deslocação e jogará, praticamente, em casa!...

Leoninamente,
Até à próxima

Mudar as moscas e manter o local onde pousam!...


Fica a certeza de que António Costa e a "sua Câmara", estarão a tentar mudar as moscas, mantendo o local onde pousam.

E assim se faz Portugal! Uns vão bem e outros mal!...

Leoninamente,
Até à próxima

Je suis Lopetegui!...



O "cartoon" surge intitulado como "A lógica de Lopetegui"! Mas não passa de um "gato escondido com o rabo de fora"! O seu autor, como qualquer ser humano, terá cometido um erro que só os principiantes cometem, usou afinal a "A lógica do cartoonista" e todos nós ficámos a conhecer os seus afectos clubísticos!...

Je suis Lopetegui!...

Leoninamente,
Até à próxima

E os jogadores, naturalmente, vão começando a abrir a pestana!



Muito curiosa esta pequena notícia, de cujo eco, também curiosamente, não me apercebi nos orgãos e locais habituais, o que constituirá a prova cabal de que, em primeiro lugar, a generalidade das especulações sobre o futuro destes dois jogadores e de tantos outros com ligação ao Sporting, resultava muito provavelmente da mesma sementeira e, em segundo lugar, "tantas vezes vai o cântaro à fonte que um dia deixa por lá a asa"!...

Rui Patrício e André Martins terão resolvido "mudar de ares" e eu aqui do meu canto, comentarei que apenas terão pecado pelo facto de tal decisão ser tardia. Na terrível e dura luta entre a água e o azeite, tarde ou cedo, o resultado sempre acabará por ser o que todos conhecemos.

Curioso que o tempo de vida dos famigerados fundos, "doyen a quem doer", esgota-se no fim do mês que depois de amanhã começa, pesem embora todas as movimentações que se conhecem, em prol da eternização da complexa teia de relações que movimenta centenas de milhões de euros que entram e saem do futebol, sob a capa do anonimato e protecção do guarda-chuva de paraísos fiscais, onde se "escondem" parte dos direitos económicos dos jogadores.

E os jogadores, naturalmente, vão começando a abrir a pestana!...

Leoninamente,
Até à próxima

segunda-feira, 30 de março de 2015

Portugal - Cabo Verde: os caboucos de uma "renovação" incontornável e urgente?!...



Depois de uma entrada com o pé esquerdo da nossa selecção - que como então se previu, acabou por custar "ambos os pés" a Paulo Bento! -, frente à Albânia em casa, é certo que a missão de Fernando Santos se revelava, senão impossível, pelo menos pouco convidativa a que a política errática, teimosa e absolutista do anterior seleccionador fosse prosseguida.

Fernando Santos, sem nunca ostilizar o seu antecessor, adoptou uma via completamente diferente e depositou com estrondo no caixote do lixo, todos os conceitos, teimosias, modelos e subserviências que colocaram a nossa selecção na segunda divisão da Europa. E o resultado saldou-se por quatro vitórias consecutivas, constituindo três delas um trampolim poderoso para o apuramento que muitos já julgariam impossível, para o Euro 2016.

O novo seleccionador nacional preferiu o pragmatismo do "apuramento já", à teórica mas académica via, de resultados sempre bastante duvidosos, de... "renovação já"! E estará no bom caminho! Os resultados provam-no, com a vitória de ontem e o apuramento quase alcançado, assentes na utilização de uma "velha guarda" cuja média de idades ultrapassa em seis meses os 30 anos:

- Ricardo Carvalho - 36 anos
- Tiago - 33 anos
- Bruno Alves - 33 anos
- Bosingwa - 32 anos
- Danny - 31 anos
- Quaresma - 31 anos
- Eliseu - 31 anos
- José Fonte - 31 anos
- Cristiano Ronaldo - 30 anos
- João Moutinho - 28 anos
- Nani - 28 anos
- Rui Patrício - 27 anos
- Fábio Coentrão - 27 anos
- William Carvalho - 22 anos

Porém, ainda a um ano de distância da realização do 15ª campeonato da Europa, a realizar em França entre 10 de Junho e 10 de Julho de 2016, Fernando Santos não poderá cometer o mesmo erro que cometeu com a selecção grega que levou ao último mundial do Brasil! Será excesso de pragmatismo apostar unicamente na experiência e não a caldear com a irreverência e a força da juventude, numa prova exigente e longa como se prevê venha ser o Euro 2016.

Os indicadores fornecidos pela sua convocatória complementar para o jogo de preparação de amanhã com a selecção de Cabo Verde, apontam no sentido de que esse aspecto não estará a ser descurado. Assim o entendam aqueles que Fernando Santos escolher para defrontarem os nossos irmãos de Cabo Verde, num encontro que está a gerar naturais expectativas, tanto em nós como na numerosa comunidade caboverdiana residente entre nós.

O encontro de amanhã no Estoril, representará bem mais que um mero encontro de preparação, para além de toda a carga afectiva de que se rodeará! Contra uma selecção organizada, bem dirigida e que trata bem a bola, espera-se do seleccionado português uma excelente exibição, que permita a Fernando Santos lançar os caboucos de uma "renovação", agora incontornável e urgente!...

Leoninamente,
Até à próxima

Os incorrigíveis melhores do mundo!...



Os incorrigíveis melhores do mundo!...

Leoninamente,
Até à próxima

domingo, 29 de março de 2015

Em campo, vitória clara e gorda do Sporting!...


E no final do encontro com a Sérvia, para além de uma vitória "grega" de Portugal e da selecção ter sido empurrada quase "contra a sua vontade", para a liderança do grupo, muito poucos motivos de felicidade os portugueses poderão retirar. Não fosse o nosso melhor lateral esquerdo ter jogado a médio e com uma assistência e um golo, dever ser considerado o melhor de todos os que estiveram em campo, exactamente porque a par de João Moutinho e Tiago, terá sido dos poucos a escapar ao sofrível, e talvez não estivéssemos a esta hora e à boa maneira tuga, com as velas desfraldadas e faixas encomendadas.

Talvez, tendo em conta a lotação esgotada anunciada por uma comunicação social pintada da cor que sabemos e face aos números oficiais de 58.430 espectadores presentes, divulgados pela FPFhaja que corrigir a lotação oficial do estádio, com que a dita CS, vai para uma dúzia de anos, com a eventual conivência do clube supostamente proprietário,  nos andam a atirar areia para os olhos. A menos que a receita dos 3.570 bilhetes em falta, tenha revertido integralmente e por debaixo do pano, para os cofres exauridos da casa. Os responsáveis pelo imbróglio, agora que se decidam: ou a lotação do estádio será mesmo 58.430 e muita gente terá andado a mentir, ou será de 62.000 e andará o dinheirinho dos 3.570 bilhetes a ser desviado para bolsos indevidos.

Em campo, vitória clara e gorda do Sporting, sobre congéneres nacionais e estrangeiros, ainda que o facto resulte numa tremenda azia para alguns milhões, mas esta é a realidade "tuga", enquanto a "santa aliança" e os fundos coleccionarem os "xitos da bisca lambida cá do pântano", com vazas de "duques e ternos"!...

Leoninamente,
Até à próxima

sábado, 28 de março de 2015

Shikabala é um ilusionista!...

Imagem retirada de Record

Vasco Santana, provavelmente o nosso maior cómico de sempre, salvo erro no filme "O Pátio das Cantigas, chamava um nome giro ao candeeiro de rua, que em vez de lhe dar lume, jogava com ele às escondidas!...

Shikabala, parece ainda não se ter cansado de fazer o mesmo ao Sporting: aparece, desaparece...

É UM ILUSIONISTA!...

Leoninamente,
Até à próxima

Na "travessia do rio", nem só os escorpiões viajarão sobre as suas costas!...


A essência de Bruno e os... escorpiões

"Ninguém muda aquilo que é na sua essência".
Bruno de Carvalho in "Record".


«Nem mais: o presidente do Sporting utiliza aquilo que o ser humano tem de mais "natural" que é a sua própria essência para revelar cepticismo em relação ao comportamento até agora dominante dos seus homólogos do Benfica (Luís Filipe Vieira) e FC Porto (Pinto da Costa). Diz o presidente dos leões que o tempo não apaga nem corrige traços de perfil e de carácter e, por isso, não vê razões para o reatamento de relações com os emblemas rivais. Todavia, ressalva que o Sporting tem trabalhado com todos os grupos entretanto constituídos para o estudo de matérias específicas, pelo que ficamos definitivamente a saber que o corte de relações institucionais correspondeu a uma tomada de posição (colegial) contra a ausência de valores e contra os guardiões da hipocrisia. Quer dizer: o presidente do Sporting acha que pode avançar no caminho das reformas e ter êxito nesse domínio, de costas voltadas para o Benfica e para o FC Porto. É uma posição legítima no plano de um certo quixotismo e da afirmação dos valores que BdC tanto reclama, mas é uma visão romântica e, provavelmente, ineficaz. É importante verificar que, até ao momento da "decapitação" de Mário Figueiredo, na Liga (promovida por Vieira, com a intermediação de Joaquim Oliveira junto de Pinto da Costa, num processo em que muita gente foi usada), Benfica e FC Porto reclamavam a maior fatia do "bolo" para as suas hostes e que o Sporting se afirmava como uma ameaça no sentido de querer envolver-se na partilha do "bolo". Só essa pretensão, num quadro limite, podia ter o condão de aproximar as "estruturas" do Benfica e FC Porto (mais do que a aproximação entre Vieira e Pinto da Costa, sempre muito bem dissimulada) e foi isso que BdC conseguiu, com a sua impetuosidade e falta de diplomacia, a que o presidente do Sporting denomina, sempre, de hipocrisia. Chamei-lhe a "guerra do canivete". Ir para um campo minado com um canivete na mão não é pactuar com a hipocrisia ou com a falta de valores. É não ter consciência dos perigos e das consequências. É não perceber, nesta dialéctica de essências, que numa luta de escorpiões só pode vencer o escorpião mais forte. Não podes ser rã numa luta de escorpiões. Quer dizer: com esta postura, BdC acelerou o entendimento entre Benfica e FC Porto e o "isolamento" ficou mais cavado, expondo-se à crueldade ou mesmo à humilhação de os seus homólogos escolherem um "processado" (Luís Duque) para que não houvesse a mínima dúvida sobre a "vingança" e a… sede (com "e" aberto e fechado) de poder.

Em síntese: talvez não fossem necessárias toneladas de hipocrisia para percepcionar melhor uma situação perante a qual o Sporting não ia beneficiar.

Fica claro, nesta entrevista concedida a "Record", que Bruno de Carvalho está a fazer um esforço para dirimir algumas particularidades da sua própria essência. Ora tanto fala de aprendizagem ora insiste em não abdicar dos seus princípios. BdC entrou em luta com os "miasmas do sistema" – a designação que achei há muito para caracterizar os fautores das entorses à verdade desportiva – e está em luta consigo próprio. Nalgumas matérias recua alguma coisa, mas noutras – como a ida para o banco de suplentes – mantém-se intransigente. Nem sequer atinge que, mesmo querendo estar "mais próximo das realidades", passa um atestado de desconfiança a quem, num determinado momento, declarou confiar. Um presidente ("general") constituir-se como uma "ameaça" para os seus subordinados ("soldados") ou como um factor de pressão dificilmente será bem entendido. Há sempre um Jefferson que lhe pode sair ao caminho. Lá voltamos à questão da essência e da fábula da rã e do escorpião. Alguém na cabina do Sporting estará disposto a "atravessar o rio" nas costas de Carvalho?…

Em síntese: sozinho, nada se alcança. E o factor-confiança constrói-se e é essencial à… "essência".

Chegamos ao ponto-chave da entrevista: as relações com o treinador Marco Silva. É evidente o recuo estratégico. Nos dias de hoje, e perante o espartilho financeiro que se coloca ao Sporting, quem faz um contrato de longo termo com um técnico de futebol para além da vigência do seu próprio mandato, não pode ter dúvidas sobre essências e coisas essenciais. E não pode ter dúvidas de que a preparação de uma nova época deve ser antecipada o mais possível. Não quero admitir a possibilidade de – no caso de alguém que se confessa horrorizado com hipocrisias – estarmos perante uma posição hipócrita. Se BdC garante que "Marco Silva é para continuar"… Contudo, talvez seja prudente perceber como vai acabar a época (com ou sem Taça de Portugal) e compreender, também, se o treinador está disposto a "atravessar o rio" nas costas do presidente. Entre rãs e escorpiões, talvez seja melhor aguardar. E não é por ser "politicamente correcto"; é para ser… essencialmente correcto.»

Creio bem que estaremos perante um dos melhores textos até hoje publicados sobre a figura de Bruno de Carvalho. Essa foi a impressão que me ficou, depois de ler e reler o pensamento de Rui Santos, um dos jornalistas de toda a nossa praça que sempre se colocou à margem do funeral que a generalidade dos nossos escribas, "opinion makers" e, infelizmente, uma boa porção de sportinguistas apanhados e surprendidos nos seus privilégios e interesses pela "Primavera Leonina", lhe terão pretendido fazer desde que foi eleito e tomou posse.

E será precisamente porque Rui Santos nunca alinhou com a "marabunta" que pretendeu envolver o jovem Presidente do Sporting Clube de Portugal, que em cada dia que passa a sua posição de elogiosa crítica construtiva ganha mais credibilidade. Pelo menos na minha modesta opinião, que quase sempre tem estado próxima e cada vez mais, se aproxima da sua.

O eixo central da tese de Rui Santos passa, a meu ver de forma magistralmente correcta, pela verdadeira e incontornável "essência" de Bruno de Carvalho, que o tem vindo a empurrar em alguns casos, para veredas mais ou menos estreitas, semeadas de escolhos e prejuízos para si próprio e para o Clube que dirige. Mas, paralelamente, reconhece aquilo que de forma desapaixonada estará à vista de todos: o Presidente do Sporting Clube de Portugal estará "a fazer um esforço para dirimir algumas particularidades da sua própria essência".

De modo notório e flagrante, Bruno de Carvalho, sem de alguma maneira abdicar da sua "essência", parece estar a caldeá-la com inteligência, tempo e a experência que tem vindo a adquirir, num processo que começa a acumular garantias de que a sua acção, no médio e longo prazo, possa aproximar-se do limiar dos seus próprios e confessados sonhos.

Haverá apenas uma pequena questão em que discordarei de Rui Santos: Bruno de Carvalho não deverá apenas preocupar-se em saber, "se o treinador está disposto a 'atravessar o rio' nas costas do presidente"! A sua preocupação deverá ser bem mais abrangente, tanto no tempo, quanto no modo como conduzirá a sua "essência", por forma a garantir que todo o formidável Universo Leonino esteja disposto a "atravessar o rio" às costas do Presidente!...

Porque Bruno de Carvalho já terá tido tempo suficiente para compreender, que na "travessia do rio", nem só os escorpiões viajarão sobre as suas costas!...

Leoninamente,
Até à próxima

PUBLICIDADE