segunda-feira, 30 de setembro de 2013

As lágrimas de Rui Costa !...





As lágrimas de Rui Costa são o nosso orgulho!...

Obrigado Campeão !!!...

Leoninamente,
Até à próxima


Merda que cheira mal. Muito mal!...


Sinto uma vergonha imensa e uma raiva a nascer-me entre os dentes, quando leio o "post" de Valdemar Iglésias publicado no blog "Cabelo do Aimar", sob o título, simples, de... BdC. E como eu o compreendo e "sinto" as razões que o fizeram escrever, quem sabe se dolorosamente, o texto que a seguir vos deixo e bem assim os objectivos que o nortearão:

O momento do Sporting não surge por acaso.

É fruto do sportinguismo deste homem e de um par de "putos" que viram o óbvio, um clube que definhava. Fizeram convocar eleições, que resultaram na eleição deste "puto".

Os detractores, esses que tantas vezes elogiaram o positivo nas desgraçadas derrotas do Godinho, agora se forçam a descobrir os aspectos negativos do tanto de positivo que o "puto" tem conseguido para o Sporting.

Populista? Não é isso, um homem que espera que o estádio esteja vazio e as câmaras de tv desligadas para ir agradecer pessoalmente aos adeptos que pagaram por um bilhete para ver o seu clube, o mesmo que se paga por um bilhete de época na Bundesliga.

Sinto uma vergonha imensa e uma raiva a nascer-me entre os dentes, quando vejo o recorte com que faz acompanhar o seu texto:



Porque eu sei bem a que "detractores" Valdemar Iglésias se refere. E até já os apontei aqui, um a um. São esses sportinguistas, autores de blogs leoninos, que ele, mesmo benfiquista, também lê e acompanha, como eu leio e acompanho os blogs benfiquistas. Desinteressadamente, mas atento a tudo o que nos envolve. E a conclusão a que ele chega é insuspeita e deveria encher de vergonha os sujeitos da sua observação.

A constatação e o apelo de VI, deveriam orgulhar todos os sportinguistas, pelo trajecto que percorremos num passado recente. Quando um adepto sente que algo vai mal no seu clube, é perfeitamente legítimo e de uma nobreza tamanha, apontar, sem pruridos ou subterfúgios, o bom exemplo de um clube rival, como o caminho que o seu clube deverá seguir. Uma pena sem conta nem medida, que sejam os adeptos de um clube rival a dizer que temos em nossa casa, mesmo no meio de nós, MERDA QUE CHEIRA MAL !...  

Leoninamente,
Até à próxima

Rui Costa, Campeão do Mundo de Estrada !...



Rui Costa (foto ASF)


 Rui Costa campeão do mundo !!!...

 
Falar da odisseia de Rui Costa em Florença, onde se sagrou campeão do mundo de estrada, seria tarefa tão gigantesca, que o autor destas linhas jamais se arrogaria de possuir a coragem e o talento suficientes. Ficará para outros com os atributos mais adequados.
 
Como velho adepto do ciclismo, porque nascido e criado no meio de bicicletas, no centro do bastião bairradino e nacional da modalidade, que já foi Sangalhos, que teve o privilégio de aplaudir e assistir aos êxitos de Alves Barbosa, Antonino e António Baptista, Edmundo Simões Louro, Fernando Henriques da Siva, António Catela, Joaquim Andrade e tantos outros que de momento não me ocorrem, asseguro-vos apenas, sem receio da mais pequena réstia de exagero, que Portugal está perante o resultado maior e mais espectacular de sempre do ciclismo nacional.
 
Foi a vitória do profissionalismo e do imenso sacrifício com que Rui Costa preparou esta prova e também da superior inteligência com que nela foi capaz de se conduzir. Fica-lhe bem a "camisola arco-iris" que durante um ano, com todo o mério e justiça envergará pelas estradas de todo o mundo.
 
Parabéns Rui Costa! Grande Leão !!!
 
Leoninamente,
Até à próxima 
 

domingo, 29 de setembro de 2013

Objectivos?! Vencer e não pensar no resto !...



Num remate de raiva foi feliz. Mas a sorte e a felicidade dão muito trabalho!... Mas terá sido ainda mais feliz quando, no final do jogo disse:

Objectivos?! Vencer e não pensar no resto !... 

Não é de nariz empinado que se busca o Sol! É com esforço, dedicação e devoção!...

Em frente Sporting !!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Fredy Montero, o homem do jogo !...



Montero festeja (Sporting)



Foi o homem do jogo! Pelo golo que marcou, por outros que o infortúnio impediu que marcasse e pelo muito que jogou, sem bola e com ela, a atacar e a defender, na primeira parte e na segunda! Esteve nos momentos que decidiram o jogo e está tudo dito!...
 
Sempre simples, sempre humilde, sem tatuagens e cortes estúpidos e estupidificantes de cabelo, Fredy Montero já leva 7 golos marcados, em 6 jogos na I Liga. Não é Jardel, mas coloca a cabeça em água aos defesas contrários e aos árbitros auxiliares, sempre na dúvida se está ou não em jogo. Não é Manuel Fernandes, mas, qual "bruxo de Sarilhos", parece estar sempre próximo de onde a bola vai cair. Não é Wolfswinkel, mas já parece preparado para fazer com que a saudade não nos atormente. E sempre que a redondinha lhe chega aos pés, ainda não descobri quem é que ele me faz lembrar. Se Matias Fernandez, se Fernando Peres, eu sei lá, às vezes até me lembro de Balakov, ou de Pedro Barbosa!...
 
Ah se Carrillo usasse a sua inteligência de cada vez que a bola lhe chega aos pés! Mas não, continua cada vez... "mais na mesma"! Não sei se Jardim lhe dará a volta! É um desperdício, tanta habilidade ao serviço de um umbigo! Porra para o miúdo, que nunca mais entende que o futebol é um jogo colectivo! Wilson Eduardo, sem metade da sua técnica, parece-me mil vezes mais produtivo do que ele. E hoje, logo que entrou em campo, não me digam que não notaram diferença!...
 
Boas notas para todos os outros. Parece terem compreendido a porcaria de jogo que fizeram contra o Rio Ave, que até os madeirenses do Nacional conseguiram cilindrar. O treinador vila-condense, que saiu bestial de Alvalade, passou hoje a besta. Na segunda volta quero ver!...
 
Gostei dos pés de veludo do Vitor, dos seus passes a rasgar e da inteligência que revelou nos minutos finais do jogo, como que a dizer, agora é tarde amigos, esta vitória já mora em Alvalade. Chamem-lhe o que quiserem, mas eu penso que há momentos em certos jogos, em que se deve ser inteligente e frio.
 
E pronto, serenamente, sem euforias e com muito trabalho pela frente, lá vamos com 14 pontos em segundo lugar. Já fizemos 1/5 do trabalho que nos compete. Podia ser melhor, se uns pássaros que por aí andam tivessem deixado. Mas não está mau. Esta vitória então, foi soberba! Que Jesualdo Ferreira diga o que lhe aprouver e o Freitas Lobo nos vá cantando a sua "dor de corno". Tanto se me dá. Há certas vozes que jamais chegarão aos céus! Agora venha o Mota e os seus "carrapaus" ! Podem vir mesmo de autocarro. Eu sei que veem, mas nós cá estaremos!...

 
Leoninamente,
Até á próxima

P.S. - "Yo no creo en las brujas, pero que las hay, las hay"!... Já repararam no que aconteceu aos clubes que colocaram os bilhetes a preços... PORNOGRÁFICOS ?!...

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Ao colo de Proença, Fonseca aguenta-se!...




 


Só Pedro Proença viu penalty naquele lance que acabou por dar a vitória ao Porto. O defesa vimaranense ganha a frente ao avançado portista, que depois choca contra ele. Uma opereta encomendada, certamente para pagamento de favores antigos. Consta que este é o melhor árbitro português, quiçá do mundo! E como muito assertivamente Rui Vitória disse no final do jogo, os melhores do mundo não falham. Pedro Proença não falhou e sabe-o bem. Ele apenas pagou uma factura antiga, que ainda estava em débito. Ó Paulo Fonseca, em quantos campos irá o Porto jogar esta jornada?!... 
 
O Porto continua a jogar "à Paços"! Aquela segunda parte, até o Paços se envergonharia de fazer. Mas  Fonseca lá se vai mantendo no lugar. Será que vai chegar ao Natal?! Se fosse noutro clube, já estaria com guia de marcha. No Porto, com Pedro Proença a ajudar e com outros que já estão na fila, talvez ainda coma o "bolo-rei". A menos que lhe calhe a fava !...

Não é meu costume mandar bitaites acerca dos jogos dos outros. Mas o que vi hoje, para mais protagonizado pelo "melhor árbitro do mundo" - serem os melhores do mundo e arredores é apanágio de um certo tipo de adeptos e dirigentes! -, fez-me tirar do sério! Melhores do mundo uma ova! Pois se nem os que envergam a sua camisola eles controlam! Vá, antes de andarem por aí de nariz empinado, vejam se colocam ordem e respeito na vossa casa...
 
Espero que Paulo Baptista não tenha visto a transmissão televisiva. É que poderia depois dizer que apenas segue o exemplo dos melhores. Mas pode ser que não tenha mesmo visto e que consiga amanhã o que nunca conseguiu fazer nos jogos do Sporting: uma boa arbitragem!...
 
Leoninamente,
Até á próxima

P.S. - Vi o treinador do Vitória, na zona de entrevistas rápidas, dizer com ar comprometido e em voz baixinha, baixinha, que Abdoulaye não tinha alinhado, por o departamento médico entender que não estava a 100%. Rui Vitória esqueceu-se que é mais fácil apanhar um mentiroso que um coxo. Abdoulaye foi emprestado pelo Porto, que nunca deu água a pintainhos no Inverno!...
 
 

Sacudindo o pó das patas e sorrindo para nós !...




"... Tem de acontecer, porque tem de ser
e o que tem de ser tem muita força
E sei que vai ser, porque tem de ser
Se é p'ra acontecer, pois que seja agora..."


Quantas vezes somos obrigados a tomar decisões dolorosas, para não nos afastarmos do rumo correcto que nos poderá permitir alcançar os objectivos definidos?! Quantas vezes um homem ou uma mulher são obrigados a optarem por uma amputação para salvar a vida?! Quantas vezes somos obrigados a afastarmo-nos de alguém ou algo de que gostamos, porque a vida não nos coloca ou não nos permite alternativas?!...
 
O caso de Zakaria Labyad, entre alguns outros onde poderemos incluir o seu companheiro Jeffrén ou o velho Capitão Manuel Fernandes, será um exemplo paradigmático de quão doloroso tem sido para a grande maioria dos sportinguistas assistir,  em silenciosa expectativa mas com subjacente aprovação, ao seu desenvolvimento, conhecidas que são as potencialidades do jovem jogador. Entretanto, a pequena e insignificante franja do costume, quase diariamente, manifesta a sua desaprovação e critica duramente a linha inflexível perseguida por Bruno de Carvalho e seus pares.
 
Mas os efeitos da caminhada inexorável do tempo, tarde ou cedo, acabam por nos trazer a assertividade das condutas adoptadas, quando em causa está a sustentabilidade económica do Sporting Clube de Portugal e a consequente construção de um futuro diferente do precipício para onde nos encaminhou a superficialidade e a incompetência anteriores.
 
Não vejo nesta notícia, a proverbial especulação a que nos tem habituado a fonte. Penso que resultará antes, da irrecusável utilização do mensageiro, que por certo buscaria outro instrumento de divulgação se não lhe fosse dado o devido relevo. Pouco importará analisar a origem da mensagem. Bastará que pensemos, como o nosso sábio povo, que nunca haverá fumo sem fogo.

Bruno de Carvalho, tem prosseguido no tratamento deste caso, de forma imperturbável e imune às pressões e críticas que lhe têm sobrado dos quadrantes habituais, o rumo que definiu, de não pactuar com a incompetência e desvario de quem o antecedeu e muito menos com o aproveitamento abusivo e quase obsceno da outra parte interessada. Denunciou num primeiro passo, parece que com sustentação jurídica incontornável,  o pornográfico contrato de imagem assinado entre as partes, reduzindo os custos salarias do atleta de algo mais que 2 milhões de euros anuais, para um valor inferior a 1,5 milhões de euros. O passo seguinte, passaria pela colocação do jogador num clube que assegurasse o pagamento integral da, mesmo assim, elevada folha salarial, onde terá deparado com o sistemático boicote da parte do atleta e seus representantes. O sofá vinha-se revelando agradável e a conta sobia em cada mês, sem canseira e sem quaisquer contratempos...

Fechado o mercado, Bruno de Carvalho, inflexível e determinado, perante a recusa do jogador em baixar a sua folha salarial para o "plafond" que a sustentabilidade do Clube continua a exigir, viu-se colocado entre a espada e a parede: ceder ao mercantilismo da outra parte, ou continuar a "guerra"! Terá pensado e bem, na minha modesta opinião, optar pela segunda, pois que para além de o tempo o poder ajudar nessa dura disputa, estabeleceria incontornável "jurisprudência" para o futuro.

Parece, ao que se poderá depreender pela notícia, que o exemplo ficará para todos aqueles que pretendam no futuro seguir as pisadas do marroquino e de toda a sua "entourage". Mas, não tão ironicamente como alguns poderão pensar, o tempo poderá estar a entregar-lhe numa bandeja de prata, a vitória que poucos lhe vaticinariam. Uma segunda edição do caso Bruma...

E volta o nosso sábio povo a ter razão: "quanto mais baixarmos as calças, mais o cu mostramos" !...
Pode vir toda a "reacção leonina", no camarote, na bancada, no norte e mesmo na fonte, defender o "pobrezinho" do Labyad mais o seu "humilde e generoso pai"! Eu por mim, não os conheço de lado nenhum, nem lhes devo quaisquer favores. Quem eu conheço, admiro e aplaudo com profundo reconhecimento, por estar a retirar o Sporting Clube de Portugal da MERDA em que foi colocado, é o Presidente Bruno de Carvalho.

E quero aqui dar a conhecer aos porventura mais inteligentes que eu e insuspeitos sportinguistas, cujo amor ao Sporting nunca me atreverei a negar, mas arautos de uma incompreensível, para mim, "reacção leonina", uma prática que sigo religiosamente desde 23 de Março. No dia em que depositei os meus votos por correspondência na estação dos correios local, com a mesma crença que hoje me continua a acompanhar em Bruno de Carvalho, comprei uma balança semelhante à que graficamente representa a Justiça. Chegado a casa, coloquei num prato uma etiqueta com as palavras DEFEITOS E ERROS e no outro prato, uma segunda e diferente etiqueta, com as palavras VIRTUDES E OBRAS.

Logo no dia da tomada de posse, comecei por colocar no primeiro prato, alguns pozinhos de soberba, vaidade, jactância, vingança e outros defeitos e erros que fui detectando na sua mensagem. E no outro prato, fui "obrigado" a colocar, porque sou uma pessoa séria e honesta, quase tanto sportinguismo como o que me enche a alma desde que me conheço, quase tanto desejo de ver levantado o Sporting como o que me animava nesse dia e... alguns gramas de esperança, outros de determinação, outros ainda de querer, de força, de firmeza, de inflexibilidade, de argúcia, de sagacidade...

Ao longo destes seis meses, fui acrescentando ao primeiro prato, os erros que me foi parecendo Bruno de Carvalho ter cometido e de que, em alguns casos mais visíveis, por aqui fui dando nota. No outro prato fui colocando as obras que tem vindo a realizar.

Deparo hoje com uma balança desengonçada e com o fiel imobilizado num dos extremos da escala. O primeiro prato, está lá no alto, com um peso quase desprezível, face às "toneladas" contidas no prato que verdadeiramente me interessa. E vejo também o velho Leão, já levantado do chão e sacudindo o pó das patas, a sorrir para mim. E sinto-me feliz!...

Obrigado Bruno de Carvalho! Continua! Vai por aí fora à procura dos teus e nossos sonhos! Vai corrigindo os teu defeitos. Vai deixando que os anos e a experiência te vão tornando melhor, mais justo, menos exuberante, menos vaidoso, menos soberbo, menos jactante, menos vingativo, mas por amor de todos os deuses do universo, continua a ser o sportinguista fervoroso e convicto que és, continua a fazer tanto e tão bem ao nosso Sporting, como tens feito até aqui. Olha, o prato da balança onde vou colocando tudo o que de bom és e tens feito, já tocou no chão. Mas eu quero continuar a colocar em cada dia, mais uns gramas. Seja do que for, não importa, desde que faça sorrir todos os milhares e milhares de leões para quem... 

O Sporting é o nosso grande amor !...

Leoninamente,
Até à próxima

O "hooliganismo", a impunidade e a vigarice !...



Como todos pudemos ver, a polícia tentou impedir a entrada de adeptos do Benfica no relvado do Guimarães. Jorge Jesus interpôs-se na cena, podendo ter cometido o crime de “ofensa à integridade física simples” a “coação e resistência”. A intervenção de Jesus é ainda mais grave quando a decidiu ter num estádio onde era visitante e onde, se existisse alguma falha de segurança, o responsabilizado seria o clube adversário.

Vieira já veio dizer que Jesus não agrediu ninguém e que não sabia, não podia saber, que se tratava de polícias. E ilustrou estas declarações com a afirmação de que não vira ninguém esmurrado. O presidente do clube foi acompanhado pela cegueira clubística que parece ensandecer adeptos, antigos dirigentes e até alguns jornalistas. Ou eu estou ceguinho ou vi o treinador dar murros na mão de um agente da autoridade facilmente identificável, com a palavra “Polícia” escrita, em letras garrafais, no colete. Ou eu estou maluco ou isso é, aqui e em qualquer lugar do Mundo, um crime. Se qualquer cidadão fizesse o que Jesus fez, seria imediatamente imobilizado e detido. Isto, claro, perante um polícia cumpridor da lei. Infelizmente, em muitos casos ter-lhe-ia acontecido pior. Só por Jesus ser treinador do Benfica é que continuou em liberdade e não teve uma reação mais intempestiva da polícia. Ainda por cima quando, naquele caso, a polícia cumpria uma obrigação: a de impedir uma invasão de campo. E, ao contrário do que acontece muitas vezes, pareceu-me fazê-lo sem um uso desproporcionado da força. No dia em que deixar de o fazer, a integridade física dos jogadores de futebol, incluindo os do Benfica, e dos treinadores, incluindo Jorge Jesus, correrá sérios riscos.

Jorge Jesus está a passar por um momento difícil. Um momento que resulta de um erro de Vieira: prolongou, para além do que devia, o casamento entre o Benfica e o treinador. Contestado por cada vez mais sócios, o técnico, de cabeça perdida, resolveu conquistar a sua simpatia da pior forma: tornando-se ele próprio num adepto. E no pior tipo de adepto: o hooligan. Depois desta imagem, e da insensata desculpabilização que Vieira fez deste comportamento, como vai o Benfica ter autoridade para manter a serenidade dos seus adeptos e a segurança no seu estádio?

 
Daniel Oliveira, serenamente e sem preconceitos ou clubites estéreis, apenas se atreve a dizer a verdade. A maioria dos adeptos benfiquistas, a começar pelo seu líder, passando por esse ser ignóbil, mentiroso e "chico esperto" que é Rui Gomes da Silva e a terminar nessa corte de jornalistas que inunda os jornais desportivos, as rádios e as televisões, afinam pelo mesmo diapasão. Sem classificação, esta onde vermelha que há muito julga estar protegida pelo escudo invisível que protege os "fora-da-lei". Mais uma cacetada na sua presunçosa grandeza! Grande é o que não sustenta o insustentável, grande é o que não defende o indefensável, grande é o que reconhece com nobreza o erro que qualquer homem comete. O resto não é grandeza, é... VIGARICE !...
 
 
Leoninamente,
Até à próxima

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Estou descansado para Braga !...

 
 
Estou descansado para Braga! O Sporting Clube de Portugal poderá ter muitas razões de queixa de Paulo Baptista, e até tem! Tantas que nem me dou ao trabalho de ir aos arquivos e muito menos de as enumerar. Poderia referir a sua arbitragem na nossa última passagem pelo Jamor, de tão má memória, mas até que o maior culpado nem foi ele. Enfim, eram outros tempos, que desejo nem lembrar...
 
Mas recentrando a questão da nomeação de Paulo Baptista, que no final da época passada foi despromovido à 2ª categoria e depois repescado por causa de uma embrulhada qualquer do Vitor Pereira, aí o temos e a razão porque estou descansado, deve-se ao facto de não ser o Carnide que estará presente no próximo sábado na "pedreira", porque ainda não me esqueci dos elogios que o "salvador do grande local", teceu há uns anitos a este portalegrense do apito. E que eu saiba, nunca nenhum presidente do Sporting foi tão longe. E... cá se dizem, cá se pagam! Se eu estivesse no lugar dele, enquanto "o homem que tem a mania que é grande" vivesse,  havia de se lembrar de mim. 
 
O sujeito, faz 44 anos em Dezembro. É outro que está de malas aviadas para a reforma. Não conheço bem os regulamentos, mas quer-me parecer que, fazendo 45 no decurso da próxima época, esta será a sua última na arbitragem.  Salvo melhor opinião, não deixará saudades mas, que pelo menos no sábado à noite, não se lembre de imitar o "xistra" e acabe o jogo sem que se dê por ele. É o que mais lhe desejo, a ele. Porque aos nossos, desejo uma noite feliz. Pode ser de muito trabalho, mas quero ver-lhes um sorriso nos lábios no final do jogo. Ai deles...
 
Leoninamente,
Até à próxima

Até já, Mitchel !...

 
 
Mitchel van der Gaag, enquanto homem de futebol, primeiro como jogador e, depois, como treinador, num país estrangeiro que teve o privilégio de o acolher, sempre subordinou o seu comportamento a princípios e valores que lhe granjearam o respeito e a admiração da generalidade dos desportistas portugueses.
 
Agora, confrontado com uma amarga opção, viu-se obrigado a suspender uma actividade que exercia com o amor que os seus olhos reflectiam e com a competência que todos lhe reconheciam.
 
Como sportinguista e admirador das suas qualidades, não duvido que van der Gaag saberá enfrentar com determinação este duro desafio que se lhe coloca e desejo-lhe um rápido restabelecimento, no sentido de voltarmos a poder contar, tão depressa quanto possível, com o seu precioso contributo no engrandecimento qualitativo do futebol português, a que há muito pertence por direito e merecimento.
 
Até já, Mitchel !...
 
Leoninamente,
Até á próxima

A revelação e a mensagem !...

 

Leio o artigo de opinião de Pedro Santos Guerreiro, director do Jornal de Negócios, que ontem publicou uma extensa e importante entrevista a Bruno de Carvalho e, porque  conhecida a sua ligação clubística e o seu profundo conhecimento sobre a mais importante das matérias abordadas, a que se prende com a área financeira, mais relevantes me parecem as suas insuspeitas palavras:

A Liga ainda vai no adro mas já há um jogador revelação. Por acaso, esse jogador não marcou um único golo, não fez nenhuma assistência, nem sequer uma finta, porque esse jogador não entrou uma só vez em campo até agora. Nem entrará. Mesmo assim, é já revelação do ano: é Bruno de Carvalho.

O presidente do Sporting joga durante toda a semana nos escritórios de Alvalade e, depois de negociar a reestruturação financeira com a banca, cortou custos, vendeu jogadores, prepara-se para um novo aumento de capital e devolveu o orgulho aos sportinguistas, com a equipa de futebol liderada por Leonardo Jardim. Em entrevista publicada ontem no “Negócios”, Bruno de Carvalho mostrou bem que nada foi por acaso. Os bancos já lá estavam, já tinham feito várias reestruturações e todas tinham acabado pior do que haviam começado. A diferença foi mesmo a direcção. Muita gente engoliu elefantes, mas quem manda em Alvalade é mesmo Bruno de Carvalho. Ele, aliás, avisara.

Foi por isso que, segundo contou, quando os bancos lhe disseram para assinar uns papéis e o dinheiro entrava, Bruno não assinou. Leu os papéis. Recusou-os. E só assinou outros, mais tarde, quando entendeu que o plano era exequível. Já bastava de planos fantasiosos do passado, com cortes de custos e aumentos de receita inalcançáveis.

Na entrevista de ontem, houve um pormenor curioso: Carvalho apelou ao envolvimento dos sportinguistas na recuperação económica do clube. Fê-lo três vezes ao longo da conversa de duas horas e meia com o “Negócios”. Sempre de forma subtil. Mas dizendo que se os sportinguista se envolverem mais, enchendo os estádios, comprando “gameboxes” e fazendo-se sócios, então tudo será mais fácil.

Esta é uma proposta de pacto, que tem como contrapartida não só a recuperação financeira do clube mas também uma equipa que joga para ganhar. Assim aconteceu no Benfica, que por exemplo hoje já somará mais de 200 mil clientes da sua televisão. Irão os sportinguistas aderir ao plano Bruno de Carvalho?

 
Parece-me absurdo e por isso inconcebível, que seja preciso vir alguém afectivamente ligado ao nosso maior rival, tecer elogios a Bruno de Carvalho, quando dentro da formidável nação leonina vamos assistindo a uma tão inexplicável quanto fratricida campanha de sistemática e eterna guerrilha, com vários "snipers" disparando a esmo de "camarotes leoninos", "bancadas nascentes", "fontes seguras", a "norte ou a sul de Alvalade" e porventura doutros locais mais dissimulados que a minha capacidade de observação ainda não tenha percebido.
 
Esses sportinguistas, agora travestidos de "snipers", envergando uma pretensa camuflagem leonina, eram ainda há bem pouco tempo, autores de lugares de culto da leoninidade, que eu visitava diariamente e que admirava pela forma e conteúdo que ofereciam à grande família sportinguista. Hoje constituirão a brigada mais reacionária que alguma vez imaginei poder existir dentro do grande Sporting Clube de Portugal.
 
Conceder-lhes-ia e concedo, naturalmente, toda a legitimidade para não gostarem de Bruno de Carvalho. É um direito inalienável de qualquer cidadão sportinguista. O que jamais compreenderei é o uso dessa antipatia, senão mesmo ódio, para denegrir, permanente e sistematicamente tudo o que vem realizando, menorizando sempre o que o Clube vem conseguindo, quando do exterior nos chega o aplauso para quase todo o trabalho realizado.
 
Será certamente com a consciência da existência deste inaudito "tumor maligno", que Pedro Santos Guerreiro, deixa emergir a sua costela e coloca a questão de saber se "irão os sportinguistas aderir ao plano Bruno de Carvalho?". Porque nem ao exterior estarão a passar despercebidas as permanentes rajadas das "kalachnikoffs", as "bazucadas" e os "rockets" lançados sobre o teatro da guerra que Bruno de Carvalho vai travando, para conseguir levantar o "velho Leão" do chão para onde o atiraram.
 
A situação atingirá de tal modo foros tão caricaturais, que num momento em que se assiste a uma batalha sem tréguas nem quartel, entre os outros dois grandes rivais, por motivos muito distantes da margem em que nos encontramos e deveria assistir-se "de cadeirinha" a essa disputa que de todo  não nos interessa minimamente, continuamos a assistir à incontinência dos "snipers", discutindo o sexo dos anjos que sobrevoam Alvalade e, sem quererem sequer saber se o mal é do cu se das calças, vão criando manobras de diversão que os outros agradecem, reconhecidamente.
 
Eu deixaria um apelo veemente a esses sportinguistas que já não são capazes de viver o "seu sportinguismo", sem a masturbação diária do escárnio e mal-dizer, para irem, com bom senso, ponderação e reserva, coligindo dossiers de protesto e crítica, para futura apresentação nos locais próprios. Não pensem que às janelas onde despudoradamente se masturbam, apenas surgem a espreitar os seus irmãos de sangue. Há aves de rapina esvoaçando por tudo quanto é sítio e por cada trunfo que lhes ofereçamos, será uma vasa a menos que o Sporting Clube de Portugal fará no final do jogo. Pensem nisso ! Pensem se não estará chegada a hora de responder a todos os "pedros santos guerreiros" deste mundo, sobre se serão ou não os sportinguistas capazes de aderir ao plano que pode salvar o futuro do Clube! Porque Bruno de Carvalho, bom ou mau presidente, será sempre efémero!...
 
Eterno será sempre o Sporting Clube de Portugal !!!...
 
Leoninamente,
Até á próxima 

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

O humor do Juíz, jubilado e... sportinguista!

 
 
O título do post, poderia levar os meus estimados leitores a pensarem em... Abrantes Mendes, esse ícone do sportinguismo, da verticalidade e da decência. Felizmente que esse "grande leão" não está só, na imensa nação leonina. Outro juíz, jubilado como ele, mas menos exuberante na clubite, de seu nome Eurico de Seabra, verteu hoje na sua página do "facebook", uma pérola que envaideceu este vosso escriba. Porque de um seu "irmão mais velho" se trata. Porque lhes corre nas veias o mesmo sangue, porque me carregou ao colo e me ensinou a armar os "costelos" de modo a caçar melros e outros pássaros de porte superior aos humildes e dietéticos piscos. Lá, na minha bairradina e querida Fogueira, no meio de pinhais e entre milhos verdes e vergueiros. Eis a sua prosa, em que se confundem o humor e o discreto saber jurídico:

Ninguém pode escapar ao fenómeno desportivo actual, com destaque para o futebol e a sua envolvência. Destaca-se o caso do treinador do clube da Luz em Guimarães e o do presidente da Associação de Futebol de Lisboa com um vice-presidente do clube do Dragão. De ambos os casos a TV tem dado imagens esclarecedoras, pois as notícias e os comentários adrede não sossegam quem só quer a verdade, já que sempre são eivadas de febre clubite bem doentia.
 

Até o presidente do (pretenso) glorioso vem dizer que o treinador nada fez de incorrecto, que não pode ser punido, e que só uma cáfila de detractores o quer linchar. Contrariando tudo isto, vem agora o treinador pedir desculpa de algum excesso cometido. Fica mal o presidente e é o clube que sofre. As desculpas deviam ser apresentadas na conferência de imprensa no final do reboliço, mas terá recusado fazê-lo. Alguém lhe lembrou (agora), que era importante.
 

Num programa da TV, no dia seguinte, o (dito) glorioso clube tem um distinto jurista, e este disse que não foi agredida a policia e que o bater no braço era apenas para que se libertasse o adepto. Ao que se chega! A clubite tolda o entendimento...! Até o adepto diz agora, depois de instruído, claro, que foi empurrado para o campo e que aproveitou para caçar uma camisola! Mas quanto ao jurista, tirando a mão que segurava o adepto, não estaria a interferir na acção da polícia a quem cabia garantir a ordem pública? A polícia foi comedida na actuação. Havia razões para isso mas, ao que se vê, não foram entendidas por quem deviam ser! Corre um processo mas o presidente diz que não pode haver punição. Há limites para tudo, mas na Luz o país é outro. Lá manda o glorioso! E até manda onde quer que esteja!
 

Sobre o clube do Dragão a coisa não é menos grave. Aqui focam-se apenas as declarações, também de distinto jurista, no programa acima referido, filiado do Dragão. Diz que o dirigente associativo levantou o punho e que pôs em risco a integridade física do vice-presidente do Dragão sentado no banco de trás. Costuma dizer-se que o Homem é muito sensível pelas costas. Mas aqui não, pois é o que está atrás que é susceptível na sua frente. Não lembra ao diabo tal argumento.
 

Parece pertinente recordar aqui um episódio já do sec.XIX, quando havia homens de quatro costados, passado entre o nosso maior escritor realista e o marido ofendido na sua honra porque aquele teria desfrutado, no altar da infidelidade, dos amores de sua legítima. O escritor estava na Inglaterra onde era consul de Portugal e o tido ofendido enviou-lhe convite para um duelo e que devia ser ele quem escolhia a arma: espada ou revólver. O escritor fez-lhe saber que não valia a pena tanta preocupação, pois bastava que ele maneasse a cabeça em Portugal para se sentir em perigo onde estava! Será o caso do vice-presidente do clube do Dragão?!...


Os acontecimentos ora glosados, esperneavam há dias cá por dentro. Mas, sempre uma voz interior me segredava, que melhor seria não provocar a sarna. Se estamos a conseguir debelar as nossas enfermidades, que os outros se amanhem com as suas. Mas o desafio do primo querido, foi superior à brandura do meu propósito. A menos que a espada do cobrador se lembre de nós, rir ainda não paga imposto!...

Leoninamente,
Até à próxima

Bruno de Carvalho: tenho o pior adepto a viver comigo!...



O Sporting Clube de Portugal tem de ocupar o seu lugar. E eu próprio, como presidente do Sporting, não tenho paciência para esperar anos e anos para aquilo que tem de ser nosso objectivo, que é voltarmos a comemorar o título.
 
Quem quer estar em primeiro, não se alia a ninguém, tem é de deixar os outros para trás.
 
No final desta reestruturação, a dívida total, em termos de grupo, serão 206 milhões contra os 354 milhões anteriores.
 
A divida à banca andará a volta de 160 milhões no total do grupo, sendo que na SAD serão 90 milhões.
 
A reestruturação não configurou absolutamente nenhum perdão da dívida, apenas foram utilizadas ferramentas adequadas para a conseguir.
 
A SAD ficou com custos financeiros metade dos anteriores.

A Holdimo está disponível, porque o seu líder, Alvaro Sobrinho, também vibra muito com o Sporting - é um sportinguista fanático -, para ser nosso parceiro num projecto que é colocar o Sporting no lugar de topo do futebol nacional.
 
Vinham para buscar um elefante grande e só conseguiram levar dois pequeninos e... oferecidos pelo Sporting! Isso não teve a ver com hostilidade nenhuma, não vieram cá buscar jogadores nenhuns, porque eu me ofereci, se fosse preciso, para os ir levar.
 
É claro, aceite e de bom grado, que o Sporting tem um líder e que é esse líder que decide tudo dentro do Sporting, que não se submete a absolutamente nada e que é exactamente essa a sua maneira de estar que tem dado sucesso. Por isso, estamos bem. Os bancos são parceiros e estão satisfeitíssimos com os resultados, e eu giro um Sporting com uma equipa de que gosto muito, que tem dado todo o apoio, estamos todos satisfeitos. O banco faz coisas relativamente à banca e eu faço coisas relativamente ao Sporting. Acredito que há muitos anos que a banca não estava tão contente de ser parceira do Sporting.

Eu tinha pessoas que me diziam, ‘Mas ó presidente, se assinar esses papéis, o dinheiro entra!’. E eu dizia,  Ok, obrigado, agora pode sair que eu vou ler os papéis. ‘Você não percebeu: se você assinar esses papéis o dinheiro entra’. Muito obrigado, pode sair, que eu vou ler os papéis. ‘Ó presidente, mas nunca ninguém lê os papéis, você vai ler os papéis? Eu estou a dizer-lhe que entra o dinheiro’. E eu, Saia porta fora, que eu quero ler os papéis!
 
Antes de ser presidente do Sporting, sou sportinguista. E como sportinguista, no dia em que eu achar que o presidente do Sporting está a fazer um trabalho que não é o melhor… eu próprio saio. Tenho o pior adepto possível a viver comigo e não me consigo afastar dele: sou eu próprio. Se um dia isso acontecer… Eu sou o pior terrorista contra o presidente do Sporting.
 Há quanto tempo eu esperava por um presidente assim !!!...

Leoninamente,
Até á próxima                                                                                                

 

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Presidente, se assinar esses papéis, o dinheiro entra !...



Amanhã vou comprar o Jornal de Negócios!... Vai ser limpinho, limpinho! Quem será capaz de resistir a este "teaser" ?!  Obviamente que eu não serei e comigo certamente  estarão muitos sportinguistas. Talvez mais do que muitos pensem...
 
Sem receio de que me acusem de especulador, atrevo-me a não considerar inocente, a inserção da publicidade de uma internacionalmente reconhecida empresa de consultoria, mesmo ao lado do anúncio da entrevista de Bruno de Carvalho. Eu "no creo en las brujas, pero que las hay, las hay"!...
 
A última frase do Presidente do Sporting Clube de Portugal, no pequeno excerto de vídeo promocional apresentado, faz supor muitas e delicadas matérias e Pedro Santos Guerreiro será a garantia de que nenhuma pergunta mais incisiva ficará por fazer. A não perder...
 
Leoninamente,
Até à próxima

Diego Simeone é bem capaz de ter razão!...


 
NIB ABSCP: 0010 0000 476066100016 0
 


Diego Simeone é  bem capaz de ter razão! Pagar entre 75 e 235 euros para ver o derby no Santiago Bernabéu, será quase uma obscenidade para qualquer adepto do Atlético. Farão bem melhor os adeptos "colchoneros", se optarem por ver o jogo sentadinhos em casa em frente do televisor e guardarem os euritos para verem o seu clube no jogo seguinte com o Osasuna, lotando completamente o Vicente Calderón.
 
A gente olha para o que está a acontecer em Madrid e compara com o que o "grande de Braga" se prepara para fazer e não nota diferença nenhuma, se tomarmos em consideração que muito provavelmente a "décalage" entre o nível de vida espanhol e o português, não deve, no presente momento, andar muito longe da relação de 3 para 1 que se verifica entre os preços que vão ser praticados no Santiago Bernabéu e aqueles que foram estabelecidos para a "pedreira".
 
Nesta condição, ainda que a forma como Diego Simeone abordou a questão em Madrid, esteja naturalmente interdita - salvo seja! - aos responsáveis leoninos, não vão os mastros de Alvalade caírem-lhes em cima,  nada nem ninguém nos impedirá a nós, adeptos sportinguistas, de o clamarmos aos quatro ventos e renunciarmos definitivamente a pagar entre 25 e 75 euros para estarmos presentes naquela "pedreira inóspita", por muitos prémios de arquitectura que tenha ganho.
 
Cá por mim, a decisão está tomada: nem morto me levarão a Braga! Vou pegar nesse dinheirinho e vou fazer uma transferência para a ASSOCIAÇÃO DE BASQUETEBOL DO SCP, que precisa muito mais que todos os "grandes bragas do mundo"! E que os "salvadores" vão todos para o raio que os partam. Xulos é o que eles são! Eu vou ver o meu Sporting sentadinho no sofá e ajudar a modalidade que mais gosto no meu Clube, logo, logo a seguir ao futebol! Podem escrever! E quem concordar comigo, que faça o mesmo! Deixo os dados, junto à imagem da nossa gloriosa ABSCP !...
 
Leoninamente,
Até à próxima

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Valdu, acabado de chegar para ser feliz?!...


Sporting: Valdu chega do Sporting Bissau para se mostrar
Valdu, do Sporting de Bissau para a Academia
Não vou negar  que esta notícia me surpreendeu  pela positiva  e que, de certa maneira, poderá vir a amenizar o desgosto da perda recente de duas jovens promessas que bem conhecia.

A estampa atlética de Valdu, este jovem guineense de que, para além do nome, só se conhece a sua posição preferencial, o clube que o vem formando e a figura que o recomendou ao Sporting Clube de Portugal, dão-nos sólidas e garantidas esperanças de que a breve trecho a Academia Sporting possa ser a sua futura casa.
 
Penso não estar enganado ao supor que a Superstadium, empresa de representação de jogadores com sede em Portugal, nenhuma ligação ou semelhança remota terá com o até há pouco exclusivo elo de ligação entre o Sporting Clube de Portugal e o futebol da Guiné-Bissau, de quem nenhum sportinguista guardará boas recordações.
 
Que este menino possa ser feliz na nossa Academia, é quanto do fundo do coração desejo.

Um grande e leonino abraço, para os sportinguistas da Guiné-Bissau.
 
Leoninamente,
Até á próxima 

Manha e a reinvenção da Lei de Murphy !!!...



"... Deste fim de semana de brasa emerge, em contraciclo, a serenidade e equilíbrio de Leonardo Jardim, ao denunciar a hipocrisia das queixas dos erros de arbitragem. Muitos de nós, seguramente não a maioria, revêem-se na chamada de atenção do treinador leonino, mas também sabemos que não tardará até que, pela pressão dos resultados, a verticalidade do treinador seja posta em causa no seu próprio clube. Ser diferente com os resultados em perda é uma dura provação para os adeptos do Sporting, martirizados pela diferença acumulada para os outros grandes: estar ao lado da superioridade moral de Leonardo Jardim sem que isso tenha uma tradução positiva na classificação da Liga é uma semente de discórdia que também não tardará a fazer subir a temperatura dentro do próprio Sporting."
Quando há pouco tempo atrás, João Querido Manha se viu investido do poder que, de algum modo, significa formar, influenciar ou até modificar a opinião de largas centenas de milhar de apaixonados pelo futebol que, enquanto não moldou a almofada da sua "cadeira de sonho" ao açafate de peidos que as calças vão disfarçando, procurou dar tanto no cravo como na ferradura de modo a que nem os deuses,  nem o diabo o mandassem prender. Ainda me passou, fugazmente, pelo "compartimento de demência" que todos nós temos, a impressão de que o homem estivesse a levar a sério a investidura e se lembrasse do que poderiam significar 4 milhões de adeptos na venda do "jornal vermelho" que havia passado a dirigir. Pura idiotice minha!...
 
Desde que, de rabo prazenteiro e confortável, se entendeu capaz de controlar a preceito a sua flatulência, é vê-lo de novo a descarregar as bufas que a idade, exponencialmente,  lhe vai fazendo aparecer nas tripas, por entre as cuecas e a fralda da camisa, despudoradamente vermelhas que enverga. E são tão bafientas e fedorentas essas excrescências gasosas, que os seus escritos se deixam impregnar de tão nauseabundo odor e até pela internet, malfadadamente, ele nos chega.
 
O homem já vê, na "serenidade e equilíbrio" de Leonardo Jardim e na sua denúncia da "hipocrisia das queixas dos erros de arbitragem", escolhos terríveis e perigos insondáveis, "sementes de discórdia" e um previsível sobreaquecimento, no trajecto e na vivência da ímpar nação leonina. João Querido Manha é um aprendiz de feiticeiro, que julga ter encarnado Edward A. Muephy.  E no seio do seu único e vermelho neurónio, arquitectou um plano: carregando o céu de Alvalade com os seus negros presságios, algum deles, inevitavelmente, acabariam por atingir o seu ódio de estimação!...
 
Cá na minha terra, diz-se aos manhosos: "BORA TE BEIO, HOMEM" !!!...
 
Leoninamente,
Até à próxima

Mosquitos e cordas da 5ª jornada...

Jorge Jesus levou tudo à frente em Guimarães


Ouvi ontem António Oliveira dizer no programa "Play-Off" da SIC, uma coisa muito engraçada, de que já me tinha apercebido: "Paulo Fonseca já conseguiu pôr o Porto a jogar à Paços"! Tinha acabado de assistir ao jogo, no Estoril, dos campeões nacionais em título e fiquei claramente com a sensação de que os "andrades" estarão muito perto de o conseguir. Mais ainda quando o treinador azul e branco veio atirar para cima das costas de JJ o ónus da culpa de ter "actuado" simultaneamente em três campos. Ena "c'um carago"! O homem ainda agora chegou e já está  com uma "puta de uma gripe em cima" que já não se atreve com ela! Não sei que diabo de vírus andará à solta nas Antas, o que sei é que bastam dois ou três meses para qualquer ser humano contrair uma  tamanha e quase intratável "gripe andradeana" !...
 
De acordo, que os "andrades" estarão a caminho da interpretação do jogo que a equipa pacense tem vindo a demonstrar, particularmente na última temporada. Isso parece-me óbvio e a António Oliveira também. Mas que se amanhem uns com os outros. E já que estamos em maré de comparações, como terá ontem jogado o Benfica em Guimarães, quer durante, quer após o jogo?! Durante, quis-me parecer que "ao colo"! Aquela entrada de rompante de Bruno Esteves logo aos 2 minutos, a amarelar André André, continuaria 20 minutos depois, ao punir uma pretensa falta do lateral esquerdo Addy sobre Enzo Perez, quando o ganês vai apenas à bola e nem sequer toca no argentino e seria concluída ainda antes de chegar o intervalo, aos 38 minutos, com mais um amarelo para Paulo Oliveira. Com 3-0 favoráveis em amarelos, os de vermelho vestidos ficaram com a certeza de que quando fosse necessário, acabariam a jogar contra 10 e a vitória seria... limpinha! E assim foi: sem espinhas e... limpinha, limpinha! Mas o pior veio depois, com a polícia a ajudar e Jorge Jesus no seu melhor! Claro que agora toda a gente vai andar entretida com as cenas de JJ e nunca mais ninguém vai discutir o "empurrão amarelo" com que Bruno Esteves arrumou os Vitórias: o clube e o treinador!...
 
Entretanto, como jogou o Sporting no sábado?! À Sporting, decididamente não foi! O único que não enganou ninguém foi o Xistra. Do nosso lado, infelizmente, ficaram-nos nos olhos e na alma... as danadas das dores de crescimento! No Carrillo, já nem nos admiramos. Cada vez que atravessa o Atlântico e se perde nas noites peruanas, vem com umas dores naquelas pernas que nem Santo Amaro lhe vale. Mas o André Martins, que já estava a durar quase tempo e meio, teve nova recaída e parece ter voltado à estaca zero. E que dizer do Eric Dier?! Aquilo foi consequência de mexilhões carregados de toxinas ou excedeu-se nos perceves, ou na lambujinha?! Que sacana de diarreia subiu à cabeça do rapaz?! Vejam lá que até o latagão do William Carvalho, de vez em quando se escondia atrás dos adversários, não sei se para afagar os gémeos, se para aliviar a tripa. Que estupor de diarreia terá invadido a nossa gente?!...
 
Leonardo Jardim saberá melhor que qualquer um de nós. Mas cá para mim, vou segredando com os meus botões, que andará por ali alguém a pedir banco. E não me admiraria nada que para Braga não nos esteja reservada uma surpresa! Ou duas, quem sabe?! É que na pedreira são capazes de estar em jogo, muito mais coisas do que os 90 minutos de jogo...
 
Leoninamente,
Até á próxima

domingo, 22 de setembro de 2013

Mas a gente não vai parar, a gente vai continuar !!!...




Eu acredito que Leonardo Jardim é um excelente treinador, mas ainda estará algo longe de ser um...  Rinus Michels. Por isso mesmo, tal como a equipa do Sporting Clube de Portugal, ainda terá no seu trajecto futuro, um segmento mais ou menos curto de aprendizagem. E falo exclusivamente no plano de preparação táctica e emocional da equipa.
 
Sobre a primeira vertente, o jogo de ontem terá sido o exemplo paradigmático do que penso, se nos debruçarmos sobre a substituição aos 69 minutos, de Wilson Eduardo por Rinaudo. Trocar um avançado que já havia marcado um golo e que animicamente ia amarrando bem lá atrás alguns adversários, por um jogador cujas tarefas fundamentais todos conhecem ser defensivas, foi um delicado convite para o assalto final que viria a ser consumado 3 minutos depois.
 
Ainda que concorde que depois do final do jogo é bem mais fácil apontar o dedo às substituições operadas por Jardim, quer-me parecer que se este não tivesse passado a imagem de defender o 1-0, Nuno Espírito Santo continuaria com os seus receios de levar o 2-0 e não exortaria tão veementemente os seus homens para o 1-1 que, ironicamente, acabaria por acontecer. Longe deste meu pensamento pretender ser uma crítica, ele reflecte apenas a sensação que tenho de que Leonardo Jardim, jamais pretendendo "amassar para fazer ruim pão", ainda transportará medos cujas consequências poderão ser aproveitadas pelos adversários. 
 
Por outro lado, o jogo de ontem trouxe-nos a prova insofismável de que ainda faltará ao nosso Sporting, o crescimento anímico e a maturidade necessárias para, a vencer por 1-0 a 20 minutos do final de um jogo difícil e importante, sermos a equipa grande que todos desejaremos. Porque uma equipa grande quando se apanha a vencer nas condições ontem verificadas, nunca mais larga os 3 pontos! Nem que a vaca tussa !
 
Pronto, ontem aconteceu futebol em Alvalade. Aconteceram muitas coisas para as quais já estávamos preparados. Alguns dos nossos não realizaram o trabalho que estará ao seu alcance. Outros terão cometido erros que não julgaríamos possíveis. E aconteceu que o árbitro foi Carlos Xistra, que umas vezes vê o que não acontece e noutras vezes acontece o que ele não vê. Nada também para que já não estivéssemos avisados.

Mas, a gente não vai parar, enquanto houver estrada para andar, a gente vai continuar, enquanto houver ventos e mares!!!...

Leoninamente,
Até à próxima
 
 

Estamos coitados !!!...

 
 
Eu bem que tinha avisado que estávamos "xistrados". Agora, ainda a quente, digo que estamos mesmo... COITADOS!...
 
Quando me lembro que um "ilustre anónimo" deixou por aqui um comentário ao meu post de ontem, dizendo que o "rapaz" era sportinguista, acho que estamos mesmo COITADOS. É que se na realidade tivermos o azar dele ser sportinguista, lembro-me do Vitor Pereira e sinto-me, em absoluto, coitado, sendo que me refiro ao particípio passado do verbo COITAR, de que todos saberão o significado.
 
Quem esteve em Alvalade ou assistiu à transmissão televisiva, concordará comigo que os vilacondenses têm uma excelente equipa, quiçá a mais forte que até agora defrontámos. Mas o estupor do "sistema" já estava a ficar incomodado connosco e... não foi de intrigas: mandou o Xistra e nós de alguma maneira tínhamos que ficar... COITADOS. Penso que foi o primeiro aviso. Se reincidirmos, virá o Capela.
 
Quando aos 75 minutos, três minutos depois de Tarantini ter empatado a partida, Marcelo interceptou a bola com a mão dentro da área, o Xistra mandou jogar e respondeu a Adrien que o interpelou: EU NÃO VI! Mas todos os que estavam no estádio viram. E Xistra também viu, porque estava de frente para Marcelo. As imagens são esclarecedoras e ninguém ficou com dúvidas. Nem ele! Mas o "sistema" tinha dito que se ele quisesse prosseguir a sua carreira internacional sem sobressaltos, não podia armar-se em cágado! E ele fez o que vem fazendo, impunemente, ao longo de toda a sua carreira.
 
O Sporting Clube de Portugal, terá de trabalhar nos bastidores, tanto ou mais árdua e aturadamente, do que Leonardo Jardim o vem fazendo na Academia. Se a procissão ainda vai no adro e à 5ª jornada, fomos espoliados em 2 pontos, preparem-se para o que vem aí!...
 
Leoninamente,
Até á próxima

sábado, 21 de setembro de 2013

Não havia necessidade, Capitão !...




"Li na integra a entrevista do Manel. Para que saibam, gosto mais do Manel do que qualquer presidente, excepto Joao Rocha, mas discordo do timing da mesma, em dia de jogo, e do facto de continuar esta lavagem que nada ajuda o Sporting. Mesmo assim será eternamente a minha referência!".
(Juvenal Carvalho, na sua página do FB)

Subscrevo inteiramente o que o grande sportinguista que é Juvenal Carvalho, escreveu na sua página do facebook. Não havia necessidade, capitão!...

Para quê voltar a pisar e a repisar o seu apoio à pior direcção da história do Sporting?! Para quê a extemporaneidade da manifestação do seu sentido de voto nas últimas eleições?! Para quê a exposição pública de episódios internos do clube por si protagonizados?! Para quê a exaltação própria de uma carreira que todo o mundo leonino bem conhece e guarda no coração?! Para quê o choradinho de um altruísmo e desprendimento dos bens materiais que usou ao longo de toda a sua carreira de futebolista no Sporting Clube de Portugal, em contraponto com a sua inflexibilidade actual, exactamente no mesmo campo material?! Para quê permitir e dar corpo a uma peça jornalística, obviamente intencional por parte do orgão que a publicou e necessariamente polémica e de indisfarçável afrontamento ao actual poder leonino, na véspera de um jogo de importância significativa para o futuro próximo do seu Clube?! Oh Manel, o que será que te faz correr tanto?! Quando perceberás o mal que estás a fazer a ti próprio e ao clube que amaste em toda uma vida?!... 
 
Leoninamente,
Até á próxima

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Espero que não fiquemos "xistrados" !...

 
 
Hoje já não direi que podia ser pior! Porque o árbitro designado para o jogo de amanhã em Alvalade, faz parte daquele naipe de "personas non gratas" que eu nunca mais desejaria ver a apitar um jogo nosso. Mas a criatura ainda vai constando dos quadros da arbitragem nacional e até ostenta, pedante e convencido, as insígnias da FIFA. É um péssimo árbitro, mas temos que gramá-lo. E com toda a franqueza, prefiro que vá a Alvalade, que o Sporting ir ao encontro dele por aí, por exemplo, na margem de lá da "ponte das barcas".
 
Guardei nos meus arquivos, a imagem que publico acima, para que nunca mais me esquecesse do que fez nesse dia, a Derlei e ao Sporting. Mal sabia eu que um dia viria a utilizar de novo a imagem. Lembram-se desse jogo. Então recordem esse e outros, aqui.
 
Mas os tempos hoje são outros. O Sporting Clube de Portugal já não é o pelotão de coitadinhos, em que todos mijavam em cima, além de que Alvalade vai estar cheio e... pode muito bem acontecer que olhando para as bancadas, Carlos Xistra se lembre do buraquinho que tem ao fundo das costas. Era bom que o responsável pelo som, enquanto o Xistra e o seu "gang" fizessem o aquecimento, lhes fosse fazendo ouvir de vez em quando, o célebre rugido do leão. Pois se lá na selva, como reza a fábula, até o burro fugiu a mijar-se todo pelas pernas abaixo!...
 
Leoninamente,
Até á próxima
 
 

Carlos Mané, a primeira convocatória !...

Carlos Mané (foto ASF)



Carlos Mané, o jovem avançado da equipa B, é uma das seis opções ofensivas de Leonardo Jardim para o jogo de amanhã à noite em Alvalade. O técnico do Sporting Clube de Portugal continua o seu metódico trabalho de construir o futuro. Em pezinhos de lã, como se fosse a coisa mais natural do mundo.
 
Hoje, a convocatória de uma promessa da formação leonina, já não será entendida como ainda na época transacta o terá sido: uma necessidade! Começa a ser encarada pelos próprios adeptos sportinguistas, com toda a naturalidade. Porque o paradigma em que assenta o novo rumo do futebol do Sporting Clube de Portugal, foi completa e absolutamente alterado.
 
Mais uma esperança leonina, que esta temporada já realizou oito jogos pela equipa B e que terá captado a atenção de Jardim e merecido a confiança da estrutura leonina, que ainda há três semanas lhe havia proposto a renovação do seu contrato até 2018, com uma cláusula de rescisão de 45 milhões de euros, que o jogador aceitou, tendo comentado, na ocasião:
 
Estou muito contente por continuar ligado ao Sporting. Era um desejo que já tinha há muito tempo e agradeço, por isso, ao presidente Bruno de Carvalho. Prometo muito empenho e dedicação nos próximos anos, sempre em prol do clube.
 
Com apenas 19 anos, natural de Lisboa, este extremo/avançado leonino de ascendência guineeense, já conta com 41 internacionalizações nas camadas jovens de Portugal e a presente época será a 13ª ao serviço do seu clube de sempre, onde ingressou em 2001/2002, com apenas 7 anos. Nos três escalões principais da formação leonina, disputou 152 jogos de leão ao peito, tendo marcado o interessante número de 78 golos e destacando-se pela sua velocidade, apurada técnica e versatilidade, já que se sente perfeitamente à vontade em qualquer posição do ataque.
 
Toda a sorte do mundo para Carlos Mané e que possa recordar esta convocatória com um sorriso!...
 
Leoninamente,
Até á próxima

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Respeitar as maiorias, sem minar o seu trabalho !!!...


Por vezes, menos do que eu desejaria, deparo com comentários sobre aquilo que escrevo, que me deixam orgulhoso: há entre as muitas centenas de sportinguistas que por aqui "passam" diariamente, tantos e verdadeiros leões que dominam a língua portuguesa e a "leoninidade" tão bem ou melhor que eu, que eu teria pena de mim próprio se não albergasse nesta casa todo o seu talento e sportinguismo. É o caso de Maximino Martins, indefectível sportinguista e meu amigo virtual. Já por aqui publiquei o seu pensamento noutras matérias. Hoje, porque falei de "música" recebi do amigo Max, mais um comentário que ilustra bem o seu talento. Ouçam esta sublime "sinfonia", porque vale a pena:
 
RESPEITAR AS MAIORIAS, SEM MINAR O SEU TRABALHO...
Por Maximino Martins

Também li a opinião e fiquei a pensar... De que tem medo o autor...?

1. Diz que não acredita que qualquer director de topo, jamais tenha agido com premeditado desejo de prejudicar o Clube...
Pois...
"Yo no creo en las brujas, pero ..."

2. Não vê qualquer benefício prático para o Sporting...?
Mas isso é ou por que não quer...ou porque não lhe convém...
-Se outro benefício não houvesse, pelo menos no futuro... que pensem duas vezes, todos quantos se propuserem dirigir o Sporting...dentro da mesma bitola...!

3. Também me não agrada muito, ver a vida do Sporting exposta publicamente, mas pelo que escreve...até dá a impressão que antes, o que se passava no Sporting...era como se todos estivessem dentro de um túmulo, nada transparecia...!!

4. Tem medo que todos saibamos quem eram os tais "notáveis" que nada fizeram,(antes pelo contrário),para elevar o Sporting aos patamares a que tem direito natural...?

Deixem lá que se saiba o passado recente, para cuidarmos de assegurar o presente e o futuro...

Sucessivas gerações de sportinguistas, que tudo deram ao Clube, assim o exigem...
As gerações futuras a isso têm direito...!
As actuais, devem exigir com clareza...um Sporting transparente de metódos e de formas...

Um Sporting em quem o lema...: Esforço, Dedicação, Devoção e Glória...assente com toda a naturalidade...
Porque o Sporting Foi...
É...e Será...
Um Clube de gente honesta, apaixonada pelo seu Maior Amor ...que se deve orgulhar do passado, ajudar no presente e preparar o Futuro...!

Não creio que sejam ideias persecutórias, as que dão corpo à vontade da actual Direcção em apurar toda a verdade...
Entendo que, até para evitar desgraças futuras, que todos saibamos como durante tantos anos alguns "foram cozendo" o Sporting...deixando-o cada vez com mais buracos...e os "tomates à mostra..."!!

Não se trata de um processo inquisitório, trata-se acredito, de um processo transparente...em que se atribuam culpas a quem afinal as teve ou tem...
E em que eu e muitos outros, não deixaremos também de indirectamente termos alguma culpa, porque tínhamos nas mãos "uma arma" que não soubemos usar convenientemente, em período de eleições...!!

E ainda bem que o escriba está consciente de defender apenas a opinião de uma minoria...
Pois mesmo como minoria, não deixa de ter direito à sua opinião...
Mas deve também e democraticamente, respeitar a opinião das maiorias, sem estar constantemente a tentar minar o seu trabalho...

Sporting Sempre...!!

 
Bem haja querido amigo e grande leão Maximino Martins! Bem haja e obrigado para perfeita e bela sinfonia que ofereceu a todos os sportinguistas. Boa música não será para todos, mas o gosto... não nasce connosco, adquire-se, exactamente como o carácter !!!...
 
Leoninamente,
Até á próxima

PUBLICIDADE