sábado, 31 de agosto de 2019

Até quando?!...



até quando?!...

Leoninamente,
Até à próxima

Até quando com Marcel Keizer?!...



"Y realmente pasaron. De verdad"!!!...

Carlos Carvalhal tinha razão! Só que não levou pontos! Levou três, três, três pontos de Alvalade!...

E em Alvalade ficámos com Coates e...

Até quando com Marcel Keizer?!...

Leoninamente,
Até à próxima

"No pasaran"!...



E aí está o onze inicial escalado por Marcel Keizer para defrontar um Rio Ave disposto a levar pontos de Alvalade, a fazer fé nas declarações de Carlos Carvalhal no lançamento do jogo. 

Por nós sportinguistas...

"No pasaran"!...

Leoninamente,
Até à próxima

"Quantos vão, quantos vão"?!...



Não terá chegado a ser 'oficialmente' declarado como membro efectivo e praticante do 'clâ dos sete malvados'. Mas pouco deverá ter faltado, a julgar pelo semblante ultimamente exibido por Keizer. Às vezes há lesões 'redentoras'. Adiante que estamos com horas 'apertadas'...

O facto é que segundo as 'últimas', Bruno Gaspar já estará em Atenas a fazer os exames médicos para assinar pelo Olympiacos. O lateral deverá assinar nas próximas horas um contrato com o clube grego válido por um ano. O jogador vai ser emprestado e, segundo informações veiculadas em Atenas, o Olympiacos no final da época poderá exercer a compra do passe.

E parafraseando o major Valentim Loureiro, trocando apenas o verbo ser por ir...

"Quantos vão, quantos vão"?!...

Leoninamente,
Até à próxima

E NÃO SABEMOS!...


Viva o Jorge Fonseca! Viva a nova Lisboa! Viva nós!

«Ontem, em Tóquio, uma senhora de cabelos brancos ergueu-se, livrou-se de uma écharpe que lhe embaraçava as palmas e desatou a ovacionar um campeão do mundo. Havia algo de seu naquela vitória, a senhora Sashiko era filha de Kiyoshi Kobayashi, o mestre. Este fora ensinado para piloto kamikaze durante a II Guerra Mundial, mas a mais radical das formas de combater não estava no seu destino. A mais delicada das artes marciais, sim: conduzir, com técnicas delicadas, o adversário à perda. Que forma nobre de lutar! 
Kobayashi emigrou para Lisboa em 1958 e inventou o judo português.

A Federação Portuguesa de Judo organiza um torneio internacional - o anual Memorial Kiyoshi Kobayashi - e muitas vezes Sashiko regressa a Portugal para assistir à homenagem ao seu pai, que faleceu em 2013. Quis esta história entre dois países longínquos, que o momento mais alto desta relação, ocorrido ontem, tivesse sido no ponto de origem, Tóquio. Era o que a senhora aplaudia, emocionada. O semear do seu pai deu como fruto, pela primeira vez, um campeão do mundo, Jorge Fonseca. Plantar longe, num hemisfério; para colher no outro, lugar de partida. Parece tirado do Fernão Mendes Pinto.

Um mundo novo, como deve ser, expresso por wazari, golpe quase perfeito. Seguiu-se um ippon, golpe perfeito. Tão perfeito, que aconteceu depois da vitória (já lá vamos). Entretanto, eis uma pequena e enorme lista dos herdeiros de Kiyoshi Kobayashi, que o são, mesmo quando não o conheceram: Nuno Delgado, lisboeta filho de cabo-verdianos, campeão europeu, medalha olímpica; Telma Monteiro, filha da Outra Banda, vice-campeã mundial, campeã europeia e medalha olímpica; Bárbara Timo, nascida carioca, vice-campeã mundial (também esta semana) e o já referido Jorge Fonseca, desde ontem campeão mundial, nascido em S. Tomé.

Então, Jorge Fonseca, aplaudido pela filha do Mestre, proclamado campeão do mundo pela juíza, passou a explicar isto tudo. Segundos depois da vitória, com o tal ippon, com o gesto perfeito. Poderoso, fechou os punhos, abriu os braços ao mundo. Pausa. Então, ele convocou a nova Lisboa. Essa, a cantada por Dino D'Santiago, que é da ilha de Santiago como os seus pais, mas todo ele da Quarteira, por nascimento e tudo o mais. Lisboeta de ginja, pois. Em Tóquio, o judoca dançarino - a música e a letra não se ouvindo (os locutores e as bancadas estavam aos gritos de alegria e espanto) - pôs os seus passos de Nureyev de mais de cem quilos.

Dizia a dança: "Qualé ideia? Qualé a ideia? Mas qualé a ideia?". E respondia a dança: "Vem, sente, sente, sente esta quente Lisboa/ Sente, sente, sente esta nova Lisboa." E mais umas ashi-waza (técnicas de perna), e outras koshi-waza (técnicas de quadril), entrecortadas por te-waza (técnicas de braço) com este pano de fundo: "De onde veio toda essa gente, eu não sei/ Dizem que tamos na moda, ma n ka krê sabê"... O que queremos saber é que o negro Jorge, cabeça rapada e suada, sorriso aberto, dizia que quer ser recebido na sua cidade, a nova Lisboa, a dançar.

Quem se opuser é tolo. Toda a técnica do judo é levar-nos, firme e docemente, pelo que de fundo temos nós. Chega-nos o pai da delicada Sashiko e oferece-nos a arte que nos trouxe de tão longe. Chega o pai do Dino D'Santiago e vai pescar atuns algarvios, porque já os conhecia de Chão Bom. E aproveita o judoca campeão, são-tomense da Damaia, e dá-nos uma lição, perdão se estou a ser optimista, sobre o mundo moderno, sobre o mundo como deve ser. O Mundo Nôbu que canta Dino D'Santiago. Ou peço perdão coisa nenhuma: se "tamos na moda" é exactamente porque somos mesmo mais como o mundo deve ser do que pensamos, escrevemos e não sabemos.»
(Ferreira Fernandes, in Diário de Notícias, 31 Agosto 2019 - 00:20) 



A minha sentida e leonina homenagem a Ferreira Fernandes. Muito obrigado...

"Somos mesmo mais como o mundo deve ser do que pensamos, escrevemos... 

E NÃO SABEMOS!...

Leoninamente,
Até à próxima

Muitas Saudades!...


Bruno sabe o que diz

«Faltam dois dias para o encerramento do mercado e, a menos que aconteça alguma enorme surpresa de última hora, Bruno Fernandes vai mesmo ficar no Sporting. E esse é o grande reforço dos leões para a nova temporada, o fator que transforma o sonho do título numa possibilidade realista, ainda que difícil. Aquilo que já se viu no arranque de temporada, mesmo na humilhante goleada aos pés do Benfica na Supertaça, foi um jogador completamente entregue à camisola que defende. Mesmo que não tenha jogado sempre bem, Bruno Fernandes manteve a atitude competitiva (espelhada até em atitudes negativas, como discussões com os árbitros) que faz dele um craque-operário.

As declarações do capitão dos leões na entrevista à revista ‘GQ’ mostram também que é um futebolista com consciência da importância que tem para o clube que lhe paga e para os adeptos que o aplaudem. Bruno Fernandes garante que se sente "lisonjeado" por saber que o Sporting exige muito dinheiro para o transferir. É uma perspectiva que poucos jogadores costumam ter, sobretudo quando - como é o caso - têm ambição de ir para uma liga mais competitiva. Mas é também por declarações públicas como esta que o médio continuará a ser aplaudido pelos adeptos. Por enquanto do Sporting, no futuro do clube onde estiver.»
(Sérgio Krithinas, Saída de Campo, in Record)


Saia de Alvalade, se sair e quando sair, hoje, amanhã, depois ou nunca, o Grande Capitão  Bruno Fernandes, deixará sempre e para sempre, SAUDADES...

Muitas Saudades!...

Leoninamente,
Até à próxima

No mensageiro, no tempo e no modo!...



Um final de Agosto de sonho em Alvalade, quase inimaginável e a fazer crer, parafraseando Valentin Rosier, que "o melhor está para vir"!...


Perdor-me-ão os responsáveis por esta digna e justa capa do jornal Record, quase a trazer-nos à memória tempos gloriosos do passado, que faça de Hugo Viana uma também "digna e justa" capa da Leoninamente:




De facto, a resposta que Hugo Viana, director desportivo do Sporting Clube de Portugal, entendeu enviar para as redacções dos OCS, depois do inclassificável comportamento do seu homónimo da Fiorentina, Daniel Pradè, mostram bem "aquela diferença" que faz com que os adeptos sportinguistas, se orgulhem em cada dia de o continuarem a ser:

«O Sporting não comenta a vida de outros clubes, mas considera inoportuna e leviana a forma como nesta altura se abordam questões de mercado.»

Tudo certo, desta vez, na comunicação do Sporting Clube de Portugal...


No mensageiro, no tempo e no modo!...

Leoninamente,
Até à próxima

sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Aguardemos pela palavra do Sporting...



Torna-se demasiado difícil, senão mesmo impossível, fechar os olhos e os ouvidos a tudo o que por aí vai acerca do dossier Bruno Fernandes, pese embora todo o recato e contenção que o assunto exigirá por parte dos adeptos sportinguistas, antes do Sporting vir a público prestar os esclarecimentos que entenda por bem fazer!...

"En passant" convirá reter as considerações de Hugo Viana, director desportivo do Sporting, acerca das afirmações do director desportivo da Fiorentina, Daniele Pradè, com toda a sua incontida e prolixa "dor de corno":"O Sporting não comenta a vida de outros clubes, mas considera inoportuna e leviana a forma como nesta altura se abordam questões de mercado."

Mas entre todas as inúmeras notícias, análises e declarações veiculadas durante o dia de hoje, por quase todos os OCS, permitam que vos recomende este comentário de Vitor Pinto, chefe de redacção do jornal Record. Quanto a tudo o mais que possa vir a ser especulado e por muito que tal nos custe...

Aguardemos pela palavra do Sporting...

Leoninamente,
Até à próxima

PS: Vermelhuscos, viúvas e orfãos escusam de se dar a tanto e insano trabalho, porque o destino dos vossos comentários será, óbvia e invariavelmente, o caixote do lixo.

Sem espinhas!...





Futsal: Sporting arrasa Benfica e conquista Supertaça 
Leões bateram o grande rival por 6-2 em Torres Novas


Os leões venciam ao intervalo por 2-0 com golos de Taynan e Rocha. Na segunda parte, a turma de Alvalade marcou três de seguida, por Merlim, novamente Rocha e Cardinal. As águias marcaram por duas vezes por Fits, com João Matos a marcar entre os dois golos do pivô da Luz.
O treinador do Benfica, Joel Rocha, sempre tão devotadamente assertivo no final dos jogos, classificou a sua equipa, MUITO IN: INcapazes, INeficazes e INeficientes! Todos os sportinguistas que assistiram ao encontro, ou viram pela televisão, CONCORDAM!...

A equipa comandada por Nuno Dias leva assim para Alvalade o primeiro troféu oficial da temporada: a SUPERTAÇA 2019!...

Sem espinhas!...

Leoninamente,
Até à próxima

Rápidas e consistentes melhoras para Ricky!...



Ricky Van Wolfswinkel operado com sucesso a aneurisma cerebral
Antigo avançado do Sporting já recebeu alta hospitalar

O FC Basileia anunciou, esta sexta-feira, em nota publicada nas redes sociais, que Ricky van Wolfswinkel terá sido operado com pleno sucesso ao aneurisma cerebral que lhe foi diagnosticada em inícios do mês de Agosto.

A intervenção cirúrgica foi realizada na passada terça-feira, sendo que os mais recentes exames deram sinais positivos, pelo que o internacional holandês já recebeu alta hospitalar.

O avançado de 30 anos poderá, desta maneira, regressar a casa nos próximos dias, sendo, no entanto, para já uma incógnita o tempo durante o qual terá de permanecer afastado dos relvados.

Rápidas e consistentes melhoras para Ricky!...

Leoninamente,
Até à próxima

Enquanto o pau vai e vem, folgam as costas!...



E quem de seis tira um, quantos ficam?!...



Pois então, a fazer fé nas últimas do mercado...



LEONARDO RUIZ PODE RUMAR À ACADÉMICA


Leonardo Ruiz, avançado colombiano de 23 anos que, desde início da temporada, está a treinar-se à parte, juntamente com o grupo de dispensados por Marcel Keizer, parece estar prestes a ver o seu futuro resolvido.


Depois de na última época ter sido cedido ao Zorya, da Ucrânia, o jogador, que foi contratado pelo Sporting em 2016/2017 e cujo vínculo se estende até Junho de 2022 deverá prosseguir a sua carreira na Académica de Coimbra, da Liga 2, mais uma vez por empréstimo.









Mais uma da mão cheia de situações em que os actuais responsáveis leoninos se viram envolvidos, que estará a caminho de ser solucionada, ainda que não de forma definitiva, mas...

Enquanto o pau vai e vem, folgam as costas!...

Leoninamente,
Até à próxima

Duas vezes por semana!...


Não, não será um dos grupos mais fáceis de quantos terá ditado o sorteio para a fase de grupos da Liga Europa, hoje realizado no Mónaco. Mas perfeitamente ao alcance do Sporting e constituindo quatro tremendos desafios: o primeiro, vencer o grupo; o segundo, prosseguir na prova; em terceiro lugar, amealhar o máximo de prémios possível, reduzindo a 'décalage económica' para Liga dos Campeões; e, finalmente, o importantíssimo desiderato de contribuir para a ultrapassagem da Rússia no 'ranking' da UEFA, abrindo a possibilidade de, a breve trecho, uma terceira equipa na prova máxima europeia.

Foi Keizer que disse que tinha saudades de ver a sua equipa jogar...

Duas vezes por semana!...

Leoninamente,
Até à próxima

Uma legenda eterna do judo português e do Sporting!...





Jorge Fonseca é campeão do mundo de judo

Novo campeão do Mundo de judo na categoria - 100 Kg não teve uma vida fácil. Quer ser polícia, superou um tumor e sonha com os Jogos Olímpicos

Jorge Fonseca é campeão do mundo de judo. Tinha o campeonato do Mundo "entalado na garganta" depois de um sétimo lugar conquistado nos anteriores mundiais. No Japão vingou-se e conquistou o título mundial na categoria de -100 kg, ao vencer o russo Niyaz Ilyasov na final da competição, disputada em Tóquio. O judoca acaba o combate a dançar, como poderá ser visto no vídeo.


O judoca do Sporting, que nasceu em São Tomé e Príncipe, chegou ao combate decisivo ao derrotar azeri Elmar Gasimov, vice-campeão olímpico no Rio2016 e europeu em 2014, nas meias-finais, por waza-ari, depois de ter superado, nos quartos de final, o georgiano Varlam Liparteliani, por ippon, em 3.15 minutos.

Antes, Jorge Fonseca já tinha derrotado o chileno Thomas Briceno, o indiano Avtar Singh e o irlandês Benjamin Fletcher, assegurando a segunda medalha de Portugal nos Mundiais de 2019, que estão a ser disputados em Tóquio, depois da prata conquistada por Bárbara Timo em -70 kg, na quinta-feira.

Uma legenda eterna do judo português e do Sporting!...

Leoninamente,
Até á próxima

De todos os males, o menor!...


De todos os males, o menor!...

Leoninamente,
Até à próxima

quinta-feira, 29 de agosto de 2019

"No limite é culpa de quem vota"!...



Às vezes chegam cartas...

«Há um conjunto de jogadores de difícil colocação, porque como se vai percebendo pelo tempo decorrido não têm pretendentes de nível a pagar pelas suas transferências. A alternativa são os empréstimos sucessivos a clubes de menor nomeada até à extinção dos contratos. Nesse contexto, mais vale libertá-los e deixá-los procurar as melhores soluções profissionais para as suas vidas. Além de inteligente é decente.

Porque havemos necessariamente de apontar culpados quando este ou aquele jogador cessa o seu vínculo desportivo ao clube? Será que Jefferson, por exemplo, não prestou estes anos bons serviços ao Sporting? Pois claro que prestou.

Uma coisa que os jogadores não merecem é estar a 48h de não se poderem inscrever em lado nenhum a treinar à parte, ignorados e como se fossem inferiores aos outros. O futebol em Portugal, com raras excepções, é tudo menos um modelo virtuoso de gestão.

É por ter sido mal gerido ao longo de décadas que o Sporting tem perdido muito mais do que ganho. No limite é culpa de quem vota.

Atirar culpas para cima de pessoas não interessa nada. Interessa é andar para a frente e tentar sempre melhorar. E isso também passa por tratar bem d(os) jogadores. E os que porventura não saírem devem ser integrados e tratados em pé de igualdade com os restantes, porque continuarão nesse caso a ser jogadores do plantel principal do Sporting.»

"No limite é culpa de quem vota"!...

Leoninamente,
Até à próxima

Alguém acabará por ficar com as costas largas!...


E quem de sete tira um, quantos ficam?!...



Pois a fazer fé nas últimas do mercado e como sempre a 'custo zero'...

André Pinto de saída para o Al Fateh
Central transfere-se a custo zero para a Arábia Saudita e leões poupam dois milhões de euros em salários

Segundo as últimas notícias o defesa-central abandona Alvalade a custo zero, reservando os leões 10% de uma futura venda. Foi o modo encontrado pela SAD do Sporting para resolver mais um dossiê de um jogador que não contava para Marcel Keizer e que vinha treinando à parte do plantel principal.

O internacional português, de 29 anos, tinha ainda mais dois anos de contrato com o Sporting e auferia um vencimento de um milhão de euros brutos por temporada, pelo que o Sporting acaba por poupar 2 M€ em salários com esta transferência para o 9º classificado do campeonato árabe em 2018/19.






Até este momento ainda não foi apontado o culpado da situação agora resolvida: se quem contratou o jogador, se o mau feitio do actual treinador. Porém...

Alguém acabará por ficar com as costas largas!...

Leoninamente,
Até à próxima

PS: Vermelhuscos, viúvas e orfãos escusam de se dar a tanto e insano trabalho, porque o destino dos vossos comentários será, óbvia e invariavelmente, o caixote do lixo.

Caricata absolvição!...


Renato Sanches: quando a cabeça não tem juízo, a carreira é que paga

«O Golden Boy de 2016 já pouco – ou nada – brilha; o único ouro que Renato Sanches tem sido capaz de exibir nos últimos tempos é aquele que usa no corpo e ostenta nas redes sociais. O recurso a esta analogia, atenção, não é feito com a intenção de criticar o estilo de vida do jovem médio português, mas antes para ajudar a explicar o estado supérfluo e insignificante a que a sua carreira chegou. Por culpa própria.

O campeão da Europa entrou numa espiral de autosabotagem da qual não está a conseguir sair – nem quer. Os exemplos sucedem-se, como na última sexta-feira. Estive em Munique no arranque da Bundesliga e assisti ‘in loco’ à forma como Renato Sanches está a lidar com a sua situação no Bayern; e, digo-vos, não é a melhor.

Entrou aos 85 minutos, já visivelmente frustrado, e passou o tempo em campo a pedir desesperadamente a bola, mesmo que não a pudesse receber. Quando não a tinha, e com a equipa empatada, a postura corporal e a atitude em campo não enganavam: Renato não queria estar ali, ele não estava ali. Sem surpresa, assim que soou o apito final, o português desapareceu num ápice do relvado, enquanto os colegas agradeciam às bancadas.

Uma falta de respeito, no mínimo. Uma enorme falta de consciência e capacidade para entender os momentos do futebol e, sobretudo, as oportunidades. Em vez de – do alto dos seus... 22 anos – tentar beber a experiência e a qualidade que o rodeiam (e é tanta), em vez de valorizar os minutos que vai tendo – umas vezes mais, outras menos – num dos maiores clubes do Mundo, Renato escolheu o caminho oposto.

A cabeça controla-o, por completo. Convenceu-se que é melhor do que o tempo de jogo que tem tido e não aceita outra realidade. Pior, não é capaz de se adaptar e de evoluir dentro da realidade que tem, preferindo culpabilizar terceiros pela sua (aparente) estagnação. E digo aparente, apenas, porque não é um facto inevitável, isto se Renato soubesse retirar proveito do privilégio que é jogar no Bayern de Munique ainda tão jovem.

Mas não. O português fixou-se na ideia de que todos lhe querem mal em Munique e está a asfixiar-se nela. Aquilo que fez, na sexta-feira, é apenas mais um prego no “caixão” da sua carreira. Criticar publicamente a direcção por não o deixar sair, reclamar mais minutos de jogo quando, uma semana antes, tinha sido titular na Taça, não é o caminho. Foi multado, e um dia depois festeja o aniversário com pompa e circunstância, provando, infelizmente, que quando a cabeça não tem juízo...»
(Duarte Monteiro, Opiniões, "19:45", Zerozero)


Compreende-se, aceita-se e muitos que não eu, aplaudirão o esforço desesperado de Fernando Santos, quando atira a Renato Sanches, nesta mais recente convocatória para os trabalhos da selecção nacional, aquela que poderá ser, porventura, a última bóia de salvação do "trancinhas"! Um seleccionador nacional de futebol tem responsabilidades perante todo um povo, que não se esgotam nem compadecem de acções de solidariedade social conjugadas no singular, seja qual for o sujeito: haverá milhões de portugueses cuja situação inquestionavelmente imporia  uma tal atitude, de modo ainda mais imperioso e urgente! Os 'deuses do futebol' jamais poderão fazer prevalecer os seus direitos e garantias, sobre os direitos e garantias de todos os seus restantes concidadãos!...


Um seleccionador nacional de futebol, jamais poderá armar-se em 'sapateiro para poder ir além da chinela'! A sua missão específica, inalienável e obrigatória, como o próprio nome indica, será seleccionar os melhores de entre os melhores, por forma a conseguir que as suas escolhas representem, com honra e dignidade, o seu país. Renato Sanches nunca poderá estar, hoje por hoje, entre os melhores, nem exibirá sequer, nas actuais circunstâncias, os paradigmas de honra e dignidade exigíveis para representar Portugal, quando como emigrante português, nos envergonha nos países onde eventualmente tenha trabalhado ou venha a trabalhar.

Fernando Santos nunca poderia e, menos ainda, deveria, premiar com um pretenso pedagógico estímulo de uma convocatória, as faltas de profissionalismo, equilíbrio e racionalidade há muito reiteradamente exibidas por Renato Sanches! Ao contrário, e se porventura entendesse "ir além da chinela", nunca lhe estaria vedada a tentativa de, junto do jogador e na esfera reservada de absoluta privacidade, lhe mostrar o único caminho que lhe resta para recuperar o estatuto de "cidadão e futebolista de corpo inteiro"!... 

Nesta condição, Fernando Santos, muito dificilmente, tanto perante o seu deus, quanto perante a sua própria consciência ou até perante aqueles a quem terá e deverá prestar contas, alguma vez conseguirá, uma sempre suspeita, inusitada, estranha e...

Caricata absolvição!...

Leoninamente,
Até à próxima

Estou em cuidados, palavra de leão!...


O homem não estará bom da moleirinha! O estrondo de alguma onda gigantesca lá pela Nazaré, deve-lhe ter dado a volta aos miolos, para que o Sporting seja o clube mais representado na convocatória da selecção nacional portuguesa Sub18 que vai disputar o Torneio Internacional de Limoges, a decorrer em França entre os dias 4 e 8 de Setembro!...

Escolher sete leões de uma assentada, Bruno Tavares, Diogo Almeida, Eduardo Quaresma, Gonçalo Batalha, João Daniel, Rodrigo Rêgo e Tiago Tomás, quando estamos habituados apenas a um, dois ou até nenhum, faz-nos duvidar de que algo de muito estranho se esteja a passar com Emílio Peixe...

Estou em cuidados, palavra de leão!...

Leoninamente,
Até à próxima

Já falta pouco!...


E ainda se fala de Bruno

«Bruno Fernandes é mais uma vez o homem do momento no Sporting. Até ao fecho do mercado a permanência do capitão é uma incógnita. Principalmente agora que é Jorge Mendes quem lidera o negócio. Sabe-se como o empresário português é pródigo em encontrar saídas para vendas que parecem impossíveis.

O melhor cenário para os leões seria, obviamente, ficar mais um ano com Bruno. Era a melhor forma de legitimar a candidatura ao título, que mesmo mantendo o líder da equipa gera dúvidas em vários quadrantes. Uma das hipóteses agora em cima da mesa é semelhante à que esteve a ser negociada com João Félix. A venda ser feita já e o jogador permanecer em Portugal mais uma época. Os contactos a realizar no Mónaco serão determinantes para o desfecho.

Mas os leões têm ainda vários problemas para resolver. A contratação de um avançado para o lugar de Bas Dost – e ainda assim o plantel parece ficar curto nesta zona – e a de um extremo, caso consigam colocar Diaby e Jovane Cabral, dois jogadores que não são primeiras opções. Para além disso, se Bruno sair há ainda que trazer um médio que desempenhe o mesmo papel. Um desafio grande, mais um, para Frederico Varandas e Hugo Viana.»

(Bernardo Ribeiro, director jornal Record, Saída de Campo)

Vamos todos esperar e fazer toda a força que seja necessária para que Bruno fique em Alvalade por mais uma época. De pouco valerá essa formidável força dos sportinguistas, perante esta engrenagem tremenda que move o futebol nos tempos que correm. Mas ainda assim, resta aquela esperança muito leonina, muito nossa que, tantas vezes, consegue mover montanhas!...

Já falta pouco!...

Leoninamente,
Até à próxima 

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

A melhor da semana!...

Vá lá, Sporting...
Com quem é que joga o Sporting?


A melhor da semana!...

Leoninamente,
Até à próxima

Vão-se os anéis fiquem os dedos!...


Viviano pode sair do Sporting a custo zero

Sabe-se que o internacional italiano auferirá qualquer coisa como um milhão de euros livres de impostos por temporada - 2 milhões de encargos para o Sporting! -, não tem clubes interessados em apresentar propostas capazes de compensar os leões em termos financeiros e está a trabalhar à parte.

Nestas condições começa a desenhar-se como cenário mais provável que Emiliano Viviano venha a abandonar o Sporting com o passe na mão. Ao que se vai sabendo, jogador e SAD terão o cenário da desvinculação por mútuo acordo em cima da mesa, uma vez que o internacional italiano de 33 anos tem apenas mais um ano de contrato.

Recorde-se que o guardião italiano chegou no início da última temporada a Alvalade a troco de dois milhões de euros, sem que nunca tenha conseguido impor-se na defesa das redes leoninas e acabando mesmo por ser cedido à SPAL, onde cumpriu metade da época. Nesse período, Viviano realizou 17 jogos, um total de 1525 minutos, nos quais encaixou cinco golos, tendo estado em plano bastante aceitável e contribuído para que a manutenção do clube fosse assegurada.

Actualmente, Viviano tem vindo a treinar-se na Academia à margem do grupo de trabalho, juntamente com outros atletas dispensados pelo técnico Marcel Keizer.

Vão-se os anéis fiquem os dedos!...

Leoninamente,
Até à próxima

PS: Vermelhuscos, viúvas e orfãos escusam de se dar a tanto e insano trabalho, porque o destino dos vossos comentários será, óbvia e invariavelmente, o caixote do lixo.

Em tempo de olhar para o essencial!...


Sporting, o essencial

«... O Sporting protagonizou um grande espectáculo no Algarve. Do outro lado teve uma equipa exaltante, com velocidade, técnica, ambição. O jogo foi emocionante e mostrou um Sporting cheio de saúde. A Raphinha só falta jogar mais simples, para o avançado, em alguns dos lances que consegue junto à área. O resto começa a estar lá. Ajuda na defesa, génio no ataque.

Afinal Bas Dost não é a última coca-cola do deserto. Há vida para lá do holandês. Essencial será manter Bruno Fernandes e deixar Vietto continuar a crescer
(Octávio Ribeiro, De Olhos na Bola, in Record)


No meio da tantas análises e críticas, elejo este 'flash' curto e fino de Octávio Ribeiro como aquele com que mais me identifico...

Em tempo de olhar para o essencial!...

Leoninamente,
Até à próxima

PS: Vermelhuscos, viúvas e orfãos escusam de se dar a tanto e insano trabalho, porque o destino dos vossos comentários será, óbvia e invariavelmente, o caixote do lixo.

Só acredita quem quer!...



Segundo está a avançar o site DesportoaoMinuto, a RMC Sport terá garantido nesta quarta-feira, que um novo ponta de lança pode chegar a Alvalade nos próximos dias para cumprir exames médicos. A ligação aos leões será de uma época, por empréstimo, e sem opção de compra.

Só acredita quem quer!...

Leoninamente,
Até à próxima

PS: Vermelhuscos, viúvas e orfãos escusam de se dar a tanto e insano trabalho, porque o destino dos vossos comentários será, óbvia e invariavelmente, o caixote do lixo.

Estará agora o Sporting vacinado para o futuro?!...



Reportam hoje vários OCS que August Stana Frobenius, jovem promessa norueguesa, defesa-central de 16 anos, terá assinado pelo Sporting um contrato de profissional, depois de se ter sagrado campeão de Sub16 no seu país, pelo Stabaek.

O jovem polivalente defesa, que também pode actuar na lateral direita, vem reforçar a equipa leonina de juvenis, orientada por João Vargas, depois de ter passado anteriormente, em concreto em 2015, por um período de testes na Academia, tendo na altura acabado por não ficar.

Na Academia Sporting, irá reencontrar Nicolai Skoglund, avançado noruguês e companheiro de selecção, também ele jogador dos juvenis leoninos.

Ao meditar sobre esta notícia, não pude evitar que me viesse à memória uma curiosa chamada publicitária de uma renomada empresa de óptica, que ultimamente vem inundando as páginas, particularmente online, dos nossos jornais desportivos...


Condução: perigo está em não reconhecer que se vê mal


Em campo completamente diferente e abordando agora a formação de potenciais jovens talentos do futebol, quer-me parecer, salvo melhor opinião, que a 'acuidade visual' evidenciada de há muito pelo Sporting no que aos miúdos estrangeiros que passaram pela nossa Academia, muito particularmente dirá respeito, se tem revelado, bem mais do que um perigo: um verdadeiro desastre! E nem será própriamente pelo facto de ter falhado a nossa acção formativa, com a Academia Sporting apontada internacionalmente como uma das melhores do mundo, com factos concretos e sem que tenha a suportá-la qualquer campanha promocional em que será fértil, useiro e vezeiro um nosso invejoso rival. O(s) desastre(s) tem acontecido, quase invariavelmente, quando, concluída a formação e nós constatamos que o talento exponenciado na Academia, se nos escapa quase sem contrapartidas, por entre os dedos como areia seca, sem que, no mínimo, sejam sequer salvaguardados os elevadíssimos custos da formação por nós ministrada...

Para não deixar por aqui um tão desagradável quanto extenso repertório, lembrarei apenas, Eric Dier, Ryan Gauld e Merih Demiral. Torna-se por isso mesmo, demasiado atractivo, ou mesmo sedutor, o ingresso de um qualquer potencial interessado na Academia Sporting, especialmente se for estrangeiro, por duas razões fundamentais, que outras haverá porventura:

1 - Custo zero de toda a formação, pela completa ausência da obrigatoriedade de pagamento de propinas, numa escola de nível, obviamente superior;

2 - Extrema facilidade de encontrar argumentos, terminada a formação, para o abandono do Clube, que apenas estará protegido pelos ridículos números instituídos pela FIFA e pela UEFA, de compensação pela formação.  

Estará agora o Sporting vacinado para o futuro?!...

Leoninamente,
Até à próxima 

PS: Vermelhuscos, viúvas e orfãos escusam de se dar a tanto e insano trabalho, porque o destino dos vossos comentários será, óbvia e invariavelmente, o caixote do lixo.

Ai que saudades, ai, ai!...

Foto de Maria Antónia Costa Silvestre - 27.08.2019 na Academia Sporting

Marcel Keizer parece ter estado muito atento à estreia de Valentin Rosier pelo Sporting, alinhando pelos Sub23, na vitória por 3-1 sobre o Marítimo.

Será que também, obviamente por mero acaso e para além de tanto outros que ontem pudemos apreciar, terá reparado neste "seis" que por lá andou a jogar bom futebol?! Chama-se Rodrigo Fernandes, tem 18 anos, 187 cms, 68 kgs, está há 10 anos na Academia a aprender a ser um homem e o grande futebolista que sonha ser, sempre, sempre de leão rampante ao peito. Mas parece que, com o Sporting a comprar 'camionetas de oitos', nunca mais ninguém repara que a Academia também produz "seis mesmo a sério"...



Ontem, enquanto fui apreciando a nossa equipa profissional mais jovem e em particular este talento puro, até me pareceu ter recuado seis anos e estar a ver William Carvalho no ano em que 'rebentou', dono e senhor de toda aquela zona do terreno...

Ai que saudades, ai, ai!...

Leoninamente,
Até à próxima

terça-feira, 27 de agosto de 2019

As cadelas apressadas podem parir cachorros cegos!...


Areias movediças

«Apesar da novela em torno deste dossiê já durar há alguns dias, Bas Dost foi oficialmente vendido ao Eintracht Frankfurt na segunda-feira. Até agora, o Sporting ainda não tem um substituto para o internacional holandês. Arriscar chegar a dia 2 de Setembro sem um (real) reforço para o ataque seria fatal, tanto no que diz respeito à luta pelo título, como em relação ao futuro de Frederico Varandas na presidência do Sporting.

Por isso é que este processo está a ser gerido com pinças. Por um lado, o Sporting não tem capacidade financeira para atingir alvos de inequívoca qualidade, daqueles que chegavam e não havia dúvidas quanto à sua titularidade; por outro, o mercado encontra-se numa fase terminal e, por isso, os negócios de ocasião já foram quase todos tomados de assalto há várias semanas. Não nos vamos iludir: processos como o que levou o Benfica a contratar Jonas em 2014/15 são raríssimos.

Há ainda a possibilidade de esperar pelas derradeiras horas do mercado, de forma a poder receber por empréstimo um qualquer excedentário de uma grande equipa europeia. Mas tudo isto é de um risco incomensurável e os potenciais erros de planeamento – possivelmente corrigíveis em modo contrarrelógio nos próximos dias – poderão ter um efeito de contágio para toda a temporada. A quatro dias do fecho do mercado de transferências, o Sporting tem apenas um ponta-de-lança e, por exemplo, quatro (!) laterais-direitos. Tudo isto faz pouco sentido, mas é a realidade que Frederico Varandas terá de resolver em tempo recorde. Adivinham-se muitas noites sem dormir para os dirigentes leoninos até segunda-feira...»
(Alexandre Carvalho, Na Gaveta,in Record)


Embora compreendendo a posição do jornalista, de oferecer aos leitores do jornal que serve, uma imagem o mais aproximada possível da realidade que neste momento envolve o Sporting e os seus dirigentes, julgo que terá exagerado na dramaticidade com que terá pintado o quadro actual de Alvalade.

Nem nos tempos áureos de Bas Dost, o Sporting alguma vez esteve dependente de apenas um jogador! E há quanto tempo já terão passado os tempos áureos do holandês?! Nem o Sporting, nem nenhuma outra equipa! Talvez com algum esforço e benevolência, se possam exceptuar o Barcelona, na ausência de Messi ou ontem o Real Madrid e hoje a Juventus, na falta de Cristiano Ronaldo. E mesmo assim, serão inúmeros os casos em que tal não aconteceu e com facilidade constataremos que dificilmente acontecerá no futuro...

O futebol é um jogo colectivo. E qualquer bom treinador, sublinho, bom treinador, quando não tem cão, caça com gato! Quantas vezes vimos o 1,96 de Coates ser destacado para a grande área adversária?! E quantas e quantas vezes o Sporting alcançou excelentes vitórias sem um único golo do ponta de lança, fosse ele quem fosse?!...

Claro que o Sporting precisa de ter dois pontas de lança. E não tenho dúvidas de que o conseguirá antes do fecho do mercado. Mas o mundo não ruirá, nem a Torre Vasco da Gama cairá ao Tejo, se não o conseguir em tempo útil!...

Muito menos ainda, algum sportinguista de 'sete costados' contribuirá para minar os alicerces que suportam Frederico Varandas - quantos 'orfãos e viúvas' o têm tentado sem o mínimo êxito?! -, quanto mais um ignorado e porventura ausente ponta de lança?!...

Ser excessivo nunca ajudou ou ajudará alguém. Menos ainda um jornalista e então, sempre que se trate de um sportinguista, nunca as pressas colocaram termo nas dificuldades...

As cadelas apressadas podem parir cachorros cegos!...

Leoninamente,
Até à próxima

PS: Vermelhuscos, viúvas e orfãos escusam de se dar a tanto e insano trabalho, porque o destino dos vossos comentários será, óbvia e invariavelmente, o caixote do lixo.

PUBLICIDADE