terça-feira, 31 de julho de 2012

Vão ardendo as barbas dos vizinhos !...


A atenção que dedico a todos os problemas exteriores e/ou estranhos ao Sporting Clube de Portugal, raia as margens da indiferença. Com os passivos, défices, tesourarias, guerrilhas internas e insucesso desportivo dos outros, convivo eu muito bem e até... pacificamente. O que é preciso é que em Alvalade se vá produzindo "boa letra" e os diabos - ou quaisquer outros seres mitológicos -, sejam eles vermelhos ou azuis, que a leiam ou não, a mim tanto se me dá.
Mas essa quase discriminação que habita em mim, cessa abrupta e automaticamente quando assisto a despudorados favorecimentos dos nossos adversários, seja por parte daqueles a quem compete a administração da justiça dos jogos ou dos regulamentos, seja por parte daqueles a quem caberia, através dos mais diversos meios de comunicação, levar ao público em geral, as imagens correctas, verdadeiras e justas de todo o fenómeno desportivo.
Vem todo este meu arrazoado a propósito de dois excelentes artigos que hoje me foram dados apreciar no jornal "Record" que, estranhamente ou talvez não, voltou a tingir de verde a primeira página, o que tanto pode levar muita água no bico e as nossas cores porventura venham a pagar caro estas "delicadas justiças", ou então deveremos continuar a apreciar com muito cuidado e atenção o que se passa por debaixo da asa de Alexandre Pais.
Mas voltando aos tais dois artigos que me empurraram para esta crónica, quero dizer-vos amigos, que Nuno Farinha - director adjunto, o que poderá ter um estranho mas porventura profundo significado! - me deixou espantado e até boquiaberto, com o primeiro, que não resisto a transcrever, para os amigos sportinguistas que deixaram de comprar o jornal, tal é a sua importância e significado:

Minuto 0
O que vale Nélson Oliveira?

Depois de Rio Ave e Paços de Ferreira, o Deportivo da Corunha. Na quarta temporada como sénior, Nélson Oliveira vai para o terceiro empréstimo. Aquele que treinadores, analistas e adeptos têm dito tratar-se do "ponta-de-lança português do futuro" ainda não consegue sequer merecer a confiança do seu clube.
O Benfica empenhou-se a sério na ida de Nélson Oliveira ao Europeu, o seleccionador nacional acreditou na sua capacidade (foi utilizado em 4 dos 5 jogos da fase final), Jorge Jesus afirmou que, com ele e Rodrigo, as águias teriam uma dupla terrível.. Afinal, o destino do prometedor avançado passa por uma equipa razoável - apenas isso - do campeonato espanhol.
É evidente que o processo de evolução será acelerado se Nélson for titular indiscutível e fizer golos numa Liga que é brutalmente competitiva do 3º lugar para baixo. Mas a dúvida é razoável: estaremos mesmo na presença de tão incrível talento?
A política de empréstimos, às vezes, tem destas coisas. Antes de se afirmar no F.C.Porto e transformar-se, a partir daí, num dos melhores centrais do Mundo, Ricardo Carvalho passou em três épocas consecutivas por Leça, Vitória de Setúbal e Alverca. Sempre com alto rendimento, até ao dia em que Pinto da Costa entendeu que tinha chegado o momento de voltar.
Dir-se-à que o caso de Nelson Oliveira pode ser igual. E poder até pode. Só que não parece. Desde logo porque no Rio Ave (0 golos) e no Paços de Ferreira (4), o super elogiado ponta-de-lança nem sequer foi capaz de se impor como titular indiscutível. Na Luz, na última época, em 12 jogos, não fez qualquer golo no campeonato. E um predestinado (se fosse o caso) não pode festejar apenas 4 golos em três temporadas a jogar regularmente.
Nélson deixa o Benfica, porque se chegou à conclusão que em 2012/13 não iria ter o espaço mínimo que é necessário para um jogador de 21 anos amadurecer. Cardoso e Rodrigo partiam na frente e no Seixal ainda estão Kardec, Saviola, Hugo Vieira e Mora. Afinal, em que lugar estaria o internacional português na lista de preferências de Jorge Jesus?

Nota: o negrito do texto é da minha responsabilidade.

Já o segundo artigo, da autoria do editor-chefe - significativo? -  do jornal, Jorge Barbosa, no seu "Caderno de Apontamentos", analisa exaustivamente e com aquilo que me parece ser um suporte de números deveras cuidado e rigoroso, o "puzzle" de difícil resolução que representará para o F.C.Porto, "... com jogadores a mais e dinheiro para já insuficiente...", fazer face a um orçamento de 100 milhões de Euros.
Jorge Barbosa, desafiando corajosamente o "vaticano", fala com um rigor insuspeito de uns assombrosos 214,17 milhões de passivo, do imperativo da liquidação a curto de 18 milhões de um dos empréstimos obrigacionistas e de toda uma parafernália de duvidosos e avultadíssimos investimentos feitos ultimamente em jogadores, para rematar com a urgente necessidade do clube realizar  40 milhões de Euros na venda de jogadores.

Duas opiniões importantes, que quase tangenciam a vida actual da formação e da saúde económico-financeira do nosso clube. Dois temas importantes que talvez nos ajudem a compreender melhor e a valorizar o que está a ser feito no Sporting. Talvez esta importância seja a causa próxima de tantos ataques e vilipêndios a que ultimamente temos sido sujeitos. Só a nossa união em torno de quem nos dirige, esquecendo questiúnculas estéreis e centrando-nos no objectivo máximo do clube, poderá dar a resposta adequada e permitir alcançar os objectivos com que todos sonhamos.

Leoninamente,
Até à próxima

segunda-feira, 30 de julho de 2012

O "ranking" de Visão de Mercado !...


Extremamente engraçado como um site que muito pouco abonatório é, normalmente, para o Sporting, estabeleça um "ranking" para as 10 melhores contratações dos clubes portugueses neste defeso e coloque ali nada mais nada menos que 4 jogadores leoninos, sem que naquela lista restrita ainda tenha entrado Valentin Viola, dado que oficialmente o atleta ainda não assinou pelos leões. Estou a falar do Visão de Mercado e a minha apreciação é insuspeita, dadas as minhas severas críticas ao site e a muitas das suas particularidades e atributos.
Na realidade, V.M., que anunciou logo depois do final da época passada que o Sporting contrataria, no mínimo 12 novos jogadores, foi baixando a parada e agora já aparece a misturar jogadores de equipa principal com aqueles que se destinam à equipa B e, ironia das ironias, ainda não conseguiu atingir a dúzia que previra.
Mas terei que reconhecer, que o estabelecimento do "ranking" aqui publicado, me pareceu "extraordinariamente" equilibrado e justo. Colocar Labyad (nº 1), Pranjic (nº 3), Rojo (nº 6) e Boulahrouz (nº 9), nas 10 melhores contratações dos clubes portugueses foi um esforço heróico e temerário. Ficou de fora Gelson Fernandez, porque efectivamente, Rodriguez que transitou do Sporting para o Rio Ave,  dada a sua inquestionável regularidade e pujança física, Rúben Micael que foi descartado pelo Saragoza para o clube de origem, Atlético de Madrid e, sem sequer parar no Vicente Calderon, aterrou de borla na "pedreira" e Eder, cuja história rocambolesca também o fez apostar em "partir pedra" com Peseiro, todos eles, são atletas incomparavelmente superiores ao cabo-verdiano de origem, melhor dizendo, pertencerão a uma outra galáxia!
Não sei se dentro de duas semanas quando Valentin Viola aterrar na Portela, o V.M. reformulará o seu "ranking". O que sei é que temos naquele site, analistas de fina água, que terão nascido já com os neurónios devidamente "afinados". Ainda hoje, quando publicar esta crónica, virão os habituais defensores "encapotados" do melhor site do desporto português e arredores, desancar-me e chamar-me cego. Coitados dos "porcos domésticos" que são obrigados a comer a "lavagem" que lhes dão e, fossando nos próprios excrementos, dizem sempre bem do "rancho". Gosto mais dos javalis, que procuram e roubam a comida, mas sabem o que é ter dignidade e viver a liberdade. Suinos, mamíferos bunodontes e artiodáctilos, é bem verdade, mas apesar de tudo, prezando muito a sua dignidade e vivendo de focinho erguido a sua liberdade. Opções que a todo o vertebrado deveriam ser facultadas, em substituição deste estigma coprófago que se abate sobre um pseudo-jornalismo envergonhado que, militantemente, nos inunda, tenta  e quantas vezes consegue, perverter.
Os sportinguista podem dormir descansados. Metade das boas contratações feitas neste fabuloso paraíso do futebol, foram para Alvalade, onde reina a crise, a escassez e a indigência. Estamos no bom caminho. Fazemos tanto, como todos os outros juntos. Se transferirmos os carismáticos prognósticos do fim do jogo, para a sua verdadeira colocação no tempo, com muito maior propriedade que estes "rankings" de encomenda, poderemos vaticinar que VAMOS SER MESMO CAMPEÕES !!!...

Leoninamente,
Até à próxima




O Sporting é que está a dar !!!...

Será que esta época não haverá disto ?!...


Afinal, aquele velho ditado português de que "se apanha mais depressa um mentiroso que um coxo", aplica-se que nem uma luva a Paulo Bento e a outros benfiquistas. A inclusão de Nelson Oliveira nos 23 que foram ao Europeu, foi um valente frete à sua cor predilecta. Como outros fretes que o seleccionador entendeu fazer. Mas isso serão águas passadas e já pouco adianta chorar sobre leite derramado. Já fomos e não terá sido só por causa disso.
Curiosa a notícia que hoje nos entrou pela porta dentro e que pode aqui ser apreciada, complementada com esta aqui, que também não deixa de ser engraçada. O melhor avançado do mundo e arredores, a esperança do futebol português, o homem que já valia para cima de 20 M€, foi rejeitado por Jorge Jesus e apanhou a camioneta da carreira para a Galiza, que Carlos Freitas descobriu e implementou. E para não ir sózinho, que podia ter medo ou perder-se pelo caminho leva outra grande esperança do futebol português, futuro central da selecção a quem por enquanto ainda não foi fixada a cláusula de rescisão, mas deve acompanhar os números do primeiro, ao qual o treinador benfiquista também não reconhece atributos para ficar na Luz.
E para além da constatação da assertividade do citado adágio popular que referi de início, outra coisa absolutamente incomum estará a acontecer, com as finanças, balança de pagamentos, défice, dívida pública ou exportações, dos dois jornais que "linkei" atrás. É que o senhor Pais, para além de parecer ter reforçado ultimamente o "stock" de tinta verde para a impressão das primeiras páginas do seu jornal, vem perseguindo nos tempos mais recentes uma política bem menos permissiva na publicidade e defesa da cor do título que dirige. Por outro lado o senhor Serpa, porque tem um "stock" de tinta vermelha para mais de 50 anos, vai demorar, como é natural, todos esses anos a "pintar" as primeiras páginas com a cor da realidade do desporto português, mas também desatou a publicar algumas das verdades que afligem, desanimam, desincentivam e amedrontam as cores do seu "stock". Penso que os sociólogos da nossa praça, porque maioritariamente também afinam pelo diapasão de um tal pretenso unanimismo, estarão a fugir deliberadamente a uma profunda análise deste estranho fenómeno, cometendo um grave erro de que certamente se arrependerão. Já não bastavam as genuflexões ao poder político e as deliberadas omissões com que o presenteiam, agora viraram-se para os futebóis e... moita carrasco!...
Ando fartinho de "gritar" em alto e bom som, que este é o Ano do Leão e vamos ser campeões! Exactamente porque há algum tempo que me apercebi de que anda muita fruta podre no mercado e que já nem as agências da propaganda conseguem esconder a "doce" realidade que nos cerca. Posso estar enganado, mas ando cá com uma premonição de que até a arbitragem esta época vai fazer a sua inflexãozinha. É que também eles deixaram de acreditar que afinal já não haverá petróleo na Luz, nem gás natural no Dragão. Se as minhas contas baterem certas, os sportinguistas esta época, falarão de tudo à 2ª feira, excepto dos árbitros. Se me enganar, também não acabará o mundo: não acontecerá nada a que já não estejamos habituados.
E anda-me uma mosca a "zumbir" no ouvido que lá para o Natal, as culpas vão recair direitinhas no Jorge Jesus e no Vitor Pereira. Um há-de ser acusado de submarino e o outro de "looser" como muito bem lhe chama um grande e perspicaz amigo meu, que não quero meter neste "barulho". Ele sabe muito bem do que eu estou a falar.

Leoninamente,
Até à próxima

domingo, 29 de julho de 2012

De perfil, "Titin" Viola parece... Ronaldo !...


Quem vê este jogador de perfil, como esta feliz imagem mostra, e lhe dizem que é o próximo reforço a chegar a Alvalade, esfregará os olhos e dirá que estão a brincar com ele, porque o Sporting jamais teria dinheiro para contratar esta personagem quase fabulosa do actual futebol mundial!...
De facto é impressionante a semelhança entre o perfil de Valentin Viola e o de... Cristiano Ronaldo! Estou a falar, naturalmente, do perfil fisionómico, se bem que também haja alguma analogia no aspecto técnico: são ambos extremos, muito rápidos e tecnicamente muito evoluídos.
Esta contratação do Sporting, quando todo o universo leonino, baseado nas declarações de Godinho Lopes, estava à espera de um ponta de lança, levanta de imediato duas importantes possibilidades que os responsáveis do Sporting, obviamente não estarão interessados em desvendar e que podem passar pela previsível venda de um dos extremos do plantel e, nessa condição, a contratação, agora sim, do ponta de lança que o Presidente há quase um mês admitiu.
Com 1.80  e 76 kg "Titin", como carinhosamente é chamado pelos companheiros e adeptos, está a duas semanas de chegar a Alvalade e diz-se nas nuvens com esta reviravolta que a sua vida levou. Esteve com um pé na Luz, mas a sua vida irá escrever-se com tinta verde nas próximas  quatro  temporadas - com opção do Sporting de mais uma. Consta que virá ganhar em Alvalade cerca 500 mil Euros  na primeira época e que o Sporting terá pago cerca de 4 M€ por 90% do passe.
Os deuses de Alvalade devem andar loucos!...

Leoninamente,
Até à próxima

Só 30.018. Bem que podia ter sido melhor!...

Foi bonita a festa, pá!... Hoje em Alvalade, já senti um cheirinho a alecrim... E vi novas e bonitas flores no nosso "jardim"!... E no meio de alegria leonina ouvi uma boa meia dúzia de estúpidos estrondos de petardos. Quando virá o dia em que a boçalidade seja erradicada de nossa casa?!...
Para leão entendedor, a meia palavra de Sá Pinto bastou! Que se cuidem os que ficaram de fora dela. Que não trabalhem não e depois venham dizer que não foram avisados...
Profissionais como André Martins e Daniel Carriço, não podem falhar dois golos daqueles que até eu, com a minha barriguita, marcava!... Pereirinha não pode continuar a falhar oportunidades para se afirmar como alternativa válida. Ínsua não pode desbaratar o capital amealhado com a época fantástica que realizou. Jeffrén tem que ligar urgentemente o descomplicador. Capel terá de levantar rapidamente  a cabeça, jogar simples e com sentido colectivo e não se armar em Bojinov.
Mas por outro lado, Boulahrouz e Rojo, pegaram de estaca. Pranjic é uma formidável e excelente dor de cabeça para Sá Pinto. Cédric agarrou-se à lateral direita como lapa e já de lá ninguém o arrancará. Elias começa a encher o campo e não sei se alguém o conseguirá destronar.
Continuo sem descortinar às mãos de quem vai parar a batuta. André Martins, hoje, engasgou-se muito e não me convenceu, enquanto Adrien fez mais qualquer coisita, mas... ainda é curto e com muito pouca intensidade, embora tenha exibido bons pormenores e um passe magistral para golo. Izmailov não compareceu à chamada, sem que nenhum de nós compreenda se a lombalgia veio para ficar ou para desaparecer rapidamente. Falta Labyad, que com aquele golo olímpico nos fez nascer água na boca, mas cuja chegada ainda demorará.
A Viola de S. Valentin, que o Carlos Freitas desencantou nas pampas, parece estar a fazer falta ao Wolfswinkel, para ver se ele afina melhor o "lamiré". Assim, estou a ver que está difícil o rapaz tocar a música que nós gostamos. Salvou-se o penalty mas é muito pouco e pior seria se ele fosse na conversa do Capel.
Amanhã Sá Pinto certamente dará um folgazita ao plantel, para na segunda começar nova afinadela com vista ao Trofeo Columbino do próximo fim de semana em Huelva, onde todos esperamos que, com um mês de preparação, a produção ofensiva não seja tão insipiente e deixemos de assistir ao vício das repetidas lateralizações e atrasos da nossa linha média, a que hoje nos tivemos de sujeitar. Irra que esta gente nunca mais interioriza que só se marcam golos e se alcançam vitórias se o único caminho for a baliza adversária. Não haverá uma vacina para que a equipa veja a doença definitivamente erradicada?!... Aperta com eles Sá Pinto !!!...

Leoninamente,
Até á próxima

sábado, 28 de julho de 2012

Hoje foi dia de goleada !...



Tudo começou com a contratação de Labyad. Contra-ataque rápido e bola no fundo das redes encarnadas! Gooooooooooooooolo do Sporting! Os encarnados ainda protestaram com o "árbitro", mas ... não havia nada a fazer, o juíz apontou o centro do terreno e resultado em 1 - 0!...
Depois foi Marcos Rojo. Bola lá, bola cá, os "locutores de serviço" foram gritando gooooooooooolo, do Benfica, por várias vezes, mas que nada, era só vontade deles, porque em nenhuma das situações a bola ultrapassou a linha de baliza. E de repente, mais um contra-ataque letal e... gooooooooooooolo, do Sporting. E o resultado passou para 2 - 0!...
A seguir, em pleno treino na Academia, alguém tentou fazer o ninho atrás da orelha de Matias Fernandez e até apareceu uma bola esquecida dentro da baliza Vitor Damas. Coisas de bruxarias, com "galinhas pretas" e tudo!... Duvidam ?!... Pois vejam aqui e depois chamem-me doido. Eu nunca me engano e raramente tenho dúvidas, como o outro! Matias coçou atrás da orelha, arrumou as "botas velhas" na mala e... qual Benfica qual quê, "em Portugal só jogo no Sporting" e aí vai ele até Florença. E a coisa começou a tender para a goleada: 3 - 0 !... 
Veio depois a história da "viola", como aqui pode ser comprovado, mas nem com 6 M€ e mesmo com o compromisso de a "prenda" só "voar" para Lisboa no Natal, o Racing se "condoeu" e Valentin foi conversando com Fito e Ínsua e... preferiu ir vendo em que paravam as modas. De repente, novo contra-ataque e parece que da "loiça" não ficou caco sobre caco: dizem que virá logo a seguir a 8 de Agosto, depois de disputar a final da Taça da Argentina e por apenas 4 M€, segundo o que aqui afirma o presidente do Racing Avelaned, mas... para Alvalade, juntar-se aos amigos e para ser campeão! Agora a coisa assume mesmo foros de goleada: 4 - 0 !...

Mesmo treinando do lado de cá do Atlântico, parece que até no estádio  Pedro Bidegaín (Nuevo Gasómetro) o Sporting marca golos. Como aqui é noticiado, outro daqueles cinco de que vos falei há dias, parece que nunca mais dirá mal do Sporting e do seu departamento médico e se quizer comer e levar uma vida boa, que o faça com o dinheiro que "levar" de quaisquer outros, menos da nossa carteira. Ficará mesmo lá pelo Gasómetro, onde dirá que é do San Lorenzo de Almagro desde pequenino. A nós nunca mais enganará, nem insultará.  E o resultado avoluma-se: 5 - 0 !...

Aind hoje, em Mafra, como aqui aparece noticiado, a equipa B do Sporting defrontou e venceu por 2 - 0 a equipa local. Lá vão os nossos profissionais mais novos, afirmando a sua categoria e honrando as gloriosas camisolas que envergam. A goleada sobe números impressionantes: 6 - 0 !...

Finalmente, nova e retumbante vitória: começaram hoje os Jogos Olímpicos de Londres e na delegação olímpica portuguesa, constituída por 77 atletas, estão nada mais, nada menos que 19 oriundos do Sporting Clube de Portugal, o segundo clube do mundo com maior expressão olímpica, apenas superado pelo Barcelona. Um golo tremendo do ecletismo sportinguista, sem paralelo em Portugal e que no mundo inteiro apenas conta com os catalães, como parceiro de tal gabarito. Esmagadora e consolidada vitória: 7 - 0 !... Ainda melhor que uma outra, de saudosa memória, que aplicámos em 14 de Dezembro de 1986 aos nossos vizinhos !!!...

Leoninamente,
Até à próxima

sexta-feira, 27 de julho de 2012

E a batuta de maestro vai para...


Agora que Matias Fernandez já colocou as suas "velhas botas" na mala que vai levar para Florença, Alvalade parece pretender martirizar-se com uma orfandade que me parece despropositada e sem sentido. Dizem que entregou a "batuta" a Ricardo Sá Pinto, com uma recomendação especial. Mas o nosso "Coração de Leão" fechou-se em copas e nada nos disse até agora. Claro que é compreensível. Mas à sucapa e sem ninguém ver, vai esfregando as mãos de contente. Porque sabe que da luta tremenda a que se vai assistir, todos ficarão a ganhar: o Sporting, ele próprio e mais os candidatos que facilmente se adivinham: André Martins,  Adrien Silva, Izmailov e... Labyad, se é que Pranjic também não quererá intrometer-se.
Até eu próprio gostaria de ter dores de cabeça assim. Quatro ou cinco soluções para uma posição é uma abençoada dor de cabeça. Acredito em todos. Todos eles possuem atributos suficientes para conduzirem a "orquestra" ao bom desempenho que todos desejamos. O futuro há-de comprovar esta minha ideia, porque os castigos e as lesões, hão-de impor que mais do que um, ou até mais, tenham que dar as célebres pancadinhas de atenção aos "músicos". Contudo, a curto prazo, Ricardo Sá Pinto terá de deixar explodir o seu génio e decidir-se na tremenda responsabilidade de indicar aquele que lhe parecer o mais indicado neste momento.
É minha forte convicção que, nas condições actuais, a escolha recairá em qualquer dos dois que constituem a dupla portuguesa. Lá mais para a frente, com a recuperação total de Izmailov, o regresso de Labyad e um maior entrosamento de Pranjic, muita coisa poderá acontecer, mas já agora, no imediato, André Martins e Adrien Silva, estarão com ambos os pés nos apoios da partida, dependendo a escolha de Sá Pinto de pormenores que só o próprio deverá ter ao seu dispor.
Amanhã talvez já possamos começar a compreender as ideias de Ricardo Sá Pinto. Lá estaremos todos em Alvalade, para aplaudir a bonita festa que estará a ser preparada e para tentarmos compreender se todas essas decisões já estarão tomadas, ou se ainda teremos de assistir à progressiva e compreensível metamorfose do nosso futuro maestro! Seja como for, acredito em Sá Pinto, acredito nesta equipa, acredito neste excelente naipe de jogadores, cuja valia me parece superar de longe aquela que terá sido evidenciada na época passada. Ah, e quero ganhar aos franceses!...

Leoninamente,
Até à próxima

Aperta com eles Sá Pinto !!!...


Os gritos ecoam por Alvalade inteiro e há quem diga que chegam perfeitamente audíveis à Academia, onde duas vezes por dia o "Coração de Leão" não dá tréguas: Aperta com eles Sá Pinto!...
Num excelente trabalho dos jornalista de "Record", António Adão Farias e António Bernardino - não sei se de ficção, dado o facto de os treinos serem à porta fechada, se de outra forma menos ortodoxa que pouco interessará - chegam-nos seis imagens fabulosas, que não resisto a mostrar aqui:

Num exercício tático de circulação e pressing, pede que o jogo interior seja privilegiado, assim:
Estão muito fora. Joguem por dentro. Isso Cédric, espectáculo! Por dentro, assim mesmo.

Rinaudo é incentivado a aumentar a pressão sobre o portador da bola e aos colegas é pedido que apoiem o médio a fazê-lo de forma compacta, mais ou menos deste modo:
Quando nosotros estamos juntos à pressionar, nadie puede passar!...

Boulahrouz ouve de Sá Pinto, em inglês a explicação do exercício, com o técnico a correr e a gesticular de forma persuasiva, assim:
Pressure in the zone. Don't go around! (Pressão à zona. Não corras à volta!)

Virando-se para Wolfswinkel pede-lhe futebol apoiado e mais curto, para o colega mais próximo, incentivando-o depois a roubar a bola ao portador, deste modo:
Joga na zona, não complica! Agora és tu Ricky! Vai Ricky! Vamos!

Exige aos seus jogadores mais apoio na missão de roubar a bola ao opositor, deste modo:
Quero uma linha de cobertura para quem está a pressionar!

Faltam 15 segundos para o fim do treino, mas mesmo assim exige empenho máximo a quem pressiona, para que os passes sejam interceptados, num último grito:
Quinze segundos! Vamooooooos! Abafa, abafa, abafa!...

Com três semanas de trabalho intenso e esgotante já realizadas e outras três pela frente, porventura menos intensas mas em que os níveis técnicos e de capacidade de concretização serão fortemente exponenciados até chegar a Guimarães, Ricardo Sá Pinto vive intensamente o seu trabalho e que ninguém me pergunte se adivinho a sua forte motivação e disposição. Ele sabe melhor que qualquer um de nós, que só há um caminho para sermos campeões: apertar com eles!... Para que eles interiorizem e não tenham dúvidas, de que a única forma de vencer os adversários, será também...
APERTAR COM ELES!!!... 

Leoninamente,
Até à próxima

quinta-feira, 26 de julho de 2012

"Rampante", orgulhoso e sedento de vitórias !...

Até sempre e obrigado Matias!...

Não quero entrar em polémicas estéreis com nenhum sportinguista, sobretudo com tantos e tantos que aqui na blogosfera leonina muito prezo, estimo e respeito. Mas tenho que confessar-me surpreendido com a expressão de uma decepção generalizada a que aqui venho assistindo nas últimas horas, por via da quase consumada saída de Matias Fernandez para a Fiorentina.
Matias Fernandez seria porventura, sob o aspecto técnico, o expoente máximo de quantos compunham o plantel actual do Sporting. Daquela figura franzina e de portentosa técnica tudo era espectável: abre-latas, cobrador de livres e penalties, mola de cadeira, aquecedor de mãos, sinfonia ziguezaguente e desconcertante sobre o esplendor da relva, humildade, alegria, tudo isso e porventura muitos outros atributos estavam lá. Mas, qual bela sem senão, também lhe emoldurava o quadro, um horriplilante passe social transatlântico, um seguro de saúde dispendioso e dissipador de tempo de competição, com a concumitante retoma, a pedir meças à economia globalizada que nos envolve e, a tudo isso, teremos de acrescentar ainda, o seu elevado salário, o célere aproximar do fim de contrato, com as inexoráveis dificuldades de renovação que significariam, no mínimo, alguma turbulência que inevitavelmente se repercutiria no seu rendimento e num acréscimo dos custos, já de si elevados, dos seus salários ou na sua inglória perda sem quaisquer benefícios no curto prazo.
Tenho como dado adquirido, que este não terá sido negócio de ocasião, nem enfermará da precipitação com que vejo acusados os responsáveis. O namoro já terá alguma duração, suficiente para que Ricardo Sá Pinto tenha dormido muitas noites sobre ele e, pesados prós e contras, tenha dado o seu "agreement". E terá vindo provar que os valores por que se rege actualmente o mercado, estarão bem distantes dos números que tenho visto serem apontados pelos "decepcionados"! Com esta "venda", ter-se-ão calado definitivamente os que acharam irrisórios os números da "venda" de João Pereira, como irrisórias serão as pretensões dos "papas" e "aves" da nossa praça. A presunção e a água benta, deixaram de ser, definitivamente, agentes de futebol. Hoje imperam os números que a crise global impõe e o resto serão figuras mitológicas gregas ou romanas e últimamente espanholas.
Agora, perante este facto praticamente consumado, será positivo carpirmos mágoas sobre a saída de Matias, como se de um episódio irreversível e insolúvel se tratasse?!... Entendo que não devemos cair no exagero. Todos os grandes ídolos arrumam as chuteiras e o futebol nunca parou ou estagnou por isso. A saída de Matias tanto obrigará a uma inteligente adaptação táctica e a uma reformulação dos processos até agora utilizados, como proporcionará o emergir de outros valores que porventura a aura do chileno viesse ofuscando e impossibilitando até a sua explosão. Acredito com uma fé muito grande, que dentro de um meio-campo recheado de qualidade e quantidade superiores, Ricardo Sá Pinto conseguirá, com maior ou menor grau de dificuldade, ultrapassar a ausência de "El Crá".
O leão continuará, "rampante", orgulhoso e sedento de vitórias!...

Leoninamente,
Até à próxima


quarta-feira, 25 de julho de 2012

Matias Fernandez na Fiorentina !...





A notícia veio de Itália. Matias Fernandez vai ingressar na Fiorentina! Soube aqui primeiro. Mas pouco depois a grande notícia era aqui confirmada.
Penso que o Sporting fez um excelente negócio, pese embora a grande qualidade de Matias. Estaria prestes a iniciar-se mais uma novela chamada "renovação", que não augurava nada de bom, tendo em conta que o jogador desejaria o contrato da vida dele e o Sporting acabaria por perder o jogador por uma mão cheia de nada, dada a sua delicada situação económico-financeira.
Terminaram as correrias transatlanticas, as lesões ao serviço do Chile, as recuperações na Academia e o rendimento sinusoidal de um atleta de eleição, mas do qual o Sporting nunca conseguiu tirar o melhor rendimento. Os 4.5 M€, para a situação actual do mercado, pode-se considerar uma quantia razoável e o Sporting dela precisava para conseguir colmatar uma lacuna, porventura mais importante: um bom avançado.
Toda a sorte do mundo para Matias Fernandez, que sempre foi um jogador correcto e um homem íntegro e de carácter, que sempre honrou a camisola que envergou.

Leoninamente,
Até à próxima

E a "Pepe Super Cup" foi para o Sporting !...


Não vi o primeiro jogo contra o Atlético. Ao que me pude aperceber das palavras que no decorrer do segundo jogo foram expressas pelos comentadores, a supremacia do Sporting foi evidente e na marcação das grandes penalidades os leões fizeram aquilo que, pessoalmente, penso que sempre deve ser feito nesta lotaria: não falhar nenhum remate, pelo menos na primeira série. É um processo que, geralmente, traz vitórias, sucesso e alegrias.
O segundo jogo em que defrontámos o histórico e glorioso clube do Restelo, mercê do bom serviço prestado por "A Bola TV" - aplauso para a iniciativa -, foi a repetição daquilo que foi desenvolvido no primeiro jogo. A supremacia do Sporting foi evidente e pudemos apreciar alguns bons movimentos da equipa. Mas era difícil conseguir melhor, com o sistema táctico imposto pelo treinador belenense. Van der Gaag parece ter nascido em Portugal e optou por uma táctica ultra defensiva, à semelhança do que tão bem sabem fazer 98% dos técnicos portugueses. Uma pena. Os espectadores que se deslocaram ao restelo não o mereciam. Mas enfim, é o que temos.
A grande expectativa era apreciar os "pezinhos" de Marcos Rojo, que não desiludiu. Penso que teremos visto em acção, a dupla titular do centro da defesa do Sporting, tão grande é a diferença para a concorrência. Nas laterais repetiu-se o que já tínhamos visto no jogo de Albufeira. Cedric Soares é dono do lugar sem qualquer discussão e Ínsua continua com suores frios. O resto foi mais do mesmo. A nossa gente, do meio campo para a frente parece caminhar sobre algodão em rama. Macios, lentos, previsíveis e com receio da aventura e de meter o pé. Verdes, muito verdes para o meu gosto. Pode ser que seja uma questão de um pouco mais de Sol e de uns bons berros de Sá Pinto.
Salvaram-se as grandes penalidades, em que a táctica foi aquela que já vos disse. É muito difícil perder, se a cumprirmos rigorosamente.
Pronto, estou preparado para ir a Alvalade no sábado. Recebi hoje a "Gamebox" e a boa nova de que o Núcleo Sportinguista de Estarreja, que organizará uma excursão a Alvalade, me acolherá no seu seio. O meu obrigado ao grande impulsionador do Núcleo, Vitor Oliveira. Irei com a minha gente, como já fui outras vezes e espero regressar feliz.

Leoninamente,
Até à próxima

Toma que já almoçaste !...


Todos sabemos que isto são "peanuts" para o tal senhor!... Mas mesmo assim, embora a sentença peque por tardia -  uma ou duas semanas era tempo mais do que suficiente - e a pena me pareça absolutamente irrisória  ou mesmo ridícula, alguma coisa foi feita.
Eu sei, todos sabemos, que os regulamentos que permitiram o estabelecimento de esta condenação e a pena que lhe aparece associada, foram "engendrados" e aprovados pelo "sistema". Fazem lembrar toda a legislação anti-corrupção produzida pelos deputados da AR, que mais não fazem que proteger os seus fautores e são sempre "envenenados" de processos e permissividades dilatórias, no sentido de amenizar ou fazer prescrever todos os crimes e mais um.
Mas é o futebol que temos, o "sistema" que temos, os dirigentes que temos, a justiça que temos e receio bem que apenas a implementação de um verdadeiro Tribunal do Desporto e uma séria, equilibrada e justa regulamentação governamental, poderão alterar esta "república de bananas" em que caiu o futebol português.
De qualquer modo, o dito senhor, desta vez, não passou incólume por entre os pingos da chuva!...

Leoninamente,
Até à próxima

P.S. - Declaro sem subterfúgios ou ódios daninhos, que separo com clareza e frontalidade, a grande instituição que é o Sport Lisboa e Benfica, de tudo o que se possa relacionar com o dito senhor agora condenado.

Com "Os Belenenses", de todo o coração !!!...



Desde menino que me habituei a ver no Clube de Futebol "Os Belenenses", um clube amigo. Não me perguntem porquê! Os sentimentos entram-nos na alma, sem quê nem porquê. E a participação do Sporting Clube de Portugal na justa homenagem que as gentes de Belém hoje prestam ao seu ídolo de sempre, José Manuel Soares, o Pepe, cuja recordação chegou aos nossos dias, quero aplaudi-la de pé. E antes que me esqueça, convido todos aqueles que me lêm, para este excelente trabalho, que nos traz algo que só fará bem ao conhecimento de todos.
Ouvi hoje na Antena1, o Presidente belenense, falar com apreço e emoção, da forma e da disponibilidade com que o Sporting Clube de Portugal, na pessoa do seu presidente, Godinho Lopes, recebeu o convite para estar presente na homenagem. Revejo-me e orgulho-me, liminarmente e sem quaisquer outras considerações, na sua atitude.
Também senti na pele a perda de um ídolo! Joaquim Agostinho perdeu a vida num estúpido acidente. Como aconteceu com Pepe. Por isso compreendo como todos os sportinguistas também compreenderão, o significado da homenagem de hoje, de toda a nação belenense ao seu ídolo de sempre. Estou por isso, com todos os belenenses e de todo o coração!...

Leoninamente,
Até à próxima

Norberto Viola "dixit"...


Carlos Freitas continua o seu trabalho. Profissionalíssimo, metódico, sem alaridos e sem se preocupar minimamente com os "apoios ou desapoios" dos jornais e sites do costume. Hoje, em tudo o que é lugar de especulação, Valentin Viola está na berra. De todas as locais que apreciei, esta aqui, pareceu-me aquela que revelou mais sustentação, pela procura de dados e pelo excelente contacto que foi conseguido com o pai do jogador. O método do "copy and past" às vezes dá-me vontade de rir!...
Do que se conhece do jogador, tenho dúvidas se reunirá os atributos que o plantel do Sporting me parece exigir. Mas, prestes a completar 21 anos, Carlos Freitas poderá ter encontrado nesta jovem promessa aquilo que Ricardo Sá Pinto já terá definido como importante.
Imagino os esforços que por aí se estarão a desenvolver para evitar mais uma derrota para uma certa cor. Esforços tremendos, que se anunciam com revelando "um saber e uma calma" só ao alcance dos predestinados. A ver vamos. O nosso "homem sem sono", sabe o que anda a fazer...

Leoninamente,
Até à próxima

terça-feira, 24 de julho de 2012

Equipas B, no silêncio dos inocentes!...




Os projetos de quase todas as equipas B, que este ano arrancam para mais uma experiência do futebol português, foram quase todos eles trabalhados em segredo. Informações escassas e muitos nomes para filtrar nestas últimas semanas. O Sporting foi o único clube a divulgar uma lista de jogadores no primeiro dia de trabalho, ao contrário de Benfica e F.C. Porto.
Mesmo assim haverá ainda muitas dúvidas no universo leonino que, eventualmente, apenas o 31 de Agosto eliminará em definitivo. Ao que se supõe, o Sporting jogará no Estádio Universitário, bem próximo de Alvalade e a constituição do plantel e equipa técnica não deverá fugir muito daquilo que até agora consegui coligir e que apresento:

Guarda-redes (2): Rafael Veloso (ex-júnior), Luís Ribeiro (regresso empréstimo Camacha);Defesas (9): Atila Turan (regresso empréstimo Beira Mar), Arias (ex-Sporting A), Tiago Ilori (ex-júnior), Eric Dier (regresso empréstimo Everton), Michael Pinto (ex-júnior), Pedro Mendes (regresso empréstimo Real Madrid), Tobias Figueiredo (ex-júnior), Fabrice Fokobo Atud (à experiência), João Gonçalves (regresso empréstimo Olhanense)
Médios (7): João Mário (ex-júnior), Lucas Patinho (ex-Fluminense), Luka Stojanovic (ex-júnior), Renato Neto (ex-Sporting A), Ricardo Esgaio (ex-júnior), Ruan Yang (ex-Gangzhou Greentown), Kikas (ex-Real Massamá)
Avançados (8): Sunil Chhetri (ex-Mohun Bagan), Bruma (ex-júnior), Betinho (ex-júnior), Gael Etock (ex-júnior), Zezinho (regresso empréstimo Atlético), Iuri Medeiros (ex-júnior), Jorge Chula (ex-U. Leiria), Nii Plange (ex-Feyenoord Academy).

Equipa técnica: Oceano (treinador principal), Dominguez (treinador adjunto), Vasco Évora, Márcio Sampaio e Igor Dias.

É bastante provável que esta lista de 26 atletas ainda possa sofrer alterações. O empréstimo praticamente consumado de Negueba (Flamengo) e porventura outras surpresas que possam surgir, poderão provocar modificações pontuais, mas dá ideia que a estrutura principal será esta.
Conhecem-se poucos pormenores do plano de preparação da equipa, até ao arranque da II Liga, no dia 12 de Agosto, em que o Sporting se deslocará a Oliveira de Azeméis para defrontar a equipa local. É provável que com o aproximar do arranque da II Liga, a Sporting, SAD venha a adoptar uma política diferente na comunicação, daquela que até agora tem sido disponibilizada aos adeptos. Esperamos que assim seja!...

Leoninamente,
Até à próxima

P.S. - O local da realização dos jogos, foi alterado depois da publicação, devido à preciosa informação que me chegou, por via de CL, num seu comentário.

Aí vai o primeiro dos cinco !!!...


Era previsível que o desfecho da passagem de Alberto Rodriguez pelo Sporting teria que ser algo semelhante ao que refere o último comunicado colocado no site do clube.
Depois da desastrada época que protagonizou no Sporting e do chumbo nos exames médicos que inviabilizaram o seu empréstimo ao Deportivo da Coruña, derradeira tentativa de salvar o contrato que na época transacta assinou com o Sporting Clube de Portugal, nada mais haveria a fazer que ambas as partes colocarem um ponto final na relação de trabalho em vigor.
O comunicado da Sporting Futebol, SAD, não o explicita, mas a fragilização do atleta não faz supor que tenha conseguido um "acordo leonino" de rescisão, como outros já terão conseguido. Alberto Rodriguez vê-se assim obrigado a partir para outras aventuras - ao que se sabe assinará pelo Rio Ave - e que o seu exemplo sirva para muitos futebolistas sul-americanos a actuar na Europa e pagos principescamente pelos clubes onde militam, reflectirem seriamente sobre esse constante cruzar do Atlântico, para tudo o que são competições internacionais - oficiais e particulares -  cujo agendamento há muito constitui provocatória e violenta afronta às entidades que lhes pagam os ordenados.
O exemplo de Rodriguez é paradigmático do completo e desavergonhado atropelo às mais elementares regras do profissionalismo. O Sporting transformou-se na época passada, para Alberto Rodriguez, numa clínica de recuperação das lesões contraídas ao serviço da sua selecção e muito pouco mais. E o mais sério e perigoso, é que outros companheiros seus, também sul-americanos, parecem não se aperceber dos riscos que correm ao embarcarem  em nacionalismos bacocos  e calcorrearem quase mensalmente o vasto Atlântico para tudo o que são compromissos internacionais, enquadrados, a grande maioria deles, em disputas amigáveis entre selecções. A FIFA vai assobiando para o ar e quem paga todas as despesas deste regabofe são, única e exclusivamente os clubes.
Com a predilecção especial que o Sporting e a generalidade das, supostamente mais fortes equipas europeias, parecem revelar pelo mercado sul-americano, um destes dias, as equipas B terão de colmatar a quase totalidade das equipas principais, desfalcadas pelas viagens transatlânticas. O peso do dinheiro ainda vai calando muitas consciências. Até quando?!...

Leoninamente,
Até à próxima

"A Bola", na iminência de serem eminências !...

O corpo redactorial do jornal "A Bola", aderiu ao NAO. Estão na iminência de serem considerados umas autênticas eminências!... Se não acredita veja aqui, mas vou reproduzir:


Imprensa brasileira dá Negueba nos leões por empréstimo
Por Redação

De acordo com o site Extra Globo, o Sporting estará na eminência de assegurar a contratação do jovem extremo Negueba, do Flamengo, por empréstimo com opção de compra de três milhões de euros.

Segundo o site, o Sporting está apenas à espera do contrato pelo Mengão para anunciar a transferência. O clube do Rio de Janeiro pretende libertar o jogador de 20 anos sem custos para lhe dar mais experiência de jogo.

O empresário do jogador estará em Portugal para concretizar o negócio, não tendo o jogador viajado com o plantel para Belo Horizonte onde esta segunda-feira o Flamengo enfrenta o Cruzeiro.

Negueba é internacional sub-20 do Brasil.




Ora toma !... 

À redacção de "A Bola" aqui vai uma eminente "ajuda":
   

Não confunda "iminente" com "eminente"



Por Thaís Nicoleti


“Os sites de compras colectivas funcionam devido ao efeito psicológico da escassez eminente.”
A língua portuguesa é pródiga em palavras de forma parecida, mas de significados diferentes, os chamados parônimos. Não é preciso dizer que a confusão entre eles é bastante comum.
No fragmento acima, foi usado “eminente” no lugar de “iminente”. Muito bem. A diferença entre os dois é muito grande. “Eminente” é um adjectivo que quer dizer “alto”, “elevado” (torre eminente, lugar eminente) ou, no sentido figurado, “importante”, “excelente”, “superior” (eminente professor, eminente deputado). É comum que, no emprego conotativo, o adjectivo apareça antes do substantivo, embora isso não seja obrigatório.
“Eminente” é cognato de “eminência”, substantivo que designa a qualidade daquilo que é eminente – é mais ou menos a mesma coisa que “proeminência” (no sentido figurado, “eminência” é superioridade moral e/ou intelectual). O termo também aparece na expressão “eminência parda”, com a qual nos referimos a uma pessoa muito influente, sobretudo na vida política, mas que permanece anónima, evitando mostrar-se ou agir às claras. A palavra aparece ainda no tratamento de cardeais (Vossa Eminência, Sua Eminência).
Já “iminente” é o que está prestes a acontecer. Normalmente usa-se em contextos em que ocorra algum tipo de ameaça (“perigo iminente”, “risco iminente” ou mesmo “escassez iminente”, como queria o autor do texto destacado).
É comum a substituição da letra “i” pela letra “e” num comportamento conhecido como hipercorreção ou ultracorreção, que consiste em tomar por errado o que está certo. Não é à toa que são comuns impropriedades como “previlégio” no lugar do correcto “privilégio” ou “entitulado” no lugar do correcto “intitulado”, entre muitos outros casos.
Abaixo, o fragmento corrigido:
Os sites de compras colectivas funcionam devido ao efeito psicológico da escassez iminente.


E ainda falam do Relvas !... Façam como ele, vão estudar !!!...
Leoninamente,
Até à próxima                  

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Dizem que no Sporting, há um "Joaninha" !...


E do "lado di lá" do Atlântico, a "galera" continua a insistir, como aqui, que Negueba vai viajar para Lisboa, para o Sporting! Por cá, "A Bola" continua a fazer "copy and past" das notícias que a respeito são publicadas no Brasil. Com tanta insistência, não me admiro nada que acertem mesmo...

Mas o que eu queria verdadeiramente, era que o Carlos Freitas encontrasse maneira de terminar o último capítulo da "aventura dos cinco"! Consta por aí que já há lugar lá pelas "pampas" para o cão Tim. Era bom, sim senhor! Ficavam a faltar apenas o Júlio, o David, a Ana e a Zé! Porque quanto a "aqueloutro", segundo uma "dica" que recebi de um dedicado, inteligente, tolerante, justicialista e endinheirado sportinguista(?!...), de seu nome completo, "Ó Joaninha, bananas! Bananas! Deixa-me que te diga: que putas de mamas!!", que acha justos e apropriados tanto o montante mensal, quanto o tempo que teremos que lhe pagar, estou em crer que daqui por um ano ainda andará a receber o RSI, pago pelo Sporting. Ele há cada estômago!...

Outra local interessante do dia de hoje foi esta. Realmente, depois de um ligeiro período de acalmia, só faltava um tal de Mário Duarte, vir fazer mais umas ondas, que talvez interessem ao tal clube português que ninguém sabe quem é e esse senhor também não. Coitado. Ainda o hei-de ver na fila do "Coração da Cidade", na busca de uma sopita! De lentilhas...

Mas a crónica do dia que me deixou pasmado e até com um bocadinho de "pele de galinha" foi esta, da autoria de Jorge Barbosa, no seu "Caderno de Apontamentos" publicado pelo jornal Record. Então não é que a crise também pode bater à porta de Jorge Nuno?!... Ou este Jorge Barbosa é mouro, ou então nem sabe o que o espera!...

Leoninamente,
Até á próxima

P.S. Meus amigos o "Joaninha" deixou-me esta sugestão na caixa de comentários: é pá, tu se calhar é melhor mudares-te para os de carnide!   O Ricardo Araújo Pereira está trabalhado. Um dia destes está no desemprego. Coitado!...

Como se eu fosse uma criança de quatro anos !!!...


Era bom que esta notícia correspondesse à verdade. Não tenho indicadores seguros, mas a confirmar-se seria ouro sobre verde. Mesmo admitindo que o negócio acaba por ser ruinoso para o Sporting, mais ruinosa seria a continuação da sua ligação ao clube. Vejam só  quanto nos estão a custar as "exigências" de Domingos Paciência: Alberto Rodriguez, Luis Aguiar e o seu próprio "subsídio de desemprego"!...
Compreender-se-ia que o Sporting suportasse o vencimento mensal de Domingos Paciência até ele encontrar um novo clube, mas tendo apenas como limite o fim da época transacta. Agora, continuar a pagar-lhe mensalmente uma quantia próxima ou ligeiramente superior a 80 mil euros, é uma violência que os conceitos éticos de Domingos Paciência deveriam recusar.
Qualquer subsídio de desemprego ou o próprio RSI, extinguem-se quando as razões da sua existência também se extinguem. Domingos Paciência teve a oportunidade de encontrar uma outra entidade onde poderia passar a exercer a sua actividade, mas como aqui apareceu referido, as suas exigências para com o clube grego terão levado este a virar-se para Leonardo Jardim, cuja contratação, como aqui é referido, acabou por se concretizar.
A rotura das negociações entre Domingos Paciência e o Olympiacos, deveria provocar automaticamente a cessação das obrigações do Sporting para com o treinador, que só não conseguiu uma nova ocupação, porque terá preferido continuar a "mamar na teta" de Alvalade. Desconheço completamente os termos do acordo estabelecido entre o Sporting e Domingos Paciência, quando da rescisão unilateral do clube de Alvalade. Mas o episódio de "recusa" de DP com o clube grego, oportunidade que o seu sucessor em Braga aproveitou com ambas as mãos, deveria ter provocado de imediato o fim das responsabilidades do Sporting para com ele. Não sou jurista, mas algo não terá sido devidamente acautelado pela legião de juristas que negociaram e redigiram os termos do acordo de rescisão com Domingos Paciência, que provavelmente ficará mais um ano sem trabalhar, com o Sporting a pagar-lhe na totalidade, quase um milhão de euros. Há qualquer coisa que eu necessitaria que me explicassem, com se eu fosse uma criançade quatro anos!...

Leoninamente,
Até à próxima

domingo, 22 de julho de 2012

Mais classe, mais categoria !...


Não sou comentador. E a opinião que sempre aqui trago deriva da forma simplista, prática e apaixonada  como vejo o futebol. Mas não vou negar que a estética será o capítulo que mais me seduz e encanta, embora reconhecendo sem dificuldade que há momentos do jogo em que uma qualquer equipa se vê obrigada a exibir um sentido prático maior, em desfavor da beleza dos movimentos que possa estar ao seu alcance.
Este segundo jogo disputado em Albufeira pelo Sporting Clube de Portugal, ficou registado pela minha sensibilidade com duas imagens distintas. Na primeira parte fotografei uma equipa decidida, esforçada e animada por um objectivo colectivo de fazer melhor que no primeiro jogo. Porém, embora o meu coração sportinguista se revolte comigo, terei de dizer que o futebol exibido pouco me seduziu, tantos foram os momentos em que aquilo que vi fazer, poderia ter atingido um nível de execução, tanto individual como colectivo, bem superior.
Na segunda parte, Ricardo Sá Pinto, com as substituições que fez, talvez sem necessariamente o pretender ou sequer nisso pensar, insuflou mais classe, mais categoria e um apuro técnico mais evidente e o resultado foi uma prestação bem superior à que a equipa tinha exibido no primeiro tempo. Deste Sporting já gostei bem mais e se esta for uma amostra daquilo que a equipa vai fazer na época, fico com a esperança a esmagar o desânimo que a primeira parte em mim determinou.
Dito isto e sem pretender destacar ninguém, quer-me parecer que o jogo de hoje disse:
- a lateral direita terá de pertencer a Cedric Soares, sendo Pereirinha apenas um razoável substituto.
- Boulahrouz jogou os primeiros 45 minutos e ... vai pegar de estaca, tão grande é a diferença de categoria para qualquer dos seus potenciais concorrentes.
- Pranjic tem muita categoria, um pé esquerdo de eleição e tão evidentes e enormes sentido colectivo e visão de jogo que não me admiraria muito se Ínsua começasse a sentir suores frios.
- Capel evidenciou tamanha alma e um tão apreciável avanço em relação ao estágio de preparação revelado pelos companheiros, que dificilmente me enganarei ao supor que irá ultrapassar as "performances" da época passada.
- Adrien voltou a revelar um pragmatismo e uma tão impressionante regularidade e utilidade que eu terei confirmado hoje que não sei se RSP dele poderá prescindir como titular.
Finalmente quero deixar uma palavra para o equipamento alternativo. Desde que foi conhecido que aqui o tenho elogiado. Mas ainda tinha dúvidas sobre o efeito que teria no relvado quando  dez camisolas o povoassem. Gostei muito. É alegre e enche realmente o rectangulo de Sporting. E quer-me parecer que até os passes sairam menos transviados. Será do facto de cada jogador passar a ter uma noção mais exacta da posição dos seus companheiros?!... Não quero especular, mas...
Hoje a nação sportinguista vai dormir mais feliz e tranquila. Há almas leoninas de muito sustento e reduzida noção da frugalidade. Por isso as vitórias são tão necessárias no universo sportinguista!...

Leoninamente,
Até breve

As aventuras dos cinco, que afinal são seis !...



Com a devolução da última encomenda que havíamos expedido, continuamos com cinco bonitos pares de botas na nossa montra, que nem com "rebajas" conseguimos despachar. Chamam-se na gíria comercial de "monos" e nem a arte de Carlos Freitas nos parece valer. O que nos poderá valer é que os empréstimos que eram para ir, acabaram por ficar e pode ser que, à semelhança do que os portugueses fazem com as férias, possamos exportar para fora mas cá dentro. LG, VB, SP, LA e AR, poderão parecer marcas de electrodomésticos mas não são. São cepos com pernas ou deficientes de longa duração, que nos hão-de derreter a folha salarial, aos quais se junta pacientemente um outro, cujo carácter muita gente gabava - incluo-me nessa muita gente - e que afinal nos saiu melhor que a encomenda e começa a parecer profundamente descaracterizado, além de caríssimo.
Com a cotação desta gente a cair, como as acções das bolsas por essa Europa fora, estou a ver Godinho Lopes com as mãos na cabeça, relembrando as aventuras das cinco personagens que Enid Blyton criou e que deram à vida dele e à de muitos de nós, o sabor fantástico que ela, na realidade,  não podia ter, mas que por certo a imaginação dele e nossa, conseguiu operar o milagre de nos fazer viver aventuras de sonho. Tratar-se-à portanto, mais de uma questão de imaginação que de preocupação e talvez aí Carlos Freitas dê uma mãozinha. Mas enquanto não der, o meu respeito pelos cabelos que Godinho Lopes vai arrancando na sua já pouco povoada cabeça, é enorme. O que nos havia de acontecer ! É que, a brincar a brincar meus amigos é quase meio milhão que vai à vida todos os meses, o que corresponde quase a 5 milhões por ano !...
Bem dizia o "pavão" Barbosa, que não sabia como o Presidente conseguia dormir. E então com a "ajuda" que ele deu... E ainda há por aí quem não tenha a mais pequena réstea de pudor e não se condoa e desate a desancar no homem! Eu por mim, daqui do meu canto, atrevo-me a enviar-lhe um abraço solidário e a desejar-lhe BOA SORTE PRESIDENTE !...

Leoninamente,
Até à próxima






sábado, 21 de julho de 2012

Senhores árbitros, tenham muito cuidado !...




Cuidado!... Tenham muito cuidado, senhores da arbitragem. Isto pode repetir-se, como se repetiu aqui e mais acolá!... Cautela e caldos de galinha não fazem mal a ninguém! Quem vos avisa, vosso "amigo" é!...

Leoninamente,
Até á próxima

Negueba, conhecem ?!...




Esta notícia é interessante. Desde o Mundial de sub-20, disputado na Colômbia em 2011, em que Nugueba se sagrou campeão mundial, que nos têm chegado ecos do valor deste menino, que Wanderlei Luxemburgo trata com um carinho especial. E "Luxa", que não é homem de amores fáceis, lá terá as suas razões. E Ronaldinho Gaúcho, que na imagem celebra com "Neguinho" um golo que este acabara de marcar, também gosta do "minino". E reparem no que diz um adepto ferrenho do Flamengo, sobre esta jovem promessa brasileira:

"... Negueba, se prepare bem, seja profissional e tente se afastar dos medalhões, que na verdade só prejudicam os garotos da base... Você só precisa de reforço muscular, para ser um dos melhores jogadores do Brasil..."

A seguir com atenção esta "alegria das pernas", como lhe chama Luxemburgo. O seu futuro até poderá passar por Alvalade...

Leoninamente,
Até à próxima

Curtas e boas...



A capa do jornal Record de hoje, parece reflectir uma certa imparcialidade que ultimamente se tem verificado, ao contrário da capa do "companheiro" da capital, que continua a sua saga vermelha. Com os "pais" desta vida, teremos de ter sempre os dois pés atrás, mas seria excelente que estes últimos indicativos correspondessem a uma intenção definida. Só a estupidez pode passar ao lado das potencialidades que representa um mercado de mais de três milhões de adeptos. Os sportinguistas não pretender ver as capas do jornal todos os dias pintadas de verde. Apenas pretendem ver neste jornal e em todos os outros, respeito pelo Sporting e equidade no tratamento.

Marcos Rojo chegou, deu nas vistas e entusiasmou o grupo. Rinaudo e Ínsua estarão naturalmente satisfeitos pois, ao que o novel jogador leonino afirmou à chegada, ambos terão tido muita influência na sua decisão. É isto amigos sportinguistas. Esta é a imagem que o Sporting tem que voltar a ter no mundo: um clube diferente, onde as pessoas se sintam bem.

Logo pela manhã, li esta bela notícia, de que destaco dois pormenores muito importantes. Estão a caminho de um bom termo as negociações para Adrien continuar de verde e branco vestido e é sintomático que o jovem leão tenha entregue a condução das mesmas a um advogado francês que conhecerá muito bem, em vez de se entregar nas mãos de empresários, cujos únicos interesses que zelam serão os próprios. Poucas dúvidas me restam de que Carlos Freitas e o representante do jogador já terão tratado o essencial na última reunião e naturalmente cada um deles reportará agora ao seu representado para receber a confirmação. Deveria ser assim com todos os outros leões que estão a caminho da renovação.

A provável saída de Amido Baldé, por empréstimo, para o Celtic, aqui reportada, também é uma boa notícia. O atleta terá oportunidade de jogar num clube com outra dimensão e convencer definitivamente os responsáveis leoninos ou prosseguir a sua carreira como qualquer filho quando, naturalmente, abandona o lar onde se fez homem e cidadão, sem que isso modifique o sentimento que o unirá para sempre aos pais. Essa é a lei da vida e felizes dos que assim o compreendem.

Leoninamente,
Até à próxima

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Derlei em Alvalade ?!...


E agora que a defesa e a linha média do Sporting parecem estar aparentemente recompostas e reforçadas, tanto na quantidade quanto na qualidade, iremos assistir nos próximos tempos a mais uma campanha especulativa sobre o presumível último jogador a contratar pelos leões.
Ainda se ouviam em Alvalade os acordes da marcha nupcial do último "casamento" e já os "jornaleiros" se esgatanhavam em torno do avançado que por aí surgirá, numa manhã de nevoeiro e sem que se chame Sebastião, que por sinal Carlos Freitas já terá colocado no Mónaco, que aqui o confirmou. Começaram aqui(1) e mais aqui(2) e ainda aqui(3) e depois aqui(4), com a novela de Liedson, que parece não ter convencido ninguém. Joel Neto, sempre lúcido e sportinguista, explica aqui as razões, que, freneticamente aplaudo. E Sá Pinto, questionado em Cartaya sobre a eventualidade do regresso do "levezinho", afirmou  "pensar apenas nos que cá estão". Resposta curta, directa, carregada de significado e que fez "explodir" as intenções de quem lhe colocou a pergunta. Um antêntico "uppercut" no "jornaleiro" de serviço de "A Bola".
Amigos sportinguistas, ando fartinho de procurar na internet, o avançado de que o Sporting muito provavelmente necessitaria. E confesso-vos que ainda não consegui encontrar: era assim uma espécie de Derlei, com 26 ou 27 anos!... Alguém conhece?!... Oxalá Paulo Menezes e Carlos Freitas já estejam na sua pista. Mas, como eu tenho pena dos "jornaleiros" e dos "serpas" e "pais" desta praça: só quando o homem estiver a dar autógrafos na Loja Verde é que "eles" vão colocar o "rojo" em Alvalade!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Há quem prefira Alvalade !...




Parece que aqui a dor ainda é intensa!... E por outros lados, como aqui, a nódoa negra ainda alastra.
Nos olhos, as pisaduras ainda se disfarçam com óculos de sol. Mas na alma é mais difícil. E que tal fazer duas ou três aplicações diárias de "hirudoid" ?!... Dizem que o vinagre e o alvaiade, também dão bons resultados. Para Marcos Rojo não foi preciso alvaide! O que ele preferiu mesmo foi... ALVALADE !!!...

Leoninamente,
Até à próxima

A fadiga jogou contra nós !...

in "O Jogo"

Não vou tapar o Sol com a peneira, eu queria ganhar ao Charlton. E durante grande parte dos primeiros 45 minutos, pensei que apesar do jogo incaracterístico que fomos desenvolvendo, acabaríamos por marcar. O que eu não esperava era ver um decréscimo tão acentuado na qualidade do jogo e no entrosamento, à medida que Ricardo Sá Pinto foi promovendo substituições. 
A meio da segunda parte comecei a interiorizar a ideia de que o nulo prevaleceria até o árbitro dar a partida por terminada. Não foi assim. Houve alguém que se esqueceu do que estava a fazer - sei bem quem foi mas não digo - e um diabinho inglês, espantado e agradecido, desfez-me os prognósticos.
Esperava algo diferente para melhor. Mas também tenho que ser justo e de algum modo aceitar as palavras de Sá Pinto no final do encontro: a fadiga foi o nosso principal adversário. Os músculos ainda doem das tremendas cargas a que têm sido sujeitos. É natural, mas nós, os adeptos queremos sempre mais e mais. Pronto, perdemos sim senhor, mas não morreu ninguém, não houve lesões, não fomos ao fundo, nem chumbámos, fomos surpreendidos ou escorregámos no primeiro teste, como de imediato os jornais e sites do costume se apressaram a dizer. Apenas um site, que ironicamente nos costuma derreter, conseguiu ver o jogo como eu o vi: "... leão entrou bem, mas foi perdendo equilíbrio com as alterações...".
Cá para mim, gostei de Carrillo seco e escorreito, do bom toque de bola de Pranjic, da raça e concentração de Adrien, do fulgor que Rinaudo, Capel e Insua já revelam, da tranquilidade e segurança de Marcelo. Todos os outros estiveram naquele plano ainda um pouco "verde", com particular destaque para Gelson que parece não ter encontrado ainda os terrenos que deve pisar.
Dificilmente o jogo de Domingo será diferente. Se em três dias as alterações fossem grandes, algo de muito mau estaria por detrás do desconsolo de hoje. Daqui por outros 10 dias, as coisas começarão a ser certamente diferentes. Diria mesmo, serão obrigatoriamente diferentes.

Leoninamente,
Até à próxima


quinta-feira, 19 de julho de 2012

Marcos Rojo e o scouting do Sporting...


Reparem no que eu vos digo: esta fonte é fidedigna!... Marcos Rojo já é jogador do Sporting e deve estar por horas a sua chegada a Alvalde.
E reparem ainda na breve mas importante referência que a mesma fonte faz, a um quase anónimo - a partir de agora deixará de o ser para entrar no nosso campo de aplauso e reconhecimento - director de Scouting do Sporting, de seu nome Paulo Menezes, considerado uma das melhores aquisições do mandato de Godinho Lopes. Recordo-vos uma ligeira passagem do que foi escrito em 25 de Maio do ano passado, no "Fórum SCP", por ocasião da sua contratação:

"... O director de Scouting do Futebol Profissional do Sporting, Paulo Menezes, foi contratado em Abril por Carlos Freitas. Foi uma das primeiras medidas de Carlos Freitas, é  sportinguista e acompanhou o Sporting no jornal "A Bola" e no jornal "O Jogo". Entretanto deixou de escrever e passou a trabalhar no scouting do Braga, para agora ingressar no nosso Sporting...".

É isso meus amigos. Com a crise global que varre todos os continentes, já não há milagres em campo de actividade algum. No futebol ainda menos e os "flops" sucedem-se. E o "segredo" para que o erro seja reduzido a uma margem mínima, encontrei-o há uns meses atrás aqui. Leiam com muita atenção e tirem as vossas conclusões sobre a realidade que hoje começamos a encontrar no Sporting.
Homens como Carlos Freitas e Paulo Menezes, com a rectaguarda coberta por Luís Duque, não se terão entregado todo este tempo a sestas reparadoras sob a sombra da bananeira e terão avançado no caminho organizativo mais correcto. E, sem milagres, os frutos começam a aparecer. Sempre haveremos de ser confrontados com "flops", mas se estes forem reduzidos a uma expressão aceitável e se com o profissionalismo e competência que os fez chegar a Alvalade, lhes forem sendo encontrados rumos que  menorizem os danos para o clube, estaremos no caminho certo.
Importante, importante, será que também na fabulosa massa de adeptos sportinguistas, se comece a assistir à aquisição de uma nova cultura: a cultura do aplauso, que tome definitivamente o lugar da cultura do assobio. Venha-me um qualquer "chico-esperto", ainda que envergando uma camisola às listas verde e brancas, dizer que nunca errou. Todos erramos. E se por cada erro que cometessemos, houvessem pateadas e consequências, os números astronómicos do desemprego seriam ainda mais assustadores. Que todos pensemos nisso, quando estivermos em Alvalade, ou quando nos encontrarmos à frente das teclas do computador. A nossa responsabilidade é maior que a daqueles que assobiarmos na bancada, ou pretendermos destruir na blogosfera. Porque somos mais e de efeitos terríveis a utilização dessas armas de "destruição massiva".
Se estivermos bem atentos ao autêntico turbilhão em que se transformou este defeso, facilmente concluiremos que haverá fortes possibilidades de sermos confrontados com surpresas inesperadas. No meio das especulações de todos aqueles que vivem dessas manobras, alguma coisa de verdade pela certa haverá. E o Sporting Clube de Portugal não é uma ilha, imune a todos os ataques que se possam imaginar. Se evidenciarmos todos, unidos num grande esforço colectivo, a tal cultura da confiança e do aplauso de que atrás falei, seremos mais fortes e guardaremos as costas de quem anda lá, na frente da batalha, a fazer o melhor que sabe e pode. E ninguém nos derrubará, enganará ou vilipendiará. E...
SEREMOS CAMPEÕES !!!...

SL para todos os que, mais logo, estiverem em Lepe. No relvado e nas bancadas. Ganhar é preciso!...

Leoninamente
Até à próxima











PUBLICIDADE