segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

À procura de rumo...

 
 
Já discordei muitas vezes das crónicas que Alberto do Rosário publica na sua rubrica "Bilhar Grande" no jornal Record. A maior parte das vezes encerram uma exagerada acrimónia em relação às grandes questões vividas pelo Sporting, com a qual não me identificarei. Porém, face ao avolumar progressivo dos problemas que o Clube vem vivendo nos últimos anos e à maior crise que porventura estará a viver na sua centenária história, faltar-me-á saber se o azedume que por vezes evidencia e me decepciona, não se terá tantas vezes justificado mais que a minha complacência.
Hoje, colocou o título de "À procura de rumo" na sua habitual crónica. Desta vez, subscrevo inteiramente cada palavra do seu texto que, pela sua importância, aqui decidi deixar-vos. Quando os sportinguistas assistem a mais um "melhoral" prescrito pelo habitual conjunto de "médicos" leoninos que, vá-se lá saber porquê, continuam teimosamente a acreditar e a pretender fazer outros acreditar, na administração de placebos - chamam-lhe congresso desta vez! -, quando o "doente" já se aproxima de uma fase que, longe vá o agouro, poderá muito bem alcançar um plano mais crítico e, quem sabe se terminal. 
 
Novo rumo para o Sporting não, porque não tem nenhum. Precisa de um rumo, ponto final.
A bússola entrou em zona tão magnetizada que a agulha, enlouquecida, salta para todas as direcções, sinais do norte é que nada. Urgente um projecto e um rumo firme e exigente. Mas estas coisas não se compram no supermercado, são necessárias lideranças, competências e o apoio dos adeptos e a descrença no presidente e na sua equipa é absoluta.
Recuperar credibilidade e confiança é uma empreitada dura, muito dura e começa por umas vitórias desportivas, no mínimo as obrigatórias. No lugar destas chovem humilhações, como mais uma vez em Vila do Conde, em que choveu uma cabazada, prémio de final de ano. Não há coração que resista, por mais verde que seja.
Se o deixarem, Jesualdo Ferreira reúne as condições técnicas e humanas para impulsionar e comandar um caminho, um rumo. Para já, acabar a arrumação da casa, sem isso não será possível uma estrutura consistente na defesa do tal rumo.
É imperativo que os corpos sociais transmitam para o exterior coesão e lealdade. Um presidente da assembleia geral que sendo da posição o é ainda mais da oposição é surreal. Indiscutível homem de bem e grande sportinguista. Contudo, talvez pelo seu enorme amor ao clube, descontrola-se ao ponto que num dia arrasa a entrevista do presidente e no outro, vai mais fundo, ao afirmar, com convicção, que as eleições poderiam ter sido, ou sido mesmo, viciadas. Arrepiante, porque continua em funções, como se fosse possível servir dois patrões.
Esta gente levou o Sporting a ter como único e possível objetivo classificar-se a meio da tabela no campeonato. Como qualquer pequeno, nem mais.

Não discuto a questão de saber se há rumo e se se deve procurar um novo ou alterar o actual. Será uma questão de semântica, quase igual ao "melhoral" ou bem mais próxima do que poderá parecer. O que penso ser imperioso, será "varrer" as nuvens negras que parecem pretender emoldurar Alvalade para todo o sempre.
 
Leoninamente,
Até à próxima

domingo, 30 de dezembro de 2012

Começar do zero, é uma missão do Clube !...

 
 
Perfazem-se hoje dois meses  desde que Frank Vercauteren assumiu a liderança da equipa principal do Sporting. Pouco mais terá coleccionado que desaires. Mas diz que se torna necessário aprender a lição. Tanto ele, quanto outros que não quis ou entendeu melhor não citar. Mas fala em mudanças e em clarificação das coisas, atribuindo essa missão ao Clube:
 
“...Vamos ter de começar do zero e não pensar no passado. Não é fácil, mas temos de aprender a lição...”
“... É tempo de mudanças e altura de deixar as coisas bem clarificadas. E isso é uma missão do clube....”
 
Por mim, pouco mais me resta que concordar com as suas palavras. Recomeçar do zero, todos sabemos que será alternativa única, depois de falharmos todos, repito todos, os objectivos da temporada. 
Salvo melhor opinião, julgo ter chegado a hora do professor Jesualdo Ferreira actuar. Salvo melhor opinião, julgo que o Rei Leão vai mesmo nú. Independentemente da seriedade do seu trabalho e da frontalidade e realismo com que analisa o momento actual do Sporting, Frank Vercauteren, por via do desconhecimento completo que revela do futebol português e pela inadaptação demonstrada em conseguir ressuscitar o "cadáver" que lhe colocaram nas mãos, receio que possa constituir mais problema que solução no momento actual do futebol leonino, pelo que pouco mais restará ao professor, que uma curta e delicada declaração de "boa viagem e felicidades na carreira" e a assumpção real e efectiva da função que Godinho Lopes lhe destinou, na sua porventura única medida acertada enquanto responsável "presidencialista" da vertente desportiva do Clube que, por enquanto, ainda dirige.
Será uma decisão que lhe exigirá toda a coragem que conseguir reunir dentro de si próprio. Mas optar por uma política de terra queimada até final da época, poderá ser uma solução que lhe evite algumas queimaduras na pele, mas revelaria um egoísmo condenável e uma subordinação injustificável dos interesses do Sporting Clube de Portugal.
A clarificação que porventura já habitará na mente de todos os sportinguistas, na minha modesta opinião, poderia bem comportar um duplo benefício: estancar a actual hemorragia anímica a que parece estar condenado todo o anémico plantel e capitalizar uma eventual e natural empatia por parte do futuro Presidente do Sporting Clube de Portugal, seja ele quem for que o futuro nos reserve.
 
Leoninamente,
Até à próxima

... Em prol do Futuro do Clube !...

Tarde em Alvalade...
 
... considerando que:
  1. o projecto apresentado aos Sócios durante as eleições difere radicalmente nas questões essenciais do praticado ao longo do mandato, não por alguma condicionante externa mas por responsabilidade exclusiva da Direcção;
  2. a estratégia seguida entretanto marcou um agravamento sem precedentes no plano desportivo e económico do Clube, colocando em causa a sobrevivência do mesmo a médio e curto prazo;
  3. ao fim de um mandato e meio a Direcção, após sucessivas alterações de rumo, encontra-se sem uma estratégia definida para o Sporting, vivendo do improviso de forma a sustentar-se a si enquanto Direcção e não o Sporting como Clube;
  4. as últimas eleições mostraram que existem vários projectos alternativos e válidos para o Sporting, em oposição à ausência de projectos que agora se testemunha;
os Sócios subscritores deste requerimento, conscientes do carácter grave e excepcional do seu pedido, sentem que se justifica a discussão e votação em Assembleia Geral do recurso extremo a eleições antecipadas (segundo os termos referidos na primeira página do Manifesto): seja para evitar que o Sporting perca tempo no cumprir meramente formal de um mandato precocemente esgotado; seja para dissipar dúvidas quanto à credibilidade da actual Direcção e a posição dos Sócios quanto à mesma. Em qualquer caso, que se abra espaço para a discussão reflectida – como a medida exige – e acção célere – como a situação urge – em prol do futuro do Clube.
Queremos dar rumo ao Sporting Clube de Portugal!
 
Excerto do Manifesto "DAR RUMO AO SPORTING"
29 de Outubro de 2012
 
Leoninamente,
Até à próxima

Ponto final !!!...




DAR RUMO AO SPORTING



Ponto final !!!...
De santo e de louco todos temos um pouco! Como sportinguista que sou desde que me conheço, sei que a santidade já paira sobre a minha cabeça há muitos anos. De outra forma não teria suportado 18 anos de jejum, nem aceitaria a iminência de via sacra igual. Mas louco nunca fui até hoje. Sendo que, no entanto, entendo ser chegada finalmente a minha hora de o ser. Contra nada, nem ninguém. Apenas pelo clube que amo: o Sporting Clube de Portugal. 
Aqui declaro sem mais explicações ou argumentos que:
 
1 - Já formalizei a minha adesão ao movimento DAR RUMO AO SPORTING e assinei  a petição para a convocatória de AG, para destituição dos actuais Corpos Sociais.
 
2 - Já contribuí com o meu donativo, para o fundo necessário de 60.000 Euros.
 
3 - A partir de hoje, este blog faz seus, os objectivos de DAR RUMO AO SPORTING.

Leoninamente,
Até à próxima

sábado, 29 de dezembro de 2012

Crime, ou talvez não ?!...

Crime, ou talvez não?!...

Desde que "rebentou" o famigerado caso que envolveu o então vice-presidente do Sporting, Paulo Pereira Cristóvão, que tenho evitado pronunciar-me sobre tão complexa matéria. É a posição natural dos que, desconhecendo os protagonistas para além das capas da imprensa, são confrontados com tão imbricado, obtuso e aparentemente insustentável esquema.
A entrevista que Paulo Pereira Cristóvão concedeu ao semanário Expresso e publicada na edição deste fim de semana, constituirá por assim dizer, a primeira peça da desmontagem da teia em que, aparentemente, parece ter sido apanhado ou se terá deixado envolver. Nunca me pareceu crível que um tarimbado inspector da PJ, alguma vez fosse suficientemente estúpido e primário para cometer qualquer dos crimes constantes do extenso rol que consta do libelo acusatório.
As instâncias da justiça federativa já arquivaram o processo e a inconsistência acusatória perseguida por um Ministério Público, cada vez mais enleado nas suas próprias malhas, com a violação sucessiva do inalienável segredo de justiça a evidenciar mais do que suspeitos fenómenos de nojenta corrupção e a acção persecutória sobre um mal amado ex-inspector da PJ a assumir contornos insuspeitáveis numa instituição que deveria respirar credibilidade e isenção,  deixa-lhe adivinhar fim semelhante.
Mas dificilmente Paulo Pereira Cristóvão sairá incólume deste processo assassino, com a opinião pública controlada pelos média, a fazer o julgamento antes dele sequer ser levado à barra dos tribunais, exactamente o que terão pretendido os mentores do processo. Porque o clube à volta do qual todo o esquema foi montado se chama simplesmente, Sporting Clube de Portugal. Como muito bem refere Paulo Pereira Cristóvao na sua entrevista, tivesse o caso porventura acontecido com um dirigente de um clube geograficamente colocado 300 km a Norte, certo e sabido que esse mesmo dirigente arrecadaria o "Dragão de Ouro" e o processo nem sequer teria pernas para andar!
De tudo o que li da extensa e elucidativa entrevista de Paulo Pereira Cristóvão, fica-me a sensação de que, como o próprio lucidamente argumenta, o Sporting Clube de Portugal, caminha alegremente de braço dado com um desígnio autofágico superlativo.
Na minha modesta opinião, o Sporting Clube de Portugal terá sido ardilosamente decepado daquele que porventura seria o seu único "braço armado", que impunha respeito e medo no pântano em que se transformou o futebol português. E os reflexos dessa decepação, ter-se-ão eventualmente manifestado de forma dramática, na vida disciplinar e comportamental do próprio plantel principal: patrão fora, dia santo na loja!...
O tempo há-de trazer-nos a verdade. O tempo é amigo do azeite!!!...

Leoninamente,
Até à próxima 
 

Rui Costa, o árbitro e a encomenda !...




FDP !!!... É tudo quanto se me oferece dizer, sobre a espulsão de Eric Dier... Os "costas" continuam impunes no futebol português!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

O fim da cultura dos egos !...

Uma multidão !...

Está de regresso o bom senso a Alvalade! A decisão espúria de designar cinco capitães para um grupo de trabalho que apenas deveria ter um, um só e apenas, tem os dias contados. Foi preciso chegar à Academia a inteligência e a lucidez do professor Jesualdo Ferreira, para acabar com a ideia peregrina e factor de divisão que reinava no plantel do Sporting. Foi preciso entrar de rompante em Alvalade, um homem que respira futebol e lhe conhece os segredos, para que finalmente fosse reposta a verdade da essência que encerra o importante e inalienável papel de um Capitão num grupo de trabalho mais próximo de uma sociedade de nações de que um colectivo onde a se imponha o respeito e a mística que necessáriamente transporta a figura de Capitão.
Um Capitão e um sub-Capitão é tudo o que um colectivo necessita e a perspectiva adiantada pela local do jornal Record, a confirmar-se, parece-me ajustada à realidade presente. Esta medida jamais significará a despromoção dos restantes. Representará, tão só, o fim da bagunça e da cultura dos egos, num grupo de trabalho que precisa de união como de pão para a boca. O meu forte aplauso para a decisão do professor Jesualdo Ferreira. O êxito não assenta em revoluções profundas, nem na pressa de galgar de uma vez só a dolorosa escada do sucesso. Deriva da subida lenta e segura, degrau a degrau, da escadaria imensa que tiver que ser levada a cabo. Este primeiro degrau, era imperioso!...
 
Leoninamente,
Até à próxima 

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Quem teria feito melhor ?!...

Uma outra cultura, uma outra mentalidade!...
 
O futebol português vive de mexericos e de "mind-games"! E os adeptos quando confrontados com o pensamento de alguém, vindo do exterior, com cultura e mentalidade diferentes, raramente reagem bem e aceitam quem possa pensar de outro modo, em relação aos "lugares comuns" sedimentados na nossa maneira bem portuguesa de estar e pensar.
A Frank Vercauteren, chegado ao Sporting nas condições de todos conhecidas e surpreendido e confrontado com mais uma das habituais medidas de "salvamento da pele" de Godinho Lopes, pouco mais restaria, se acaso pensasse como quase todo este luso povo, que fazer a mala e dirigir-se à Portela, enquanto ali estiverem disponíveis voos directos para todas as partes do mundo, coisa que com a privatização da ANA, dentro de pouco tempo será chão que já deu uvas. 
Mas a sua forma de pensar é outra. E hoje deixou aqui, bem expresso o seu pensamento e a sua postura, quando confrontado com a coexistência, para si natural, com o professor Jesualdo Ferreira, manager de todo o futebol do Sporting:

«É alguém com quem se pode falar de futebol, é essa a nossa paixão. Se falamos tentamos encontrar soluções para os nossos problemas. Falámos sobre a missão de cada um no clube, está tudo a correr bem. Oxalá possamos encontrar, em conjunto, as soluções para o clube com a nossa qualidade e experiência. Para mim, o clube e os resultados são o mais importante; não o treinador ou o manager».

«O que as pessoas dizem não me importa, nunca sabemos quais são as suas motivações. Falei com o presidente e com o manager, e a mensagem é clara. Está tudo muito claro, apenas não gosto que não digam a verdade. Se é a verdade, [que Jesualdo Ferreira vai ser o treinador na próxima época], não sei. Mas não é essa a minha prioridade. A minha prioridade é perceber o que podemos fazer para melhorar a qualidade do Sporting».

«Se receasse pelo meu lugar não seria treinador. O mesmo se aplica aos jogadores que sentem receio com a chegada de outro. Tenho contrato e vou respeitá-lo a 200 por cento. É tempo perdido falar sobre este assunto. Juntos vamos tentar encontrar soluções para o clube. Tenho de direcionar a minha energia para a equipa, para o clube e para os adeptos».
 
Independentemente daquilo que Frank Vercauteren vem mostrando como técnico e que porventura não estará a corresponder, no tempo, no modo e nos resultados, ao que todo o universo leonino desejaria, teremos que reconhecer que o seu discurso é coerente, transparente e elevado, coisa a que, decididamente não estamos habituados.
Soaram-me bem as palavras de Vercauteren, pese embora reconhecer que ainda não terá encontrado a ponta da meada que Godinho Lopes lhe entregou. Mas quem a teria encontrado neste pouco tempo que leva de liderança técnica no Sporting?! Quem teria porventura feito melhor?!...
 
Leoninamente,
Até à próxima
 
 
 
 

O regresso de Adrien Silva !...

Deixem-no fazer o que gosta, onde gosta !...
 
Sempre me pareceu estranha a irregularidade de Adrien Silva, desde que renovou pelo Sporting, depois dos folhetins a que todos assistimos. E este meu pensamento baseava-se  na convicção que sempre tive acerca do profissionalismo e dedicação ao clube que, aos meus olhos, Adrien sempre patenteou.
Adrien foi protagonista de uma carreira irrepreensível nos escalões de formação do Sporting. Depois da sua explosão em Coimbra, aplaudi com convicta alegria, o seu regresso ao Sporting e a renovação subsequente. Mas, estranhamente, o seu apagamento posterior, colocou-me questões a que nunca soube responder. Agora Frank Vercauteren, na conferência de imprensa de hoje, veio dar algumas respostas às minhas dúvidas. Quantas vezes o nosso intenso desejo de ver as coisas correrem bem ao Clube e aos atletas que admiramos, nos tolhe o discernimento e nos torna azedos e injustos?!... É por isso que se torna importante o papel dos técnicos, porquanto nas mensagens que endereçam aos adeptos, deverão ter sempre em conta uma comunicação correcta, no sentido de prevenir todas as injustiças que estes possam cometer em relação, tanto à equipa quanto aos atletas.
Espero sinceramente que Adrien possa agora afirmar-nos todo o seu talento e devoção ao Clube que o formou e que tanto espera dele. Espero que os técnicos responsáveis, sejam eles quais forem, deixem de entender Adrien, como um remendo de que se servem para tapar as insuficiências do plantel ou a má forma ou displicência que outros seus companheiros tem revelado. Adrien Silva é para mim o melhor 8 do plantel do Sporting. Salvo melhor opinião, deverá ser nessa posição que o seu talento e a sua entrega deverão ser potenciados, em vez das teimosas experiências a que tem sido sujeito. Ele é um homem que luta e que põe a sua técnica ao serviço da equipa, se colocado no lugar certo e nunca como  o "play-maker" que alguns pretenderão. Que Vercauteren lhe possa dar essa oportunidade!...
 
Leoninamente,
Até à próxima

E o novo avançado é...

Aí está o novo avançado !...
 Chegou-me ao ouvido que o Sporting já terá contratado o tão desejado avançado. Não me disseram se o negócio é anterior à chegada do professor Jesualdo Ferreira, ou se já terá a sua chancela. Apenas que irá custar aos cofres leoninos um pouco menos de 1 milhão de Euros, que já conhece bem o futebol português, terá pouco mais de 22 anos,  e que só será anunciado depois do Ano Novo.
Por mais esforços que tenha feito, não consegui "sacar" qualquer outro dado. Disseram-me para aguardar, mas que era negócio garantido. Estas conversas de café estão a dar cabo de mim.
Se já conhece bem o futebol português, será estrangeiro, naturalmente. Com 22 anos, sempre permitia uma pesquisa e... aí vou eu! Encontrei vários, mas com corpo e alguma capacidade para vestir de leão ao peito, o leque reduziu-se. Depois, tendo em conta uns "zuns-zuns" que os desportivos habituais debitaram há alguns dias, a coisa resumiu-se a um. Mas não me atrevo sequer a soletrar-lhe o nome. Vou fazer mesmo o que me recomendaram. Aguardar.
Lá voltamos nós ao mesmo. Ai, a formação, e tal e tal, agora é que vai ser. Não há dinheiro, a coisa está preta, o Ricciardi passou uma "meloca" ao Godinho e isto agora vai piar fininho, vai ser só prata da casa! Qual quê, isto só lá vai daquela maneira contra a qual sempre me bati, mas de que finalmente me convenci ser a única que poderá dar volta a isto. Por mim, já fiz o que tinha a fazer. Já posso dormir serenamente e entrar em 2013 de consciência tranquila.  
 
Leoninamente,
Até à próxima
 

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Ou eu, ou o caos ! Onde é que já ouvi isto?!...

 
Manuel José, em entrevista à Antena 1, teceu considerações várias sobre o momento actual do Sporting. Com algumas - poucas - concordarei, com a maior parte, penso que terá ido longe demais, incorrendo num tipo de exagero pouco edificante para um homem com as responsabilidades que tem no futebol português e estando em análise a grandeza de uma instituição como o Sporting Clube de Portugal, que lhe deveria merecer outro respeito.
Sobre Izmailov, Carriço e os famigerados "cinco capitães", aqui, assino por baixo sem qualquer relutância, quase tudo aquilo que disse. Terei apenas reservas sobre a superficialidade com que se referiu ao caso de Daniel Carriço.
Na abordagem que aqui faz, à classificação actual do Sporting e a uma hipotética descida de divisão, Manuel José deve ter sido acometido por uma súbita queda de tensão que lhe toldou o cérebro. Ou então terá deixado vir à superfície ódios antigos, que até não me serão difíceis de compreender, mas que naturalmente deveria evitar misturar com o Sporting Clube de Portugal. Já nas restantes vertentes desta local, as suas considerações terão algum fundo de assertividade, mas penso que deveria exigir a si próprio um grau de reserva bem superior. Uma figura pública não pode dizer tudo o que pensa ou sente, quando valores respeitáveis estão em causa.
Finalmente quando disserta sobre toda a problemática que envolveu e envolve, aqui, a contratação do professor Jesualdo Ferreira, penso que o antigo treinador do Sporting, terá deixado falar um dos seus piores defeitos, que me recuso liminarmente a explicitar, tantas e tantas vezes já terá repetido a cena em episódios de todos conhecidos, quer relacionados com clubes portugueses, quer envolvendo a própria selecção nacional. Lamentarei apenas a dramática falta de argúcia do jornalista que o terá entrevistado. Porque faltou perguntar a Manuel José, que resposta teria dado a Godinho Lopes, se porventura este o tivesse convidado exactamente nos mesmos termos, em que o fez ao professor Jesualdo Ferreira.
 
Leoninamente,
Até à próxima
 

SPORTING TV, só em Agosto !...



O vice-presidente do Sporting Clube de Portugal, Rui Paulo Figueiredo, veio hoje trazer-nos novidades sobre a SPORTING TV. Contrariamente ao que se supunha, o arranque estará programado para Agosto por razões, aparentemente, pouco plausíveis, invocadas pelas operadoras.
Rui Paulo Figueiredo terá cometido inadvertidamente uma pequena "gaffe" ao referir que o arranque da SPORTING TV estaria em princípio pensado para 1 de Junho, data do aniversário do clube. Certamente que quereria dizer 1 de Julho. Coisa sem importância e estou em crer que os jornalistas terão ouvido mal, já que não acredito que RPF tenha confundido a data da fundação do clube.
De qualquer modo, tendo que adicionar, infelizmente, mais 31 dias no "countdown" que já vinha acelerando no topo do blog, a notícia de que o sinal estará disponível no MEO e ZON e que poderá ser estendido a outras operadoras é agradável.
Vamos aguardar pacientemente os 219 dias que faltam, na esperança que não venham por aí mais prorrogações, nem desculpas esfarrapadas das operadoras.
 
Leoninamente,
Até à próxima

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Oh professor, veja se põe mão nisto !!!...

 
Eu sei, que de tudo aquilo que vem nos jornais, a única coisa que poderá vir a ser aproveitada será, porventura, o custo do correspondente em papel higiénico. Mas no meio de tanto fumo, algum fogo andará por lá. E, sendo assim, a banda continua a tocar a mesma música, lá para os lados dos responsáveis da Sporting, SAD. Caramba, mas esta gente não aprende?! Oh professor Jesualdo Ferreira, por favor, veja se põe mão nisto!...
Agora é o Miguel Lopes. Mas, a ser verdade, o que é que esta alma vem fazer para o Sporting?! Então não temos o Cedric? E o Árias? E o Pereirinha?!...
O Gelson já lá vai. Claro, era bom de ver, só que não aparece ninguém a dizer quanto é que terá custado aos cofres do Sporting, esta experiência de seis meses. O Daniel Carriço demonstrou na época passada que, não sendo o melhor do mundo - se fosse há muito teria partido e deixado os cofres leoninos com algum conforto! -, era sempre uma solução aceitável para substituir Rinaudo. Agora, esta gente tem deixado displicentemente correr o marfim e daqui por alguns dias o rapaz irá sair a custo zero porque, naturalmente, com tanta indefinição, terá que dar rumo à sua vida. Mas então, não será possível pegar numa parte daquilo que a saída de Gelson proporcionou e somar ao que Carriço estava a auferir e renovar-lhe o contrato antes do fim do ano? Pode muito bem nunca chegar a ser o central que todos nós gostaríamos que fosse. Mas é um trinco de razoável qualidade e é um dos nossos, um dos poucos que sentem a camisola e que dá tudo pelo Sporting! Que mais quer esta gente? Gastar mais milhões com a contratação de outro "flop" ?! Oh professor Jesualdo Ferreira, por favor, veja se põe mão nisto!...
Depois há o Boularouz que se diz ter mercado, mas nem sai, nem fica, nem o pai vem nem a gente almoça. E se sair, que vem um novo central. Mas afinal que raio de cena é esta?! Então não temos aí o Eric Dier, o Pedro Mendes, o Tiago Ilori e outros mais?! E com o Xandão, a música é a mesma. Ora vai para a Lázio, ora regressa ao Brasil, ora fica, porque vai marcando os golitos de que os avançados não são capazes. Oh professor Jesualdo Ferreira, por favor, veja se põe mão nisto!...
A história do avançado já cheira mal. Wolfswinkel já está na Fiorentina, depois já não está. Godinho Lopes passa a vida a falar num avançado que vem aí, como se fosse coisa fácil de encontrar e pelo preço de um melão de Almeirim. Oh Presidente, páre um pouco para pensar e deixe de atirar areia para os olhos dos sócios. O Sporting não tem dinheiro para mandar cantar um cego. Acabe com isso e assuma de uma vez por todas que o Sporting se vai governar com a prata da casa e pronto. Temos o Betinho, temos o Esgaio e o que se torna imperioso é pôr a jogar os que cá estão. O mal é dos jogadores ou será de quem os treina, que não consegue extrair deles o rendimento suficiente para que a vergonha actual seja afastada para longe?! Jorge Jesus ficou sem Javi Garcia e Witsel e não vejo o Benfica a lutar pela manutenção. Acordem meus senhores, acordem! Oh professor Jesualdo Ferreira, por favor, veja se põe mão nisto!...
Desde que Matias Fernandez saiu para Itália, parece termos ficado a jogar com 10! Com tantos médios no plantel principal e na equipa B, ainda querem ir comprar mais um?! E o dinheiro?! Mas com tanto médico em Alvalade, aquilo é um hospital ou um manicómio?! Oh professor Jesualdo Ferreira, por favor, veja se põe mão nisto!...
 
Leoninamente,
Até à próxima
 

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Sporting TV, um sonho e uma ideia



Quando for meia-noite deste Dia de Natal de 2012, ao que se supõe, fazendo fé naquilo que tem ficado subentendido de afirmações de responsáveis leoninos ligados ao projecto, ficarão a faltar 188 dias para o arranque da SPORTING TV!...
Um dia destes, dei comigo a imaginar como será o logotipo que dentro de pouco mais de seis meses todos os sportinguistas se habituarão a ver diariamente. E durante umas horas, servindo-me de um site especializado, "diverti-me" na procura de um logo que satisfizesse as exigências da minha sensibilidade, se adequasse às linhas actuais do design gráfico e me fizesse lembrar o Sporting. Acho que, sem ser  designer, "encontrei" um boneco engraçado que, se não servir para mais nada, servirá na perfeição para ilustrar o "countdown" que todos os dias aparecerá actualizado no cimo do blog, a lembrar o tempo que porventura faltará, para que se concretize uma das mais emblemáticas realizações com que sonham tantos e tantos sportinguistas.
 
Leoninamente,
Até à próxima
 

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Um vómito violento !!!...

 
Ouvi na Antena 1, o professor Daniel Sampaio dizer que está prevista uma AG do Sporting, a ser marcada para o mês de Fevereiro, onde será dada voz aos sócios do Sporting Clube de Portugal. E disse depois, reiterando a amizade de 46 anos que o liga ao PMAG, orgão em que também é Vice-Presidente, que subscreve todas as suas bombásticas afirmações.
Ora, ribombando ainda nos nossos ouvidos os últimos "rockets" lançados pelo dr. Eduardo Barroso, de que "tem a certeza que houve irregularidades gravíssimas e inacreditáveis nas últimas eleições.”, pormenorizando que “Votaram 300 ou 400 sócios que não entraram nos computadores.” e sendo estas afirmações pouco menos que inacreditáveis, não compreendo como é que um homem da dimensão e da craveira intelectual do professor Daniel Sampaio, a ser verdade o que o dr. Eduardo Barroso só agora trouxe à luz do dia, pôde pactuar com uma situação desta natureza. E muito menos compreendo como é que um Corpo Social, com a dimensão legal e representativa que está atribuída à MAG, pôde pactuar e permitir o branqueamento de uma ilegalidade desta estirpe.
Não sei se a "fotografia" arripiante das "afinações" de Lino de Carvalho, agora divulgada pelo dr. Eduardo Barroso, subscrita pelo professor Daniel Sampaio e desde sempre invocada pelo candidato derrotado Bruno de Carvalho, alguma vez virá a ser "publicada" perante toda a formidável nação leonina. O que sei é que à medida que se revolve uma qualquer estrumeira, cada vez mais insuportável será o cheiro que a mesma exala. Os sportinguistas, em plena quadra natalícia, não mereciam suportar um tão terrível e nauseabundo odor pútrido, nem que lhes fosse provocado um tão violento vómito.
 
Leoninamente,
Até á próxima

domingo, 23 de dezembro de 2012

O Sporting já tem um "Bitaites" !!!...

 
 
Há um impagável adepto do F.C. do Porto, cujas tiradas oratórias lhe colocaram para sempre na lapela um "emblema", que nem com águarraz alguma vez conseguirá descolar. Dizem que é professor, de nome Hernâni e apelido Gonçalves. Tantas fez, ou melhor dizendo, tantas disse, que ficou mesmo "Bitaites" e nunca mais se livrou de tão desgraçada alcunha! Eram os tempos em que era preciso fazer de um clube de bairro que tremia quando, rumo ao Sul, atravessava o Douro, um clube de projecção nacional, quiçá internacional. A estratégia delineada por José Maria e rigorosamente executada por Jorge Nuno, foi um êxito absoluto, todos o reconhecerão. Mas ao pobre do Bitaites, logo que alcançado o desiderato do saudoso Zé do Boné, logo foram dadas papais e rigorosas instruções para terminar com a verborreia. E qual "chiclete", depois de bem mastigado, o professor foi deitado fora e se ainda por aí aparece de vez em quando, é porque se colou ao sapato de alguém que o calcou e "adesivando-se" ao calcante, ainda vai dando umas voltas.
Ora se o método resultou lá pelo Norte e a donzela virou "nobre dama" da mui nobre e invicta cidade, que além de perder os receios domésticos, até se aventurou a galgar as raias hispãnicas, temo que a um outro senhor, este mouro e de leão ao peito, a ideia tenha seduzido a tal ponto, que terá começado a debitar um discurso em tudo parecido com o sr. Hernâni, só que em tons de verde e, ressalvadas as devidas diferenças, com um impacto que fará do original um simples principiante.
A julgar pelo tempo e pela intensidade com que vem debitando a sua incontinente verborreia, tenho a séria convicção que muito pouco tempo restará ao PMAG em exercício no Sporting Clube de Portugal, para que alguém mande executar para depois providenciar a devida colagem na respectiva lapela, do "emblema" que ofuscará o leão que hoje por lá vai andando pendurado e triste. 
Quero aqui solenemente jurar, perante todos os sportinguistas, que se o nosso "Bitaites" conseguir o êxito para o nosso Sporting, que o original conseguiu para os "andrades", a minha boca nunca mais invocará o santo nome do nosso "deus" em vão! Se os leõzitos tremelicantes de rabo entre as pernas para atravessarem o Mondego, o Vouga, o Douro e tantos outros rios, com o Atlântico à mistura, começarem a rugir como deve de ser e a encherem a blusa dos adversários com cabazadas, eu nunca mais vou criticar o nosso PMAG. Palavra de Leão !!!...
 
Leoninamente,
Até à próxima  
 

sábado, 22 de dezembro de 2012

Sporting, um hino ao futsal !...

Alex com um "hat-trick"
 
Em ambiente fantástico e com um grande número de adeptos sportinguistas presente, a equipa sénior de futsal do Sporting, defrontou hoje na capital do Minho, a sua congénere bracarense, para a 11ª jornada do Campeonato Nacional da modalidade.
Os leões liderados por Nuno Dias começaram bem o encontro com Pedro Cary aos 5 minutos a inaugurar o marcador. Boa resposta do Braga que aos 9 minutos conseguiu igualar e suster a avalanche leonina até ao intervalo.
Na segunda parte, foi avassalador o domínio dos homens de Alvalade e Alex com um "hat-trick" colocou o Sporting a vencer por 4-1. A um minuto do final da partida Djô concluiu a goleada final de 5-1.
Perante um adversário que fazia supôr algumas dificuldades, assistiu-se a um excelente jogo da equipa leonina que, com uma organização e dinâmica de jogo inquestionavelmente superiores, superou mais um difícil obstáculo, confirmando a sua supremacia e a invicta liderança no campeonato desta apaixonante modalidade.
Escasseiam as palavras para definir a caminhada da fabulosa equipa que Nuno Dias lidera na sua primeira época em Alvalade. Assiste-se a pormenores tácticos que fazem delirar os adeptos da modalidade e a equipa revela um entrosado colectivismo e uma solidariedade que a tornam praticamente invencível.
Mesmo coleccionando títulos atrás de títulos, há muitos anos que eu não me lembro de ver o Sporting praticar um futsal de tão rara beleza, com tamanha segurança defensiva e tão fascinante eficácia. Nuno Dias e os seus pupilos estão de parabéns! Os amantes do futsal agradecem e os adeptos sportinguistas rejubilam. Força Sporting!...
 
Leoninamente,
Até à próxima 
 
 




 

Jesualdo, treinador na próxima época


 
Na edição de hoje do jornal Record e num artigo bem bem pensado e estruturado, o jornalista José Ribeiro, terá porventura surpreendido muitos sportinguistas com a sua visão sobre a contratação do professor Jesualdo Ferreira.
O jornalista defende a tese de que a "estratégia de Godinho Lopes vai muito além do que foi divulgado" e visará sobretudo, assegurar a presença do professor Jesualdo Ferreira como treinador da equipa principal do Sporting para a próxima época: "O professor terá cerca de 6 meses para conhecer os cantos à casa e, no início de 2013/14, assumirá o papel de principal líder do plantel verde e branco".
José Ribeiro, jornalista editor-chefe do jornal Record, não é um jornalista qualquer. Tem responsabilidades no jornal onde trabalha e o artigo publicado reflecte, a meu ver e por via da opinião que dele tenho, o conhecimento suficiente sobre o tema que aborda, para que de modo algum se possa considerar a sua abordagem como mais uma das tantas especulações que por aí nos aparecem. A demonstração desse conhecimento estará implícita, tanto na forma como aborda a pacífica aceitação de Frank Vercauteren da contratação do professor Jesualdo Ferreira, dado ter "conhecimento antecipado das regras do jogo quando aceitou o convite", quanto alarga o aconselhamento que Godinho Lopes colocou quase em exclusivo na figura de Aurélio Pereira, a José Couceiro que, recusando o convite para director-desportivo porque apenas desejaria ser treinador, "falou em Jesualdo Ferreira como a escolha mais aconselhada".
Sem o pretender, ou até talvez, quem sabe, exactamente com esse objectivo, José Ribeiro desmonta todos os cenários "encaracolados" ou "manhosos", que por aí circularam, sobre a demissão iminente e mais que previsível de Vercauteren e da assumpçao imediata da liderança da equipa principal do Sporting por parte do professor Jesualdo Ferreira.
Apesar dos múltiplos erros cometidos por Godinho Lopes, na primeira metade do seu mandato, que terão desembainhado a "espada" que sobre ele agora parece inexoravelmente pender, não me parece que se possa considerar esta sua última aposta estratégica, como um erro semelhante aos anteriores.
Quando a notícia da contratação do professor Jesualdo Ferreira rebentou por aí, também eu torci o meu nariz. Mas devo reconhecer que à medida que o pó vem assentando e ainda mais com este magnífico artigo de José Ribeiro, começo a reconhecer a bondade da acção de Godinho Lopes. Principalmente porque, mesmo que todo o universo sportinguista desconheça o futuro próximo do actual Presidente do Sporting Clube de Portugal, julgo que a solução que preconizou nunca será incompatível com qualquer dos cenários que se possa vir a desenvolver. Independentemente de até final da época que está a decorrer, a bola bater na trave, ou dos penalties que um qualquer árbitro "nosso amigo" possa não ver na área dos nossos adversários ou jure ver na nossa área, independentemente de tudo o que possa vir ou não a resultar das decisões soberanas dos sportinguistas, a contratação do professor Jesualdo Ferreira como manager do Sporting para preparar e liderar no banco a próxima época, não se me afigura possa constituir qualquer erro estratégico ou constituir inibição para qualquer projecto diferente de Godinho Lopes.
 
Leoninamente,
Até à próxima
 

Basquetebol: Sporting 73-41 Queluz

Joana Claro, a nossa Capitã
Mais um jogo das nossas Leoas do basquetebol, rumo à I Divisão. Hoje no pavilhão da Escola Secundária do Lumiar, o Sporting defrontou e venceu a equipa do Queluz, por 73-41.
Os resultados parciais nos dois primeiros períodos foram de 22-13 e 39-24, o que  é explicado pela excelente réplica da equipa adversária até ao intervalo. Mas quando se joga com a raça e a garra exibidas pelas nossas queridas Leoas, não há obstáculos que não possam ser vencidos. Um terceiro período demolidor levou o resultado para uma diferença pontual fantástica, com o resultado fixado em 57-27, à custa de um parcial de 18-3, que evidencia as correcções em termos defensivos, que a professora Lúcia Gomes introduziu no tempo de descanso. No último período as basquetebolistas do Sporting, geriram com eficácia o marcador e o triunfo, categórico e expressivo, acaba por ser o reflexo da categoria que as nossas Leoas veem evidenciando.
Parabéns à nossas Leoas e a todos quantos continuam a trabalhar dedicadamente, para nos darem estas sucessivas alegrias.
 
Leoninamente,
Até à próxima
 


sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Gelson Fernandes, a primeira saída

 
Ainda hoje são 21 de Dezembro e a "revolução" já começou! Terá sido este o primeiro acto do professor Jesualdo Ferreira, ou as coisas já estavam encaminhadas ?! É de crer que o "negócio" já estivesse em andamento.
Gelson Fernandes pouco acrescentou ao futebol do Sporting, para além de capacidade física e espírito de luta. Tendo em conta que chegou a custo zero - o que terá recebido como prémio de assinatura só os deuses saberão! -, os prejuízos serão amortecidos pela poupança salarial que representa e no final dos 18 meses do empréstimo, a opção de compra do Sion poderá de certo modo ser compensadora.
A sua substituição, dentro da linha que Godinho Lopes e Jesualdo Ferreira já evidenciaram, quer-me parecer que deverá ser feita com a prata da casa. Veremos se com a adaptação de Adrien ou André Martins, ou se com a subida à equipa principal de Zézinho.
Não constitui surpresa esta primeira saída. Em termos de qualidade Gelson Fernandes nunca impressionou e muito dificilmente nos recordaremos de acções que tenha protagonizado em termos de construção ofensiva. A sua voluntariedade sempre me pareceu insuficiente para as necessidades da equipa, muito particularmente em termos ofensivos. Deixa uma imagem de entrega e raça e resta-nos desejar-lhe boa sorte na sua carreira.
Faltam 10 dias para a reabertura do mercado de Janeiro. Será bem provável que antes do fim do ano ainda tenhamos mais novidades. Serenamente, vamos celebrar esta quadra natalícia e pensar depois no jogo em Vila do Conde, dentro de uma semana, cuja importância será decisiva para não deixarmos cair a possibilidade de lutar pelo único título ao nosso alcance.
 
Leoninamente,
Até à próxima
 

Grafonola Leonina - Com medo de voar





Às vezes é tarde demais, para seguir em frente.
Às vezes é cedo demais, para voltar atrás.
E o tempo também é inverso, à nossa vontade.
E às tantas o que nos atrai, já não é verdade.
Porque é fácil não estar no lugar marcado,
E é tão fácil seguir o caminho errado.

Às vezes eu não salto com medo de voar,
Às vezes eu não sonho, com medo de acordar.
Às vezes eu não canto, com medo de me ouvir,
Às vezes eu entendo, que é apenas um momento,

E o melhor há-de vir.


Leoninamente,
Até à próxima

Respeito e temor !!!...

in "Record" online
 
Interessante o que Luís Avelãs aqui escreveu. Com uma média ridícula de 9.256 espectadores por jogo, em todos os encontros até agora disputados, a nossa Liga terá quase uma dezena de ligas europeias à sua frente, no que à média de espectadores diz respeito. 
Mas a ilacção mais curiosa deste "ranking" que o jornalista nos traz, será o seu cruzamento com a tabela classificativa actual. Um Sporting que, a atravessar aquele que porventura será o período mais negro da sua história, consegue não descolar do pódio de assistências, estilhaçando os propósitos tanto da nojenta campanha em curso tendente à bipolarização do futebol português, quanto da megalomania que certos "salvadores" vem ostensivamente ensaiando, com a água benta de uma Comunicação Social subserviente e sem pinga de competência e isenção.
Podem os mais diversos analistas vasculhar por aí, usando todos os disparatados ou assertivos métodos que lhes apetecerem, as razões que estarão na origem do desgraçado momento que o Clube atravessa, que jamais poderão ligá-las à forrmidável massa de adeptos sportinguistas. Está aí a razão primeira porque, orgulhosamente, afirmamos que somos um CLUBE DIFERENTE !...
E no dia em que, esse admirável universo leonino, conseguir colocar à frente dos destinos do Sporting Clube de Portugal, um líder de que todos nos orgulhemos e que saiba dar expressão a essa diferença, a comiseração e o achincalhamento que hoje nos envolve, dará lugar, inexoravelmente, ao respeito e ao temor !!!...
 
Leoninamente,
Até à próxima 
 

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Feliz Natal e um Bom Ano de 2013 !!!...




A todos quantos me privilegiam com a sua visita, eu reenvio este bonito postal, que acaba de chegar à minha caixa de correio.
Festas Felizes para todos  e que o ano de 2013 traga a todos os sportinguistas as alegrias que a sua grande paixão merece. Que o Sporting Clube de Portugal consiga concretizar a desejada recuperação e encontre definitivamente, com esforço, dedicação e devoção, a glória que transporta desde a sua fundação.
Com o Sporting no coração. Sempre !...
 
Leoninamente,
Até à próxima

P.S. - Pelo significado e oportunidade, aqui deixo a mensagem que o professor Jesualdo Ferreira endereçou a todos os sportinguistas, no jantar do aniversário do Grupo Stromp, em que esteve presente:
 
“Queria desejar a todos os sportinguistas um santo Natal e a todos, em conjunto, que possamos ser bem mais fortes do que temos sido até agora. É o momento de todos se juntarem. Todos falam de solidariedade quando chega o Natal, porquê? Porque é um sentimento em que está implícita a ajuda constante, o trabalho colectivo, a coordenação que tem que existir entre pessoas que têm os mesmos desejos e os mesmos problemas. Uma equipa de futebol é isso, diariamente, enquanto treina, enquanto joga, precisa sempre de solidariedade. E se todos os sócios do Sporting levarem tempo a perceber isso, vai ser muito difícil que esse sentimento passe para o relvado, para a equipa, para os jogadores e que eles possam produzir aquilo que querem e que todos querem que venha a acabar com este sofrimento dos sportinguistas.”

Quem desdenha...

O "Gordo" sonhava com a baliza
 
O professor Jesualdo Ferreira foi convidado para ser o «manager» do Porto, quando a 26 de Maio de 2010 rescindiu com o clube e recusou, conforme aqui foi na oportunidade noticiado.
Curiosa a diplomática argumentação do professor Jesualdo Ferreira na ocasião: "... Desta forma, o clube pode ter a liberdade que lhe assiste de configurar o seu futebol com ideias diferentes...".
Mas muito mais curiosas ainda, seriam as palavras do presidente do Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, perante a "tampa" que acabara de apanhar: "Assim sendo, e tendo em conta o conhecimento que tem da nossa estrutura e do nosso projecto, este momento não constitui uma despedida, mas sim um «até quando quiser!». Foi isso, de resto, que fizemos questão de lhe sublinhar..." .
Perante estes pormenores que a poeira do tempo já quase terá apagado, como se compreende a fúria que o anafado, raivoso e deselegante Manuel Serrão exibiu no último programa "Prolongamento"!... E como serão também compreensíveis os seus vaticínios sobre o insucesso que o professor terá no Sporting! Quem assim desdenhou talvez desejasse mesmo "comprar"! Mas o que o "gordo" desejava mesmo é que o Sporting acabasse, porque o seu pequeno neurónio - dizem que só terá mesmo um único - diz-lhe que, de imediato, os 3 milhões de adeptos sportinguistas passar-se-iam de armas e bagagens, para os "andrades". O sebo da barriga deve ter-lhe começado a subir ao limitado cérebro e agora anda por lá tal confusão de gordura, que até consegue imaginar alegres confraternizações entre leões reais e verdadeiros senhores da selva e um animalzito mitológico a que as crianças chamam de dragão. E ainda por cima nem sequer interiorizou que pode muito bem vir a precisar das mãos do pobre sportinguista que tem à sua frente no dito programa e que teima em transformar em saco de boxe, para um dia destes lhe fazer uma lipoaspiração à barriga e ao cérebro!!!...
 
Leoninamente,
Até à próxima 

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Uma estrutura curta para grandes decisões!...

O sócio nº 97.960 do SCP
Na sua apresentação de hoje, como «manager» do futebol do Sporting, o professor Jesualdo Ferreira, entre palavras de cortesia e circunstância que o momento naturalmente impunha, deu a conhecer três intenções que muito me agradaram:
 
Criar uma estrutura curta que vai tomar grandes decisões para o Clube.
 
Criar uma direcção técnica e toda a gente a expor-se ao que sabe e ao que não sabe, porque só assim se aprende.

No campeonato há ainda muitos pontos para disputar... e o nosso foco é que a equipa renda e jogue bem.

Três montanhas tremendas se apresentam pela frente do novo «manager». Que precisam de tempo, estabilidade e tranquilidade, para que possam ser transpostas. Exactamente três premissas que com muita dificuldade o Sporting actual lhe poderá oferecer. Mas é um bom ponto de partida!...
O Sporting volta a ser pioneiro no futebol português. Nada que lhe seja estranho. Nada que se possa revelar inexequível. Independentemente de todos os cenários que possam vir a desenhar-se no horizonte...

Leoninamente,
Até à próxima.

A última cartada ?!...

in jornal Record online
 

É normal, há sempre um diretor técnico nos grandes clubes. Cada um faz o seu trabalho, não há qualquer problema.

Jesualdo Ferreira só é contratado porque há lacunas, insuficiências, e porque o Sporting carece de alguém com qualidade e capacidade para gerir o futebol. Se Vercauteren revelasse essa capacidade esta contratação não tinha acontecido. O que Vercauteren pode pensar é que isto foi um atestado de incompetência que lhe passaram. Ele não foi capaz de produzir em tempo útil as reformas necessárias, não conseguiu inverter o rumo desportivo da equipa, logo o presidente viu-se forçado, por razões desportivas e políticas a recorrer a um peso pesado do futebol português que é o professor Jesualdo Ferreira.

O professor Jesualdo é provavelmente a pessoa ideal para ocupar um cargo dessa natureza, porque é um homem sabedor do treino e conhecedor dos jogadores. Pode ser uma aposta muito interessante. Podem responsabilizá-lo e pedir-lhe resultados, mas têm de lhe dar 4 ou 5 anos. Têm de lhe dar oportunidade para ser ele a escolher o treinador, saber o dinheiro que tem para gastar, etc... isso é o que um manager faz.

Jesualdo Ferreira à lupa




Jesualdo prepara mudança global
terça-feira, 18 dezembro de 2012 | 03:09
 
 
O professor Jesualdo Ferreira, será a última cartada de Godinho Lopes?!... Poderá ser, ou não!... Quanta água vai correr ainda sob as pontes!... O presidente do CD do Sporting Clube de Portugal terá de ultrapassar, antes que o "treinador de todos os treinadores" - infelicidade de comunicação ou deliberada intenção? - possa começar a mostrar trabalho, os frutos da combatividade do movimento "Dar rumo ao Sporting" e, à margem dos mesmos, a contestação de uma oposição cada vez menos disposta a deixar-se convencer pelo seu discurso e para além disso, libertar-se ou não, do "sarilho das VMOC's", que diz estar absolutamente sob controle. Estará?!...
De qualquer forma, o professor Jesualdo Ferreira será hoje apresentado às 18.00 horas e será interessante verificar se outras nuances poderão ser descortinadas. É tão imprevisível o momento actual do Sporting, que já nada será de estranhar.
Achei interessante a análise deste cacharolete de opiniões que aqui vos deixo. O meu propósito será sempre o mesmo: o carregamento intensivo da bateria de conhecimento dos sportinguistas, sobre o momento actual do nosso Clube. Inúmeras outras opiniões por aí circulam. Mas decidi eliminar os extremos...
 
Leoninamente,
Até à próxima
 
 

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Abençoadas férias !!!...

 
Abençoadas férias !!!...
 
Uff, até que enfim!... Aí estão as abençoadas férias do Natal!... Este foi o desabafo que eu imagino ter ouvido da boca de quase todos os que protagonizaram mais um episódio da saga leonina!... Estamos a melhorar. A equipa já dura, para aí, uns 50 minutos. Só que descansa 10 minutos ao fim de cada período de igual duração. Pronto, são processos de recuperação que não contesto e cada um terá o seu. Vercauteren é que sabe! Só me sobram algumas dúvidas sobre como é que ele terá conseguido ser campeão na Bélgica por três vezes.
Já se nota que alguns jogadores finalmente terão entendido qual a sua zona de acção em campo. Dou um exemplo claro: Rui Patrício e Marcelo Boeck! Outros ainda não terão bem a certeza, mas acredito que quando regressarem lá dos natais das terras deles, a coisa se há-de compôr.
Conseguimos conquistar um pontinho precioso rumo à Taça do Lucílio. É bom, de pontinho em pontinho, pode ser que consigamos o apuramento, quem sabe?!... Jogo a jogo é que as coisas se fazem. Ah, já me esquecia: é preciso continuar a levantar a cabeça, foi o Esgaio que o disse. Já aprendeu, não acham?!...
Agora só desejo que o Vercauteren não encha uma das malas que levar para a Bélgica, com os jornais desportivos de ontem e hoje, nem encontre ninguém que lhe faça as traduções do que por lá foi dito, sobre o novo panorama de Alvalade. Ou será essa mesmo a estratégia de Godinho Lopes?!... Isto do futebol é uma coisa muito complexa e subjectiva. Até pode acontecer que a reunião de amanhã, entre o dono de todos os treinadores, o treinador de todos os treinadores e o treinador do prazo certo, combinem bem a "revolução" e o quartel-general fique em Abrantes.
O Sporting agora flutua entre os 60 mil Euros e os quase 13 milhões! Quase 20 meses de mandato e 100 milhões a voar, atiram mesmo para os 5 milhões mensais. O homem está certo!...
Os sportinguistas vão flutuando nesta dolorosa agonia, à espera que passe o Inverno. Só que a Primavera ainda vem tão longe !...
Oh "sôtor", então e o diagnóstico ?!...
 
Leoninamente,
Até à próxima
 

Querem amansar o Leão !!!...

 
 
A minha complacência não vai tão longe quanto a de Eduardo Barroso! Em nenhuma circunstância eu alguma vez votarei em Godinho Lopes. Nem se o Sporting tiver que baixar às competições distritais! Não votei, nem nunca votarei nesta porca continuidade, porque a minha dignidade de sportinguista não tem preço!...
Que venha a ruína financeira, que venham todas as tempestades com que a finança teima em ameaçar o Sporting Clube de Portugal. Uma coisa eu sei: não conseguirão "amansar" o Leão!...
E que Eduardo Barroso se deixe de panos quentes! Faça o que tem a fazer, que será exactamente aquilo que ontem admitiu: dar voz aos sportinguistas! Quais 60 mil Euros, qual carapuça ! Que avance, pois essa condicionante não passa de mais uma chantagem da "continuidade"! Que avance, pois entre 60 mil Euros e os milhões de passivo acumulado em 18 meses, os sportinguistas digerirão os primeiros como se fossem "peanuts"!...
 
Leoninamente,
Até à próxima
 


segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Vai-se-me apertando o coração !!!...


 
 
Um azedo limão com muito pouco sumo, foi o que me sugeriu a entrevista de ontem com que Godinho Lopes quase preencheu o programa “Trio d’ataque”.
Da casca resultou um chá sofrível. Uma espécie de “melhoral”, que nem fez bem nem mal, antes pelo contrário. Jesualdo Ferreira será o novo “homem forte” do futebol do Sporting, sem que se ficassem a perceber muito bem os limites da sua função, tanto no tempo quanto no modo. Pelo meio andaram José Couceiro e Aurélio Pereira, qualquer deles mal explicado e que só a argúcia dos sportinguistas melhor informados poderá clarificar.
Da polpa, retirámos muita parra e pouca ou mesmo nenhuma uva. Sumo nem vê-lo. Apenas uma repetição dos lugares comuns que já nos inundam os ouvidos quase há dois anos. Entre reestruturações internas que já irão na 2ª, 3ª ou 4ª geração, mas que têm conduzido a “inexplicáveis”aumentos dos custos com pessoal; apresentação do prometido e famigerado organograma mostrado envergonhadamente numa reles folhita de papel e nunca devidamente facultado aos sócios nos locais devidos; aumento do número de adeptos em Alvalade quando se assiste a uma debandada geral nascida da justa decepção instalada; reconhecimento de erros próprios no seu trajecto mas exibindo-os como acontecimentos naturais, dada a inexistência em Portugal de cursos de presidentes; promessa de intervenção no mercado já em Janeiro com novas incursões no estrangeiro ou dentro de portas – fugiu do mercado interno como o diabo da cruz! - quando o manager ainda nem tomou o pulso ao futebol do clube, nem terá ainda falado com Vercauteren; finalmente a agitação do espantalho financeiro, ou eu ou o caos e a redutora análise sobre a a ameaça da espada da AG que pode destituí-lo!
Fiquei com pena de Godinho Lopes e dos outros três bacocos que o acompanharam. A inteligência resumiu-se ao Guedes do Norte, que também teve muita pena de todos e em particular de Godinho Lopes e não forçou o “treino”
Sem colete de salvação e apenas agarrado a esta última “tábua jesualdica” que conseguiu encontrar – ai se não fosse a dica miraculosa de Aurélio! - depois de tanto procurar entre os destroços da nau que comanda, lá vai ele esbracejando, convencido de ser Luís mas confundindo Lopes com Camões, tentando salvar o manuscrito do seu projecto, erguendo-o acima das águas encapeladas, enquanto não for tudo para o fundo.
Não sei se a serenidade, lucidez e competência de Jesualdo Ferreira ainda irá a tempo de salvar o que resta do Sporting. Não sei por quanto tempo lhe estará reservado o papel de "chefe transversal" de todo o futebol do clube ou se num futuro mais próximo que remoto, não será mesmo obrigado a assumir o papel de verdadeiro "manager" e vestir o fato de treino, ao menos, para impedir que a equipa principal acompanhe Godinho Lopes e todos os seus equívocos e cismas no trajecto que se adivinha. 
Sei, isso concluí ontem no final da entrevista, que cada vez menos sei. Cada vez que o homem fala, vai-se-me apertando o coração !!!...
 
Leoninamente,
Até à próxima

domingo, 16 de dezembro de 2012

Um grande Jornalista da RTP. Obrigado Pedro Martins !!!...







Pedro Martins, um jornalista da RTP, especialista na modalidade de futsal, que há muito admiro pelo equilíbrio e isenção com que realiza o seu trabalho, sendo que não desconheço a sua preferência clubística. Mas já não bastava a admiração que como profissional me merece, hoje confundiu-me e emocionou-me com a sua dimensão humana. As imagens do vídeo que protagonizou, com um dos maiores exemplos que me tem sido dado apreciar, sobre o amor que uma criança pode dedicar ao clube do seu coração, seja ele qual for, deixaram-me com uma lágrima ao canto do olho.
Reparem bem como Pedro Martins transmitiu ao João, as imagens que o menino nunca poderá ver. Reparem como as suas mãos levaram ao coração do João, os golos do seu Sporting. Reparem no humanismo, na ternura, no carinho e no respeito que Pedro Martins ofereceu ao menino, recebendo apenas a felicidade interior que guardou só para si.
Pedro Martins não é apenas um grande jornalista. É um Homem com um coração do tamanho do Mundo, credor desta humilde homenagem que aqui lhe deixo. Obrigado Pedro !!!...
 
Leoninamente,
Até à próxima 

Honra e glória para tanta devoção !...


As nossas leoas basquetebolistas seniores, deslocaram-se hoje à margem Sul, onde defrontaram a equipa B do Montijo, em mais uma jornada do Campeonato Feminino da II Divisão, zona Sul.
No final do 1º período o Sporting já vencia por 7-15, aumentado o score para 12-36, quando chegou o intervalo. Durante o 3º período assistiu-se a uma excelente reacção das adversárias, que se traduziu numa aproximação do marcador, fixado no final desse período, em 28-47, para o encontro terminar com a agradável vitória das sportinguistas por 41-65, conseguida através de uma superior resposta ao bom 3º período das meninas da casa.
É um orgulho sem medida assistir ao esforço, à dedicação e ao desempenho das nossas leoas e de quantos com elas prosseguem o glorioso caminho de regresso do nosso clube a uma modalidade amada por tantos e tantos sportinguistas. Honra e glória para tanta devoção!...

Leoninamente,
Até à próxima

Apostas certas e tempos errados, ou nem por isso?!...

 
Um silêncio quase sepulcral da parte de todo o universo leonino, acolheu a notícia que ontem Rui Calafate no seu blog "It's PR Stupid", nos trouxe em primeira mão. Os ecos tiveram primeiro uma tímida repercussão na blogosfera sportinguista, reportando sempre a mesma origem, até que os sites desportivos mais atentos a ela também se foram referindo, sempre sob reserva e diferindo a confirmação de Godinho Lopes para hoje, no programa "Trio d'ataque", que a RTP Informação colocará no ar às 22.00 horas. Comentários?! Poucos,  curtos e tímidos!...
Se a notícia, salvaguardados todos os circunstancialismos que só agora a permitiram, tivesse caído perante a nação sportinguista, imediatamente a seguir às saídas de Ricardo Sá Pinto, Luís Duque e Carlos Freitas e à assumpção do novo tipo de presidencialismo adoptado por Godinho Lopes, colocando sob a responsabilidade de Jesualdo Ferreira a escolha do novo treinador, muito provavelmente a reacção dos sportinguistas teria sido outra. E atrever-me-ia mesmo a dizer que muitos dos erros cometidos até hoje não teriam tido lugar. Mas Godinho Lopes, sempre verde, muito verde, escolheu outro caminho. Recusou dar a José Couceiro aquilo de que agora, eventualmente, terá sido obrigado a abrir mão perante Jesualdo Ferreira, preferiu o verdadeiro folclore em que se deixou enredar, para agora voltar à casa da partida, desperdiçando oportunidades, sujeitando o clube à indignidade em que se encontra e sujeitando-se ele próprio às contingências que se adivinham.
Se mais razões fosse necessário apontar, para justificar a falta de capacidade de liderança de Godinho Lopes e a sua atroz incapacidade para antecipar o futuro e fugir aos problemas, aí estará esta porventura acertada decisão, mas com um "timing" de principiante.
A explicação que mais logo apresentará aos sportinguistas, há-de conter necessariamente, ainda que o pretenda esconder, o que pensa sobre a verdade temporal do seu final de mandato e das consequências que antevê para o resultado do movimento que pretende destituí-lo. Há-de inevitavelmente explicitar a duração do contrato que terá acordado com Jesualdo Ferreira e aí, não lhe será permitida qualquer escapatória: ou teve exclusivamente no pensamento a salvaguarda dos superiores interesses do clube que ainda lidera, ou limitou-se mais uma vez, à tentativa de encontrar um caminho que o liberte do círculo de giz em que se encerrou.
 
Leoninamente,
Até á próxima 
 

sábado, 15 de dezembro de 2012

Aí está o novo manager !!!...

 
 

Confirmado: Jesualdo Ferreira novo manager do Sporting

Posso confirmar, e dizer em primeira-mão, que Jesualdo Ferreira já está contratado para manager do Sporting, algo que será confirmado amanhã pelo próprio Godinho Lopes em entrevista que vai dar na televisão. Será o coordenador de todo o futebol do Sporting.
Como também já disse no meu mural e twitter, Luis Natário que hoje foi dado pela imprensa como novo administrador da SAD, recusou o convite de Godinho Lopes antes do jogo com o Nacional. Só dou, neste caso, as novidades.

PUBLICIDADE