quinta-feira, 2 de abril de 2015

Sobre os focinhos dos pretendentes "a reis e senhores do pântano"!...


Adeus "danilos"


Não é gralha, o adeus não é só a Danilo do futebol português, é aos "danilos" que por cá andaram nos últimos valentes anos, abrilhantando e dando competitividade europeia a equipas portuguesas, sobretudo ao FC Porto e ao Benfica. Esse modelo de negócio esgotou-se.

Contratar "gaitáns" ou "danilos", miúdos talentosos no virar dos 20 anos que mais tarde são revendidos pelo dobro ou triplo, foi um filão que o FC Porto inventou e o Benfica continuou. Mas duas alterações da situação fazem com que doravante seja muito mais difícil supor que Portugal vai ter capacidade para recrutar jogadores dessa craveira: primeiro, os clubes estão a viver com receitas muito menores pagando passivos que continuam muito elevados; depois, o modelo dos fundos de investimento tal como o conhecíamos vai acabar.

Esta alteração de circunstâncias favorece quem investiu mais na formação de jogadores nos últimos anos. E nisso o Sporting tem a fama e o Benfica tem tentado ter o proveito: o investimento no Seixal é notório. Seja como for, o fosso enorme que existiu nos orçamentos anuais ente FC Porto e Benfica por um lado, Sporting e Sp. Braga por outro lado, e os demais clubes por fim, deu em competitividade europeia o que tirou em competitividade nacional.

Vamos ter provavelmente equipas menos desiguais no futuro, mas nivelando por baixo em relação ao que se passa hoje, pois os "danilos" e os "gaitáns" (e os "danis", para ser justo) fazem toda a diferença. O fim do "esquema" dos fundos de investimento é uma boa notícia, mas num país onde os clubes estão massacrados por dívidas, a muleta vai fazer-lhes falta.
(Pedro Santos Guerreiro, Abrir o Jogo in Record)


Como sempre sobressai neste texto a lucidez e o realismo de PSG, que conhecerá como poucos a triste realidade financeira do futebol português e nunca embarcou nas ondas demagógicas que por aí campeiam e vão conseguindo enganar milhões e milhões, enfermos de tão terrível cegueira que nem com óculos emprestados por correlegionários seus conseguem ver o chão que pisam, ou o barrote que têm defronte dos olhos!...

Entretanto, os "arautos do regime", sob recomendação da "gloriosa central de informação", já vão preparando os "cegos compulsivos" para a "nova realidade", condimentando-a com a "sempre suposta desgraça alheia"! Para quem tiver dúvidas, poderá facilmente desfazê-las com estas duas brilhantes peças, recentemente publicadas pelo jornal Record:




Porém, indiferente a todas e quaisquer campanhas de intoxicação, a espada de Dâmocles continuará a balançar, perigosa e inapelavelmente, sobre os focinhos dos pretendentes "a reis e senhores do pântano"!...

Leoninamente,
Até à próxima

6 comentários:

  1. conversa de parvos
    sem estrangeiros alguém ganha alguma coisa?
    veja se o Sporting
    ridículo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, não haverá palavra mais apropriada: ridículo!...

      Eliminar
  2. Não estou assim tão seguro de que o modelo de negócio tipo Danilo esteja esgotado. Há fundos e fundos, uns sediados em paraísos fiscais, tal como alguns dos seus associados e há outros, dizem, constituídos por entidades conhecidas e reputadas, com sede em países europeus e, a ser assim, não me parece que estes últimos, auditáveis e controláveis, venham a ser proibidos. A ver vamos.
    Quanto aos arautos do regime, bem, acho que vão preparando o terreno para o que aí estará para vir. Apesar de que o órgão oficioso carnidense já vai adiantando fontes de receita extra em publicidade das camisolas que, pelos valores apontados, só estão ao alcance de grandes empresas estrangeiras. Fala-se em oferta (!) de 10 M€, mas o negócio está ainda em discussão (Carnide quer mais...) e o mecenas é desconhecido. Vamos a ver.
    O recurso a jovens da formação... não serão os necessários para cumprir as quotas da UEFA?
    Deve ser chato aparecerem jogadores a recusarem o Carnide porque sabem que ou não jogam, ou acabam na B ou emprestados, sem retorno, para um qualquer país onde o empréstimo ainda dê umas massas. Vamos ""acarditar"... Mas a falta de comissões com estes jovens deixa-me muito reticente.
    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos "acarditar" amigo Liondamaia! Quando toca ao improviso e a necessidade impõe soluções, o "tuga" é o melhor do mundo!...
      SL

      Eliminar
  3. Excelente texto de PSG e tb o do amigo Álamo, últimamente não me tem sido possível comentar devido aos mtos afazeres, mas não queria deixar passar este dia, sem desejar uma boa Páscoa a todos os sportinguistas, e especialmente ao amigo Álamo....

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado. Uma Páscoa Feliz também para si Amiga Leoa Maria.

      SL

      Eliminar

PUBLICIDADE