terça-feira, 20 de maio de 2014

Bem vindo a Alvalade, Paulo Oliveira! Que sejas feliz !!!...




“Ao sair do Vitória reconheço, num misto de dever cumprido, felicidade e ambição, que o Sporting tem um projecto à minha medida. O Sporting trilha o caminho da sua recuperação desportiva, mas nunca perdeu o seu prestígio e grandiosidade. O Sporting será fundamental para uma nova etapa do meu crescimento. Vou trabalhar para justificar a aposta que fizeram em mim. [...]

Quero deixar um obrigado do tamanho do mundo ao Vitória, sem nunca esquecer o Famalicão, onde comecei a jogar futebol e de onde saí sem nunca o omitir. São muitas as pessoas do Vitória a quem devo gratidão e para não correr o risco de esquecer alguém, agradeço do fundo do coração ao universo vitoriano, todos os momentos proporcionados. Sorri nas alegrias e cresci nas dificuldades, num clube que deixa marcas para a vida. Em mim deixou. Não posso ainda esquecer o Penafiel. Deu-me oportunidade quando terminei a minha formação no Vitória. Fui titular a época toda na II Liga, mas a oportunidade foi o Penafiel quem ma deu. Obrigado.”.


Sem grande esforço, veem-me de relance à memória, um outro Paulo e mais um Pedro, que fizeram caminho igual: Paulinho Cascavel, um dos maiores goleadores que passou por Alvalade e Pedro Barbosa, um dos maiores e mágicos jogadores de sempre do futebol portugês.

Quase pela certa, nenhum deles era sportinguista desde pequenino! Mas algo aconteceu nas suas vidas, ao longo dos anos que permaneceram em Alvalade, que lhes deixou nos corações, a marca indelével da leoninidade! Talvez porque ambos eram homens de corpo inteiro e, sabendo cultivar em si a gratidão, também ficaram no coração dos sportinguistas.

As palavras de gratidão, que nesta hora, porventura mágica para ele, Paulo Oliveira deixou a quem o ajudou a chegar aqui, reflectem a sua dimensão humana e são a garantia de que a Alvalade chegou outro homem de corpo inteiro.

O talento no futebol, um desporto de paixões que tantas vezes tolda a racionalidade, será sempre o aferidor quase exclusivo do atleta que o pratica. Mas Paulo Oliveira rapidamente se aperceberá que no Sporting Clube de Portugal, se cultivam valores bem superiores ao talento e ao êxito que ele eventualmente possa proporcionar.

Hoje, Paulo Oliveira apenas pode afirmar que o projecto Sporting é à sua medida! Mas a sorte, a felicidade e o êxito que lhe desejamos, talvez lhe possam fazer acontecer no tempo que passar em Alvalade, a mesma marca indelével que para sempre permaneceu em Paulinho Cascavel e Pedro Barbosa.

Bem vindo a Alvalade, Paulo Oliveira! Que sejas feliz!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

3 comentários:

  1. Que seja bem vindo Paulo...!

    Admiro sobremaneira, quem não morde na mão que o alimenta...!

    Só precisas agora de demonstrar o teu valor desportivo...porque Homem já ficámos a saber que o és...,!!

    Sporting Sempre...!!

    SL

    ResponderEliminar
  2. A gratidão é, talvez, o MAIOR dos atributos que um homem pode ter....

    É com enorme felicidade que vejo estas palavras na boca de um, agora LEÃO....

    E antevejo que num futuro ainda mais risonho... ele o possa fazer, quando for a sua vez de sair para melhor, em relação ao SPORTING CLUBE DE PORTUGAL.... ficando assim, eternamente, nos nossos corações... Oxalá o futuro lhe reserve boas coisas e que o sangue leonino lhe corra nas veias... independentemente dos horizontes e destinos que o futuro lhe reserve....

    Se assim for, perdoaremos-lhe (quase :)) ) tudo... pois teremos a certeza que será UM DE NÓS....!!!

    BEM VINDO PAULO...!!!

    SL

    ResponderEliminar
  3. Caráter demonstra!
    Álamo, agora que fala no grande Barbosa, tenho de dizer uma coisa que ouvi num dos últimos programas maisfutebol da tvi24. Um dos convidados era João Alves, que foi o treinador do Vitória, responsável pela contratação do Pedro Barbosa. Depois de elogiar o nosso Barbosa, o JA tentou dizer que achava que o PB podia ter tido uma carreira muito melhor do que teve.
    O Barbosa manteve a postura, mas percebeu-se que não tinha gostado (o lampião estava a tentar dizer que ele podia ter jogado num clube muito melhor que o Sporting). Com grande classe, amor e respeito pelo grande Sporting Clube de Portugal, o Barbosa disse-lhe que estava muito orgulhoso da sua carreira e que se sentia feliz por, em todos os momentos, ter feito as melhores escolhas, demonstrando que jogar no grande Sporting Clube de Portugal é muito mais prestigiante do que andar por clubes de 2ª nível num campeonato mais competitivo. Pedro Barbosa é dos jogadores que mais gostei de ver de ver com a verde e branca vestida. Não era consensual, mas é um grande sportinguista, mesmo não tendo nascido como tal!

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE