sábado, 24 de maio de 2014

Querer ser campeão, é natural no Sporting !!!...



"... Com o Marco Silva, pelo que se viu, joga-se melhor. Mas tenho medo disso. Em Portugal, não se ganha na nota artística. Ganha-se na defesa a jogar forte e feio. Ganha-se não deixando jogar o adversário e caindo em cima dele. Ganha-se numas bolas paradas (aliás, são esses os principais lances de ataque do Benfica). Ganha-se com os árbitros. Jogar é para meninos. Espero que o Marcos Silva perceba isso. Se jogarmos alguma coisa, tanto melhor.".
(Rui Monteiro, A insustentável leveza de Liedson)

"... Jardim e Marco Silva parecem-me semelhantes. São profissionais calmos, rejeitam polémicas, muito racionais, discursos coerentes e voltados para o jogo. São próximos dos jogadores e bons na arte da motivação. Ambos privilegiam defesas muito consistentes e um meio-campo musculado,  mais "obreiro" que artista. Leonardo faz assentar a criatividade mais pelas alas, Marco Silva prefere um pivot como condutor de ideias. E não vejo mais diferenças evidentes.".
(Javardeiro, Leão de Plástico)

"... Depois da conquista do segundo escalão, tudo o resto é ainda muito recente e está na cabeça do seguidor do futebol. O quinto lugar da época passada, a brilhante estreia do clube nas competições europeias, o quarto lugar desta época são cartões de visita aliciantes e que Bruno de Carvalho não quis deixar fugir.

Mais do que isso, humildade, conhecimento, bom trato, compreensão, sensibilidade, influência positiva, cordialidade na opinião que nunca fica por dar. São estas algumas das muitas (boas) características que os entrevistados do zerozero.pt definiram sobre o novo treinador do Sporting, um exemplo de persistência, motivação, determinação e ambição. Com quase 37 anos, até se pode pensar que a juventude não lhe dará o calo necessário. Errado, segundo quem conviveu com ele. E, voltando a citar Vítor Manuel... «ele esteve lá, ele conhece o jogo, ele sente o cheiro do balneário...".

À medida que os dias vão passando sobre o momento em que o Sporting Clube de Portugal apresentou Marco Silva, como o seu novo treinador para a época que já se vislumbra no horizonte, dentro e fora do universo leonino surgem em cada dia novas contribuições, acerca das naturais diferenças entre duas personalidades, simultâneamente, tão próximas e tão diferentes.

Evidentemente que, sem apagar, tanto o valor intrínseco, quanto a obra e  a marca que o anterior treinador deixou em Alvalade, mais importante será neste momento, adivinhar e perspectivar, a contribuição que Marco Silva poderá oferecer ao"projecto leonino", singularmente afirmado, vincado e sublinhado pela ambição do seu Presidente e com a qual nenhum adepto sportinguista deixará de se identificar. E neste ponto particular, manda a justiça que seja reconhecida a Marco Silva, uma surpreendente e completa identificação, sem que alguma vez e no mais insignificante pormenor, tenha sido por ele referida alguma condicionante ou impedimento: "Querer ser campeão, é natural no Sporting" !...

Esta será a grande diferença entre a excelente época conseguida pelo Sporting de Leonardo Jardim e aquela que a ambição do Sporting de Marco Silva poderá vir a alcançar! Ou não, já que a beleza do futebol residirá exactamente na profunda subjectividade que o envolve e nos insondáveis factores, internos e externos que o rodeiam.

Por mim, junto-me a todos aqueles sportinguistas que acreditam!...

Leoninamente,
Até á próxima 

3 comentários:

  1. Eu apenas posso afirmar o que venho dizendo...:

    Continuo a acreditar...:

    Na Direcção...
    No Treinador...
    Na Equipa...
    Nos Adeptos...(com algumas excepções...)...

    Sporting Sempre...!!
    ~
    SL

    ResponderEliminar
  2. Grande e ferrenho Benfiquista o Marco. Talvez por isso estava um pouco pró branco e o sorriso era nitidamente amarelo, Ainda tinha a cor do Estoril. Mas foi uma boa contratação.

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE