quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Obviamente, o mal estará na raiz!...



A pequena aldeia do futebol

«Ainda se está por perceber como é que Benfica, Sporting e FC Porto partilham tantas vezes a cobiça pelos mesmos jogadores. A história das contratações dos três grandes está cheia de casos de reforços que foram ‘desviados’ do seu percurso original por um interesse comum seguramente potenciado pela tremenda rivalidade que existe entre eles.


Os motivos não estarão, por certo, exclusivamente relacionados com a ânsia de tentar "passar a perna" ao rival. Há, obviamente, razões acrescidas que colocam os clubes na pista de jogadores que podem ser bons negócios. A pequena aldeia do futebol já não consegue esconder muitos segredos e Benfica, FC Porto e Sporting dedicam especial atenção a mercados que são trabalhados por especialistas ao melhor estilo dos garimpeiros.

O argentino Franco Cervi é o último exemplo de uma luta travada, neste caso, entre Benfica e Sporting. Começou por ser dado como alvo dos leões, chegou mesmo a ser classificado como mais do que isso, mas a verdade é que vai acabar na Luz, depois de os encarnados terem sido mais incisivos na concretização do negócio.

A novidade desta história é a assunção por parte do Sporting que este jogador, Cervi, não deveria ter escapado e que tal desenlace foi motivo suficiente para afastar do pelouro das contratações um administrador da SAD. A medida pode ter duas leituras que até serão complementares: é a prova de que a cultura de exigência no Sporting não poupa os mais altos responsáveis e/ou uma forma de justificar a Jesus o fracasso de uma contratação que estaria entre as mais desejadas pelo treinador leonino.»
(António Magalhães, Entrada em Campo, in Record)


Esta crónica de António Magalhães apenas vem confirmar o fogo que a ténue fumaça que tem vindo a cruzar os ares nos últimos dias, sobre o processo da contratação de Franco Cervi, deixava adivinhar. 

E, independentemente das perdas que eventualmente o futuro venha a confirmar ou desmentir, naquilo que ao jogador argentino possa dizer respeito, alguma coisa o Sporting poderá ter ganho neste processo, face à leitura que se nos apresenta como a mais razoável das duas que AM adianta: "a prova de que a cultura de exigência no Sporting não poupa os mais altos responsáveis"!...

De facto, para o comum dos adeptos sportinguistas, algo deixava supor a existência de pequenos - senão mesmo grandes! - grãos de areia na complexa engrenagem das contratações: serão demasiados  e importantes, os desaires que nos surgem no saldo final das operações e, mais importante ainda, a facilidade, fluidez e pormenor com que quase todas elas nos apareciam descritas em alguns jornais e sites alcoviteiros. 

Julgo não resultar de qualquer confusão da minha parte, ter ouvido um dia, da boca do próprio  Bruno de Carvalho, algum tempo depois da sua tomada de posse, que com ele, qualquer processo de contratação ou renovação seria imediatamente suspenso ou mesmo abandonado, quando o jogador em causa, agente ou familiar, mesmo tratando-se da maior estrela à escala planetária, violasse o sigilo exigível em operações desta natureza. Para mal dos nossos pecados, não era isso que ultimamente se vinha a verificar.

Não obstante, de modo algum me parece elegante associar o nome de Jorge Jesus a qualquer destes processos. Entendo mesmo que AM não o deveria ter feito. independentemente de ser real e verdadeiro o azedume do técnico leonino ante qualquer fracasso de negociações com atletas que alegadamente poderá ter recomendado. Porém, admito que o erro poderá estar do meu lado, em resultado da minha concepção de jornalismo, que não tem de ser, obrigatoriamente igual à do director do jornal em causa. Mas sempre direi que não me parece elegante bulir com a paz e tranquilidade da casa dos outros, muito particularmente quando somos bem recebidos nessa casa.

Obviamente porém, o mal estará na raiz!...

Leoninamente,
Até à próxima

2 comentários:

  1. O que eu não percebo, são as supostas negociações do Sporting virarem telenovela na CS. Tudo se sabe (ou se inventa) em episódios diários, nos jornais desportivos. Foi assim com Danilo, Mitroglu, B. Ruiz e agora Cervi. Não me importa que o Sporting não contrate um jogador quando são pedidas verbas exorbitantes (se o que o Record hoje noticia sobre os valores pagos e a pagar pelo slb ao Mitroglu, ainda bem que não tenha vindo para o Sporting), o que não quero é tudo escarrapachado na CS. SL

    ResponderEliminar
  2. Correcção: deve ler-se " (se o que o Record hoje noticia for verdade....) . Falta à frase "for verdade"
    Obrigado.

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE