terça-feira, 8 de setembro de 2015

O cofre e o teste da caneta!...



O cofre e o teste da caneta

«No dia 31 de Agosto, a poucas horas de fechar o mercado de transferências, eu e o meu querido amigo Fernando Mendes tínhamos programa na CMTV. Durante a viagem desde o Montijo o tema de conversa foi Carrillo. O Fernando é um grande sportinguista e muitas vezes dou-lhe cabo da cabeça porque roça o fanatismo. Estava muito preocupado e perguntou-me: "Paulo Jorge (é assim que ele me chama desde a infância), sabes o que me chegou aos ouvidos? Disseram-me que o Carrillo já tem um pré-acordo com outro clube e é por isso que não renova com o Sporting."

Eu respondi-lhe ao mesmo tempo: "Já estás a ver fantasmas, Fernandinho. Lá vens tu com as tuas fontes da tanga." Mas ele insistiu: "Tu que foste director desportivo de uma grande equipa, como é o Atlético Madrid, durante vários anos e, como sabes, o Carrillo está no último ano de contrato. Pode ser possível que ele já tenha algum acordo com outra equipa?"

"Claro que é possível. Não seria o primeiro nem o último. Talvez o exemplo mais recente seja o do Maxi. Não sabes quando assinou pelo FC Porto. Se em Julho, Maio, Janeiro ou Setembro", disse-lhe eu, motivando nova resposta. "Mas, Paulo Jorge, em Setembro é proibido. Só a partir de Janeiro é que é válido."

E eu confirmei: "Tens razão, não é válido. Seria um problema gravíssimo para o jogador e para o clube que fizessem isso. Mas, nestes casos, assina-se um contrato e não há cópias. Este documento fecha-se num cofre de um banco e só poderá ser aberto em Janeiro, quando já não existe perigo."

E ele, preocupado, diz-me: "Se o Carrillo tem uma proposta de renovação do Sporting por mais de 1 milhão, como é que o Bruno de Carvalho pode saber se o peruano está a ganhar tempo ou não? Qual é a hipótese de o presidente saber se ele não aceita porque está à espera de mais dinheiro ou porque já tem algo assinado com outro clube?"

Limitei-me a contar-lhe um episódio: "Fernandinho, a única hipótese nestes casos é fazer o teste da caneta. Fiz isso uma vez. O Atlético Madrid estava no segundo ano do inferno da segunda divisão e a situação era muito parecida a esta do Sporting. Depois de alguns meses a negociar apenas com o empresário, chegámos a uma oferta limite de 1,5 milhões líquidos para as próximas épocas. Como não vinha uma resposta positiva, comecei a desconfiar e falei com o meu presidente, Jesus Gil y Gil. Disse-lhe que, para vermos se estávamos a ser enganados, ele tinha de entrar em acção comigo e fazermos uma reunião com o jogador e o empresário. E assim foi. De 1, 5 líquidos passámos para 2 milhões e de 2 milhões para 2,5 milhões líquidos! Com estes números em cima da mesa, o jogador não podia dizer que não. Se não aceitasse era porque já tinha um pré-acordo com outra equipa. Mas aceitou. Fizemos os contratos e, quando o jogador ia assinar e escreveu a primeira letra, tirei-lhe a caneta da mão : "OK, agora já sabemos que não estás a enganar-nos. Vamos lá negociar porque, como sabes, o Atlético neste momento não pode pagar estas cifras."

Como tinha as costas quentes, pois o presidente estava ao meu lado (que foi, é e será sempre o presidente mais "polémico" do Mundo), o jogador e o empresário nem piaram. Acabou por renovar por pouco mais de 1,5 milhões de euros.

Por isso, Fernandinho, está tranquilo. Mais cedo ou mais tarde vais saber. Não será como o caso do Maxi. Daqui a uns dias, o presidente Bruno de Carvalho já saberá as intenções do Carrillo, empresário, e também do Pini Zahavi, que tem 50% do passe do jogador...»
(Paulo Futre, Dentro do Balneário, in Record)


Bem esgalhada esta, oh Paulo Jorge! Acho que até o próprio André não desdenharia de aplicar uma "cueca" destas!...

E sabes, mesmo que ele feche rapidamente as pernas, se estiver a mentir, a bola passa na mesma e fica-se logo a ver o... cofre no meio das canelas!...

"Ganda malandro"!... Com essas e com outras é que ficaste com o Ferrari amarelo! Tiveste "gandas professores"! Sabe-la toda, meu malandro! Até a área da "psico" tu dominavas, quanto mais "cofres"!...

Mas essa do "teste da caneta" até que pode ser um bom conselho para alguém seguir à risca!...

Se é que já não o fez, adivinhando que contavas a história!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE