quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Peut-être pour toujours oublier cette plage...


O ajuste de contas


«Está marcada para o próximo dia 30 de Setembro uma assembleia geral da SAD, em que uma dos pontos de agenda é o de deliberar a propositura de acções de responsabilidade contra os administradores que exerceram os seus mandatos entre Outubro de 2005 e Março de 2013, por danos causados à sociedade no decurso das suas funções. Ou seja, abarcando as presidências de Filipe Soares Franco, José Eduardo Bettencourt e Luis Godinho Lopes. Devo dizer que, sendo a Sporting SAD uma sociedade comercial, cujas acções estão admitidas à cotação em bolsa, quaisquer ilícitos imputáveis a qualquer gestão, que tenham causado prejuízo, devem ser objecto de responsabilização pessoal, nos tribunais, se necessário, sem olhar a nomes.

Só que, tal como se vislumbra da convocatória e propostas anexas, não me parece que as coisas estejam a ser bem feitas. Por duas razões centrais. Em primeiro lugar, a base do chamado corpo do delito, é a auditoria de gestão da Mazars, divulgada em excertos no passado. Ora esse documento sofre, em meu entender, do pecado capital de não ter sido observado o princípio do contraditório – como seria de esperar – e daí, formular muitas conclusões, sem conhecimento de todos os factos relevantes.

Em segundo lugar, a acusação é fundamentada nos resultados da gestão dos referidos mandatos e não, como é indispensável, com a imputação individualizada e especificada dos actos que constituem o alegado ilícito, bem como dos prejuízos deles decorrentes para a sociedade.

Isto para não falar no prazo de prescrição de cinco anos, que a lei estabelece para estes casos.

Ora, a propositura de acções judiciais é um assunto sério e delicado, envolve questões pessoais muito relevantes, como seja o bom nome e a reputação e deve ser ponderado e sobretudo, se for o caso de avançar, as petições devem ser muito bem elaboradas e fundamentadas. Sob pena de o autor se transformar em litigante de má fé. Este tipo de acções judiciais deve servir os interesses do clube, para o ressarcir, quando for o caso; não podem nunca funcionar como armas de arremesso de ajuste de contas, a meter toda a gente no mesmo saco.

Não é denegrindo o passado por sistema, que se assegura um melhor presente e se garantem os lugares do futuro. Isto não é o Sporting.
(Carlos Barbosa da Cruz, O Canto do Morais, in Record)

Ora cá temos de novo o senhor Cruz na sua praia! Bastou que Setembro chegasse para, findo o Verão e já com um bronzeado de meter inveja, lançasse de novo mãos à obra, embora tentando tapar os cotovelos, que o frio, mesmo tímido, já pede mangas! Compreende-se...

No meio deste desfazer da barraca e arrumação dos apetrechos até para o ano que vem, lembrei-me, vá-se lá saber porquê, de uma banda francesa que fez as delícias da minha juventude, muito particularmente o seu mais celebrado êxito: "Les chats sauvages" e a canção "Derniers baisers", que dizia assim:

"Quand vient la fin de l'été/ Sur la plage/Il faut alors se quitter/Peut-être pour toujours/Oublier cette plage..."

Leoninamente,
Até à próxima

4 comentários:

  1. "...Ora esse documento sofre, em meu entender, do pecado capital de não ter sido observado o princípio do contraditório – como seria de esperar – e daí, formular muitas conclusões, sem conhecimento de todos os factos relevantes ..."

    Creio que esse contraditório não deixará de ser feito, se a questão "subir" aos Tribunais...

    Aí terão a palavra os acusados e postos em confronto os factos...o Juiz decidirá...
    E todos ficaremos à espera de que seja feita Justiça...

    Aguardemos então...!!

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é meu amigo Max, é exactamente como diz e que quem tiver medo compre um cão!...

      Mas aos frequentadores da "praia" de que falo, sempre lhes interessou não fazer ondas, porque às vezes há ondas que podem arrastar quem não sabe nadar, que o mesmo será dizer, quem tem pecados, para o oceano!...

      Mas qual contraditório, qual carapuça! Uma auditoria não é um tribunal para que implique o estabelecimento do contraditório. Uma auditoria é uma investigação, o contraditório está reservado para os tribunais. Mas esta gente passa a vida a atirar areia para os olhos de quem eles julgam papalvos!...

      Pouco inteligentes! Se o fossem, talvez fosse possível que lhes passasse pela cabeça que este discurso se traduz numa implícita aceitação de culpas!....

      Como o meu amigo muito bem diz, aguardemos então, em vez de andarem a colocar o carro à frente dos bois!...

      SL

      Eliminar
  2. Se o caríssimo se lembra - provavelmente não, mas eu ajudo-o -, já aqui lhes "chamaram à atenção" para o facto do 'pulhismo' deste tal de Barbosa da Cruz, numa das anteriores vezes em que o Álamo (bem ou mal, não interessa) aqui reproduziu uma das suas (dele) crónicas a que eu chamo 'estórias do croquette'.

    Este senhor pode ser muito erudito e ser muito bem-educado, mas nunca passará de mais um dos pulhas que ajudaram a pilhar a riqueza do Clube. Mais um dos que, consciente ou inconscientemente, lá pensou que o Clube era rico demais e que havia de se aproveitar disso, como outros o fizeram. Agora, claro, quer lá de volta os "senhores fulanos tal" que falam bem, são educadíssimos (quando não são dissimulados e arrogantes, como tantas vezes o são sem que o menos versado o consiga reconhecer) mas, no fundo, só fazem é trampa com M maiúsculo.

    Abraço, caro Álamo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Penso que ao caríssimo "White Lion" não terá passado despercebido o objectivo deste meu texto, que falará por si, sem necessidade de tradução. Embora seja meu apanágio e linha editorial do blog, fixar sem qualquer margem de dúvida ou concessão, os adversários que mais nos importa combater, não cultivamos a ingenuidade ao ponto de esquecer que teremos dentro da nossa casa os piores inimigos.

      Creia que a razão principal que me leva a publicar alguns textos de uma trincheira que não será propriamente a da defesa do Sporting, estará exactamente naquilo que o seu comentário traduz...

      Abraço e SL

      Eliminar

PUBLICIDADE