quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Mais uma vez, "o Homem e a sua circunstância"!...


O Sporting e os seus treinadores

«Vamos começar por colocar os pontos nos iis. O Sporting só tem um treinador, e por sinal bom: chama-se Jorge Jesus. O outro treinador que chamei para o título é Marco Silva, o antecessor, homem que deixou boas memórias em Alvalade, mesmo que não tenha deixado boas memórias no presidente, mas o presidente não é o Sporting. 


Ambos, Jesus e Marco Silva, deram importantes entrevistas ao Record esta semana. Temos sempre, como disse Ortega y Gasset “o Homem e a sua circunstância”, logo muitas coisas ficaram nas entrelinhas, mas nenhum dos dois fugiu à sua essência. A entrevista do actual treinador foi amplamente analisada ao longo dos últimos dias, designadamente naquilo que tem a ver com o passado – o Benfica – e até com o futuro, porque os leitores do pensamento já sabem que Jorge Jesus está de passagem e, se não aparecer o Manchester City, o PSG ou quem sabe o Barcelona, ele aparecerá mais cedo ou mais tarde no FC Porto para ficar (como se já não estivesse) na história do futebol português como, sim ouvi dizer, “o treinador que será campeão pelos três grandes”. Pois, a mim o que saltou à vista, além da mágoa pela forma como Vieira o destratou – tudo normal, tudo normal, mas nada normal –, foi o seu compromisso com o Sporting e com Bruno de Carvalho. Não sei se Jorge Jesus o faz por ser ‘egocêntrico’ como teimam os seus detractores, sei que o faz porque quer que o clube ganhe, porque está alinhado nesse aspecto com o presidente, porque sabendo das limitações da equipa também sabe, e até o disse, onde ela vai melhorar. O presidente tem pedalada para ele? Tem, e vice-versa, porque são dois fanáticos do trabalho com todas as vantagens e por vezes as desvantagens que essa forma de estar tem.

Terá sido, aliás, essa maneira intrépida que não agradou a Marco Silva, o homem que estava há um ano no lugar de Jesus. Marco disse bem dos jogadores, dos funcionários e dos adeptos. E tinha os números para explicar porque é que o ‘seu’ Sporting não foi assim tão fraco ao pé deste super-Sporting que Jesus e alguns analistas nos andam aqui a vender. Não falou do presidente, nem precisou. Bastou a referência à forma “impensável” como foi afastado e à justa causa para o despedimento que se transformou em acordo.

Que não se bata mais no ceguinho. O Sporting perdeu um excelente treinador, ambicioso, estudioso, com forte personalidade e que defendeu a instituição e os jogadores. O Sporting tem um excelente treinador, ambicioso, estudioso, com forte personalidade, que tem defendido a instituição, os jogadores, e que é um homem habituado a ganhar. O Sporting não pode repetir erros. Deve estar concentrado no presente e no futuro...»
(Nuno Santos, Ângulo Inverso, in Record)


Cada cabeça, cada sentença. Sempre assim foi e sempre assim será. Nuno Santos entende contribuir para um peditório para o qual há muito me recusei concorrer. O futuro se encarregará de afirmar a razão de cada um, exponenciando virtudes ou defeitos e "tratando da saúde" a ídolos feitos à pressa, ora elevando-os aos céus da glória, ora estilhaçando-lhes os pés de barro! Um dia saberemos a resposta do tempo, sendo que de nada valerá a pressa com que alguns pretenderão convencer outros a desafiar o tempo...

Já concordarei com Nuno Santos quando se refere aos factos que, hoje por hoje, constituem a actualidade do Sporting Clube de Portugal. Ela está aí, incontornável. Dolorosa para uns, semente de exaltada e justa motivação para outros...

Mais uma vez, "o Homem e a sua circunstância"!...

Leoninamente,
Até á próxima

2 comentários:

  1. Tal como o Amigo Álamo digo: O tempo se encarregará de afirmar a razão de cada um, mas independentemente de qual venha a ser essa razão, digo já que discordo de NS qd diz que MS defendeu a instituição e os jogadores, os jogadores sim pq lhe convinha tê-los do seu lado, mas a instituição???? Como podia defender a instituição se foi insubordinado para com o seu presidente??? Vamos esperar que o tempo se encarregará de pôr tudo no lugar....

    SL

    ResponderEliminar
  2. Curiosamente ou não, raramente estou de acordo com os escritos de Nuno Santos. Vê o Futebol e o Desporto em geral e o Sporting Clube de Portugal , em particular de forma diferente da minha. SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE