sábado, 26 de setembro de 2015

Pobre Benfica, o que estão a fazer de ti!...


Que utilidade
O agente provocador

«Luís Filipe Vieira mantém Rui Gomes da Silva como uma espécie de agente provocador oficial, e nós só podemos agradecer-lho. Chegamos a uma semana sem jogos europeus, sem selecções, sem polémicas relevantes de arbitragem e sem novidades em processos de renovação emperrados, e o vice-presidente do Benfica entra em campo com a atoarda mais definitiva de que consegue lembrar-se, garantindo o "sound bite". Chamam-lhe "bobo da corte", mas a sobredisponibilidade tem-lhe dado rendimentos: levou-o à cúpula encarnada, como antes disso a ministro e depois a comentador residente (entre outros cargos). A única coisa que eu não consigo perceber é o chamado "debriefing" benfiquista. Exactamente que balanço se faz, na Luz, destas sempre abrasivas intervenções de Gomes da Silva? É que, vistas de onde eu as vejo, a ideia que dá é que rebentam quase sempre no rosto do seu protagonista - quando não no do clube em geral, ou no de Vieira em particular. Mas pronto: neste lugar recôndito de onde escrevo a maior parte do ano, eu sou como que um pajem do rei Lear, comendo uvas e vendo arder a corte à distância. Talvez nem sempre possua o discernimento necessário, e se calhar Gomes da Silva até tem, para o Benfica, uma utilidade que eu ainda não percebi.

NÃO SÓ INGRATIDÃO

Nem só falta de memória

Nolito marca um golo ao Barcelona e logo desatam os benfiquistas a dizer mal de Jesus. Realmente, há na Luz uma visão do mundo que eu não decifro.»


Haverá um imenso oceano de coisas, factos, acontecimentos, acções e inacções, silêncios e arruaças, e tantos outros atributos de miséria humana, que vêm constituindo, de há uma boa dúzia de anos a esta parte, o quotidiano do Benfica, que ninguém de bom senso e com um mínimo de inteligência, alguma vez conseguirá perceber e menos ainda decifrar.

E se pensarmos que o "corpo de agentes provocadores" citado por Joel Neto, não se resume a Rui Gomes da Silva, sendo factual que tem engrossado ultimamente com a "arregimentação" de tantos outros elementos de índole quicá mais baixa ainda, então o nossa gratidão deverá ser inevitavelmente exponenciada.

Mas o mais surpreendente de todo o fumo negro que paira enovelado sobre os céus do outro lado da rua, será a cegueira do "grande líder" face ao ninho que por detrás das suas proeminentes orelhas, esse "corpo de agentes provocadores" vai meticulosamente construindo, até o conseguir apear da cadeira e condená-lo inexoravelmente às vicissitudes da sargeta. E parece que a cegueira é de tal ordem, que o "corno" será o último a aperceber-se!... 

Pobre Benfica, o que estão a fazer de ti!...

Leoninamente,
Até à próxima

4 comentários:

  1. Alguma vez viste o teu clube a ser bi-campeao?

    ResponderEliminar
  2. Informo o caro "nonameslb" que já andava por cá quando o meu Clube conquistou, 16 ANOS ANTES DO SEU, o seu primeiro TRI e, naturalmente, assisti um ano depois desse feito, à saga que o seu clube nunca conseguiu nem jamais conseguirá alcançar, o TETRA, corriam gloriosas as épocas que mediaram entre 1950 e 1954!...

    Está verde, muito verde o caro, para alguma vez perceber a dimensão do Sporting, sem que essa dimensão pretenda colocar em causa a dimensão do seu clube: nós leões, jamais pretenderemos ser grandes diminuindo quem quer que seja!...

    ResponderEliminar
  3. Meu caro, penso que será o primeiro a reconhecer que grandezas e misérias existem em todas as grandes organizações, sociedades, grupos.

    Querer fazer do Benfica um caso aparte, generalizando negativamente (..o seu clube nunca conseguiu, nem jamais conseguirá- jamais não será tempo demais?), e fazer do Sporting outro caso aparte generalizando pela positiva (nós leões... nós quem? 30%, 60%, 95%, todos?), é um tipo de argumentação que não faz sentido nem face á lógica, nem face á verdade dos factos, dos quais me dispenso de citar exemplos,pois a casa é sua e não o quero confrontar directamente.
    Para além do mais é de uma injustiça atroz, e só o seu fervor clubistico o pode ter levado a defender essa posição.

    Ademais, citar o Joel Neto, e o jornal O Jogo para desenvolver qualquer raciocínio ou tese positiva sobre assuntos do Benfica, é o mesmo que citar o Miguel Sousa Tavares para desenvolver uma tese razoavelmente positiva sobre o Sporting.

    SD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A única coisa que se me oferece dizer sobre o seu comentário, caro "chakra indigo" resume-se a colocar-lhe as seguintes questões, imaginando-o capaz de se colocar na pele de um agnóstico convicto ou mesmo fiel devoto de uma religião diferente da proposta:

      1 - Alguma vez entraria num templo de uma qualquer religião, durante a celebração de um qualquer acto religioso?!...

      2 - E alguma vez lhe passaria pela cabeça interromper o discurso do seu celebrante, provavelmente inflamado e natural e objectivamente dirigido à propagação da fé que professa e na qual acredita profundamente, para o acusar fosse do que fosse sobre as "verdades" da sua religião e sobre os seus "distúrbios de carácter" que porventura estivessem na origem da mensagem, quiçá alienada, que pretendesse transmitir aos fiéis?!...

      Não me responda, por favor. Reflicta apenas nas respostas que a sua consciência lhe ditar...

      SD

      Eliminar

PUBLICIDADE