terça-feira, 23 de maio de 2017

Quando é que toda esta gente se cala e trabalha afincadamente?!...


E depois de László Bölöni uma longa e estúpida travessia do deserto que outros aproveitaram para reforçar e disputar influências e hegemonias, enquanto  nos degladiávamos numa quimérica guerrilha de interesses, egos, utopias e incompetências e permitíamos o nascimento e a consolidação de insuportáveis jactâncias assentes no demérito a que as nossas incapacidades conduziram e ao crescimento dos poderosos tentáculos de um gigantesco polvo a que se revela em cada dia que passa mais e mais difícil de virar o capelo do avesso !...

Seriam todos estes 17 técnicos e mais as muitas centenas de jogadores por si liderados todos incompetentes?! Alguns eventualmente não possuiriam os atributos necessários e suficientes para evitar que a situação se agudizasse ao ponto em que nos encontramos hoje. Mas a causa maior do fracasso de toda esta gente, esteve indelevelmente ligada a uma inclassificável classe dirigente, se analisada exclusivamente a sua capacidade para dirigir uma nau que lhes deveria exigir profundos conhecimentos de navegação, quando de forma atroz mostraram à evidência pouco mais dominarem que rudimentares, insuficientes e ridículos conceitos vertidos em sebentas pobres de uma arcaica navegação à vista, que muito provavelmente, em 1419, teria feito rebolar de gozo pelo chão, os nossos João Gonçalves Zarco e Tristâo Vaz Teixeira, depois do "achamento" da Ilha de Porto Santo. É que eles foram e voltaram sem que no seu horizonte algo mais houvesse do que estrelas a tremeluzir nos céus...

É por isso que, chegados aqui, depois de renovada a nossa esperança sobre a possibilidade de finalmente assistirmos a uma radical alteração de paradigma no dirigismo leonino e, aparentemente, só aparentemente, esbatidos os ecos de um pregão apenas diferente no tom grosso e tonitruante com que era afirmado, pouco mais resta aos adeptos leoninos que... uma profunda decepção e uma atroz desesperança no futuro, quando assistem, infeliz e repetidamente, a outros pregões, desgraçadamente sempre tristes, pobres, prenhes do mais prmário "chico-espertismo", e com uma incontornável marca de "hara-quiri", lançados ao vento pelo "último dos 17 moicanos" que, para além de uma inclassificável verve, continua a não revelar capacidade para quebrar o jejum a que, qual sina odienta que nos persegue, se tem revelado incapaz de pôr termo!...

Quando é que toda esta gente se cala e trabalha afincadamente?!...

Leoninamente,
Até à próxima

2 comentários:

  1. Tem toda a razão por muito que gostassemos que não a tivesse.

    Quanto mais os sportinguistas se aperceberem dos erros que se cometem ano após ano no nosso clube e tentar que esses sejam corrigidos, mais perto estamos de voltar a ganhar.

    ResponderEliminar
  2. E agora a culpa deste corrupio também é do Jesus....já querem correr com outro, haja paciência para estes adeptos...

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE