domingo, 21 de maio de 2017

Nunca olhes para o que faço, antes atenta bem no que digo!...




JUVENIS: BENFICA 0-2 SPORTING, UMA VITÓRIA QUE VALE A LIDERANÇA
Diogo Brás bisa e provoca 'cambalhota' na classificação

Por raiar os limites do ridiculo, valerá a pena determo-nos sobre os pontos mais importantes que o repórter do jornal Record destacado para dérbi dos Juvenis, disputado no terreno dos até hoje líderes do campeonato, entendeu escrever sobre o encontro: a melhor equipa foi a da casa, o Sporting não mereceu a vitória, a arbitragem de Fábio Piló foi um desastre e o fairplay dos técnicos e jogadores do Seixal ficará para a história como um exemplo a seguir!...

«... Fim do jogo. O Sporting vence no Seixal num jogo marcado por má arbitragem de Fábio Piló (Leiria) e muitos nervos, 'roubando' a liderança da classificação ao Benfica, que soma a primeira derrota. O encontro termina com Biai a tentar chegar perto de Edmilson Santos, com João Couto, treinador leonino, e alguns futebolistas a afastarem o guarda-redes dos encarnados. Os leões somam agora 13 pontos, mais um do que as águias.

80'+5 - Cartão vermelho a Ricardo Matos, por falta sobre Semedo, quando o guarda-redes leonino procurava ganhar tempo.

80'+4 - Cartão amarelo a Diogo Brás, por tirar a camisola nos festejos.

80'+4 - GOLO DO SPORTING, Diogo Brás bisa e faz o 0-2. Em contra-ataque sobre a esquerda, o extremo leonino conduz a bola, 'baila' à frente de Gonçalo Loureiro, e remata de pé esquerdo, cruzado. Biai ainda toca na bola, mas não a consegue desviar para fora do enquadramento da baliza.

80'+4' - Bernardo Sousa, sem ninguém na baliza do Benfica, remata mal, muito ao lado.

80 ' - Árbitro dá cinco minutos de tempo extra.

80' - Cartão amarelo a Diai.

78' - Cartão amarelo a Bernardo Sousa.

75' - Cartão amarelo a Miguel Nóbregapor alegada simulação de falta dentro da área, num lance disputado com Ivo Cláudio.

73' - Cartão amarelo a Francisco Saldanha, que faz um sinal com a mão direita em direcção ao árbitro, sugerindo roubo.

68' - Cartão amarelo a Félix Correia

65' - Árbitro dá ordem de expulsão a Renato Paiva, treinador do Benfica. A decisão surge após palavras dirigidas ao árbitro.

57' - Cartão amarelo a Gonçalo Loureiro, por falta sobre Bernardo Sousa.

54' - Cartão amarelo a Bernardo Prego.

O Benfica continua a 'mandar' no jogo, com o Sporting muito concentrado em tapar os caminhos para a sua baliza, mas sempre à espreita de oportunidade para lançar Fati ou Brás pelas alas.

11h58 - Início da 2.ª parte. A bola pertence agora ao Sporting.
_________________________

O Sporting está em vantagem no marcador depois de uma primeira parte em que o Benfica foi a equipa com mais posse de bola e mais remates efetuados. Na expetativa de sair em contra-ataque, os leões acabaram por chegar à vantagem num lance que começa numa insistência de Bernardo Sousa a meio-campo, perante a oposição de dois adversários, que libertou a bola para Fati depois a fazer chegar ao talentoso Diogo Brás, já dentro da área.
_____________________________

11h43 - Fim da 1.ª parte. 

36' - GOLO DO SPORTING, Diogo Brás faz o 0-1, colocando os leões em vantagem com um grande golo. Lançado na direita por Fati, o extremo tira Nuno Tavares do caminho com uma simulação espectacular, e depois remata forte e cruzado com o pé esquerdo, fazendo a bola a passar entre as pernas do lateral-esquerdo dos encarnados.» (LINK)



A "cartilha escarlate" apenas serve para branquear as vitórias alcançadas pelos métodos conhecidos por toda a gente de bem que ainda vai conseguindo resistir no meio das águas podres do pântano em que se transformou o futebol português. Quando as derrotas lhes rebentam nas mãos como bombas em que todo o futebol é fértil, os princípios e valores que deveriam enformar todas as etapas da formação que se arroga como a mais organizada e evoluída do país  e reconhecida no Dubai como a melhor do mundo, nomeadamente no escalão que hoje evoluiu no Seixal, a culpa é da arbitragem, do azar e de outros factores mais esquisitos ainda e a nenhum adversário é reconhecido o mérito, seja por dirigentes, técnicos, jogadores e jornalistas arrebanhados pela "cartilha escarlate"!...


Nunca olhes para o que faço, antes atenta bem no que digo!...

Leoninamente,
Até à próxima

2 comentários:

  1. Há que servir com prosa adequada quem lhe paga o ordenado.

    ResponderEliminar
  2. Os lampiões deviam considerar o resultado como "favas contadas", só lhes faltaria saber por quantos ganhariam - e a nossa equipa foi, efectivamente, feliz.
    Mereceu por sê-lo porque jogou bem, porque jogou tranquila e, acima de tudo, porque tem alguns muito bons jogadores.
    O árbitro teve um trabalho difícil, um pouco por culpa própria mas, na maior parte das vezes, porque os jogadores de uma das equipas iam perdendo a cabeça pois as coisas estavam a correr mal.
    A Tv do regime EL só pôde esconder já no final do jogo, mas há vídeos a mostrarem o comportamento sem vergonha, anti-desportivo, de dirigentes e jogadores lá do galinheiro. Por muito, um jogador nosso levou 4 jogos - agora, como vai ser?
    O jornalista do Record, rasca, mente deliberadamente -viu o mesmo que eu (ou mais, talvez)- mas não relata os factos: deturpa-os e apresenta a sua versão.

    Já agora: o árbitro não influiu no resultado e, se errou, foi na complacência com que foi aceitando algumas faltas dos jogadores da casa; nas decisões fundamentais, foi corajoso, honra lhe seja feita. Penso que, como árbitro, Fábio Piló acabou hoje, os lampiões não vão deixar que continue.

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE