sexta-feira, 13 de maio de 2016

"A primeira e única ou a primeira de outras"?!...



SPORTING: VENDER OU NÃO

Porto e Benfica têm sido, na última década, empresas de enorme sucesso em matéria de exportação de jogadores, conseguindo fazer crescer os orçamentos e aumentar o nível competitivo, quer em Portugal quer na Europa, precisamente como sequência de grandes operações no mercado de transferências. Hoje encontram-se a uma grande distância do Sporting, neste particular, a qual se reflete naquilo que são os feitos quer nas provas da UEFA quer nas domésticas, no referido período.

Neste contexto, a transferência de Renato Sanches veio apenas mostrar, uma vez mais, que a ‘máquina’ da Luz continua em alta velocidade, que as saídas muito lucrativas poderão continuar a alimentar a chegada de novos jogadores de qualidade para desenvolver e mais tarde negociar com a obtenção de boas mais-valias. Quatro já estão garantidos: Jovic e Grimaldo (desde Janeiro), Carrillo e Cervi (a chegar em Julho/Agosto).

Assim, o facto de o Sporting estar este ano a lutar ombro a ombro com o Benfica deverá até ser um caso de estudo; o facto de ter uma vantagem sobre o Porto que não se via desde 1971/72 poderá, em parte, explicar-se pelo desfazer da equipa portista em Julho passado; mas em boa parte o ‘fenómeno’ deve-se ‘apenas’ à feliz junção de um treinador de sucesso a um grupo de jogadores que em condições normais os leões não poderiam ter. Para juntar estas peças, Bruno de Carvalho teve de fazer o orçamento subir em flecha. E o mesmo só é sustentável por mais anos se o Sporting encontrar forma de entrar, em andamento, na ‘locomotiva’ que transporta Porto e Benfica há uma década. 

Dito de outra forma: o Sporting tem hoje nos seus quadros alguns futebolistas que valem muitos milhões (João Mário, Slimani ou William Carvalho). Sabe-se que João Mário e Slimani, juntos, podem valer, pelas cláusulas, 90 milhões de euros. E interessados não faltam. Se houver capacidade e/ou vontade para negociar um ou os dois e partir daí para o caminho de sucesso trilhado pelos rivais, o futuro é capaz de ser risonho; caso aposte na permanência de todos para atacar a Liga 2016/17, pode até ser campeão, mas essa conquista, desconfio, ficará mais perto de ser a primeira e única do que a primeira de outras.»
(José Ribeiro, Contas Feitas, in Record)



Parafraseando o chavão publicitário que por aí voa, haverá uma linha muito ténue a separar o bom jornalismo e o... "jornaleirismo"!...

Há muito que aprecio o trabalho de José Ribeiro. Os anos passam mas a inteligência, o equilíbrio e a coerência permanecem nele exactamento no mesmo plano que já tinha colado a si quando comecei a ler os seus textos. 

A crónica de hoje, a meu ver, não aparece por acaso, para encher papel ou para perseguir objectivos que me parece sempre ter rejeitado. É uma crónica reflectida, cuja gestação foi saudavelmente amadurecida para apenas ver a luz do dia no modo e no tempo certos. Por isso nos traz a profundidade que deveria ser reflectida por todos os sportinguistas, outrora tantas vezes arrastados para caminhos utópicos cujo destino acabou por ser o que todos conhecemos...

Acho que todos, e sublinho todos, deveremos pensar seriamente na profundidade e no acerto das palavras de José Ribeiro e... fazer a opção:

"A primeira e única ou a primeira de outras"?!...

Leoninamente,
Até à próxima

13 comentários:

  1. Que seja a primeira de muitas outras

    ResponderEliminar
  2. Mas claro que o Sporting vai vender algum passe. Quer é vender por bom preço, ao contrário do que se fazia antes em Alvalade. Só um louco recusará vender um jogador por bom preço. Um jogador está tão sujeito a lesões e baixas de forma, sequentemente a desvalorizar. Tem que se aproveitar o bom negócio, na altura certa. No respeitante à crónica de JR: só gostaria que ele no caso das apregoadas "mais-valias" de Carnide e murcões, tivesse repetido, o que dissera noutra crónica, que só uma pequena parte desse dinheiro entra nas "masseiras" da luz e do dragão... É óbvio que o SCP não tem feito esses negócios megalómanos, porque o seu líder não tem querido dar enormes comissões a Jorge Mendes. Ou pensam que esses grandes negócios realizados tem se ficado a dever às grandes virtudes de Vieira e Bufas?! A partir do momento que BdC esteja disposto a conceder parte de "leão" a J. Mendes, o Sporting começará a efectuar transferências do quilate dos inimigos. Depois será relevante averiguar se o passivo desce em conformidade com o dinheiro que potativamente entra...

    ResponderEliminar
  3. obrigado pelo convite mas não estou interessado em entrar na pedalada do jorge mendes.

    O Sporting estar a competir e a ganhar ao benfica é o novo normal. Habituem-se.

    ResponderEliminar
  4. Isto é claramente a dar o tom para a cacofonia do defeso. Já não há paciência. Antes, era porque vendia talentos demasiado cedo. Hoje, é porque não vende. O orçamento subiu em flecha, mas não está ao nível dos outros. Sempre a apontar as hipotéticas maldades e possíveis insucessos. "Grupo de jogadores que em condições normais os leões não poderiam ter". Está visto que em condições normais já não podemos ter gente decente no mundo da bola. Este aglomerado de palavras é um nojo. Um nojo. Mas é só mais um.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. qual é o problema do clube decidir não vender nenhum dos seus jogadores mais importantes?

      não vendo, fazem-me falta. São melhores que os outros, conhecem o campeonato e isso dá-nos vantagem.

      Quem mexe muito fica em desvantagem.

      Eliminar
    2. Talvez fazer uma cirurgia plástica e reduzir o tamanho do umbigo, hem "roureddine04"?!...
      E "nojo" será o narcisismo que sustenta apenas as nossas ideias e não consegue deter-se na reflexão das ideias de outros!..

      Eliminar
    3. Ao caro "aminhatvpifou" direi que "o problema do clube decidir não vender nenhum dos seus jogadores mais importantes", terá sido exactamente a razão que levou o José Ribeiro a escrever a sua crónica, que pessoalmente considero pertinente, razoável e sustentada em factos irrefutáveis e incontornáveis: o Sporting não está em situação económica/financeira para poder adoptar o caminho que o caro defende! Com demagogia do tipo da que preconiza, poderemos alcançar na próxima época aquilo a JR chamou de "primeira e única vitória"!
      Esse é que será o verdadeiro problema!...

      Eliminar
  5. é isso!

    Até parece um pormenor o facto que, apesar de porto e benfica terem feito grandes vendas... não só os passivos desses clubes não baixaram, como o dinheiro recebido em boa medida foi estoirado em comissões e jogadores pernas-de-pau cuja única função é fazer continuar a fazer o dinheiro continuar a girar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No meu modesto entender, caríssima Rute Rockabilly, o caminho do Sporting não será esse, tanto actualmente quanto no futuro...

      Eliminar
  6. Caro Álamo,

    Na minha opinião, José Ribeiro sofre de um grave transtorno de dupla personalidade, pois quem lê o texto e vê a CMtv onde comenta por vezes no programa Mercado, não pode acreditar serem a mesma pessoa.

    Um Abraço.

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não contesto a opinião do caro Francisco. Nunca vi a CMtv e duvido que alguma vez sintonize o meu televisor nesse canal. Apenas conheço JR dos textos que dele leio há muitos anos e nunca tirei qualquer conclusão que aponte no sentido que refere...

      SL

      Eliminar
  7. Leitor mas não comentador habitual, este texto merece-me algumas palavras
    Em primeiro lugar, porque analisar a realidade do futebol tuga sem contemplar (pelo menos) a 'variável' domínio dos bastidores distorce as conclusões;
    Em segundo lugar, porque os 'exemplos' slb e fcp não colhem no que à clareza das respectivas contas diz respeito; acresce que, neste 'mar de rosas', os prejuízos descomunais são... inexplicáveis (mas existem!);
    Em terceiro lugar, porque os aparentes elogios são, realmente, granadas que nos atira para os pés;
    Em quarto lugar, porque me parece que este texto é, apenas e só, mais um 'hino de louvor' à estratosférica gestão vieirista e ao incomparável cubo do Seixal: em suma, bom para galinhas debicarem
    SPOOOORTING!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Reconhecendo embora uma boa parte das razões aduzidas pelo "anónimo das 15:43" no seu comentário, não creio que as considerações que expressa em relação aos objectivos do autor do texto, conhecido e respeitado sportinguista, possam alguma vez ser rotuladas de forma tão redutora, senão mesmo insultuosa. Mas a capa do anonimato adquire por vezes dimensões que quase o aproximam do "manto sagrado vermelhusco"...

      Continuo a entender que todos os "caminhos" poderão inevitavelmente ser trilhados por gente séria e competente e, simultaneamente, por pessoas que estarão nos antípodas. Tenho a certeza de que nem o cronista nem eu próprio, alguma vez pensámos em incluir os dirigentes actuais do Sporting, na classe a que pertencem aqueles que agora coloquei em segundo lugar...
      SPOOOORTING!

      Eliminar

PUBLICIDADE