terça-feira, 31 de maio de 2016

E se David voltasse a obrigar Golias a morder o pó do caminho?!...


Segundo a Lusa, está agendada para sexta-feira, às 10 horas, no Tribunal do Barreiro, a audiência preliminar do processo movido pelo Benfica a Jorge Jesus.

Daquilo que veio a público, estará a ser exigida a Jorge Jesus uma indemnização de 14 milhões de euros, por incumprimento de contrato, contactos mantidos com um funcionário do Sporting ainda na vigência do anterior vínculo e, finalmente, por apropriação de 'software' confidencial do clube.

Estaremos perante um exemplo paradigmático daquilo em que se transformou o Benfica sob a batuta de uma classe dirigente liderada por quem a justiça já condenou a pesada pena por apropriação do alheio (LINK).

Mas sob a protecção do "guarda-chuva vermelho", quase miraculosamente, um condenado da justiça transformou-se num "golias" quase inimputável, que agora ousa levar a cabo nova "tentativa de roubo" perante um "david" que sempre viveu do seu trabalho, do seu conhecimento e da sua competência.

Terá naturalmente a palavra a Justiça. Mas para o cidadão comum, face a tão ridícula argumentação e perante o provincianismo do pedido indemnizatório, será de crer que o processo dificilmente passará desta audiência preliminar.

Acresce que Jorge Jesus, consciente da "gigantesca dimensão" do adversário, terá investido toda a força da sua inteligência e razão, na "funda" mais indicada e apropriada para desmontar toda a jactância com que naturalmente será confrontado: Rogério Alves, apenas e tão só, um dos mais brilhantes advogados que as barras dos tribunais portugueses terão visto! Não seria de pasmar que se virasse o feitiço contra feiticeiro e...
 
David voltasse a obrigar Golias a morder o pó do caminho!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE