sexta-feira, 27 de maio de 2016

"Quando a esmola é grande o pobre desconfia"!...



«...  Nunca tive qualquer afinidade clubística. As pessoas não acreditam nisto, mas, com a arbitragem, a afinidade que possamos ter por um clube acaba por esmorecer. O nosso clube passa a ser a arbitragem. As pessoas não conseguem compreender isto, mas é a mais pura das verdades.[...]

É a tal transparência que defendo (alguns árbitros assumirem a sua simpatia clubística) e que, na maioria das vezes, é incompreendida. Muitos desses árbitros acabam por ser criticados por isso. As pessoas não conseguem compreender que um árbitro possa ser simpatizante de um determinado clube e isento ao mesmo tempo, acham sempre que vão beneficiar ou prejudicar. E as coisas não são assim.[...]

Não tenho simpatia clubística. Não tenho mesmo. É ponto assente. É-me indiferente. Nunca me identifiquei com qualquer clube...»
(José Fontelas Gomes, entrevista à revista O Jogo, em 11/02/2016)

«Pretendemos divulgar os relatórios das equipas de arbitragem no site da FPF e vamos avançar com essa ideia no início da temporada para ajudar a diminuir o ruído. [...]

Para não haver suspeições e pensar-se que as coisas foram feitas com segundas intenções, vamos pedir junto das inatâncias internacionais para divulgar os relatótios dos observadoes, a título experimental por uma época. [...]

Queremos uma política criteriosa nas nomeações dos árbitros, em que a avaliação, a experiência, o mérito e a localização geográfica sejam levadas em conta... Mas também vamos valorizar o desempenho dos árbitros ao longo da época e queremos prestar esclarecimentos aos árbtros e aos agentes sobre os critérios das nomeações. Não queremos dúvidas. O conselho vai ter uma voz e um rosto para prestar esses esclarecimentos.[...]

Pretendemos rever a carreira dos árbitros e a forma como se chega ao topo. Esta é a melhor forma de motivar os árbitros.[...]

Vamos testar o "vídeo-árbitro na Supertaça... Queremos ajudar os árbitros a decidirem melhor...»
(José Fontelas Gomes, entrevista ao JN, em 27/05/2016)


«Finalmente alguém dá um passo no caminho certo para acabar com o constante clima de suspeição do futebol português. José Fontelas Gomes, futuro líder do Conselho de Arbitragem da FPF, vai tentar tornar públicos os relatórios de ábitros e observadores (falta-lhe autorização internacional).»
(Luís Mota, Semáforo, in JN, em 27/05/2016)

"Com papas e bolos se enganam os tolos", assim diz um velho e muito gasto pelo uso, ditado popular cá da nossa terra...

Depois de ter afirmado que "esperava para ver o programa de Fontelas Gomes", acho suficientemente eloquente o "olhar de soslaio" que Bruno de Cravalho exibe do lado esquerdo da imagem que vos deixo! Porque, cá para mim, apreciador de sempre da famosa canção da Dalida & Alain Delon, nos anos 70, 



continuo profundamente convicto da profundidade de um outro e magistral provérbio da nossa humilde gente...

"Quando a esmola é grande o pobre desconfia"!...

Leoninamente,
Até à próxima

6 comentários:

  1. Será porque já saberá que "as instâncias internacionais" não lhe permitirão tamanha façanha... (Onde terei eu ido buscar esta ideia...?)

    Podes não ter clube (Atchim...!!!) podes dizer o que quiseres... O teu problema é outro...!!! É que nós temos clube e sabemos o que tu lhe fizeste 'num' verão passado...!!!

    o teu problema não é técnico... é de idoneidade... Percebeste...??? E ainda há gente que não compreende isto...

    Mas para que não digas que "f****** já estão a arranjar desculpas" vou fazer que não te conheço e deixar que digas, de fato, ao que vens...

    Aguardemos então...!!!

    p.s mas não te iludas... COMIGO, NÃO TENS A MÍNIMA MARGEM DE ERRO...!!! I'LL BE WATCHING YOU...!!!

    SAUDAÇÕES LEONINAS (Este é o meu clube...)

    ResponderEliminar
  2. Quem dera que seja verdade. Sem as ajudas arbitrais o Sporting teria menos 10 pontos. Para o ano o Sporting vai ficar em 3o atrás de Benfica e Porto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh "anónimo das17:00" a lei não permite a masturbação em público. Olha que até o Jim Morrison foi incomodado por isso!...

      Eliminar
    2. Bem...
      Lá tenho de dar uma ajudinha ao amigo Álamo...

      Aqui tem...
      "Para tratamento" a alguns anónimos e papa-bolotas...:

      https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTm3YDffDVJTeG_6isDP_sOuyP4_NmYJBF2JOVPs_wQ8ClFazJt

      SL

      Eliminar
  3. Basta referir que a personagem, enquanto presidente do sindicato dos árbitros, pediu um castigo exemplar a Bruno de Carvalho por declarações acerca da arbitragem.

    E se calou perante declarações de Benfica ou FC Porto.

    E que agora apresenta como trunfo eleitoral, as novas tecnologias pelas quais pugnou o mesmo... Bruno de Carvalho.

    É um Vitor Pereira, com outro nome.

    ResponderEliminar
  4. Isso é apenas conversa para boi dormir, a mim não me engana, pois não esqueço que andou toda a época com "pedras na mão" para BdC apenas porque este defendia o Sporting das injustiças da arbitragem, temos aqui um clone do bítaro das pêras...

    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE