quinta-feira, 26 de maio de 2016

Ainda é possível o triunfo da razão!...


CARTA AO PRESIDENTE

Esforço, Dedicação, Devoção e Glória, eis o Sporting.



«Num país com uma veia marcadamente futebolística e afirmando-se o Sporting Clube de Portugal como um clube eclético, com mais de 35 modalidades; recebemos a lamentável notícia de que a equipa sénior feminina de basquetebol será extinta, na sua estreia na Liga Portuguesa Feminina.
Temos consciência que num clube como o Sporting Clube de Portugal, ganhar será sempre a égide. Para não desiludir a instituição, a massa associativa, nem a nós mesmas, que como atletas, sempre dignificámos a camisola com esforço, dedicação e devoção, gostaríamos de deixar aqui um breve desabafo:
É de conhecimento geral que nenhum projeto, seja ele qual for, sem tempo, e bases sustentáveis, nunca passará de um esboço ou se tornará vencedor. Em 8 meses em que se juntaram profissionais, atletas nacionais e internacionais, jogadoras que representam a nossa Selecção Nacional, parece-nos precipitado a extinção de uma equipa que após tantos contratempos conseguiu alcançar seu o objetivo: a manutenção.
Em Portugal, o basquetebol tem ganho ao longo dos anos uma maior visibilidade, isto deve-se, sem qualquer dúvida, aos feitos históricos alcançados por muitas das equipas femininas quer sejam elas da 2ª divisão, 1ª divisão ou Liga. Será que após tanto investimento de ambas as partes esta extinção será benéfica para o desporto nacional? E qual o papel desta instituição na evolução do basquetebol feminino em Portugal?
“Nunca se esqueçam que eu serei sempre uma parte de vocês e por isso sinto-me culpado a cada derrota e orgulhoso em cada vitória. Queremos todos dominar pavilhões com mestria, garra e devoção extrema, eu acredito em vocês, eu sou parte de vocês, e nós somos todos Sporting Clube de Portugal.” palavras do presidente Bruno de Carvalho, a nós dirigidas.
Aceitamos a responsabilidade de uma possível desilusão, não ganhámos. No entanto, concluímos que não acreditaram em nós, que não somos parte, e que apesar de sermos todos Sporting Clube de Portugal, nem todos fomos tratados com tal dignidade.
Esta modalidade não é uma modalidade amadora, há mulheres profissionais e como em qualquer profissão, vivem e organizam a sua vida de acordo com as propostas e acordos realizados atempadamente. Terá sido este o melhor timming? Quem vive do desporto sabe da necessidade da brevidade de todas estas decisões… E agora?
Após 17 anos de ausência, retomadas as esperanças neste novo projeto, encerra-se assim, mais uma vez, a tentativa de reerguer o basquetebol no Sporting Clube de Portugal ao fim de 8 meses. Larga assim o forte Leão a sua cria?
“Esqueceste do que é honrar uma história, que para ganhar é preciso lutar, ou preferes desistir? Esquecer que há uma honra a defender? (…) Porque esta é a nossa hora, de descobrir quem é leal, de lembrar que só o Sporting tem no seu nome Portugal. (...) O rugido que vem de longe recordar, que se és leão, não choras quando estás a perder, mas lutas até morrer” 
Esperamos que reconsiderem assim a decisão de nos afastar deste Clube que orgulhosamente representamos e acreditamos que possa fazer parte da história do basquetebol em Portugal.
Aguardamos resposta e agradecemos a cuidadosa atenção da vossa parte.

Saudações Leoninas,

A Equipa Sénior de Basquetebol Feminino do Sporting Clube de Portugal,

Arantxa Mallou, Bárbara Bilro, Bineta Ndoye, Catarina Caldeira, Catarina Vasconcelos, Cheila Rodrigues, Dora Duarte, Inês Faustino, Márcia Carvalho, Maria Ferreira, Marta Valente, Raquel Jamanca, Sara Tavares e Telma Fernandes»

Estou solidário com o apelo das nossas jovens leoas! E estou absolutamente convicto de que quase todo ou mesmo todo o fantástico universo sportinguista, comungará do mesmo sentimento.

Ainda é possível o triunfo da razão!...

Leoninamente,
Até à próxima

8 comentários:

  1. Mas há questões a dirimir entre a direcção do basquete e a do clube ou não? é que se há, este manifesto das jogadoras pode (e até talvez deva!) cair em saco roto. Se há incompatibilidades insanáveis é pior a paz podre que a extinção.

    ResponderEliminar
  2. Acabar com esta equipa sénior feminina que tão bem representou o Sporting em tão pouco tempo não é um tiro no pé, mas antes o rebentar duma mina que despedaçou as pernas.
    Um velho Leão Ilhavense.

    ResponderEliminar
  3. Apesar de não conhecer o dossier que a isto conduziu, não posso deixar de expressar a minha solidariedade com as nossas atletas. Esta drástica decisão deverá ser bem explicada.

    ResponderEliminar
  4. Há lugar para o triunfo da razão e para o triunfo do coração.
    Nos muitos milhões que o Clube movimenta, não haverá lugar para algumas migalhas que sustentem esta equipa?
    Será a equipa assim tão cara que não é possível arranjar-se 2-3 empresas, ou marcas, que a patrocinem

    ResponderEliminar
  5. Só para dizer que vivo ainda! E viver para mim consiste também em acompanhar o que se vai escrevendo por esses blogs fora de cor verde preferivelmente! E isso vou fazendo com regularidade mas, se já no futebol pouco tinha a dizer, noutras modalidades terei, a fortiori, ainda menos!
    Limitei-me a rir para mim mesmo com a propaganda do R. Vitoria que vi na RTPi há uns días atrás pela batuta do H. Miguel! Achei ridículo mas é dos pobres que se enche o reino dos céus!
    A simples palavra "sporting" quer dizer desporto em geral e, felizmente a nossa equipa não se chama Futebol Clube de qualquer didade mesmo quando pratica outra modalidade. Chama-se Sporting seja em que modalidade for! Ainda bem!
    De resto continuarei assim!
    Um abtaço a todos os sportinguistas e verdadeiros amantes de desporto limpo em geral sendo que para o meu amigo Álamo ele seja especial.

    ResponderEliminar
  6. Nunca o tendo afirmado aquí por estes blogs eu nutro há muitos anos uma simpatia pelo ManUtd desde que, creio que em 1958 (era eu miúdo), boa parte da equipa se dizimou em Munchen num acidente de avião. Ouvi hoje que Mourinho será o seu próximo treinador! Creio que será mais um acidente que espero não conte mortos! Espero cá estar ainda para ver!

    ResponderEliminar
  7. Esperava já ter lido,ou ouvido uma explicação do BdC,mas pelos vistos continua de férias...menos para aparecer ao lado dos futsalistas que renovam.Na minha modesta,e talvez inútil opinião,trata-se de um execrável modo de gestão de toda esta situação por parte de quem representa o Sporting.A situação criada às atletas e treinadores é tudo menos digna num clube que se quer como "um dos maior,entre os maiores da Europa".Estou totalmente solidário com as atletas que dignamente envergaram o jersey com o leão rampante!

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE