quarta-feira, 25 de maio de 2016

São precisos ventos muito fortes!...


Relatórios de árbitros públicos e vídeo-árbitro já para a próxima época

«O que se escreve num compromisso em tempo eleitoral é para se fazer. Hoje apresentamos mais de 100 compromissos para cumprir nos próximos quatro anos. É por eles que lutaremos, eu e a minha equipa. É por esses compromissos que trabalharemos e é com eles que procuraremos garantir o apoio e a confiança dos sócios da FPF. [...]

Temos quatro pilares essenciais. Verdadeiras prioridades: transparência e credibilidade, crescimento e competitividade, conhecimento e formação e internacionalização e liderança. [...]

Há que rever o modelo de observação de arbitragem. E publicar os relatórios dos árbitros logo após a cada jornada. [...]

Queremos implementar, a título experimental, o vídeo árbitro já na Supertaça e depois nos jogos da Taça de Portugal, a partir dos quartos-de-final. [...]

No âmbito da promessa da transparência, defendemos ainda a publicação de todas as transacções de jogadores, com intermediários e montantes envolvidos, e que acórdãos dos órgãos disciplinares da Federação passem a cumprir prazos e limites legais. [...]

Portugal não pode ser terreno fácil para os que buscam rendimento ilícito. Recentemente a Federação agiu como denunciante de um conjunto de suspeitas relacionas com aliciamento de jogadores e manipulação de resultados. Nesta matéria não há dois caminhos. A Lei 50/2007 tem limites penais ridículos para casos como este, penalizando mais o atleta, tantas vezes elo mais fraco da teia criminosa que é alheia ao fenómeno desportivo. Esta lei deve ser revista imediatamente, passando a viciação de resultados a equivaler a qualquer acto de corrupção. Corrupção é corrupção, seja onde for, no desporto, empresas, na politica...»
(Fernando Gomes, no COP, na apresentação do  programa Eleições 4 de Junho)


A candidatura de Fernando Gomes foi subscrita por 80 dos 84 delegados que totalizam a configuração da Assembleia-Geral adequada ao Regime Jurídico das Federações Desportivas, sendo que apenas os delegados do Sporting, Porto, Académica e AF Viana do Castelo não subscreveram.

O rebanho parece estar bem e recomendar-se. Os carneiros parecem estar todos de boa saúde e gratos ao pastor, que sacudiu as moscas nefastas e substituiu-as por outras. A merda continua a mesma...

Cada vez se compreendem melhor as razões e o alcance do "Movimento dos Capitães" em 25 de Abril de 1974! Há "frutos" que nem quando estão maduros caem da árvore!...

São precisos ventos muito fortes!...

Leoninamente,
Até à próxima

1 comentário:

  1. "Parole parole" (Dalida & Alain Delon)
    https://www.youtube.com/watch?v=_ifJapuqYiU

    Palavras leva-as o vento, não é?
    FG quer a transparência e, também ele, ajudou a "proteger" os vouchers?
    FG que nunca se preocupou com as transferências de jogadores, nunca quis saber quem são as entidades envolvidas, se há fundos, meios fundos, clubes fantasmas, investidores(?), vem agora armar-se em "senhora puta"?

    A não ser que este súbito arremedo de pretensa legalidade seja uma brisa soprada pelos fifeiros e, por cá, se procure um corta-vento...

    Acha o amigo Álamo que são precisos ventos muito fortes? Pois sim, se... trouxer uma valentíssima vassoura mecânica associada.

    O lixo está muito enraizado e as coisas fazem-se às claras... com a conivência da Judiciária, ao que parece.

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE