terça-feira, 3 de maio de 2016

"João Mário não deverá estar abaixo de ninguém"!...


Com ligação ao Sporting Clube de Portugal até 2020 e uma cláusula rescisória de 60 M €, se tivermos em conta todas as potencialidades reveladas por esta certeza do futebol português que, em pezinhos de lã, tem vindo a desmistificar com a sua classe e talento, toda a prosápia propagandística tendente a inverter quaisquer semelhanças entre a estrela leonina que ilumina os céus de Alvalade e eventuais cometas cujo brilho fugaz, quiçá efémero, se pretenderá anunciar de modo superlativo, como se entre uma estrela e o coma de um astro menor do sistema solar pudessem algum dia ser estabelecidas comparações, andarão bem os responsáveis leoninos ao pretenderem colocar forte blindagem no "telescópio invertido" com que os grandes tubarões europeus e agentes apaniguados parecem pretender convencer papalvos a olhar para João Mário.

O maior erro que João Mário e o Sporting poderão cometer, será admitirem ambos a possibilidade de interromperem uma ligação que só lhes poderá trazer inimagináveis benefícios futuros, a troco de um qualquer negócio de tostões.

João Mário precisa de continuar a trabalhar, serenamente, mais uma ou duas épocas, na tranquilidade do lar, sob a batuta de quem o poderá conduzir à excelência universal, em vez de trocar essa certeza por uma muito provável estagnação, ainda que a contrapartida económica lhe possa parecer irrecusável. Com apenas 23 anos e tanto ainda por aprender, só terá a ganhar se a sua mente permanecer como até hoje, imune ao canto mavioso de sereias que apenas disfarçam tendências antropofágicas ou hematófagas.

O Sporting precisa de proibir a si próprio os caminhos do miserabilismo e de confrangedora falta de perspectiva futura,  tantas vezes percorrido outrora, e recusar continuar a comer as migalhas das "fartas mesas" que aos outros sempre concedeu.

O Sporting precisa de interiorizar, exactamente, aquilo que o insuspeito Bruno Prata ainda ontem referiu (LINK):

"Na bolsa de valores do mercado nacional, João Mário não deverá estar abaixo de ninguém. Mas mesmo ninguém..."

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE