sexta-feira, 31 de julho de 2015

Porque hoje, treina o seu grande amor: o Sporting!...



O descomplicador de Jorge Jesus

Dizem que o treinador do Sporting não tem jeito para as palavras, mas ninguém abrevia o futebol como ele.

"A linguística é o calcanhar de D"Artagnan de Jorge Jesus, como toda a gente sabe ou julga saber, mas na táctica das palavras há mais do que gramática e semântica. Há, por exemplo, o talento para comprimir fenómenos complexos ou imateriais numa mão-cheia de vocábulos, que é precisamente o que Jesus faz ao futebol dentro do relvado, gastando ainda menos papel e tinta do que o poeta mais económico. Aquilo que, para a maioria dos outros treinadores, é ciência de foguetões, intraduzível numa banal conferência de Imprensa, para ele reduz-se a três vectores: quantidade (o número de jogadores que consegue envolver no ataque), velocidade e estampa física em zonas essenciais do campo. E o verdadeiro segredo: um aparelho defensivo de alta precisão que autoriza praticamente qualquer leviandade lá na frente contra adversários abaixo de determinado calibre. No final do Crystal Palace-Sporting (0-2), o treinador dos ingleses, Alan Pardew, disse tudo: "Uma equipa típica de Jesus." Não é que o jogo de ontem tenha sido devastador, mas já foi o futebol de Jesus, apesar dos poucos treinos. Não será a garantia de coisa nenhuma, como não era no Benfica, mas a equipa sabe, pelo menos, o que quer e o que tem de fazer com uma clareza, se calhar, inatingível por qualquer outra na I Liga. A descomplicar o futebol, a olhar para ele e ver só o que é importante, ninguém bate Jesus."
(José Manuel Ribeiro, Opinião, in O Jogo)

Insuspeito o olhar de JMR! Porque vindo do universo que vem e porque se trata de uma verdade irrefutável!...

O "descomplicador" de JJ  não encontrando paralelo em Portugal, talves seja difícil de encontrar noutros paralelos ou meridianos. E os efeitos destruidores dessa singularidade, só não se revelam arrasadores, enquanto os seus liderados não aprenderem a ler a sua "cartilha" de forma fluente e sem reticências.

No dia em que virmos JJ, cingido tranquilamente à área técnica, sem esbracejar ou arrepelar os cabelos, desconfiemos, porque poderemos estar prestes a assistir a um tremendo recital de futebol, prático, eficaz, demolidor...

Jorge Jesus é assim: único!... 

E talvez nunca tenha sentido a motivação que sente hoje! Porque hoje, treina o seu grande amor: o Sporting!...

Leoninamente,
Até à próxima

4 comentários:

  1. Caro Álamo:
    Já tinha lido o artigo que coloca em post.
    Só um reparo, mais por graça: calcanhar de D'Artagnan?
    Afinal o cego genial, o grande Homero, viajou no tempo até à bela França, ou então a Ilíada afinal foi escrita por Dumas.
    Penso que o articulista queria brincar com JJ, daí a infeliz boutade, mas aproveito e, como o caro Álamo me apoda de trazer notícias dos bastidores, o que não é tanto assim, vou narrar aqui para uns amigos um episódio que me foi narrado:
    - certo treinador era muito gozado pelas suas boutades, o que muito arreliava um seu amigo próximo. Este amigo um dia questionou-o: " ouve lá, mas tu que até és um tipo que não diz essas parvoíces quando estás em privado, porque é que te expôes ao gozo, dizendo-as em público?"
    Exibindo um sorriso de orelha a orelha, o famoso treinador retrucou: " Mas tu não vês que é a única maneira dos tipos desse clube me perceberem?".
    E mais não digo. Nem sequer se este episódio fabuloso se passou ou não. Eu cá sei, mas não digo...
    Um grande Abraço,
    José Lopes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estimado amigo José Lopes, naturalmente que JMR pretendeu fazer graça e digo-lhe mais, até nem pareceu mal. Ele tem a certeza que, assim como o tal treinador usava determinada linguagem para que "os tipos desse clube o percebessem", também agora o JMR fez o mesmo mas, para que os mesmos não percebessem népia. Se calhar também já conhece a narrativa que o meu amigo expôs...

      Um grande abraço.

      Eliminar
    2. José Lopes, fiquei...num "8" !!!
      E assim, como quem não quer a coisa, quereis ver que a analogia... ná, ná, pode lá ser!
      SL

      Eliminar
    3. Amigo Liondamaia, olhe que não será apenas na política que... "o que parece, é"!... Sempre que o amigo José Lopes aqui deixar uma opinião, uma dica, uma piada, um mapa de mina a explorar, creia que com mais propriedade poderemos fazer fé, que... "nunca se engana e raramente tem dúvidas", do que no presumido mentecapto que o afirmou um dia, embora falhe, como cada um de nós também falha! Habituei-me há muito tempo ao privilégio da sua amizade, para além de outras e mais importantes razões, pela sua quase infalibilidade. Um Leão de primeira água! O que não o impede de possuir um tremendo, pouco habitual e quantas vezes camuflado sentido de humor. No caso vertente, que ele aqui hoje trouxe, creia que "pode mesmo lá ser" e se rebobinar os últimos filmes, já realizados com nova câmara, ficará, como eu, com poucas ou nenhumas dúvidas...

      SL

      Eliminar

PUBLICIDADE