quinta-feira, 30 de julho de 2015

Obama também estende a mão e negoceia com Putin!...



"O acordo alcançado entre Carlos Mané e Bruno de Carvalho teve participação directa de Pini Zahavi, representante do jogador, com quem os leões não tinham, até há pouco tempo, relação cordial.

Fonte próxima do agente sublinha a Record que "as relações de Zahavi com o Sporting estão boas; não estão melhores", ao passo que fonte leonina destaca o "fortalecimento da relação de confiança entre clube e jogador" e vinca o relacionamento cordial entre todas as partes. Terá, contudo, ficado assente que o empresário israelita preferia que a SAD transferisse Mané ao invés de acertarem a sua renovação contratual.

Para além de ser o representante de Mané, Zahavi é o investidor por detrás do fundo Leiston Holdings, o mesmo que detém metade do passe de Carrillo. Ou seja, trata-se de alguém com papel preponderante no desfecho das negociações para a renovação do peruano. Ao que o nosso jornal apurou, Zahavi terá feito saber que o entendimento quanto à renovação de Mané não significa igual desfecho no processo de Carrillo.
(in jornal Record, Quinta-Feira, 30 Julho de 2015 | 06:03)


Alguém pretenderá ver nas relações entre Barack Obama e Vladimir Putin uma atmosfera diferente daquela que todos estamos estafados de conhecer?! E no entanto, ambos mantêm um relacionamento cordial, de respeito e concessões mútuas, porque assim o exigem os altos interesses dos países que representam.

Bruno de Carvalho estará, parafraseando a sublime canção de Miguel Gameiro, "a aprender a ser feliz"! Porque a felicidade dele, como sempre o tem afirmado, será encontrar os melhores caminhos para a salvaguarda dos interesses e do bem do Sporting Clube de Portugal.

Sempre ouvimos dizer que qualquer acordo, por muito mau que possa ser entendido, deixa a perder de vista a melhor das sentenças. E não foi da boca de estúpidos beligerantes que nos chegou tão válido axioma.

Com a excepção da dignidade e todos os valores que lhe estão adjacentes, tudo será negociável nesta caminhada finita de cada um de nós. O resto serão subterfúgios para disfarçar as nossas próprias fraquezas.

Carlos Mané, com tudo o que o seu processo de renovação possa significar, acaba de nos trazer a demonstração clara e inequívoca de que "tudo valerá a pena, quando a alma não é pequena". O que não valerá a pena será a pequenez com que tantas vezes olhamos para o mundo, como se ele girasse em torno do nosso próprio umbigo.

Bruno de Carvalho terá toda a legitimidade para pensar de Pini Zahvi, Jorge Mendes e tantos outros empresários, tudo aquilo que lhe aprouver. O que não poderá é persisitir numa quixotesca política de "orgulhosamente sós", sempre que em causa estiverem os superiores interesses do Sporting Clube de Portugal.

Obama também estende a mão e negoceia com Putin!...

Leoninamente,
Até á próxima 

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE