segunda-feira, 27 de julho de 2015

Doyen recorre da decisão do Tribunal de Bruxelas




A norma nº 1464 da FIFA proíbe que empresários e grupos de investimento possam deter qualquer percentagem nos passes económicos dos jogadores, tornando os clubes nos únicos detentores.

A Doyen Sports, o clube da segunda divisão belga Seraing United e as Federações de futebol, portuguesa e espanhola, estão na luta. Uma luta justa. Todo o restante mundo do futebol leva o passo trocado. Portugal e Espanha, sem contar com a vanguardista América Latina, serão o último refúgio da ética, das boas práticas e do progresso civilizacional...

A acompanhar com toda a atenção e interesse.

Leoninamente, 
Até á próxima

1 comentário:

  1. Este recurso deve funcionar como uma espécie de providência cautelar no caso da Doyen contra o Sporting, isto é, ninguém poderá sustentar uma opinião com base na decisão da 1ª Instância do Tribunal de Bruxelas.
    Enquanto houver vida, é lutar até ao último sopro e ... é um direito que lhes assiste.
    Compreensível e aceitável, portanto.

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE