segunda-feira, 20 de julho de 2015

Diogo Salomão: não deixa saudades em Alvalade!...



Segundo o que há algumas horas avançou o site do jornal A Bola, Diogo Salomão deverá rumar ao Deportivo da Coruña, após rescisão com o Sporting Clube de Portugal do contrato que ainda o ligava ao Clube até 30 de Junho de 2018, ficando o Clube de Alvalade com uma percentagem não divulgada dos direitos económicos do jogador.

Não surpreenderá ninguém o desfecho da ligação de Diogo Salomão ao Sporting Clube de Portugal, que apenas pecará por demasiado tardio.  Um caso de óbvia inadaptação à filosofia e valores cultivados em Alvalade, desde que há cinco anos e já com 22 anos ali chegou vindo do modesto Real Massamá, quiçá consequência de outros afectos e amores não correspondidos.

Incompreensíveis terão sido, tanto a melhoria das suas condições salariais em 2011 (de 5 mil euros passou para mais de 10 mil mensais), quanto a renovação por mais cinco anos em Agosto de 2013, quando nos cinco anos em que esteve ligado ao Sporting, apenas pertenceu ao plantel principal na primeira época, tendo apenas sido chamado à equipa meia dúzia de vezes, passando depois por sucessivos empréstimos ao Deportivo da Coruña nas restantes quatro épocas. Mas a todas estas peripécias contratuais não será estranho o facto de o jogador, pouco antes de se ter vinculado ao Sporting, ter deixado de ser agenciado pelo empresário ludo/espanhol Claudino Silva e passar a ser representado pela Gestifute, de Jorge Mendes, o melhor empresário do mundo e salvador de tantas "nações", à excepção da "nação leonina". Que ninguém se surpreenda muito, porém, se de repente não aparecerem noticias sobre a mais recente contratação de um qualquer "mónaco desta vida", pela módica quantia de... 15 milhões! "É que 'bebés' há muitos, seus palermas"!...

Não deixa saudades em Alvalade. Apenas a recordação de algumas atitudes menos delicadas para com o Clube que o retirou do anonimato, pueril e grosseiramente expostas na CS, naturalmente como óbvia câmara de eco de "ódios de estimação".  

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE