segunda-feira, 20 de julho de 2015

Na "sueca" da Liga, a discussão vem sempre depois dos jogos!...

Proença "ataca" Duque mas ainda não vai à frente

Entre o fogo de artifício do início da época, com Casillas e Maxi no Porto, o bicampeão em tourné e o Sporting a afiar as unhas, nada mais parece importar no nosso futebol. Nada de especial pois a actualidade por norma resume-se aos três grandes. Os outros clubes não passam de figurantes e a guerra que já se vive na Liga só interessa um bocadinho porque envolve os presidentes desses clubes.

Dois deles, Bruno de Carvalho e Pinto da Costa, como base de sustentação da pré-candidatura de Pedro Proença à presidência da Liga de Clubes, para cumprir a vacatura. PP parece ter gostado da ideia e já anda a conversar com presidentes de clubes. Mas, tanto quanto BolanaÁrea apurou, ainda tem de comer alguma boroa para apanhar Luís Duque, que entretanto anunciou a sua recandidatura.

Duque tem o apoio do Benfica, Sp. Braga, Belenenses, Boavista, P. Ferreira, Tondela e, embora de forma encapotada, V. Guimarães. Mas há mais clubes da 1.ª Liga que já declararam apoio ao antigo presidente da Sporting SAD.

Mas Proença é um candidato muito forte. Falta apenas saber se entre hoje e amanhã, contadas as primeiras espingardas, decide mesmo avançar, correndo o risco de "queimar" a sua ambição de ser presidente da FPF com uma derrota nas eleições da Liga (não esquecer que dentro de um ano teremos eleições para a FPF!).

Se Proença avançar, estou convencido que tem tudo para ganhar. Apesar de até aqui seguir na frente, Luís Duque está a pôr-se a jeito para um xito à moda do Porto. A não ser que o Porto e os xitos já não sejam o que foram. Digo eu.
(Eugénio Queirós, Bola na Área, in Record)

Começa-se a desenhar a "mesa de jogo", cujo pano se adivinha naturalmente azul, mas que também poderá ter leves tons de verde. Eugénio Queirós dá hoje uma ajuda que nos pode começar a fazer compreender a "grande suecada" que serão as próximas eleições da LPFP.

Duque e Vieira assumirão a titularidade em dois dos lugares da mesa. Um baralhará e o outro partirá as cartas. Dizem que a cada jogo  corresponderá um baralho novo, para que nenhuma carta possa ser viciada e influenciar o jogo seguinte. Braga, Belenenses, Boavista, Paços, Tondela e Guimarães fornecerão os baralhos nos jogos ímpares.

Pedro Proença e Pinto da Costa serão os outros dois titulares oponentes. Desconhecem-se o outros fornedores de baralhos para os jogos pares, para além do Sporting. Mas não será preciso esperar muito tempo para ficarmos a saber quem aceitou os baralhos que Proença tem andado por aí a distribuir.

Estou desejoso para ver o desenvolvimento do jogo. Gosto muito de assistir a uma boa suecada e mais ainda de ver uma equipa a aplicar "xitos". São necessárias muita inteligência e categoria. A tal ponto que até já me aconteceu ver uma equipa apanhar um xito quando, imaginem, um dos jogadores tinha o ás de trunfo. E ninguém deu por nada. Ou, pelo menos , ninguém protestou! Dizem que a sueca é um jogo de mudos! Pelo menos enquanto as cartas se batem na mesa!...

Na "sueca" da Liga, a discussão vem sempre depois dos jogos!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE