quinta-feira, 30 de julho de 2015

É da acção inteligente e silenciosa que resultam as vitórias!...



"A vitória de Pedro Proença é a primeira de Bruno de Carvalho nos bastidores do futebol. Tendo chegado com enorme vontade regeneradora e com propostas para todos os gostos, Pinto da Costa e Luís Filipe Vieira fizeram na altura gala em deixar o presidente do Sporting a falar sozinho. Mas da mesma forma que arrumou a casa em termos financeiros e recolocou os leões num caminho sustentado em termos económicos, Bruno soube aprender com os erros e encarar as eleições da Liga da melhor forma após as derrotas do passado. Daí a aliança momentânea com um inimigo figadal e que terá de ser gerida com pinças. Mas a imagem de parente pobre, obrigado a engolir Luís Duque quando este era processado em Alvalade, já era. Desta vez foi Pinto da Costa, que elogiava Duque há não muito tempo, que agora ajudou a fazê-lo cair.

Mesmo na arbitragem, apesar de ter sido derrotado no sorteio dos árbitros, pois o controlo da FPF nas associações é enorme, o presidente leonino tem razões para sorrir. Trouxe o tema de forma inequívoca para a praça pública, aumentou a pressão sobre Vítor Pereira e assim tenta que as nomeações sejam diferentes na próxima época. Hoje tem Jorge Jesus e Octávio Machado ao lado e provavelmente saberá bem mais do passado do que até aqui.

Após duas presidências que minaram a credibilidade e confiança dos sportinguistas, Bruno de Carvalho conseguiu devolver ao Sporting aquilo que só um grande consegue: ser temido. Desportivamente foi buscar Jesus e corrigiu a política desportiva. Tenta hoje contratar com mais critério e volta a segurar os melhores; no fundo, faz uma aposta clara na conquista de títulos. O grande julgamento é feito sempre pelas bolas que batem na trave e pelas que entram, mas o leão mudou."
(Bernardo Ribeiro, Entrada em Campo, in Record)

"...A imagem de parente pobre, obrigado a engolir Luís Duque quando este era processado em Alvalade, já era. [...]  Mesmo na arbitragem, apesar de ter sido derrotado no sorteio dos árbitros, pois o controlo da FPF nas associações é enorme, o presidente leonino tem razões para sorrir. Trouxe o tema de forma inequívoca para a praça pública, aumentou a pressão sobre Vítor Pereira e assim tenta que as nomeações sejam diferentes na próxima época."

Penso que Bernardo Ribeiro vê o quadro resultante da eleição de Proença, de forma correcta. Mas, a meu ver, terá deixado no tinteiro as duas mais importantes e centrais questões que, agora, com muito forte probabilidade, dela decorrerão : a que se prende com a centralização na Liga dos direitos televisivos e "last but not least", o "tranpolim" que poderá representar para a alteração profunda da correlação de forças existente actualmente no orgão máximo do futebol português.

Nos direitos televisivos, quando tudo se encaminhava para que Duque, isolado frente ao "guarda-redes" marcasse o golo decisivo, Proença aparece como "defesa-central" providencial a tirar-lhe o pão da boca e a afastar a bola para canto. Daí a azia vertical que vai nas hostes do costume, que já festejavam o golo e lançavam foguetes, com uma qualquer praça há muito reservada.

Na outra importante vertente, desvalorizar a força do embrião que representou a comunhão de ideais de uma dúzia de clubes da I Liga e quase uma dezena da II Liga será, no mínimo, não ter estado atento ao fenómeno quase instantâneo do seu aparecimento e muito menos compreender as razões que lhe deram suporte. E que ninguém se iluda com justificações que, apressadamente, têm vindo a referir uma aliança "contra-natura" entre as Antas e Alvalade. Aqueles que hoje utilizam essa tacanha argumentação, mais não fazem que evidenciar a tremenda "dor de corno" que lhes sobrou e nunca ninguém os ouviu verberar a "santa aliança anterior". Obviamente...

E que ninguém duvide do perigo da irreversibilidade que começava a instalar-se na correlação de forças do futebol português. Era agora ou nunca mais! E até o velho D. Bufas se terá apercebido... Com todos os seus defeitos, nunca foi burro!...

O "jogo de xadrez", independentemente dos tabuleiros em que seja jogado, não se compadece de afectos. Até eu, quando ensinei o jogo ao meu filho de apenas 5 anos, jamais deixei que o meu raciocínio fosse toldado pelo amor: sempre que pude, ganhei e penso que sempre estive certo. Hoje, ele quase sempre me ganha e eu não duvido do amor que me tem!...

Bruno de Carvalho terá uma longa aprendizagem pela frente, neste complexo xadrez que é o futebol português. Sinto que estará no caminho certo...

Apenas lhe faltará controlar a incontinência! O mundo não se conquista falando muito e com voz grossa! 

É da acção inteligente e silenciosa que resultam as vitórias!...

Leoninamente,
Até á próxima

5 comentários:

  1. Caro Álamo,

    Como diria o poeta "O caminho faz-se... caminhando...", e é "só" isso que Bruno de Carvalho e esta Direcção Leonina têm feito...

    Primeiro, logo após a vitória nas urnas foi necessário arrumar a casa (iniciou-se a reestruturação financeira, teve que despedir muita gente, teve que escolher novo treinador e por aí fora), e, contra muitas vontades, maioritariamente externas, mas também muitas internas, lá foi 'a água chegando ao moinho Leonino' e... contra todas as expectativas eis que o SCP, vindo da sua pior época desportiva de sempre, rejuvenescido e com um excelente 'timoneiro' ao leme da Nau Leonina (Leonardo Jardim) obteve o 2º lugar e consequente entrada directa na fase de grupos da Liga dos Campeões! No inicio da época passada, eis que, Nani regressa a Alvalade para jogar pelo SCP! Contudo o 'timoneiro' escolhido preferiu levar a Nau Leonina para 'águas mais turbulentas' e acabámos a época a 9 pontos do 1º lugar, desperdiçando inúmeros pontos, resultantes de 11 empates (ninguém é campeão com 11 empates em 34 jogos, quase 30 %)... Mesmo assim, fomos prejudicados inúmeras vezes ao longo destes 2 anos e meio, mas no final da temporada passada obtivemos o primeiro título desta nova era Leonina, vencemos, contra tudo e contra todos, a Taça de Portugal!

    Inicia-se a pré-época e... BOMBA ... Jorge Jesus troca o clube que venceu as últimas duas edições da I Liga e... assina pelo eterno rival, o Sporting Clube de Portugal, o clube do coração de JJ de seu pai e mais uns Milhões!!! A partir daí, tem sido um corropio de jogadores para o SCP (entre os 50 e os 100), que iriamos deixar o projecto da formação, dúvidas de onde vem o dinheiro para o SCP, etc, etc... O que se tem observado não é nada disso, JJ tem sido 'presenteado' com jogadores de qualidade e experiência para posições deficitárias no plantel Leonino. O resto, bem o resto é trabalho, trabalho, muito trabalho! Pois Bruno de Carvalho dotou a estrutura do futebol Leonino de mais dois elementos que podem ser fulcrais no decorrer desta temporada. Octávio Machado, o "palmelão" e Manuel Fernandes, o NOSSO "Manel".

    Quanto ao Universo Sporting, diria que nada ficou como dantes desde que esta Direcção Leonina tomou posse... Nota-se um brilhozinho nos olhos quando falo sobre o SCP com os LEões de Juba esbranquiçada, todos referem que esta Direcção tem sido inexcedível, que os outros agora já piam fininho quando se referem ao SCP... Frases como "deixa-os pousar!" são agora mais comuns... Voltou-se a reapostar no ecletismo Leonino, com o regresso das modalidades emblemáticas tais como o Hóquei em Patins (conquistámos um título Europeu no 1º ano a sério, a Taça CERS) e outras virão a caminho, pois quando o NOSSO Pavilhão das Modalidades João Rocha estiver pronto, quero que seja bem utilizado pelos NOSSOS atletas! Voltámos a aumentar o número de sócios, diz que, depois desta renumeração (em que foram subtraidos cerca de 5000 números) já ultrapassámos os 120 mil sócios e que a taxa de pagantes subiu e muito!!!

    Agora é tempo de "temperar o Aço", como e muito bem o amigo Álamo refere tantas vezes, que as batalhas estão aí ao 'virar da esquina'. E nós queremos vencer a maioria delas para que no final da Guerra possamos gritar bem alto o nome do NOSSO Sporting Clube de Portugal, com um rugido forte, mas seguro, que se oiça por todos os cantos onde existam LEões e Leoas!

    Vamos a eles SCP! Como predadores de topo que somos, sente-se o medo nos nossos adversários!

    SL

    ResponderEliminar
  2. "O mundo não se conquista falando muito e com voz grossa! "
    Esta frase diz tudo.

    ResponderEliminar
  3. Ó Bernardo, há um colega seu, que escreve que é ao contrário. Vitória do Papa e derrota do Bruno. Haja pachorra para aturar isto.

    ResponderEliminar
  4. Tudo muito bonito mas isto:
    "Daí a aliança momentânea com um inimigo figadal e que terá de ser gerida com pinças. "
    Ainda é mau jornalismo.

    Fora isso, o Alamo e o Yazalde disseram tudo

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE