segunda-feira, 6 de julho de 2015

Não façam ondas!...



Já lá vão alguns anos que, parafraseando o hoje popular político Marinho e Pinto, alguns advogadozecos incompetentes e por isso mesmo excluídos do mercado de trabalho, depois de providencial reciclagem no Centro de Estudos Judiciários e depois de "ungidos com os santos óleos", julgaram por bem entender por nulas as escutas que deram origem ao famoso caso "Apito Dourado", subvertendo-lhe a cor para um pálido azul-bebé e tranformando o responsável pelo maior gang de corrupção que até hoje o futebol português conheceu, numa criatura digna de se cruzar na rua com os cidadãos honestos deste país, em vez de o encarcerar por longo tempo como mereceria.

Ontem teremos assistido em directo e na estação pública de televisão, à denúncia de um "novo apito", desta vez "vermelho", pomposa e correctamente designado pelos adeptos de futebol por "colinho" e mais tarde rebaptizado de "manto" pela "central de propaganda goebbelsiana do arcanjo gabriel".

Mas as instâncias judiciais competentes, apesar da denúncia pública e ainda com os "santos óleos" a escorrerem-lhes pelas testas, de nada se aperceberam nem vão aperceber! O "apito vermelho" tenderá para um inocente rosa pálido e o "aprendiz de corrupto", cujo nome foi corajosamente citado sem pruridos ou tergiversações continuará a não ser incomodado e sem se demitir, o mesmo acontecendo aos que sob o mesmo pálio o acompanham na procissão e aos corruptores, protegidos pelo mesmo "guarda-chuva" - ou "manto" se preferirem! - que durante anos salvou um tal de Vale e Azevedo, que só foi colocado na Carregueira quando o vento lhe levou o chapéu.

Navegando num mar de merda que já lhes chegou ao nível das bocas, a preocupação dos mais altos responsáveis pela justiça portuguesa, apenas lhes permite conseguir articular uma desesperada súplica:

Não façam ondas!...

Leoninamente,
Até à próxima

1 comentário:

  1. Pressões de Vítor Pereira sobre... O quê? Isso pode lá ser!...
    Os árbitros são p'ráí 20 e só este se queixa? Ná, o homem está a confundir tudo, Esses telefonemas (se é que os houve, VP nem se lembra, foram apenas para incentivar Marco Ferreira e desejar-lhe boa sorte.
    Pressões? Nem pensar! Nem VP é homem para isso. Sempre foi muito cuidadoso e criterioso com as escolhas -os melhores árbitros , para os melhores jogos- o nível da arbitragem está melhor que nunca e aquela é uma acusação que bla-bla-bla...
    E não há um órgão judicial que pegue numa vara e seja capaz de mexer a merda, até ela vir à tona do lodaçal?
    Conselhos de Disciplina, jurisdicionais, de Justiça, ninguém abre um inquérito?
    E o Ministério Público fecha-se em copas, que as férias estão aí?

    ...a não ser que este (ruidoso) silêncio, que envolve a CS, também, sirva para analisar danos e concertar estratégias...

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE