quarta-feira, 8 de julho de 2015

Alucinante...


Quando o dia de trabalho chega a durar... 12 horas

"Alucinante. Foi esta a expressão escolhida por um dos colaboradores de Jorge Jesus para definir a forma como têm decorrido os primeiros dias de convivência do novo treinador do Sporting. Também os jogadores já se aperceberam que com o técnico bicampeão não há descanso, períodos mortos ou tempo para convívios extrafutebol. A título de exemplo, basta referir que sempre que Jesus opta por realizar dois treinos no mesmo dia, a presença dos profissionais na Academia se prolonga por quase 12 horas.

Se não, repare-se: para participarem no treino da manhã, os jogadores têm de apresentar-se no local antes das 9, hora habitualmente escolhida para combater o calor que se faz sentir naquela região nesta altura do ano. Terminado o apronto matinal, os jogadores não regressam a casa. Permanecem no interior da infraestrutura, almoçam no refeitório e descansam nos quartos, até próximo da hora do treino da tarde, que arranca às 18 horas.

Seguem-se mais 90 minutos – ou mesmo 120 – de trabalho duro, pois com Jesus nenhum pormenor é deixado ao acaso.Com ele, a sessão só termina quando os objectivos definidos estiverem efectivamente concretizados. Caso contrário, o trabalho continua até que tudo fique perfeito.

Contas feitas, dias há em que os profissionais leoninos permanecem quase 12 horas fechados na Academia. Um meio de integrar os jogadores com a nova equipa técnica e, simultaneamente, acelerar a preparação do grupo para um início que se antevê complicado."
(in Record)


Campo de férias?!... Pois, já foi, já foi! Muito particularmente no tempo em que os treinadores que passaram pela Academia Sporting eram... "uns gajos porreiros"! Com Jorge Jesus passou a ser um centro de treino de excelência, um local de trabalho aturado, uma rampa de lançamento para uma época que poderá ficar na história do Clube. E quem assim não o entender... cai fora! Perceberam?!...

Ao que se vai sabendo, já serão cinco os que não foram capazes de perceber!...

Leoninamente,
Até à próxima

12 comentários:

  1. Respostas
    1. http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Sporting/interior.aspx?content_id=960733

      Eliminar
  2. Caríssimo Álamo:
    Na zona do Parque das Nações, era até há bem pouco tempo muito frequente tropeçar em jogadores do Sporting, a meio do dia, às compras ou a passear os filhos.
    Sem me pronunciei alto e bom som contra isso. Os jogadores são profissionais do Clube, regiamente pagos ( para o normal ordenado do vulgar cidadão) e devem estar ao serviço do Clube de manhã à noite.
    Se não têm treinos, devem estar em escolas, lares ou hospitais, a levar um pouco de alegria e estímulo a quem deles tanto precisa.
    Por isso, só desejo que estes hábitos que JJ está a implementar se mantenham.
    Foi bonito de ver, refiro agora também, jogadores que chegaram de uma viagem durante a noite estarem, na noite seguinte, de cara alegre na Gala Sporting. Não foram todos, ao que sei Carlos Mané faltou, mas também é uma boa notícia quanto ao empenho e envolvimento com o Clube dos seus profissionais.
    Termino, para não o fartar de me aturar, regojizando-me com a sua decisão de deixar de publicar posts de energúmenos que aqui vinham diariamente verter a bílis.
    Que bem se respira agora neste nosso muito apreciado blogue!
    Um enorme Abraço,
    José Lopes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caríssimo José Lopes, sob pena de crítica, penso que o decepcionante estágio de quase subdesenvolvimento que se verifica em todos os quadrantes do nosso país, deverá ser endossado ao eterno e congénito "nacional porreirismo", que nem 41 anos de democracia conseguiram eliminar!...

      O Sporting Clube de Portugal não será excepção. E então a nossa Academia, distante e enteada dos altos responsáveis leoninos, praticamente desde o seu arranque, sempre foi o refúgio sagrado e predilecto do "leonino porreirismo", sem que a este seja preciso associar a incompetência, o laxismo, o baixo grau de exigência e profissionalismo de muitos dos que por lá passaram. Porque o "porreirismo" terá atingido o seu clímax, com aquele que continua a ser ainda hoje, apesar de despedido e corrido para bem longe de Alvalade, glorificado por muitos sportinguistas, apenas porque se preocupou mais com uma "agenda própria" de confronto com a hierarquia, desde que salvaguardada a noção de "gajo porreiro" por parte do grupo que liderava. E nunca, jamais, em tempo algum, um líder competente, exigente, trabalhador e zeloso dos interesses da entidade que lhe paga, poderá ser considerado de "porreiro". Um líder poderá ser respeitado, estimado e até idolatrado, por qualidades bem diferentes, quase antagónicas, daquelas que definem o "nacional porreirismo". Pena que nenhum desses "fracos reis", alguma vez seja capaz de se interrogar sobre o que fez de mal, para tornar fraca a forte gente!...

      Sobre o ar "respirável" que diz notar agora em Leoninamente, deixei há algum tempo um post que o explica. Temo que tenha exagerado na minha preocupação de respeitar quem não merecia respeito. Mas mais vale tarde que nunca...

      Grande abraço.

      Eliminar
  3. Respostas
    1. http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Sporting/interior.aspx?content_id=960733

      Eliminar
  4. Esta questão das horas de "convivio" é muito pertinente, e antiga.... Nunca entendi a forma de estar e trabalhar faseada e sem continuidade......

    Desde sempre digo isto... Não há cá treinos bi ou tri ou penta diários.......!!! Há horários... das 9 às 5.... Pois há, muitas mais, e importantes, valências a desenvolver para lá do 3x5x4 e do pontapé-de-bicicleta... (eu quando era puto... é que ia jogar à bola de manhã e depois, outra vez, à tarde...)

    HÁ COMPROMISSO... e isso faz (fará) toda a diferença...

    Nunca me esqueci, nos idos anos 80... e no consolado de uma genial equipa de futebol, de uma reportagem de fundo feita, de dentro para fora, em Milanello.... Muito à imagem das organizações de topo da época... até o nome deriva de uma outra SUPERESTRUTURA de uma outra atividade desportiva que, já na altura, geria milhões de milhares de milhões de liras...

    p.s. aos que não percebe(ra)m ainda... o tempo escasseia... quicá já não o tenham....

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo ZE, partilho inteiramente da sua opinião, mas com duas correcções:
      a) - ao longo da época, das 8 às 17, com uma hora para almoço à conta do patrão;
      b) - na pré-época, das 8 às 20, "exactaqualmente" o plano actual de JJ.

      E depois gostaria que o meu amigo, assim como todos os sportinguistas atentos aos nossos comentários, me dissessem qual foi, em vosso entender, o que terá estado na base da conquista do campeonato conquistado pelo Sporting depois do longuíssimo jejum de 18 anos?! Pois, com o devido respeito das opiniões de todos, na base dessa memorável conquista, esteve... Giuseppe Materazzi! Claro que os jogadores, como prémio, lhe deram o "bilhete de desembarque"! É o "nacional porreirismo" na sua melhor expressão!...

      E a minha concordância, para terminar, vai para o "quiçá" que o amigo deixou em p.s.: para cinco já terá terminado o tempo! Mas creio que haverá mais!...

      SL

      Eliminar
  5. Então e estes cinco (Rabia, Dramé ,Seejou King, Luís Ribeiro e Mika) foram, ou vão ser dispensados, por falta de vontade de trabalhar ou por não terem a qualidade que Jesus exige?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao que a CS tem divulgado, numa primeira fase, baixaram para as mãos de João de Deus! Sobre as razões que terão levado à adopção dessa medida e sobre as perspectivas que se lhes abrem, penso que só perguntando a JJ. Eu estou a 300 km do teatro das operações e manda o bom senso e meu amor ao Sporting que, independentemente daquilo que chegue ao meu conhecimento, não devo ir além daquilo que a CS reporta.

      Eliminar
    2. Então o último parágrafo a bold faz pouco sentido...

      Eliminar
    3. Ou ao "anónimo das 17:41" terá faltado argúcia para o perceber...

      Eliminar

PUBLICIDADE