quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Rui Jorge e a sua gente, somam e seguem !...



Excelente jogo, com vitória merecida para os jovens portugueses, muito personalizados e bem organizados, com Paulo Oliveira e Ricardo Esgaio em grande plano durante todo o encontro e Carlos Mané e Iuri Medeiros a substituirem Cavaleiro e Rafa, respectivamente aos 60' e72'.

A menos que um qualquer cataclismo o impeça, a eliminatória estará perfeitamente assegurada e o encontro da 2ª mão, agendado para a próxima 3ª feira, em Paços de Ferreira, trará muito provavelmente a confirmação do apuramento da equipa das quinas.

Sem se colocar em bicos de pés, o trabalho de Rui Jorge continua a merecer os mais rasgados elogios, sendo que estará a um pequeno passo de, merecidamente, concluir esta dupla fase de qualificação para o Euro 2015, apenas com vitórias.

Leoninamente,
Até à próxima

6 comentários:

  1. Havia um indivíduo lá na frente que, ou muito me engano, ou daqui a 4,5 anos estará nos campeonatos mas fortes da Europa, a saber: Bulgária, Azerbaijão....o pobre do jogador ainda nem conseguiu ser jogador da bola - dominar e correr com ela - e já quer ser jogador profissional...
    Só por curiosidade, era aquele que jogava com o dorsal 11 nas costas da camisola monárquica.

    Nalitzis

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Nalitzis, nesta hora de alegria, haverá que comemorar e esquecer as tristezas! Rui Jorge certamente terá tirado as suas ilacções!...

      Eliminar
    2. Como Jesus disse a Judas "Tu o disseste"...
      Basco "O Leão"

      Eliminar
    3. Ao caro "nonameslb, eu corrigiria: vermelho e romântico! Acreditou em alguém que o convenceu que podia ser jogador de futebol!...

      Ou então, o ilustre benfa perdoar-me-à, mas o "maior clube do mundo e arredores" terá o treinador "mais estúpido do mundo e arredores" !...

      Caberá ao caro "nonameslb", escolher a hipótese que melhor entender ou convier...

      Eliminar
  2. Se a intenção de Rui Jorge foi enviar primeiro a tropa fandanga para desgastar o muro adversário e, depois, as tropas especiais, frescas, para consumarem a vitória, pois bem, acertou. Estivesse Carlos Mané em tarde de acerto e teríamos tido uma goleada.

    Clubismos à parte, reconheço que a finta do Bernardo ao central que fez falta que originou o penalti é de bom jogador. Atendendo à idade, poderei dizer muito bom jogador. Mas lance de génio, como a classifica a imprensa, porquê? Noutras zonas do ataque, noutros momentos do jogo, tivemos lances idênticos. Relembro um, também na área, do terrível Ivan -só que este rapaz não sofreu qualquer falta e, como não sabe o que fazer à bola, foi desarmado...
    Classificar o lance de Bernardo de "genial" e, comparativamente, o golo de Mané de "grande golo" ou de "excelente remate", só é possível vindo de quem sofre de grave problema gástrico, o golo deve ter sido de digestão muito difícil.

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE