segunda-feira, 27 de outubro de 2014

A cabeça dos jogadores é deles e de mais ninguém !...


Curtas de Alvalade

A importância da vitória: "Uma equipa que joga bem e não ganha, vai deixar de jogar bem". É muito isto, este início de época. É o não deixar fugir as expectativas iniciais, e procurar construir um modelo em cima de vitórias. Para que os jogadores sintam mais confiança no processo, para que a aquisição dos comportamentos pretendidos seja mais fácil e célere.

- Rui Patrício. Fenómeno. Haverá algum jogo onde ele não tire duas, três bolas de golo ao adversário? Haverá algum jogo onde ele não seja absolutamente decisivo para um resultado positivo do Sporting? Anseio por esse dia.

- Nani. Mais do mesmo. Num campeonato de pinos, demasiado fraco o estímulo competitivo para um jogador desta qualidade. Resta saber como será o seu rendimento no futuro, num contexto onde os pinos se movem um pouco mais.

- Maurício. Contenção. Ahn?!

- Montero. Poderá com o fantástico golo que marcou ter ganho a confiança necessária para se assumir de vez no onze do Sporting. Resta saber se o treinador lhe dará confiança para isso, ou se continuará a queima-lo na primeira oportunidade que surgir. Para já, parece-me que o seu treinador continua a remar no sentido contrário ao dele, e ao que ele precisa: "Um avançado vive de golos, embora seja tecnicamente evoluído e trabalhe muito para a equipa. Era muitas vezes notícia a falta de golos e isso mexia com ele, pelo que é importante que os golos apareçam"
Marco Silva

- Marco Silva. Ouvi-o, pela primeira vez, falar dos erros de posicionamento que o Sporting tem tido. Interpreto isso como um sinal de que está a trabalhar para os corrigir. Urge corrigir as avenidas que o Sporting tem permitido aos seus adversários, pelo mau controlo da profundidade da linha defensiva, pela dificuldade em controlar o corredor central por ter extremos que ficam na frente quando a bola está do lado contrário, e um médio ofensivo que não chega a tempo depois da pressão nos centrais. E aí, chegará o dia em que Rui Patrício não será mais fundamental. O maior desafio do treinador do Sporting é o de retirar o protagonismo do seu guarda redes.

- Conversa de café. Fala-se em maior controlo emocional, em melhor gestão das expectativas, em maior controlo do jogo quando se consegue uma vantagem daquelas. Tudo muito fácil. Mas qualquer equipa que não esteja habituada às andanças europeias vai sempre ter essa dificuldade. Sobretudo porque no seu contexto competitivo tem apenas 4,5 jogos ao nível do que se exige na Europa. O problema é o foco. Tem um estímulo competitivo muito forte ao nível europeu, segue para o campeonato e consegue uma vantagem confortável ao intervalo: nem o mestre Mourinho os impediria de descomprimir. Há muita coisa que os treinadores não controlam, e a concentração/descompressão e a cabeça dos jogadores é deles, e de mais ninguém.
(Roberto Baggio, in Lateral Esquerdo)


Eu pelo-me por análises simples, directas, sem rodrigos e veludos, em vez daquelas que apenas pretendem mostrar o luar do futebol em lua nova, chamando-nos a todos de estúpidos. Depois de cada jornada, é vê-las surgir em catadupa por essas televisões fora...

Cada vez me sinto mais empolgado com o que vou lendo em Lateral Esquerdo! Ontem Maldini, hoje Baggio! E começo a perceber uma certa ostracização a que "antigamente" votavam o Sporting: praticava um "futebol de pinos"! E ambos odeiam esse futebol, quem o "inventa" e quem se vê obrigado a "cumpri-lo"!...

Eles, com inteligência e argúcia e porque amam o futebol, apaixonam-se apenas quando vale a pena. E eu sinto que até eles começam a acreditar que o Sporting pode estar a caminho de abandonar o... "futebol de pinos"! E gosto de me "embebedar" de futebol quando os leio, gosto de olhar para o futebol do Sporting com os seus olhos! E sinto que devagar, muito devagarinho, começo a entendê-los e a "perceber" quão bonito e fácil pode ser este jogo.


Amigos, se assim me permitirem chamar-vos, obrigado por tudo!...

Leoninamente,
Até á próxima

4 comentários:

  1. A análise do Baggio revela bem o que é o projecto do Sporting e no que ele se pode vir a tornar. Com o Marco Silva penso que esta equipa pode crescer muito. O que o homem fez no Estoril não é nada normal. E depois ter Nani é um joker do caraças numa liga como a portuguesa. E à medida que ele for ganhando mais e mais confiança vai jogar cada vez melhor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Absolutamente em sintonia com o amigo Zé Pelé!

      O projecto do Sporting pode vir a tornar-se num caso... muito sério!...

      Guimarães, vai ser um tremendo de um teste!!!...

      SL

      Eliminar
    2. Ai isso vai, não duvido. Espero que a cabeça dos jogadores esteja focada "naquele jogo", o mais importante da época, e não no seguinte.
      E que a deusa fortuna nos acompanhe, nestes jogos é bem precisa.

      Eliminar
  2. Ontem houve magia....

    Também 'eu' estou a crescer com esta equipa....!!!

    Quando ao intervalo comentava com um parceiro de bancada, que não me lembrava (e continuo a não me lembrar) de um jogo em que a ganhar por 3-0 não reconhecia uma superioridade tão esmagadora como a que todos, aparentemente tinham visto... estava longe de pensar no que viria a sentir no final do jogo...

    Comentava comigo esse consócio... Epá agora o treinador tem é de tirar o Nani e o William por causa dos amarelos...!!! Repondia-lhe eu... Ouve lá... O jogo não está ganho...!!!

    O que eu vi foi um jogo repartido em que os da Madeira apareciam muitas vezes (vezes demais), em zonas, pouco recomendáveis... Facilmente passavam a nossa linha média e defensiva... As segundas bolas eram, invariavelmente perdidas e ganhas não me permitindo identificar o jogo como acabado...

    Resumindo... não me parece que o resultado ao intervalo fosse inteiramente justo, nem tão pouco o reflexo do jogo que eu estava a ver... achando que se o marítimo metesse um golo... a coisa poderia complicar-se... Lembrei-me de um jogo à muitos anos em que a ganhávamos 4-0 ao Famalicão... acabámos o jogo à rasquinha tendo os nortenhos chegado ao 4-3...

    Ao cabo dos 54 minutos.. pensava com os meus botões.... F*****..., odeio ter razão...!!! Esta m**** vai - tem tudo - para correr mal....!!!

    O meu cérebro não está, ainda, formatado para esta dinâmica... Apesar de um assombro do antigamente... em que a equipa se desmoronaria após o 2º golo do adversário... O que eu vi foi um regresso imediato ao jogo... personalizado e intenso como que a dizer... "Sim... achávamos que isto já estava ganho... mas não estando... vamos para cima de vocês outra vez...!!! Vamos à bulha... e no fim logo se vê..."

    Com a obra de arte da duplas Adrien/Montero fiquei - mais - tranquilo... e por fim veio o descanso... e a magia fê-se...

    De facto este foi um jogo - como deveriam ser todos - à inglesa... Eu que tanto gosto e defendo a Premier League como, de facto, "A" Liga.... Dei comigo a pensar que tão bom que era que houvessem mais... Marítimo's... e muitos SPORTING's... É que... com equipas destas... temos jogo... temos liberdade... temos honestidade... temos FUTEBOL...!!!

    É um facto que temos INCERTEZA... pode correr bem... pode correr menos bem, mas temos uma paradoxal CERTEZA... Com esta equipa do SPORTING CLUBE DE PORTUGAL, e com um futebol com "F"..., estando mais perto da derrota estamos, seguramente, bem mais perto da VITÓRIA...

    Um grande bem haja a estas equipas... Um grande bem haja a este futebol dos sonhos!!!

    Também 'eu' estou a crescer com esta equipa...

    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE