quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Mais fortes ainda e a sorrir com as preocupações alheias!...


Uff! Até que enfim" Estou cansado, saturado, com a cabeça em água e farto de todo este folclore!...

Em Janeiro voltaremos a ter mais do mesmo! Mas fica a consolação de até lá voltarmos a ter futebol, no fundo aquilo de que mais gostamos!...

Nunca esperei chegar a Setembro com a satisfação que me enche o peito e a alma neste momento. Não por este ou aquele jogador que saiu ou entrou. Mas porque senti que no meio do pântano futebolístico com que desgraçadamente nos obrigam a conviver dentro de portas, o prestígio do Sporting Clube de Portugal saiu justamente ampliado e reforçado enquanto outros berram, berram e ninguém os ouve por essa Europa fora!...

Falou-se mais do Sporting por essa Europa fora, que de todos os restantes clubes cá do burgo juntos! Bastará que cada um de nós deixe de estar agarrado à pasquinada que por cá se publica e que ocupa três quartos do seu espaço a falar do mesmo e a toda a hora e parta para uma análise mais séria da informação veiculada por essa Europa fora para o concluir!

Toda a Europa sabe qual foi a base do espectacular êxito da nossa selecção em França. Toda a gente sabe que o Sporting Clube de Portugal produziu 10 dos 14 jogadores que pisaram os relvados de França e se sagraram campeões europeus. Daí o verdadeiro "assalto" de que Alvalade foi "vítima" enquanto de outros ninguém na Europa falava...

Paralelamente, o Sporting passou a ser hoje reconhecido como negociador difícil, quase implacável, mesmo que desalinhado com poderosos agentes de negócios obscuros a quem este defeso deixou sérios amargos de boca e os bolsos menos repletos. Ao ponto de o prestígio granjeado pelos "leões de Portugal" passar a determinar nos grandes clubes europeus um inconfundível desejo de bom relacionamento com Alvalade, traduzido na chegada de dois "impossíveis" por empréstimo. Eles pensam e pensam bem: nunca se sabe o dia de amanhã e é preciso semear para colher, de preferência em bom alfobre!...

Por fim, e por via de tudo o que para trás deixei expresso, que dizer do sucesso financeiro leonino nesta abertura de mercado?! Uma calamidade inesperada para quem se habituou a viver da publicidade e sempre mancomunado com os poderes sórdidos do futebol europeu, nomeadamente espanhol!...

A justiça pode tardar mas sempre chega! E aí vamos nós, que corremos o risco de nos levarem mais de meia equipa, afinal, se calhar chegámos ao fim deste inferno mercantil...

Mais fortes ainda e a sorrir com as preocupações alheias!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE