quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Nada aumentará mais a fé e a confiança de David, que a certeza de ter feito ajoelhar Golias!...


OITCHENTCHA E OTCHO

«É irónico dizer que a única equipa que perdeu nesta jornada europeia foi, de muito longe, a que melhor jogou? Virá de novo a piada de que o Sporting jogou como nunca e perdeu como sempre? Neste caso, só por cegueira. Antes de tudo, porque jogar com o Real e jogar com o Besiktas ou com o Copenhaga é jogar um desporto diferente. Depois, porque contra equipas menores jogaram em casa e contra a equipa maior o Sporting jogou fora. Também porque se Ronaldo é o Talisca do Sporting isso deixa o Benfica com um baixo estatuto. Por fim, porque o jogo foi o que todos viram. E o que todos viram foi um Sporting sem medo, a jogar de igual para igual com o maior clube do mundo e a mostrar que será um caso sério nesta época, com Gelson Martins, mas não só, a brilhar.

Não é apenas inglório perder uma vitória histórica aos "oitchentcha e otcho minutchos", usando o delicioso portinhol do poliglota Jesus, e perder empate nos descontos. É inglório isso resultar de um livre em relação ao qual toda a gente séria tem sérias dúvidas mas que foi ditado pelo peso do Real Madrid e pela possibilidade, de pela primeira vez nos últimos 10 jogos, não vencer em casa num início da Liga dos Campeões. In dubio pro grande, diz a justiça da bola. E a arbitragem mostrou essa tradicional tentação. Inglório é isso resultar de um livre marcado por Ronaldo, que os falha quase todos. Mas passados os primeiros dez minutos de choque, naturais quando se esteve à beira de fazer história e se tropeçou nos últimos minutos, enchi-me de entusiasmo. Se esta é a equipa que o Sporting vai ter, a outra velha frase dos sportinguistas finalmente se confirmará: "este ano é que é". Porque esta é uma equipa de sonho.»

Penso como Daniel Oliveira: estará a ser verdadeiramente construída em Alvalade uma equipa de sonho!...

A inveja, a dor de cotovelo ou de corno, a azia e outros condimentos semelhantes, não terão permitido a mais de 15 milhões e meio apreciar a qualidade que ontem o Sporting foi capaz de exibir no Santiago Bernabéu. Mas o fosso entre o futebol praticado pelo "dream team" de Alvalade e os outros "tarecos" do futebol português que por aí andam a poluir a atmosfera da pasquinada e da "caixa mágica" é de tal modo abissal, que só quando acontecer o irremediável em termos matemáticos na tabela classificativa da Liga NOS, esses milhões todos se convencerão desta realidade nua e crua! Para eles, obviamente!...

Já no decorrer do França 2016 se tornaram claras as razões que levaram Portugal pela primeira vez na sua história ao título europeu. Mas os 15 milhões e meio foram olhando apenas para os resultados finais dos jogos dessa cavalgada heróica e nem o próprio seleccionador foi capaz de se aperceber de que a base do seu sucesso lhe chegou prontinha a servir da Academia do Sporting. Tanto assim que, tresloucado, resolver ir à Suiça provar o contrário. E como se deu mal! No mínimo, pouco inteligente o Fernando. Terá de passar mais vezes pelo estádio de Alvalade. Terá de revisitar cem vezes o filme do jogo de ontem para que possa vir a compreender o necessário para aproveitar ao máximo o que Jorge Jesus lhe vem colocando de borla numa bandeja de prata, desde que, obviamente, não estrague o que lhe é enviado de Alvalade! A prova real virá na próxima convocatória...

Sim porque deixar de fora da convocatória o melhor central e o melhor ala que neste momento jogam em Portugal, já não será apenas distracção ou estupidez! Será algo que o comum dos adeptos de futebol não conseguirá descortinar num homem profundamente crente e propaladamente justo!...

É que não estaremos a falar apenas e tão só do talento com que a natureza privilegiou essa potencial meia equipa da nossa selecção, que ontem equipou garbosamente de verde no Santiago Bernabéu! Essa meia equipa que Fernando Santos será o mais tolo dos treinadores se não aproveitar até ao tutano, transporta em si uma filosofia de jogo transmitida por aquele que será muito provavelmente o melhor técnico português da actualidade, cá, lá fora e pelo caminho, de tal modo transcendental, que só o mais louco dos seleccionadores ousará modificar!...

Parafraseando Pedro Santos Guerreiro na sua última crónica no Record, "o Sporting perdeu o jogo, mas o jogo ganhou o Sporting"! É bem provável que nada em Alvalade volte a ser como dantes...

Nada aumentará mais a fé e a confiança de David, que a certeza de ter feito ajoelhar Golias!...

Leoninamente,
Até à próxima

11 comentários:

  1. Para mim, o DO acerta todos os seus artigos...!

    Neste... acho que até "abusou" no acerto...!

    Como ele, também eu acredito que este ano é que será...

    "Porque esta é uma equipa de sonho..."

    Quem tem duvidas disso...?

    Creio que nenhum sportinguista que verdadeiramente o seja...!!

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu estimado amigo Max, Daniel Oliveira, talvez por ser filho de quem foi, e por ser um observador atento e considerado na área política, é um homem profundamente racional. Como sportinguista não poderia deixar de o ser, embora os afectos e as emoções nos façam perder muitas vezes o discernimento. Mas eu também o respeito muito e levo em linha de conta a sua filosofia no que ao Sporting concerne, porque sempre há-de representar muitas horas de reflexão. Ele é mesmo assim e por isso conta há muito com a minha admiração!...

      Está galvanizado como todos nós! Quanto aos outros, quanto mais azia melhor. Coitados agora ficaram sem o Samaris! Aquela pré-época deve ter sido inenarrável: de tanto quererem ser os melhores, correm o risco de tropeçarem na própria ganância!...

      SL

      Eliminar
  2. Permitam-me, um pouco de água na fervura... Peço que me desculpem...

    ... Mas já o ano passado fomos melhores... tínhamos a equipa... tínhamos o jogo... ROUBARAM-NOS O SONHO... Cá como lá...!!!

    Agora, que já se evaporou a água... levantemos, novamente, a fervura... (ráis ta parta a ambiguidade... - ainda efeitos do kompensan, só pode... - ego e alter-ego à bulha!!!)

    EU TAMBÉM ACREDITO... e de uma coisa tenho a certeza..., ABSOLUTA... Se formos capazes de ser sempre assim..., como ontem..., o SONHO ESTÁ GARANTIDO... A ver vamos se conseguimos e... (lá vem o alter-ego outra vez - XÔÔÔ XÔÔ) se nos deixam...

    SAUDAÇÕES LEONINAS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De vez em quando também ando assim, de um lado para o outro. Mas agora vou ficando num lado só, o do sorriso na cara depois de os ver jogar. Dá-me um gozo do caraças ver a equipa a jogar assim! Mesmo que perca! gosto de ver a equipa a jogar e não a fazer de conta que joga.
      Arbitragens, para já tento não pensar no assunto. Mas sei q posso vir a ser obrigado a pensar neles novamente... mas lá está: se continuarmos a jogar assim, quero cá saber das arbitragens!! Prefiro ser gamado e perder que ganhar a gamar! mesmo.
      SL

      Eliminar
  3. Amigo Álamo, eu bem lhe disse que estava com uma fezada, mas pensava mais no resultado do que na exibição - a coisa acabou num triste e amarelo sorriso mas, ao mesmo tempo, com um verdadeiro sentimento de orgulho.
    Contraditório? Talvez, mas que importa se à tristeza pelo resultado está junta uma equipa que foi enorme, que mostrou classe. Depois, Gelson... terá sido "o dia" ou o 1º dia da vida de Gelson?
    Nunca imaginei o Real a ter que jogar em contra-ataque... o Bale a auxiliar a defesa, a ter que mudar da direita para a esquerda, a simular faltas, tal como Cristiano, que bem pedia a bola e recuava até ao seu meio campo para a receber...
    Pois, mas não ganhámos.

    Agora vem aí o nosso campeonato, com as suas particularidades muito próprias, algumas mesmo "particulares", mas tão "particulares" que até parecem pertencer a um sub-mundo. E são estas que eu receio.
    A equipa é boa, muito boa, mesmo. Chegará para vencer ventos e marés?

    ResponderEliminar
  4. Amigo Álamo, mais uma grande crónica de DO, sempre teve em mim uma fã devota, de tal forma o admiro, que me sinto sempre obrigada a ler os seus escritos, seja na política como no futebol, assistir hoje ao futebol praticado pelo nosso Sporting transporta-nos para o êxtase completo, nunca confiei e acreditei tanto na nossa equipa como hoje, só me assustam as interferências externas...

    SL

    ResponderEliminar
  5. Prezado Álamo,
    Gostaria que Daniel Oliveira, para além de fazedor de excelentes crónicas como esta, perguntasse ao seu parceiro de "O Eixo do Mal", o Pedro Marques Lopes, se anda com algum problema nos neurónios! Depois de ter ouvido este "politólogo" que também virou "comentadeiro", na "Bosta Tv" a dizer, contrapondo ao correcto comentário de JM Delgado (louve-se por ser de quem foi!) que as decisões de Tiago Martins quanto aos três golos no Sporting-Porto tinham sido julgadas correctas por todos os árbitros, que estes eram corporativistas e desonestos (sic), depois de ter ouvido isto, repito, lê-se agora no jornalixo da Queimada que “Árbitro do Sporting-Porto juntou-se à galeria dos Calabotes”!
    Não ficava nada mal ao DO questionar esta nova "estrela do firmamento desportivo"...
    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro jmfigueiredo, creio ser notório para todos aqueles que, como eu e o amigo, apreciam o excelente programa televisivo "O Eixo do Mal", que vejo religiosamente em cada noite de sábado, o bom e respeitoso relacionamento entre os quatro participantes e mesmo o moderador! Ora decorrendo naturalmente essa boa relação, a meu ver, da superior inteligência de todos os participantes, julgo que nenhum deles alguma vez seja capaz de um remoque dessa natureza, sobretudo quando entram em campo paixões clubísticas, nomeadamente no futebol.

      Nessa condição, todos parecem optar pela confortável e inteligente posição de evitar o confronto em área tão sensível, transferindo-o para as crónicas pessoais que cada um eventualmente assine. Estando esse confronto de ideias liminarmente excluído, caberá aos leitores, como nós, dessas crónicas avaliar o peso, a lucidez e a verticalidade exibida pelos respectivos autores.

      Admiro muito PML como politólogo, embora nos antípodas da minha concepção do mundo e da política. Já o mesmo não direi na vertente de comentador desportivo, na qual a paixão sempre há-de ditar as suas leis e toldar o raciocínio. Nem eu próprio julgo ser capaz de me excluir, embora tente permanentemente não violar a minha consciência...
      SL


      Eliminar
  6. Caro Álamo, obrigado pela sua resposta.
    Longe de mim a ideia de DO abordar o tema desporto no programa de que somos atentos telespectadores. Tenho por Pedro Marques Lopes, enquanto comentador,
    algum apreço, apesar de, como o meu amigo, não estar na sua "onda ideológica".
    Mas, que me permita, o "bom e respeitoso relacionamento" que refere, decorre também de outros interesses... esses mandam muito!
    Sabe meu amigo, o Sporting está, para mim, acima de qualquer cor política.
    Sentimento que julgo presente em todos nós...
    Defendê-lo, cabe a qualquer Sportinguista que se preze. Será é muito mais fácil fazê-lo através do teclado de um computador...
    E de comentadores, desportivos e políticos (não os incluo enquanto articulistas), só aprecio um: Rogério Alves.
    Há também um outro que me merece apreço que é o Fernando Mendes, mas esse não é "comentador encartado" ainda que politicamente incorrecto!
    Com todos os seus defeitos, um dia gostei de ver Dias Ferreira deixar o Paulo Garcia a falar sozinho porque, como sabemos, o senhor jornalista "enternece-se" com o "Anão da Jamba"... E DF esqueceu, pelo menos naquele momento, os outros interesses...
    Pedro Marques Lopes está, julgo eu, refém de nova estratégia dos "fruteiros".
    E essa faceta, a não ser que os factos venham demonstrar que estou errado, condeno-a frontalmente.
    Encarniçado como agora PML se apresenta, só Miguel Sousa Tavares. Outro "belo" exemplo de mudança de identidade em face da "pele" que veste...
    Saudações Leoninas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A interessantíssima resposta do caro jmfigueiredo trouxe-me à memória um aforismo muito pessoal que há muito adoptei: "os comentadores políticos estão para os comentadores desportivos, como os cães de raça estarão para os rafeiros"! Os primeiros jamais se morderão uns aos outros. Já os segundos passam a vida enraivecidos a ladrar uns aos outros!...

      Creio que estará nesta dicotomia surreal, a razão primeira para o meu progressivo afastamento dos "programas de paineleiros desportivos": já não consigo arranjar em mim pachorra suficiente para os visionar e limito-me actualmente a apreciar "a posteriori" e tão só, as breves resenhas e críticas sobre aquilo que por lá se passou...

      Concordo em absoluto que actualmente Rogério Alves será o único trigo sem joio que nesses programas ainda valerá a pena ver e escutar. E permita-me que lhe acrescente com alguma saudade, o nome de um comentador benfiquista que o "sistema" saneou, por a inteligência e a integridade serem incompatíveis com as linhas editoriais dos ditos programas: Júlio Machado Vaz! Penso que terei definido com clareza o prisma pelo qual observo o fenómeno!...

      Creia na minha consideração.
      Saudações Leoninas

      Eliminar
    2. Caro Álamo, nem de propósito! Ainda hoje, noutro espaço leonino, escrevi isto a propósito da impugnação dos lampiões no futsal, escarrapachada na capa do pasquim da Queimada:

      E ainda me perguntam alguns porque é que os devo considerar adversários e não inimigos? Pois… que me perdoem os “Júlios Machados Vaz” desta vida!

      Retribuo a consideração e SL.

      Eliminar

PUBLICIDADE