quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Santos da casa não fazem milagres!...




Cristiano, Morata y los ‘noventa minuti’

«Lo dejó dicho Juanito: “Noventa minuti en el Bernabéu son molto longo”. También decía Molowny que hasta que el árbitro pita el final todo es posible. El Sporting se sentirá ahora desdichado, maltratado por la fortuna, y con razón. Jugó muy bien, mucho mejor que el Madrid, tenía el partido ganado en el 89’ y lo perdió de golpe. Primero, por un impecable golpe franco de Cristiano transformando una falta que, sinceramente, yo no vi. El segundo, ya en el 94’, un centro precioso de James queMorata cabeceó con rabia de canterano. Así ganó el Madrid 2-1, echando por tierra el gran trabajo de los lisboetas.

Muy buen equipo este Sporting. Abajo y arriba, juntos, solventes, serenos. Buen mando de William Carvalho en la media, manejo del tico Bryan Ruiz, un peligro tremendo a la derecha del ataque, Martins, el merodeo de Bruno César... Me gustó prácticamente todo. Espesó el juego del Madrid, que además tenía dos jugadores cruciales, Benzema y Cristiano, muy lejos de su mejor forma. Y tampoco Marceloestá en su mejor versión. Sufrió demasiado con Martins y atacó poco. Así que el partido tuvo mala pinta para el Madrid, muy mala pinta. Hasta fue raro que el gol de los portugueses no llegara antes del descanso.

Con los cambios (a la hora de juego se fueron Bale, con un golpe, y Benzema, y más tarde Kroos, para dar entrada a Lucas Vázquez, Morata y James) el Madrid mejoró algo, pero el Sporting mantuvo su solvencia. Lucas Vázquez acertaba en todo,Morata le dio vigor al ataque, James metía sus pases. Pero el tiempo pasaba sin grandes sobresaltos. Sólo un tiro al palo de Cristiano. Hasta que se precipitó el milagro, los goles, el jolgorio. Esas cosas del Madrid, sobre todo del Madrid europeo, una confluencia de fe propia con fuerzas extrañas que vienen del Más Allá. ¡Qué especial es el Madrid!»


Cá por mim, começa a ser hora de abandonar as edições online dos pasquins portugueses e passar a apreciar o bom jornalismo que se vai fazendo em Espanha!...

Santos da casa não fazem milagres!...

Leoninamente,
Até à próxima

7 comentários:

  1. Há muito que o faço. Ouvi o relato na Rádio Nacional de Espanha. Nesta emissora foram mais portugueses que os jornalistas cá do burgo. Atribuiram o desenlace do desafioà sorte, ao destino, ao karma do Madrid nas competições europeias. E eu também não consigo encontrar outra explicação racional, que não a sorte. Então o Ronaldo não marca um golo de livre a ninguém e marca ao Sporting! Cada vez mais me convenço de que temos um mau karma.

    ResponderEliminar
  2. Imagens para quê...!!!
    É um jornalista................ espanhol

    SAUDAÇÕES LEONINAS

    ResponderEliminar
  3. Em Espanha é capaz de haver, ainda, jornalistas e jornalismo. Aqui há Farinhas, Guerras e afins.

    ResponderEliminar
  4. Caro Alamo,
    Desde que tenho internet em casa (2003) que leio o "As" e sempre conheci Alfredo Relaño como seu director e desde esse tempo que sei que ele pensa saber mais do que sabe! Basta ler o título "Noventa minuti" para saber que ele mistura as línguas já que 90 em italiano é novanta com um "a" e era assim que ele queria escrever! Ele começou no jornal Marca e, não conhecendo eu as razões subjacentes, mudou-se para o As e mais recentemente começa a ser considerado pelos "madridistas" como antimadridista. Nos últimos tempos tem escrito muito sobre Messi em detrimento do CR7. Mas isso pouco importa!
    Li hoje já não sei em que blog(s) que alguns portugueses seguiram o jogo no computador (BT, Bein, ESPN etc.) e gabaram a neutralidade dos respectivos comentadores que se exprimiam em "castellano" mas, como deve saber, são comentadores sul americanos .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Aboim Serodio, eu não conheço Alfredo Relaño para além de algumas crónicas que de vez em quando me chamam a atenção. Esta foi uma delas, em que se mostrava surpreendido com o Sporting e com Gelson. Por isso a trouxe para aqui, porque por cá, importante é o Talisca, que a "central de informação benfas" conseguiu que os pasquins colocassem abaixo da lama! A epopeia leonina de Madrid muito poucos jornalistas a exaltaram...

      Quanto a comentadores televisivos o quadro ainda será mais negro. De modo que os tais comentadores que diz serem sul americanos, causam-nos surpresa, porque para os nossos o Paolo Tagliavento fez uma arbitragem modelar! É o que temos...

      Eliminar
  5. Não sabia que havia um limite de kilobytes para comentar neste espaço e estendi-me um pouco no comentário entretanto já publicado e fui interrompido "all of a sudden" por esse limite.
    Eu estou de acordo que o jornalismo português (desportivo ou não) é bastante rasca mas a Espanha não deve ser tomada por exemplo! Sobretudo no desportivo! Aproveito para realçar que Relaño não viu nenhuma falta de Elias (e não Marvin como eu pensei no correr do jogo) sobre CR7 no lance do livre que deu golo! Curiosamente nenhum jornalista português confessou o não ter visto! Quanto à RTP (i no meu caso) também não optou por mostrar o lance completo apesar de ter os direitos para esse jogo! Ai se fosse um erro contra o SLB!
    Eu continuo orgulhoso do nosso Sporting que, manifestamente, ontem foi tremendamente prejudicado pela arbitragem do Taglivento e, sobre o CR7 tamém vou continuar a utilizar uma frase que é dele no Stade de Frace à Saint Denis: QSF!

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE