quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Pela verdade, TUDO!...


LUCROS

«Não há milagres. O Benfica apresentou os seus maiores lucros de sempre por ter ido aos quartos- de-final da Champions e por ter feito sobretudo duas grandes vendas, a de Renato e a de Gaitán.

Não há milagres. Tendo os maiores lucros do futebol português, o Benfica tem também o maior passivo. É normal, por ser o maior clube (tem também o mais valioso activo). Mas já não é normal que esse passivo esteja a aumentar. A descida da dívida bancária está a ser compensada por emissões de obrigações, que têm custos elevados. Mas também as dívidas a fornecedores sobem.

Não há milagres. O Benfica garante que tem uma ‘folha salarial’ mais baixa no seu plantel mas gastou mais dinheiro com jogadores. Porquê? Porque pagou muito mais prémios de jogo. Isso quer dizer que ganhou. Mas também quer dizer que usou o dinheiro (os prémios) para motivar os seus jogadores.

Não há milagres. O Benfica tem as maiores receitas, superando os 200 milhões de euros na época passada, e assegura que mais de metade do dinheiro vem do estrangeiro. Das vendas de jogadores e da Champions. O modelo da internacionalização da actividade e do investimento na formação está a colher frutos.

Não há milagres. A SAD encarnada vivia afogada em dívida, num mar que não desapareceu de repente. Mas a gestão financeira e o tricampeonato têm conseguido que as contas resistam, num ano em que os outros dois grandes só têm prejuízos para mostrar. O Sporting ainda assim está no caminho ascendente. O Porto... bom, o Porto ninguém sabe. Talvez nem o próprio Porto.»
(Pedro Santos Guerreiro, Abrir o Jogo, in Record)


Quando esta crónica de Pedro Santos Guerreiro foi publicada, num primeiro impulso, fiz "copy & past" e preparei-me para aqui a publicar com as habituais considerações que são timbre neste blog, mas depois deixei ficar o rascunho e não procedi à publicação. Por respeito a um conjunto de princípios de que nunca abdicarei. Pelo meio, aqui reafirmo a minha admiração e respeito por PSG...

Mas o tempo passou e o impacto dos resultados da SAD benfiquista, devida e cuidadosamente tratados e apresentados ao público,  parecem ter provocado uma terrível e prostrante bebedeira no fautor de tamanha operação de cosmética e prestidigitação, Domingos Soares de Oliveira, ao ponto de se arrogar no direito de desafiar quem recusa nadar em tais águas.

Dizem que quem não se sente não pode ser boa gente. E a mim parece-me que Nuno Saraiva, o novel director de comunicação do Sporting, é boa gente. E como sportinguista, sentiu-se e naturalmente veio a terreiro colocar os pontos nos is a DSO. (LINK) 

No texto que publicou, NS toca ao de leve na crónica de PSG e eu lembrei-me do rascunho que havia posto na gaveta. E como sei que na edição online do Record esse texto só estará disponível a leitores "Premium" e bem assim aos que porventura comprem a edição impressa - cada vez menos! -, entendi por bem publicar o que ainda continuava da gaveta...

Pela verdade, TUDO!...

Leoninamente,
Até à próxima 

4 comentários:

  1. Agradeço, pois li o post de NS e devido a esse afloramento desta cronica ( PSG ) fui em sua busca como deixei de patrocinar certas e determinadas entidades que bajulam o "carinho" do Carnide só aqui consegui ler o objecto da minha busca, mais uma vez obrigado e Saudações Leoninas. #todosaalvalade

    ResponderEliminar
  2. Não há milagres, um lugar comum escrito por um jornalista parece um guião digno de um prémio literário.

    Quase me apetece dizer, talvez seja melhor não ganhar nada para poupar nos prémios do jogo - o que seria de certa fauna que pulula na CS se não invocassem o nome do Benfica?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao "anónimo das 20:58" faço lembrar que na fauna também se incluem os burros e as minhocas!...

      Eliminar
  3. Tanto lucro tanto lucro, mas provas internacionais 0

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE