segunda-feira, 25 de maio de 2015

Com a angústia de que possa ter feito de propósito!...


O prisma do génio

"Quando os sportinguistas pensavam viver de novo no melhor dos mundos, eis que Bruno de Carvalho dá uma conferência de imprensa com recados e indirectas – que metem como sempre os jornalistas ao barulho – e coloca outra vez Marco Silva à beira da porta de saída. É uma cruz que terão de suportar. O presidente tem aquele estilo e defeitos vários, a par de qualidades importantes que fazem dele não o que parece, como outros que por aí andam ao disfarce, mas o que realmente é. A alternativa para os associados do leão é tornarem a eleger um banana ou um medroso que volte a mergulhar Alvalade na profunda crise, financeira e desportiva, em que se afundava antes de Bruno chegar.

O problema é que regressou o processo desestabilizador do meio da época, interrompido com sabedoria e agora inoportunamente retomado. Sim, logo agora, que o Sporting tem a possibilidade de ganhar a Taça de Portugal, para que foi Bruno de Carvalho reabrir o armário dos fantasmas e das conspirações?

Quando, na penúltima jornada, os leões ficaram a perder, no seu campo, com o Sp. Braga – o mesmo adversário que vão defrontar no Jamor – pensei que o caldo se tinha entornado de vez e que a Taça já era. Esqueci-me, esquecemo-nos muitas vezes, que a vontade dos jogadores é que decide estas coisas. E a verdade é que, ao virarem o marcador sobre o intervalo, e ao ganharem a seguir em Vila do Conde um jogo que já “não contava”, os profissionais do Sporting deram ao presidente e aos adeptos um sinal inequívoco: o de que estão com o seu treinador.

Visto por esse prisma, talvez Bruno de Carvalho tenha acendido o fogo não da desunião mas da vitória. E se o fez de propósito, então, é um génio."


E se Alexandre Pais não for louco, nem tenha já paciência ou necessidade de alinhamento com estratégias que já pouco ou mesmo nada lhe possam interessar? E se Bruno de Carvalho "tem aquele estilo e defeitos vários, a par de qualidades importantes que fazem dele não o que parece, como outros que por aí andam ao disfarce, mas o que realmente é"? E se tiver contra todas as expectativas e contra tudo o que o bom senso recomendaria, "acendido o fogo não da desunião mas da vitória"? E "se o fez de propósito"?!...

Há muito que defendo o método de redução ao absurdo, sempre que vejo fechadas todas as portas da dedução lógica. E quantas vezes já dei comigo a pensar no absurdo da certas situações que o presidente leonino parece ter um mórbido prazer de despoletar. Mas começo a interrogar-me, como Alexandre Pais afinal, se apelidar de "tiros nos pés" uma grande parte das suas intervenções públicas, não será demasiado simplista ou mesmo redutor.

Condesso que esta crónica de Alexandre Pais ainda veio baralhar mais a minha pobre e sofredora "mente de leão"! Confesso as minhas dúvidas sobre que campeonato teria feito o Sporting, após a célebre e humilhante derrota de Guimarães, se Bruno de Carvalho não tivesse escrito o que escreveu no "facebook"! E confesso a encerrar, as minhas fortes reservas sobre o modo como Marco Silva e o plantel enfrentariam a final da Taça, se não tivesse ocorrido aquela "infeliz" conferência de imprensa!

Dizem que de "génio e de louco todo o homem terá um pouco"! E eu interrogo-me às vezes sobre se Bruno de Carvalho será louco e confesso nunca ter encontrado resposta. Agora, com a crónica de Alexandre Pais, passei a debater-me com a angústia - ou será esperança? - de que possa ter feito muita coisa... de propósito!...

Leoninamente,
Até à próxima

4 comentários:

  1. Amigo Álamo, sempre acreditei que houve um propósito na CI do presidente, e que esse propósito, era chamar a si todos os problemas, de forma a proteger o grupo, pois não acredito que BdC seja táo pouco inteligente, ao ponto de andar a dar tiros nos pés sem qualquer necessidade....a minha análise à dita CI esteve sempre em consonância com o último parágrafo de AP...

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O tempo vai trazer-nos a resposta, amiga Leoa Maria...

      SL

      Eliminar
  2. Fico feliz ao constatar a candura de algumas pessoas em relação aos comportamentos de BdC. Está visto que o homem é um incendiário, não medindo portanto as consequências dos actos que desencadeia e que podem acarretar prejuízos incalculáveis. Imaginemos que, por desgraça, o SCP não ganha a Taça de Portugal: será que o homem pode ser perdoado? Infelizmente e definitivamente não. A massa associativa terá então de repor a normalidade no Clube que merece ter paz para enfrentar os desafios do futuro. E, pelos vistos, com este cavalheiro não vamos a lado nenhum

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi com a candura, a pureza, o idealismo e o optimismo de muitos, infelizmente caldeados com a malícia, a preversão, a impudícia e o negativismo de outros que tem sido construída a história do Sporting!...

      Entenderei sempre como excessivo o pretensiosismo de quem no Sporting se julgue capaz de se substiuir ao único juiz de tão complexa causa: O TEMPO!...

      Eliminar

PUBLICIDADE