sábado, 2 de maio de 2015

Afinal para Marco Silva a rotatividade não será bem um "bicho de sete cabeças"!...


Pela enésima vez o Sporting falhou a primeira parte em Alvalade. Possuído de exasperante indolência, quase apatia, sem ideias, sem nervo, sem agresividade e cometendo erros grossseiros e inadmissíveis, passou 45 minutos a colocar-se a jeito do habitual golpe adversário, que mais uma vez não aconteceu, porque Rui Patrício salvou a honra do convento.

Envergonhado, Marco Silva fez o óbvio ao intervalo: retirou Rosell e Capel que ninguém tinha visto em campo e avançou para Adrien e André Carrillo, que transfiguraram completamente a equipa, de tal modo que poucos minutos tinham decorrido da segunda parte e o Sporting já tinha produzido mais do que em toda a primeira metade da partida.

Muito particularmente através do peruano, a equipa subiu exponencialmente de rendimento e quase todos foram arrastados para uma prestação que até ao intervalo muito poucos se atreveriam a antecipar.

É um lugar comum desde o arranque da época, mas cada vez se me afigura mais difícil de explicar o que será que Marco Silva transmite aos seus jogadores antes de subirem ao relvado para o início do jogo de tão diferente daquilo que lhes diz ao intervalo, para a mudança ser tão radical.

Carrillo foi o homem do jogo, acompanhado de perto por Cedric e Montero. André Martins surpreendeu pela inusitada gestão de esforço: hoje quase que durava os 90 minutos. Mané com alguns bons pormenores, continua egoísta, tendo desperdiçado com um remate disparatado, pelo menos um momento sublime do jogo, em que bastaria colocar a bola na cabeça de Montero, sózinho frente ao guarda-redes.

Rosell e Capel não responderam mais uma vez à chamada. Terá sido a última de Marco Silva?! Atrever-me-ia a pensar que sim, sendo também óbvia a minha dificuldade para dar nota positiva a Tanaka.

Duas conclusões importantes: o primeiro dos dois objectivos recentemente estabelecidos pelo Presidente, está cumprido e...

Afinal para Marco Silva a rotatividade não será bem o "bicho de sete cabeças", como até há pouco vinha parecendo fazer crer!....

Leoninamente,
Até à próxima

12 comentários:

  1. Boa noite Alamo,
    Acabado de chegar de alvalade pois hoje foi dia de levar a patroa a bola.
    A rotatividade e uma coisa linda mas tambem poe a luz as fragilidades...
    Este jogo resume-se a isto, na 1parte jogamos com 8 , na segunda com 11, a diferenca e simples.
    Nada me alegra dizer isto , mas Rossell do ponto de vista ofensivo e uma nulidade , limita-se a lateralizar, Capel nao consegue esconder as suas limitacoes tecnico taticas e desanimado ainda fica pior e por ultomo Tanaka, a unica coisa que consegui ver foi as botas cor de rosa, de resto fraquissimo.
    Volto a dizer, jogadores desta qualidade so servem para uma coisa, estar a tapar oportunidades a outros.
    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu bom amigo João Antunes, o filme que o seu comentário nos mostra, foi exactamente ao que vi na televisão.

      E haverá uma pedra com que fiquei no meu sapato e que me leva a colocar-lhe a si a seguinte questão: Não terá sido intencional Marco Silva jogar a primeira parte com 8, como o meu amigo diz?!...

      Já não sei que diga!...

      Abraço e SL

      Eliminar
    2. Alamo,
      Com a posicao definida no campeonato MS ja esta claramente focado na final da taca. Estar a jogar pra cumprir calendario e ja que tantos pedem rotatividade ele responde, tomem la os que tenho no banco e vejam!!
      Claro que seria inatacavel se fosse esta a logica da rotatividade que se pede, mas nao e...O que se quer e ver os jovens que poderam ser o futuro da equipa principal.
      Pq Rosell e nao Alisson? Pq Capel e nao Gelson ou Podence?
      Pq Tanaka e nao Diego?
      Pq MS coloca os seus interesses acima dos do clube, pq assim fica de bem com o plantel, pq assim e politicamente correcto.
      SL

      Eliminar
    3. Comungo inteiramente a sua ideia amigo João Antunes! E fico-me por aqui, porque também prefiro ser "politicamente correcto" e acima de tudo coloco o SPORTING!...

      Eliminar
  2. Provavelmente Francisco Geraldes não teria jogado pior do que Rosel. Porque não dar já oportunidades a estes jovens? É que existem jogadores neste plantel da equipa A que se vê que nunca darão mais do que esta tristeza.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa é exactamente a tese que há muito defendo, caro CdL, mas se puxarmos pela nossa memória, concluiremos que o actual problema do Sporting problema não é de hoje!...

      Verdadeiramente, apenas László Bölöni foi capaz de cortar a direito...

      Eliminar
  3. Curioso, até parece que não tivemos já primeiras partes sofriveis com o tal 11 da segunda parte...

    Quando se olha para os sintomas e não se vê a síndrome, cortam-se os membros errados...

    Seja quem seja o 11 (ou os 8) que iniciam o jogo, o SCP sofre da síndrome "dar primeiras partes de avanço ".

    Porquê, não sei. Não sou médico da bola!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É a interrogação que todos os adeptos sportinguistas colocam , caro Lourenço! E como nem todos seremos "médicos da bola", vamos continuando em sofrimento, sem sabermos o quê nem quando amputar! Dá ideia que teremos de esperar pelo desenvolvimento da "doença" até que ninguém tenha dúvidas sobre o diagnóstico...

      Eliminar
  4. Com todo o respeito:
    Então hoje não há post sobre o Capela? Ou uma simples nota num comentário?
    Tanta excitação nos últimos dias mereceria sem dúvida uma palavra depois do acto consumado...

    Cumps

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao caro J.P.Gonçalves direi que depois da "operação de branqueamento" em Vila do Conde, a "capela" ficou limpinha, limpinha e impecavelmente caiada de branco! Estará agora preparadíssima para na próxima época continuar o trabalho do... "colinho"!...

      Cumps

      Eliminar
    2. A derrota do Benfica em Vila do conde não foi com o Capela, acho eu...
      Folgo em ver que já pensa na próxima época. Nesta o Sporting nunca foi beneficiado pela arbitragem em jogo nenhum, foi sempre prejudicado, e o Benfica foi beneficiado em 95% dos jogos e, se for campeão, será sem qualquer mérito, apenas pela ajuda dos árbitros. Dejá vu...

      Até à próxima.

      Eliminar
    3. Obviamente que troquei Barcelos por Vila do Conde! Falha minha que de modo algum pretendeu minimizar o mérito dos 5-0 aplicados ao Gil Vicente. Já o mesmo não se poderá dizer do jogo da 1ª volta na Luz.

      Quanto ao sarcasmo do seu comentário, esse sim será um "dejá vu", que nunca conseguirá disfarçar a realidade desta época...

      E na próxima, cá estaremos para apreciar como se irá desenrolar, sendo que muito dificilmente haverá mudança de moscas quando o poiso continuará igual...

      Então até à próxima.

      Eliminar

PUBLICIDADE