segunda-feira, 4 de julho de 2016

Marcar muitos golos! Nem que seja no fim, nos penáltis!...



E chegados aqui, quem de 24 tira 20, ficam 4! E se entre esses "tristes" quatro figura o nome de Portugal, só nos faltava que a Catarina Martins viesse propôr e nós subscrevessemos, uma petição para despachar o Fernando Santos para casa, por causa da nossa selecção não jogar a "ponta dum corno"!...

A Alemanha é a Alemanha, diz o "paralítico mental" do Wolfgang Schäuble! A França é a França, disse o outro "carregado de merda naquela cabeça" e que chefia a Comissão Europeia,  Jean-Claude Juncker. O País de Gales é o País de Gales, dirá a rainha de Inglaterra, depois de um "annus horribilis" ainda mais horrível que aquele a que ela em tempos idos se terá referido, depois de tanto "brexit" político, financeiro, futebolístico e sabe-se lá que mais, ter assolado o "seu império quase sem sentidos"!...

Pois então, Portugal é Portugal, diremos nós todos com a jactância que os benfas não se importam nada de nos emprestar: 14 milhões será uma jactância de tal ordem que nem "alemões, fraciús e gálicos" nos farão frente! Para já comecemos pelos "gálicos" e fiquemos à espera que os outros dois se "estuporem" um ao outro em 120 minutos de "arrebentar músculos e pulmões", mais 45 penáltis de "arrebentar neurónios" e menos 24 horas de descanso. Aí seus valentões! Sempre quero ver!!!...

E depois venha alguém falar-me de estratégia, como se Fernando Santos tivesse que pedir meças àqueles estrategas de merda do Euro 2016, que jamais ousaram pensar que este europeu tinha um lado bom para os "terceiros classificados" e um lado "horribilis" para todos aqueles que se armassem em "carapaus de corrida"! E o "burro" é o Fernando Santos?! E que ninguèm me pretenda lembrar que os "islândios" nos remeteram para o terceiro lugar com aquele golo aos "áustrios" no último minuto. Esse foi o lance em que o nosso seleccionador evidenciou todo o seu génio: ele previu isso, exactamente! O resto não passa de inveja, escárnio e mal-dizer!...

E parece que já estou a adivinhar a pergunta carregada de fé de todos os críticos de Fernando Santos: e como é que vamos ganhar aos "gálicos"?! Pois, alguém duvida de que o nosso selecionador está a treinar a equipa neste dias cruciais antes de 4ª feira, para...

Marcar muitos golos! Nem que seja no fim, nos penáltis!...

Leoninamente,
Até á próxima

6 comentários:

  1. Jean-Claude Juncker é do luxemburgo ... Não é francês. .. essa geografia ...

    Luís Andrade

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O senhor Luís Andrade, não me leve a mal mas permita que aqui lhe recorde um dos vários significados da palavra ILITERACIA: incapacidade para perceber ou interpretar o que é lido.
      (CONSULTAR: Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/iliteracia)

      E,"en passant" pela iliteracia que revela de forma confrangedora mas que é coisa que apenas a si dirá respeito, faço-lhe o reparo e convido-o a reler o que escrevi de modo a constatar com os seus próprios olhos, que em nenhum momento afirmei a nacionalidade do senhor Jean-Claude Juncker! Apenas o citei como sendo o responsável máximo que preside à Comissão Europeia. E se recentemente e no exercício das suas funções afirmou que "a França era a França" isso nunca fará dele um francês.

      É muito feio presumir de "esperto", perante quem nem sequer se conhece para lhe criticar os conhecimentos de geografia ou de outra matéria qualquer!...

      O que verdadeiramente lhe deveria interessar, se ainda tiver idade e capacidade intelectual para o fazer, será cuidar de fazer os possíveis para abandonar a sua frustrante ILITERACIA!...

      E remato afirmando a forte probabilidade de haver milhões de pessoas que saberão bem mais de Jean-Claude Juncker do que a sua nacionalidade. E entre esses milhões, terá de admitir que poderei estar eu!...

      Eliminar
    2. " O País de Gales é o País de Gales, dirá a rainha de Inglaterra"

      Segundo o sr andrade a rainha de inglaterra é Galesa

      Eliminar
    3. Em semelhante "anus horribilis", creio que o sr. andrade diria que a rainha é... "gálica"!...

      Eliminar
  2. Lamento o transtorno causado. Uma minha simples crítica isenta de presunção, onde apenas faço um reparo, não devia merecer tanta atenção da vossa parte. Excepto se estivesse certa, como julgo, porque o contexto da sua comparação está ligeiramente desfocado. Já agora l, a Rainha de Inglateŕra não é a soberana do País de Gales ? Insisto, não presumo nada qaunto ao teor do conhecimento de ninguém. Não me cabe esse julgamento, tão fácil na sua pena.

    Luís Andrade

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deveria ser óbvio para si, caro Luís Andrade, que não lhe cabe o direito de julgar o conhecimento, a cultura e a capacidade intelectual de ninguém, porém, o facto é que julgou e o reparo chegou. E a ironia continua, ao julgar que esse reparo está certo. Não está! Nunca nem ninguém afirmou aqui que Jean-Claude Juncker era francês! A sua argumentação invade os limites do "chico-espertismo"!...

      Eliminar

PUBLICIDADE