domingo, 31 de julho de 2016

Um dia os violinos hão-de triunfar sobre os bombos e as conetas!...



Faltava o "quarteto de cordas", cada um com o seu fulgurante talento e invejada versatilidade e faltava o violoncelo com as suas quatro cordas, lá, ré, sol e dó, cada vez mais meticulosamente afinadas em quintas pelo ouvido único de JJ...

E quantas saudades nós já tínhamos da "nossa alegre casinha" inundada de música melodiosa e quase etérea! Quantas saudades nós já tínhamos de ouvir de novo os acordes da música mais bela e bem construída que os relvados portugueses ouviram ao longo de toda uma época que só não terá terminado em justa apoteose, porque em momentos críticos e programados longe dos bastidores, foi possível assistir à entrada de bombos e cornetas desafinadas que desvirtuaram o espectáculo!...

Serão loucos e estúpidos os "experts" da revista inglesa "Fourfourtwo" que entregaram a décima posição a Jorge Jesus no "ranking" dos melhores treinadores mundiais, porque entre outras razões, não lhes terá passado despercebida a música sublime da equipa que em 34 jornadas liderou o campeonato em 22?! Não me parece que o sejam! É que a música melodiosa que lhes chegou durante meses seguidos aos ouvidos, nada tinha do tradicional "folclore pimba" que quase diariamente nos foi aparecendo nas capas dos jornais que vivem e subsistem à custa da música rasca que vão procurando impingir, sabe-se lá à custa de que preço!...

Pena que todos os criminosos voltem sempre ao local do crime e que capas do tipo daquela que hoje o jornal Record exibe, sejam a excepção horrenda dum espaço de tempo curto e volátil em que até os "vouchers" vão de férias!...

Um dia os violinos hão-de triunfar sobre os bombos e as conetas!...

Leoninamente,
Até à próxima

2 comentários:

  1. Eu tenho umas perguntas:
    1- Que é que preferem? Ter campeões europeus a lutar pelo titulo de campeão nacional ou ter campeões nacionais a lutar pelo titulo europeu?
    Levanto esta questão porque o campeonato da Europa são meia dúzia de jogos e metade deles dá para empatar, o campeonato nacional de futebol tem 34 jogos e empatar pode ser muito penalizador.
    2- Depois de ouvir o Jorge Jesus a dizer que o único objectivo o ano passado era o campeonato nacional, porque é que ainda ninguém lhe pergunta explicitamente, quais são os objectivos deste ano?
    3- Alguém acha, que com o mesmo plantel, ou com saidas (considerando que há movimentações nesse sentido com Slimani e João Mário) e com o acréscimo do ritmo competitivo da Champions, que o mestre da táctica vai conseguir fazer igual ou melhor que o ano passado?
    4- Se, conseguir fazer igual ao ano passado, que consequências vão haver para o mestre da táctica?
    Obrigado pela oportunidade

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eis as respostas que as perguntas do "anónimo das 18:58" me sugerem:
      1 - Eu prefiro ser campeão europeu e campeão nacional.
      2 - JJ já disse que pretende fazer melhor esta época do que na época passada.
      3 - Eu acho que JJ é muito capaz disso e de muito mais.
      4 - Eu não admito que JJ se fique por fazer igual ao ano passado. Ele tem afirmado precisamente o contrário: pretende sempre suplantar o patamar que antes conseguiu alcançar.

      Para a próxima, sugiro que assine o seu comentário. Custa-me muito ter de ser deselegante e referenciar os comentários pela hora a que são publicados. Falso ou verdadeiro o nome usado para a assinatura de um comentário, sempre será mais digno que chamar-lhe... "filho de pai incógnito"!...

      Eliminar

PUBLICIDADE