domingo, 24 de julho de 2016

Daqui do meu canto de leoninidade e cidadania, o meu aplauso!...


O DIABO À SOLTA

«Acabados os campeonatos internos, defrontaram-se as selecções. Festejam-se as vitórias, choram-se as derrotas e, é então, que aterra o diabo e fica à solta. Com o diabo à solta no futebol, nas gentes do futebol e com os ‘colados’ ao futebol, tudo pode acontecer. 

Os adeptos invadem as ruas e fazem da noite a sua festa. As equipas são recebidas nas câmaras e há mais festa. Claro, tudo com coberturas exaustivas, muitas vezes ridículas, da comunicação social. Este ano, a equipa nacional saiu do limbo e subiu aos céus. As festas foram de arromba. Percebe-se, pois precisávamos, como do pão para a boca, deste afagar do ego, tão em baixo que ele anda. Mas nas homenagens oficiais, fazer de todos comendadores é bem coisa tuga, porque, pelo caminho iniciado, a terra dos doutores vai transformar-se na terra dos comendadores. Não haveria uma solução menos ridícula?

Da Madeira vem o surreal. Cristiano Ronaldo tem uma estátua, o nome numa praça e, coisa suprema, o aeroporto terá o seu nome. O melhor do Mundo não tem culpa nenhuma desta mediocridade e pobreza de espírito dos políticos que temos.

Bom, vem aí a época 2016/17 com as compras, vendas e trocas de jogadores. Nos fins de agosto teremos os saldos. Até ao fecho do mercado veremos o insólito, o despudor, a informação e a contra- informação e as birras dos jogadores que querem sair, esquecidos que assinaram contratos. E, cereja no bolo, as perguntas e respostas inteligentes, como: "que espera neste seu novo desafio?" " Ganhar tudo". Pois claro.»
(Alberto do Rosário, Bilhar Grande, in Record)


De vez em quando para o charco em que se transformou o jornal Record, alguém atira uma pedrada capaz de abanar com a quietude e tranquilidade em que vivem os répteis que o infestam. Desta vez foi Alberto do Rosário, que um dia destes, a continuar a sua saga, poderá muito bem vir a ser dispensado pelos "farelos" da Cofina...

Daqui do meu canto de leoninidade e cidadania, o meu aplauso!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE