sábado, 30 de julho de 2016

Que nunca lhe passe pela cabeça tomar-nos por parvos!...


A ETERNA ESCOLHA DE 'O MELHOR'

«Há poucas coisas que provocam tanta discussão quanto a nomeação de ‘o melhor’. Seja em que área for, no desporto ou fora dele. Porque é difícil, para não escrever impossível, existir consenso num tema que tem muito de subjetivo. E esta foi uma semana marcada, de certa forma, pela divulgação de opiniões sobre’os melhores’. A revista inglesa Four-Four-Two apresentou a lista dos seus melhores 50 treinadores da época 2015/16. Uns irão considerá-la muito boa, outros nem por isso. Pela minha parte, discordo de vários elementos que figuram no top 10, onde colocaria outros que ali não se encontram, uma vez que a seleção diz basear-se no que cada um fez na última época. Exemplo: a não ser que tenha existido um grande compromisso entre a temporada e a carreira de cada técnico (com mais peso para esta última), como se explica o 4º lugar do despedido José Mourinho? E como entender que, face ao conseguido em 2016/17, Rui Vitória esteja para além da 30ª posição? Simeone, considerado o melhor do ano (concordo), nada ganhou, mas fez o Atlético lutar no mesmo patamar que os gigantes, em todas as provas. Jesus está no top 10 e isso merece-me apenas um comentário: inteiramente justo.

Quem também aceitou discutir os melhores foi o ex-jogador Luís Figo. Quando questionado sobre qual o melhor futebolista português de sempre nomeou Eusébio. Lá está, não posso estar mais em desacordo. Já o escrevi várias vezes. Nenhum outro futebolista português fez ou conseguiu aquilo que Cristiano Ronaldo já fez e já conseguiu. Eusébio foi fabuloso, claro, como Maradona também. Mas a partir de determinado momento surgiram dois ‘extraterrestres’ no mundo do futebol; Messi e Ronaldo. Na Argentina e em Portugal não houve melhor. Para mim, claro, mas Figo tem outra opinião e outra... agenda.»

José Ribeiro teve a arte de, nesta sua última crónica, ser capaz de dizer tudo, com três pontinhos seguidos da palavra "agenda"!...

Luís Figo sempre foi capaz de adaptar a opinião... à sua agenda, que sempre e em quaisquer circunstâncias lhe ditou as palavras e o comportamento! E nem valerá a pena desenterrar pecados velhos. Devemos aceitá-lo como é e respeitar a sua carreira, mas...

Que nunca lhe passe pela cabeça tomar-nos por parvos!...

Leoninamente,
Até próxima

4 comentários:

  1. Concordo quase plenamente (excluo qualquer admiração por aquele k na minha opinião é o...ou... um dos..futebolista(s) mais sobrevalorizado(s) e protegido da história do futebol (Messi) !

    ResponderEliminar
  2. Figo sempre foi um grande perito dessa arte muito apreciada em Portugal: a genuflexão.

    ResponderEliminar
  3. Ver José ribeiro falar de "agendas" em relação a outras pessoas é de ir às lágrimas.

    É a mesma coisa que o vouchers ou os frutas criticarem a corrupção no futebol, penso em de que...

    SL

    ResponderEliminar
  4. Não acredito que Figo "seja burro", de outro modo não teria conseguido o que conseguiu...
    Mas a verdade é que me parece que ele não consegue "disfarçar a inveja"...
    Eusébio foi um fenomenal jogador (como o foi Peyriteo e mais uns quantos...não digo que na mesma dimensão de Eusébio...), foi uma estrela com muito brilho...
    Mas Ronaldo é estratosférico...Ronaldo é o que Eusébio "já não é"...o melhor futebolista português de todos os tempos...a quem será dificil destronar...
    Não digo que não possa aparecer um jogador que possa ter as possibilidades de ser como... ou até superior a Ronaldo...
    Mas não esqueçamos que Ronaldo não tem apenas um jeito nato...Ronaldo é todo ele um lutador, um trabalhador incansável...
    Ronaldo "pôde e quis"...e isso faz a diferença...!!

    Olha Figo...o melhor que podes fazer é "ir disfarçado" a Barcelona...para não seres "reconhecido" e tratado como te tratam os catalães...
    E já agora..."deixa a inveja" ...no caixote do lixo...!!

    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE