sexta-feira, 22 de julho de 2016

A ironia de José Ribeiro!...


Adormeci a pensar em José Ribeiro. Não apenas no jornalista do Record cuja crónica me deu o mote para o último texto que por aqui publiquei antes de, quase a cumprir-se a primeira hora desta penúltima sexta-feira de Julho, decidir entregar-me nos braços de Morfeu. Mas em todos os "josés ribeiros" que me vão acompanhando em cada jornada deste estranho e fugaz campeonato de que, por bondade dos deuses, desconheço quantas ainda terei para disputar para além da septuagésima que recentemente tive o privilégio de cumprir. Nos "josés ribeiros" que em toda uma comunicação social  globalizada, vão contribuindo e permitindo, tanto por cá quanto para lá destas insignificantes raias que nos separam de Espanha e do resto do mundo, que  muitos milhões, biliões, sei lá, um incomensurável número de ovos continuem a ser espectáveis sairem dos cus de número igual de galinhas, quando apenas uma palavra sua, desses "josés ribeiros", entre o muito que o seu conhecimento transporta mas vai sonegando por falta de coragem ou mero instinto de auto-defesa, bastaria para que milhões desses ovos se transformassem, sem que os deuses pudessem intervir, em pouco agradáveis, para as galinhas e espectadores, poias de merda expelidas por cloacas que, comprovadamente, a Natureza dotou mais para expelir excrementos que para nos oferecerem ovos!... 

Ironicamente, e talvez por isso, a proliferação de "josés ribeiros" não se resume aos "media"! Eles pululam por todo o universo global que nos envolve, nos mais importantes sectores de regulação da sociedade que somos, exibindo, desafortunadamente, a mesma ausência de altruismo e ética ou as mesmas cobardia, falta de coragem, comodismo ou instinto de sobrevivência.

De vez em quando os deuses revoltam-se e desalinham os astros. E acontecem cometas que iluminam fugazmente os céus do infinito. Mas apenas fugazmente, como é característica dos cometas. De vez em quando acontecem "watergates", "lava jactos", "blatters e platinis", "vales e azevedos"... Mas quantos ""zeinais bavas", "luíses filipes orelhas", "portas 18" e milhares de outros ficam no cu da galinha ou apenas se traduzem em merda fétida que encharca os nauseabundos corredores dos sistemas judiciais, por cá e por aí fora?!...

É por isso tudo que, na minha imperfeição, compreendo a imperfeição de todos os "josés ribeiros": fazem apenas o que podem, na medida em que poucas vezes ou mesmo nunca os deuses entregam a recompensa a quem se atira para os cornos do touro. Uns optam por silêncios ensurdecedores buscando a sobrevivência nesta mescla de mundo cão e vale de lágrimas. Outros tentam usar processos mais sofisticados de difundir a mensagem embora, inevitavelmente, a surdez e cegueira colectivas acabem por conduzir aos mesmo resultados.

Julgo que terá sido o caso da crónica de ontem de José Ribeiro: a ironia!...

leoninamente,
Até à próxima 

6 comentários:

  1. Não tinha ainda lido a tal crónica do ribeiro...
    Acabei de a ler...
    E realmente "pegando" neste parágrafo ...:

    "...até este momento, foram vendidos passes num valor total que atinge os 430 milhões! Quem vende bem e a um ritmo anual ganha músculo financeiro para depois poder intervir com força no mercado das aquisições. É isso que o Benfica actual prova de forma evidente. A diferença entre Benfica e o resto da concorrência está a aumentar de forma clara. Ser tricampeão foi a consequência natural das coisas. Se em 2016/17 não conseguir o tetra, isso sim será uma grande surpresa..."

    Realmente, lemos e "nem acreditamos"...

    Como é possível ser-se intelectualmente tão "desonesto", para poder escrever o que se escreveu e continuar a "respirar" ...?
    Quanto "recebe" um "ribeiro" pelo facto de tentar "mascarar os podres" de um clube que todos sabemos estar atolado numa dívida tão descomunal...?

    Ao ler-se o que se lê, quase "nos convencemos" que entre o clube das galinhas ou o MU, um Bayern, um Barça ou um Real...existe um fosso financeiro e negocial que deixa estes últimos ...a milhas...!

    Como podem as pessoas (algumas)...ser "ribeiros"...??

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Max, permita-me aconselhá-lo vivamente a não ultrapassar a ironia do leão José Ribeiro! É que haverá um ponto em que o absurdo pode virar realidade! Tenha cuidado amigo! A gente quando não pode com "eles" o melhor a fazer será... "juntarmo-nos a eles"!...

      Abraço e SL

      Eliminar
    2. Bom dia.
      Por outro lado acho que o "ribeiro" (nome curioso porque os ribeiros transportam coisas nas suas correntes e têm sempre como objetivo desaguar em algo maior que eles...) poderia estar a dar uma no cravo outra na ferradura... ser provavelmente mais cobarde que desonesto.
      Bem sei que posso estar a ser advogado do diabo, mas ele põe preto no branco o número astronómico das vendas... na esperança (isto já sou eu a dizer) que quem leia faça uma interrogação simples... se as vendas chegam a estes valores, que é feito desse dinheiro todo em 7 anos? Porque cresceu o passivo na mesma proporção dos valores que avança?
      Podia tÊ-lo feito porque sabe perfeitamente o que o seu jornal publicou há meses...
      http://www.record.xl.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/benfica/detalhe/comissoes-e-passes-originam-deducoes.html
      Mas também se pode dar o caso de querer que nós façamos o esforço de estar sempre alerta.
      SL
      Basco "O Leão"

      Eliminar
  2. Dos melhores textos desde que me lembro de frequentar este espaço.
    O Morfeu além dos braços, também lhe soprou iluminação!
    Abraço
    Basco "O Leão"

    ResponderEliminar
  3. Ainda nem começou e já choram. Esta época nem chegam ao Natal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois se calhar morremos todos antes! E como será que vocês, benfas, conseguem passar o Natal e chegar ao tetra, sem adversários, jogando sózinhos e a pau com os ursos?!... E tu "anónimo das 14:26" onde chegarias se não fosses estúpido? Já pensaste nisso?!...

      Eliminar

PUBLICIDADE