quarta-feira, 20 de julho de 2016

Que o Sporting seja capaz de aproveitar e eternizar quanto possível, a fortuna de ter JJ no seu seio!...




Às vezes, como hoje, ao ver as capas dos nossos jornais diários desportivos, quase me sinto transportado a outros tempos ainda não muito distantes, em que apreciava com enlevo e serenidade leoninas a contrastante dicotomia entre A Bola escarlate e alienada e o Record cuja linha editorial, embora discretamente marcada de verde, era exemplo de isenção e critério.

Claro que mesmo em dias como o de hoje e mesmo debruçado sobre a capa que acima apresento, deparou-se-me a necessidade de usar a borracha e apagar os muitos milhões que por lá estavam semeados a vermelho escarlate, como  se não bastasse a capa do outro, de A Bosta, como em boa hora alguns sportinguistas entenderam com toda a propriedade baptizá-lo. Mas enfim, o oito é inimigo do oitenta e acho que terei acabado por conseguir o aspecto gráfico mais consentâneo com o meu sentido estético leonino. 

Mas não terá sido apenas a capa de hoje do Record que me surpreendeu. Sendo certo que me aguçou o apetite, o privilégio que me oferece o cantinho onde diariamente tomo a bica da manhã de colocar à disposição dos seus clientes esse jornal, permitiu-me, contra o meu hábito. apreciar nas páginas interiores, o excelente trabalho do jornalista António Adão Farias que, com o equilíbrio que certamente lhe advirá da rejeição da "corrente do jogo" que reina no jornal que serve, creio ter conseguido um trabalho que deveria merecer a atenção dos desalinhados como eu que, mesmo com os céus turvos de fumo verde, aguardam a dissipação do nevoeiro!...

Creio ter encontrado uma forte identificação entre a matriz que serviu de base ao trabalho de AAF e o pensamento que nos últimos dias tenho deixado por aqui expresso em alguns apontamentos, sobre o "leitmotiv" que terá empurrado Jorge Jesus para a definição e implementação do famigerado estágio na Suíça do nosso desencanto: 


"... A ‘miniChampions’ de Jesus acabou, contudo, por expor (muitas) fragilidades. Da baliza ao ataque, não houve sector capaz de sair ileso. Há na ausência de Rui Patrício, William, Adrien e João Mário uma atenuante. Mas o rendimento da maioria dos jogadores que vieram a Lausanne foi... confrangedor. Nem na única vitória obtida frente a uma equipa... amadora, os leões convenceram. Nas derrotas, então, foi o descalabro... (LINK)

Jorge Jesus sabe muito de futebol. E já conhecerá de Bruno de Carvalho o suficiente para saber que com ele... "as palavras são levadas pelo vento"! O homem só acredita que em frente dele tem uma parede, quando contra ela chocar violentamente. O mesmo se passará com a esmagadora legião de fâs que no universo leonino lhe presta homenagem, sem muitas vezes cuidar de se interrogar, em tantos e talvez demasiados casos, sobre se a mesma não soará a vassalagem.

Tenho poucas dúvidas sobre os objectivos que JJ terá perseguido neste "desgraçado" estágio na Suíça. E menos dúvidas terei no facto quase incontornável de que acabará por colher os frutos desejados, retirando no tempo certo a espoleta da granada que provavelmente só lá para o meio do campeonato acabaria por deflagrar com estrondo.

Afinal, ou muito me engano, ou JJ acaba de provar a toda a "pirâmidade leonina", que o "rei Leão ia nu"! Quanto mais os anos passam sobre o técnico que afortunadamente Bruno de Carvalho escolheu para liderar o nosso futebol, mais a sua irrefutável e quase sem paralelo inteligência táctica extravasa dos relvados para os bastidores. A minha homenagem a JJ... 

E que o Sporting seja capaz de aproveitar e eternizar quanto possível, a fortuna de o ter no seu seio!...

Leoninamente,
Até à próxima 

4 comentários:

  1. o Sporting tem 2 semanas de treinos, fez 4 jogos em 7 dias.

    um texto assassino e um foto como o jorge jesus a bufar... serviram pra concluir que tirando os europeus e mais 2 ou 3 jogadores, o resto é um monte de refugo...

    Há quem se recuse a perceber o que é o record hoje em dia e quem serve o record.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com o devido respeito pela opinião do caro "aminhatvpifou", não foi isso que hoje li no Record, escrito por António Adão Farias, que sei sportinguista insuspeito...

      Eliminar
    2. explique o Álamo se quiser o que quer dizer com isto:

      Afinal, ou muito me engano, ou JJ acaba de provar a toda a "pirâmidade leonina", que o "rei Leão ia nu"! Quanto mais os anos passam sobre o técnico que afortunadamente Bruno de Carvalho escolheu para liderar o nosso futebol, mais a sua irrefutável e quase sem paralelo inteligência táctica extravasa dos relvados para os bastidores. A minha homenagem a JJ...

      então o treinador que comandou a equipa dos brilhantes 86 pontos que dariam o título de campeão em todos os anteriores campeonatos passou a achar que a mesma equipa é uma porcaria e que o rei vai nú, tudo em 7 dias de estágio e 4 jogos de treino?

      Eliminar
    3. Permita o caro "aminhatvpifou" que coloque em causa a honestidade do seu comentário, pelas seguintes razões:

      1 - Afirmar que JJ teve na Suiça a mesma equipa com que conseguiu alcançar "os brilhantes 86 pontos" será uma rotunda e provocadora mentira, demasiado pueril para me merecer uma resposta, que no entanto e para remate deste tema sem o menor sentido, arriscarei fazer, por se tratar de um adepto sportinguista como eu: entre os 29, a saber, Jug, Maximiano, Stojkovic, J. Pereira, Schelotto, Semedo, Coates, P. Oliveira, Naldo, Ewerton, Zeegelaar, Jefferson, Esgaio, Aquilani, Palhinha, Petrovic, Gauld, Mané, Bryan Ruiz, Matheus Pereira, Bruno César, Gelson Martins, Iuri Medeiros, Podence, Barcos, Slimani, Teo Gutierrez, Alan Ruiz e Spalvis, apenas 18 poderão ser assim considerados e, entre estes, apenas 7 se poderão considerar titulares inquestionáveis nessa saga dos 86 pontos.

      2 - A esses 7 inquestionáveis titulares (25%), Jorge Jesus com algum esforço e benevolência talvez pudesse acrescentar outros tantos (25%), cujas potencialidades e empenho os poderiam aproximar dos primeiros.

      3 - Nesta condição, quando mais de 50% dos convocados para o estágio não seriam eventualmente, nem foram, capazes de revelar estarem à altura das exigências de um colectivo com as responsabilidades do Sporting, o "rei só poderia ir nu"!...

      Quanto à explicação do excerto que retirou do meu texto e transcreveu neste seu comentário, entendo-o suficientemente explícito para haver necessidade de o explicar com maior detalhe. Se não foi capaz de o entender, creia que serei o primeiro a lamentá-lo. Mas permita-me deixar-lhe um conselho, alicerçado na convicção de que à "pirâmide leonina" não terá resultado tão incompreensível a "mensagem" de JJ neste estágio na Suiça, quanto terá sido o meu texto para si: acompanhe com atenção todas as decisões que inevitavelmente a "pirâmide leonina" se verá obrigada a tomar, depois de ser confrontada com tamanha prova recolhida na Suíça! Estou absolutamente seguro de que em 31 de Agosto, se não o conseguir antes, acabará compreendendo aquilo que agora pretendi dizer!...

      Eliminar

PUBLICIDADE